História Aposta - Capítulo 15


Escrita por: ~, ~Mari e ~Reh

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren
Visualizações 141
Palavras 3.081
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nuggets como vocês estão? Espero que superrr bemmm...
Essa é a ultima parte do cap ONG
qualquer erro me avisem que eu arrumo
Boa Leitura

Capítulo 15 - ONG ( Parte 2)


ANTERIORMENTE

— Desculpe Lauren     — disse Valentina já se levantando junto com Sofia, boa Lauren agora tenta concertar isso antes que o progresso que tenha feito vá por água a baixo

— Ei eu gostei de Tia não precisa se desculpar.     — Disse tentando esboçar um sorriso.

— Gostou? Não pareceu isso.      — Foi a vez de Sofia falar. E ela tinha razão ou melhor meia razão até porque o que me pegou mesmo foi a surpresa 

— Eu fiquei surpresa, as crianças não gostam muito de mim, e agora uma me chamando de tia, é meio novo.    — Fui o mais sincera que consegui

— Acho que elas não gostam de você porque você parece ser uma pessoa brava, fica de cara fechada, e não sorri, o que é uma pena pois você fica bonita quando sorri Lauren.  Mas quer dizer hoje você sorriu, e não fiou brava igual no parque e até me deixou brincar com seu cachorro.      —  Ual ela era sincera.

— Obrigada pela sinceridade Sofia, eu vou tentar sorrir mais vezes, mas acho melhor vocês duas se juntarem com as outras crianças na roda.      — Disse apontando.

— Tudo bem vamos com agente tia Lauren.       — Olha ai o Tia de novo? Mas diferente de antes eu não estava com raiva.

— Vamos Lauren você sabe cantar?

— É... não faço isso com muita frequência.

— Mas hoje você vai cantar não vai?      — Vale tinha um biquinho formado e as mãos segurava minha blusa. 

— É... eu... eu acho que vou...   

— Ebaaaaa as duas comemoraram e cada uma segurou minhas mãos e me levaram. Ok, eu não sei o que estava acontecendo comigo, eu estava cedendo a pedidos de duas crianças? Eu estava sendo legal com elas e o mais estranho é que eu estava gostando disso...

 

LAUREN POV

Estávamos nos aproximando de Camila e as outras crianças e pude perceber a musica que estavam cantando. Eles não eram tão desafinados, e Camila tinha uma bela voz devo admitir, assim que estávamos muito próximo as outras crianças nos olhou, Camila até então concentrada na musica seguiu o olhar das crianças e nos viu. Ela logo parou de cantar e tocar e olhou para mim e as crianças, olhou para Sofi e logo desceu o olhar para nossas mãos entrelaçadas e na outra estava dashie. Olhou para Vale e também desceu o olhar para nossas mãos. Eu ia tentar dizer algo mas Vale falou primeiro.

— Tia Mila, eu e Sofi trouxemos a tia Lauren para cantar

— Tia?      — Camila estava surpresa e confusa assim como eu na primeira vez que ouvi

— Sim tia Mila, agora temos muitas tias.      — Disse sorrindo

— Vem Lauren vamos nos sentar.     — disse Vale me puxando fazendo com que eu me sentasse ao lado de Camila.  A mesma  ainda estava em choque e intercalava o olhar entre mim, Vale e Sofi

— Tia Mila vamos cantar então?

— Va... vamos Vale.    — Camila começou a tocar mas sem parar de olhar para Sofi que tinha o meu cachorro no colo e fazia caricias em sua barriga, olhava para Vale que decidiu de ultima hora sentar em meu colo, eu confesso que quase peguei e coloquei-a sentada na grama mas ela se aninhou tão confortavelmente no meu colo e deitando sua sua cabeça nos meus seios que me pareceu desumano até para mim tira-lá dali, então a envolvi com os braços e a abracei, estava feliz, e me sentindo estranha, mas uma estranha feliz. Se alguém me disse que eu estaria em uma ONG com uma criança no colo e ainda gostando dessa situação eu o internaria em um hospício o mais rápido... Camila começou a cantar e não demorou muito para que as crianças começassem a cantar junto. Olhei para cada um e eles estavam felizes, olhei por ultimo para Sofia e ela sorriu e chegou ainda mais perto deitando a cabeça no meu braço e cantando meio que exclusivamente para dashie. Eu sorri com aquela cena. Balancei a cabeça e foi quando notei que Camila estava nos olhando. Não era aquele olhar de raiva que ela me dirigia sempre, e sim um olhar um tanto emocionado, e surpreso. Olhei para aquelas pequenas se escorando em mim e depois olhei para Camila e sorri,  ela também olhou para a irmã um tanto feliz brincando com meu cachorro e com a cabeça em meu braço e depois para vale em meu colo e devolveu o sorriso um tanto sem graça pude notar quando ela balançou a cabeça e voltou a atenção para as crianças. Acho que eu estava começando a ultrapassar as barreiras. Acho que a partir de hoje o caminho para conseguir ganhar a aposta seria mais fácil. Seria maluquice que assim que ela sorriu para mim a balançou a cabeça eu me peguei pensando nas palavras de Lucy “ isso é arriscado, não se deve apostar isso, vocês estão brincando com uma garota, vocês estão brincando com sentimentos, com os sentimentos dessa garota especificamente.”  Balancei a cabeça para afastar esse pensamento e tentei me concentrar na musica, assim que acabamos aquela camila começou outra. Ficamos ali um bom tempo até que Camila avisou que por hoje era só e que no decorrer da semana ia voltar para continuar ensaiando. Todos começaram a levantar e foi quando notei que Vale tinha dormido em meus braços. Olhei para o lado e graças a Deus Sofia estava acordada. Olhei para Camila que agora estava em minha frente

— Você consegue se levantar com ela no colo ou quer ajuda?       — Eu queria pedir ajuda ou melhor socorro, mas em vez disso...

— Eu acho que consigo.        — Comecei a me levantar e confesso que foi um custo, a garota em meu colo segurou nem deu sinal que ia acordar. Já de pé olhei para Camila, que agora estava com a irmã ao lado.

— Você pode colocar ela no quarto pra mim?      — Serio isso? Era só o que faltava

— Posso sim, mas onde fica?

— Vem eu te mostro, Sofi vai com a Tia Dinah e assim que voltamos você devolve o cachorro a sua dona ok?

— Tudo bem Kaki                — disse  Sofia um tanto triste, mas seguindo as ordens da irmã foi para perto de Dinah, notei que a mesma me fuzilava com o olhar. Tenho que confessar que engoli seco.

— Você não vai vim?       — Voltei a realidade e comecei a seguir Camila, entramos na ONG e camila me guiava pelos corredores, assim que entramos em um quarto especifico pude notar que era bem simples, era até arrumado não nego mas simples...

— Aqui coloque ela nessa cama.     — Fui até a cama em questão e comecei a coloca-lá eu estava com medo de machuca-lá e ainda mais na frente da camila. Assim que coloquei ela ela abriu os olhinhos

— Tia Laur?          — Se tia me pegou de surpresa o Laur eu nem vou falar nada...

— Oi?

— Você já vai?

— Sim, agora volte a dormir, puxei um lençol até cobrir-lá

— Promete que volta para me ver e contar mais uma historia?

— É... é... então...

— Por favor? Já sei você não gostou de ficar com agente...

— Ei não é isso eu... é... eu gostei.      — E eu estava sendo sincera, eu tinha gostado, era uma surpresa isso tudo mas eu tinha meio que gostado.

— Então você volta?

— Ok, eu volto.

— Tia Mila?     — Eu tinha esquecido que Camila estava conosco no quarto e quando olhei ela estava sorrindo, mas assim que me viu a olhando parou, mais um sorriso em menos de algumas horas? Ok eu estava com sorte? 

— Sim Vale?

— Promete que vai trazer a tia Laur na próxima vez?

— É...

— Por favor Tia Mila

— Pequena eu não posso te prometer isso

— Porque não Camila? Eu ia gostar....      — Quando vi já tinha falado

— Viu Tia Mila, a Tia Laur gostou de vir, traz ela por favor

— Ok, eu vou pensar nisso, agora vamos dormir seus olhinhos estão quase fechando.     — Camila depositou um beijo na sua testa

— Tia Laur meu beijo?

— Beijo? 

— É Lauren eles estão acostumado a ganharem um beijo antes de dormirem 

— Entendi...         — me aproximei de Vale e dei um beijo em sua testa, ela sorriu e me deu um beijo na bochecha.  Ok isso me pegou de surpresa também. Ela logo se acomodou na cama e dormiu, eu estava a observando mas logo minha atenção foi chamada por camila

— Lauren?

— Oi      — disse me virando e ela já estava na porta.

—  Anda vem, temos que ir.

— Tudo bem.     — Olhei pela ultima vez Vale dormindo profundamente e sai, Camila já estava mais a frente e saiu primeiro para o jardim a alcancei quando ela já estava quase perto das amigas e da minha Irma, a mesma estava com o garotinho loiro que camila não soltava no colo

— Ei camila? 

— Oi?       — Ela nem se deu o trabalho de me olhar

— Você estava falando serio em me trazer quando vier?      — Estava curiosa, não que eu queria vir... ok  bom uma parte de mim bem pequena queria voltar e ver Vale...

— Eu disse aquilo para que ela pudesse dormir...

— Mas e se eu quiser voltar?

— Você quer?  Ela finalmente se virou e me encarou

— Sim... é quer dizer se você puder me trazer... 

— Olha Lauren você não precisa vir em um lugar que não quer e não gosta ok?

— Mas eu quero voltar, você pode decidir ou você me traz quando vier ou vou lá dentro e peço permissão a madre. 

— A porta da sala da Madre é no final do corredor...     — disse ela se virando novamente, então apelei um pouco...

— Ok, só acho que Vale ficaria um tanto decepcionada em saber que você se recusou a me trazer...    — Ela parou imediatamente, virou-se e me fuzilou.

— Serio isso Lauren?  

— Sim, ela pediu para você me trazer com você e você está se negando então ela pode ficar um tanto chateada...

— Tudo bem...   Ela disse revirando os olhos e voltou a andar. Eu consegui um tudo bem, ok que não é um sim, mas eu voltaria e talvez me aproximasse dela...

— Laur ele não é lindo.     — Olhei para o lado e minha irmã agora estava próxima

— É... ele é sim...

— Ele se chama Bernardo.

— Ola Bernardo.  Disse, ele logo sorriu para mim e voltou a atenção para Camila que se aproximava novamente

— Oooi meu Little Angel.         — O garoto se agitou todo e praticamente pulou nos braços da mesma.

— Obrigada por segura-lo Tay. 

— Foi um prazer, acho que eu já vou indo, preciso encontrar algumas das modelos, alias amanha você está livre?

— Estou sim porque? 

— Você e Dinah podem ir até minha casa para começar a pegar a medida de vocês?

— Posso sim.        — as duas conversavam e eu ficava encarando aquele garotinho, brincando com os cabelos de Camila e sorrindo como se fosse a coisa mais incrível.

 —  Então  marcado Mila,  vamos Laur? Lauren?

— An? 

— Vamos? 

— Vamos sim. 

— Tchau Mila, tchau Be, foi um prazer te conhecer.  Minha Irma deu um abraço na Camila e apertou as bochechas do garotinho que sorriu

— Tchau Camila e Tchau Bernardo.  Ofereci um sorriso que Camila devolveu três sorrisos era isso mesmo? Eu ganhe três sorrisos? Ok Lauren porque você está tão feliz em ganhar sorrisos da funcionaria? Balancei a cabeça tentando afastar essa pergunta e olhei para o garotinho que estava dando tchau com a mãozinha, imitei seu gesto e já estava me virando quando Sofia me chamou

— Lauren espera seu cachorro?       — Meu Deus eu ia esquecer ele?

— Obrigada por cuidar dele Sofia

— Obrigada por deixar eu brincar com ele.       — Eu sorri e assenti já estava virando quando ela fala novamente 

— Viu você esta conseguindo?

— Oi?       — Olhei para ela que sorria e Camila estava um tanto confusa igual a mim

— Sorrir, você esta conseguindo sorrir, não pare você fica muito bonita

— Vou tentar não parar e aproposito você também fica linda sorrindo.     — Já estava virando e notei que Camila sorria novamente mais um so... Lauren você esta agindo estranhamente, deve ser esse lugar, me virei e segui minha irmã...

CAMILA POV

Ok, esse dia estava muito estranho, primeiramente Lauren aparece aqui na ONG, depois ela começa a brincar as crianças, e ela brincou com minha irmã, ela tinha trago o seu cachorro e deixou Sofi ficar um bom tempo com ele. Conquistou a Vale que me fez prometer a trazer de volta, claro que ela abaixou o nível para um chantaje,mas...  Agora ela e minha irmã interagindo e chamando uma a outra de linda? Ok, que sonho é esse? Já quero acordar....

— Kaki? Kaaaakiiiii

— Ooi pequena? 

— As meninas estão chamando agente

— Ok vamos.    — Fui até as garotas e elas começaram a me mostrar os detalhes que elas estavam planejando, ficamos alguns minutos ali até que sinto meu celular vibrar,

Ligação On

— Alo

— Oi Mila, aqui é o Austin 

— Oi Austin

— É eu estou te ligando para avisar que eu tive que viajar e não vai ter como eu ir no nosso encontro....    — meu deus ainda tinha esse encontro, eu não me lembrava dele...

— Há nosso encontro

— Você tinha se esquecido não é memsmo?

— Não, claro que não eu já tinha até pedido para as meninas cuidarem da Sofi.      — Menti pois eu não me recordava

— Desculpe pelo imprevisto Mila..       — E eu agradeço pelo imprevisto, pensei mas não me atrevi

— Não tem que se desculpar, imprevistos acontecem.       — E graças a deus acontecem, novamente apenas pensei e não disse

— Podemos remarcar pra um  outro dia?

— Podemos sim

— Ok, me desculpa novamente.

— Tudo bem, até mais.      — Nos despedimos

Ligação Off

— Camila Cabello você é uma pessoa horrível.

— Porque Chee?

— Porque você não se lembrava desse encontro

— Não me lembrava mesmo, mas eu  não sou horrível, eu seria horrível se o magoasse dizendo que eu esqueci

— Ok, Chancho, vou fingir  que te diu razão, agora vem vamos acabar de arrumar.   — É eu tinha sido uma pessoa horrível, mas eu não podia mentir dizendo que estava triste.  Acabamos de arrumar e começamos a nos despedir das crianças, 

— Tchau Little Angel.       — Disse o abraçando e dando vários beijos.  Assim que ficamos alguns segundos assim a irmã Renata se aproximou e o pegou.

— Olha meu pequeno, eu vou voltar rápido para te ver ok?     — Ele concordou com a cabeça, me aproximei novamente depositando um beijo na sua bochecha ele me deu um também. As garotas se despediram dele também e então saímos, pegamos um táxi e chegando no nosso apê Sofi correu para tomar um banho

— Agora eu entendo o porque é tão difícil de deixar ele Mila

— É muito difícil Ally.

— Se nos que o conhecemos hoje estamos com o coração na mão de deixa-lo imagina você que é extremamente ligada a ele.

— É Mani é quase impossível deixa-lo, mas não tenho muito o que fazer.    — As duas assentiram me deram um abraço e foram para os seus quartos

— Chee você já pensou em adota-lo?

— Oi?

— É adota-lo você seria uma ótima mãe

— Não fala essas coisas Dinah, que vida eu o daria? Nosso dinheiro é contado e eu tenho a Sofi comigo

— Mas a Sofi é sua Irma, e sobre o dinheiro podemos dar um jeito, e o mais importante é o amor que ele vai receber de você

— Eu sei que o amor é o mais importante, e acredite Dinah eu o queria como filho, mas no momento eu acho que não posso...

— Mas quem sabe um dia não é mesmo?      — disse e saiu, querendo ou não eu me lembrei de Vale dizendo que ela e Bê iam adorar me ter como mãe, eu também queria não só Bê como Vale também ela era uma garota incrível e os dois juntos fazem dos meus sábados melhores. Depois de ficar um tempo pensando fui para o quarto. Sofi já tinha acabado o banho e passou correndo por mim, falando que estava morrendo de fome.  Tomei meu banho e vesti uma roupa mais confortável. Assim que sai Ally tinha feito pipoca para assistirmos um filme

— Sofi e qual vai ser?      — Ally perguntou

— Moana tia Ally.

— Tudo bem..         — elas ainda não tinham notado minha presença. O que fez elas se assustarem quando falei

— Tem lugar para mais uma?

— Que susto Kaki

— Desculpa pequena.

— Tem sim Mila, deite-se aqui com Sofi e eu fico na poltrona

— Ok,         — juntamos mais o sofá e a poltrona para podermos ficar próximas e também para dividir a pipoca. Assistimos Moana pela milionésima vez, eu já sabia as falas quase que de cor, mas eu era um bom filme.   Ficamos a tarde inteira assim, Mani e Dinah se juntaram e assim que o filme acabou Sofi foi até a TV e colocou Frozen, outro que eu e as garotas já sabias as falas mas que também não reclamávamos em assistir, assim que acabou Dinah colocou irmãos ursos, eu amava esse filme, alias eu amava todos os filmes da Disney, assim que esse também acabou olhei e vi que já era um tanto tarde, olhei para Sofi e ela estava dormido.

— Garotas eu já vou levar essa pequena para a cama e aproveitar e dormir também.   — Comecei a pegar Sofi e meu deus ela estava pesada

— Ela ta grande né Mila?

— Está sim, quando ela cresceu assim e eu não percebi?       — Todas começaram a rir. Já estava com saindo quando me lembrei

— Dinah amanha temos que ir a casa da Taylor tirar as medidas

— Ir na casa dos Jauregui, legal.         — Disse e voltou a atenção para a TV. Espera ir na casa dos Jauregui? Isso quer dizer ir na casa da Lauren e do Michael...  meu Deus como eu concordei com isso mesmo? Coloquei Sofi na cama e assim que deitei também ela despertou

— Kaki?

— Sim pequena?

— Eu gostei do dia de hoje

— Gostou? 

— Sim, eu gostei da moça que vai nos levar para o Brasil, eu gostei de cantar e eu gostei de brincar com Dashie e com e Lauren

— Você gostou de brincar com a Lauren?  

— Sim, ela se desculpou pelo que aconteceu no parque e brincou comigo, me deixou até ficar um tempão com o cachorrinho dela. Sabe Kaki talvez ela apenas seja uma pessoa sozinha e por isso se zangou no parque pois só tem o cachorrinho para fazer ela feliz.   

— Pode ser pequena, mas saiba que fico feliz de saber que gostou do nosso dia.

— Sabe de uma coisa Kaki

— O que pequena?

— A Lauren não é uma pessoa ruim, ela é até muito legal .  — Disse sorrindo e se aconchegando mais perto de mim, e logo adormecendo. Me lembrei de como Lauren tinha sido legal com Sofi e com Vale, como as duas estavam a vontade com ela e como Vale queria que ela voltasse...

—  É Sofi talvez, só talvez ela não seja uma pessoa ruim...      — mas mesmo assim ainda não confio nela, pensei mas não disse...


Notas Finais


Nuggets me contem o que estão achando da fic deixando seus comentários aqui em baixo
Deixem também suas sugestões, toda ajuda é bem vinda
Beijossss
Reh, Mari <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...