História Apocalíptico 《Namjin》 - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jin!bottom, Mpreg, Namjin, Rm!tops
Visualizações 29
Palavras 640
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Lemon, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyyyyyy pipouus

Enton, essa fanfic é minha: Porém é originalmente postada na versão larry, então aqui é apenas uma adaptação.

Claro que eu vou mudar muitas coisas e até algumas frases ou parágrafos inteiros, mas faz parte.

Capítulo 1 - Prólogo


15 de setembro de 2017.

P.O.V NAMJOON

Uma palavra que me define neste momento é: Caos. Minha vizinhança está lotada de carros na rua com seus donos os enchendo de malas e eu nem sei o que está acontecendo ou o que aconteceu.

Entrei em casa e vi Suga de um lado para o outro com sacolas e mochilas de comida que ele ia colocando em cima do sofá.

- O que está acontecendo?- Perguntei.

- Uns cientistas criaram algum vírus que deu errado e as pessoas infectadas mordem as outras que se transformam também em um tipo de zumbi, o governo mundial estava escondendo tudo nós até que perderam o controle. Vi no noticiário.- Ele disse tudo muito rápido que eu quase não havia entendido. 

Ah, meu nome é Kim Namjoon, nascido e crescido em Ilsan, mas atualmente moro no Arizona nos EUA, aqui que eu conheci Suga -que também é coreano-  e era aqui que iríamos nos casar.

Subi as escadas correndo e abri meu cofre tirando uma besta e duas armas de pequeno porte, nunca se sabe o que pode acontecer. Principalmente no Arizona, que tem um índice altíssimo de homicídios e assaltos.

Peguei uma mochila e coloquei a besta lá dentro, enrolei uma das armas sem as balas, é claro, imagina se aquilo dispara em mim?

Joguei de qualquer jeito umas roupas minha e de Suga na mala e peguei umas camisinhas, esse não é o momento de ter filhos, mas dá pra ir praticando.

Desci correndo as escadas e quase cai no chão. Suga e eu arrumamos tudo e fomos em direção ao sul do estado, lá tem uma população menor, e talvez seja bom tentar sobreviver por lá. Quando estávamos saindo eu vi ao longe uma pequena multidão de pessoas, acho que elas estavam machucadas, pois mancavam. As roupas eram só trapos, acelerei um pouco mais o carro e não eram pessoas machucadas e sim aquelas "coisas" que mais pareciam zumbis, como Suga havia dito, travei na hora e vi aqueles monstros vindo para cima do carro.

Saí do meu transe e acelerei o carro atropelando eles e entrando em uma estradinha dentro do mato, fiquei dirigindo horas ali e não teve nenhuma surpresa até agora.

Já estava escurecendo e nós passamos por vários matagais com cercas por fora, acho que eram fazendas ou sítios, fiquei procurando a porteira, nós poderíamos ficar escondidos ali por enquanto.

Quando enfim consegui achar a porteira, com a ajuda do meu noivo, analisei a casa.

A porteira era comum e a casa que ficava ao centro da fazenda era há uns  dez ou sete metros de distância da grande porteira, nunca fui bom nisso -geometria- acabei virando médico cirurgião, eu assistia muito Grey'anatomy.

- HEY!- Gritei- ALGUÉM AI?- Gritar não era uma boa idéia, mas relevem, não é toda a semana que acontece um apocalipse zumbi. E esse tipo de coisa não vem com manual de instruções.

De dentro da casa saiu um homem com uma creche atrás dele e uma mulher.

Ele estava segurando uma espingarda e apontou ela pra mim com uma lanterna apoiada. Eu acenei mostrando que não era uma "coisa".

- Quem é você?- Uma menina baixinha perguntou.

- Sou Kim Namjoon, vocês já devem saber o que está acontecendo, então eu e meu noivo fomos surpreendidos por uns deles e eu me perdi e vim parar aqui.- Menti um pouquinho, mas ele não precisava saber.- Vocês tem um lugar onde eu e ele podemos ficar? Por favor!

Ele disse que estavam montando um abrigo ali e em breve eles iriam subir muros e disse que quando mais ajuda melhor.

Agradeci e voltei para o carro e o homem abriu a porteira pra mim.

Quando passei por eles e estacionei do lado da casa eu vi um menino de pijama e suéter, ele era maravilhoso e eu adoraria tê-lo, não poderia mesmo assim, pois agora eu sou quase um homem casado.


Notas Finais


Eu mudei algumas coisas e "incrementei" alguns parágrafos. Particularmente eu preferi essa versão

Espero que tenham gostadoo 💚 bjones


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...