História Apocalipse Zumbi - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Zumbi Terro
Exibições 7
Palavras 1.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Desculpem a falta de ausência, estava com problemas...
Mas estou de volta, boa leitura...😥😘

Capítulo 17 - Pedido Especial


DIEGO ON:

Ja estávamos um bom tempo naquela comunidade, Kamilla avia saído com o Tone e fazia um tempo que sentia falta da sua ausência, essa garota me causa coisas que jamais avia sentido, ela é muito especial para mim.

Depois de um tempo Kamilla chega com a presença de Tone, manda eu me preparar para a viagem que vamos fazer até a casa onde o resto do pessoal está abrigado, mais ordenou que Bruna, Pedro e Meni ficassem e esperassem até nossa chegada:

- Vamos? (Digo preparado para a partida):

- Claro... (Ela responde se retirando e indo até o carro blindado):

- Por que o nosso pessoal teve que ficar aqui? (Pergunto entrando no carro e começando a dirigir):

- Tenho uma proposta para fazer a todos... (Ela diz seriamente):

- E qual seria? (Digo curioso):

- Morar na comunidade doTone. (Kamilla):

- Como assim morar com eles? E nosso destino até a Capital? (Digo desapontado com a decisão de Kamilla):

- Está tudo acabado, nosso destino até la vai ser perda de tempo... (Kamilla):

- Como assim? (Digo ainda confuso):

- O Tone me informou que ele mando um grupo até a Capital e la as condições não são boa, está totalmente detruida não a sobreviventes... (Ela diz triste):

- Mais que merda! (Digo irritado):

- Ele ofereceu a moradia na comunidade para o nosso grupo... (Kamilla):

- Será que não seremos um incômodo? (Falo meio preucupado com esse acordo):

- Eu não sei, o grupo dele de guerreiros é  bem pequeno e nois somos uma boa ajuda para ele. (Kamilla):

- Você está certa... (Digo).

Não tocamos mais no assunto, depois de uma hora chegamos onde o resto do grupo estava, Kamilla disse o acontecido deichando todos tristes e desapontados, falou da proposta do Tone o chefe da comunidade, no início o pessoal se sentiram meio que desconfiados mais no fim sederam.

Pegamos todos nossos pertences e saímos em direção ao nosso novo lar se é assim que poderia falar, chegando la Tone ordenou ao Jhon que nos guiassem até nossas novas residências, as meninas ficaram em uma casa e os meninos em outra so que uma do lado da outra, já o Shofia e o Den ficaram em uma casa um pouco distante da nossa eles eram um casal agora e precisavam de privacidade.

KAMILLA ON:

Todos estavam acomodados em suas casas, depois de organizar o meu quarto fui agradecer ao Tone pela oferta e que poderia contar comigo pelo que quisesse:

- Olá? (Digo batendo na porta da casa de Tone):

- Oi! (Ele diz abrindo a porta e supresso por me ver):

- Eu vim agradecer você pelo que fez ao meu grupo. (Digo me curvando perante a ele):

- Não precisar fazer referência, era minha obrigação ajudar vocês. (Tone olha para mim e sorri):

- Eu também vim oferecer meus serviços e do meu grupo para ajudar em sua comunidade, temos pessoas experientes com as armas e luta, o Carlos é  médico então acho que seremos de boa ajuda. (Digo):

- Mais claro que sim, e por favor entre é mal educado da minha parte falar com você e nem se quer a convidar para entra. (Diz fazendo sinal para que eu entre em sua casa):

- Não quero ser um encomodo. (Digo envergonhada):

- Uma beleza como você jamais seria um incômodo... (Tone):

- Por favor insisto que não seja modesto... (Dou um sorriso ja entrando na casa de Tone mais antes dele fechar a porta ouso alguém me chamar):

- Kamilla! (Diego diz subindo a escada da casa de Tone):

- Diego? Aconteceu alguma coisa? (Digo preucupada):

- Não aconteceu nada so quero falar um pouco com você. (Diego):

- Tudo bem, me desculpa talvez eu possa falar com você direito na próxima, tudo bem? (Digo me desculpando com Tone):

- Não a problema, so que da próxima vez eu vou convida-lá para um jantar... (Ele fala sorrindo):

 - Vou esperar... (Digo me retirando e acompanhando Diego até um pequeno jardim ali próximo):

(...)

- Então oque quer me falar? (Pergunto olhando para ele fixadamente sendo ipnotizava pelos seus belos olhos verdes):

- So queria ficar um pouco sozinho com você... (Ele diz se aproximando de mim):

- É faz um tempinho que não temos um tempo so pra nós... (Digo sorridente):

- Então senhorita Kamilla, como se sente com sua decisão precipitada? (Diego):

- Não foi precipitada, eu pensei no bem de todos até por que ficar vagando por aí não ia de dar em nada, e acabariamos perdendo mais pessoas... (Digo):

- Você como sempre certa,pensando no bem estar de todos... (Diego):

- Eu prometi a todos que faria o possível para manter vocês seguros... (Kamilla):

- E você, não se sente precionada com essa responsabilidade? (Diego):

- Não penso nisso, é uma pressão sim mais, não posso ficar parada sem fazer nada... (Digo me sentindo segura das minhas decisões):

- Bom, parando de pensar nisso que tal pensar em nós dois... (Diego diz me abraçando):

- Onde quer chegar? (Digo desconfiada, sabia que estava querendo me dizer algo):

- Eu quero que seja so minha, e que eu seja seu, que não aja mais duvidas em nossa relação, então eu digo me ajuelhando em sua frente, pode até ser um pouco cafona oque tou fazendo mais eu sinto que é oque eu quero e oque devo fazer... (Ele diz suspirando no final):

- Vo-Você... (Não termino de falar pois estava muito nervosa):

- Kamilla a pessoas que eu adimiro e não tenho mais dúvidas que sinto algo forte por você, aceita namorar comigo? (Ele diz ajoelhado e me mostrando uma possera cheia de pingentes fofos):

- Eu aceito, eu aceito... (Digo, ele se levanta pulo em cima dele dando-lhe um beijo apaixonado):

- Eu fico muito feliz que aceito meu pedido, agora quero dizer a todos que você me pertence e eu te pertenço... (Ele diz todo sorridente):

- Seu bobo... (Dou mais um beijo nele).

Ele me levou até a casa das meninas e depois dos meninos, deixando bem claro que estávamos namorando parecia um garotinho que avia ganhado seu primeiro bicinho favorito, fiquei rindo da sua atitude, ficamos todos reunidos conversando aleatoriamente na sala da casa das meninas, mesmo namorando com Diego eu ainda ficaria morando com as meninas e ela com os meninos, era cedo para morarmos juntos.






Notas Finais


Ignorem os erros...
😥😝


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...