História Aposta e talvez algo mais... - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Álcool, Amor, Aposta, Colegial, Drama, Drogas, Escolar, Família, Festa, Luta, Romance, Sexo, Tragedia
Exibições 39
Palavras 1.535
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá a todos!! Peço desculpa pela demora mas agora com a escola é sempre mais complicado escrever.
Espero que gostem deste capítulo, finalmente aqui fala da suposta aposta, o que será?
Leiam para descobrir :D

Capítulo 4 - Aposta: será que foi aceite ou não?



- PARAA!!! - Eu acordo completamente sobressaltada, e percebo que estava a ser um sonho, como fui sonhar com o Diogo, ainda por cima eu estava a sentir a porra do beijo, parecia real, caralho tinha de ser logo com aquele idiota armado em machão, ai que raiva, eu odeio-o… o pior é que ai o beijo até foi bom, ai cala-te Mariana não digas asneiras… decidi então ir tomar um banho para refrescar as ideias que estava bem a precisar.

Saí da cama, e fui em direção a casa de banho… tirei a roupa e assim que entrei no chuveiro parece que me senti mais relaxada, a medida que a água ia escorrendo pelo meu corpo, tentava esquecer ao máximo os problemas, tentava esquecer os problemas que tenho no colégio, tentava esquecer a falta que os meus pais me fazem, tentava esquecer que passo a maioria do tempo sozinha, porque cada vez mais penso que não fazia falta, cada vez mais penso que ninguém se preocupa comigo da maneira como eu gostaria, às vezes dá-me aquela vontade de desaparecer, a minha vida é uma merda, cada vez pior a cada dia que passa, a única coisa que faço decente é tirar boas notas, de resto sinto que só estou a incomodar as pessoas ao meu redor, adoraria ser muito diferente do que sou, apesar de nunca ter muito interesse em rapazes, mas às vezes penso que se tivesse um namorado, ia ter alguém que me amasse, ia ter alguém que se preocupasse comigo… mas isso nunca vai acontecer, ninguém me quer, ninguém gosta de mim da maneira como eu sou, eu vou acabar por ficar sozinha…

(…)

Acabei por interromper os meus pensamentos e decidi começar a despachar-me no banho, comecei a ensaboar-me, enquanto as lágrimas me caiam pelo rosto mesmo sem eu querer, passado cerca de meia hora acabei por sair do banho e aproveitei para vestir já o pijama, como já era praticamente quase de noite (vesti uma camisola cabeada roxa meia azulada, com uma rendinha branca e uns calções também da mesma cor e com a rendinha). Acabei também por ir começar a preparar o jantar, apesar de não estar com muita fome precisava de me alimentar! Decidi fazer uma coisa simples, então fiz umas sandes de atum com salchicha e ovo cozido, não estava com paciência nenhuma para fazer algo complicado….
Passado uns minutos acabei por terminar de fazer e sentei-me a mesa a comer… enquanto pensava, pensava no sonho que tive com o Diogo, será que estou a começar a gostar dele? Mas como é possível eu gostar de uma pessoa que nem me liga nenhuma, que come todas as gajas que lhe aparecem a frente… mas eu sinto que a algo que poderá vir a acontecer entre nós… é algo que sinto… pronto admitindo a algo que sei que o Diogo esconde, sei que ele tem um lado bom nele, sei que ele não é só aquele bad boy que mostra ser, sei que ele lá no fundo acho que deve ser um rapazinho decente quando quer, eu não estou a sentir algo por ele só por ele ser lindo, estou a sentir porque sinto que a algo nele que eu vou descobrir e que o irei conquistar, por muito que pense que vai ser impossível, eu queria muito tentar!! Nunca pensei na minha vida pensar isto… mas não sei, é o que estou a sentir!

(…)

Bom acabei por acabar de comer, fui lavar a louça que usei e depois fui me deitar na cama, estava muito cansada e só queria dormir… passado um tempo acabei por adormecer!!

P.O.V. Diogo

Acordei agora, acabei por adormecer durante a tarde, peguei no telemóvel e só tinha chamadas dos rapazes, achei estranho e decidi ligar ao Rodrigo…

Ligação on

- Estou bro!
- O que se passa Rodrigo?
- Olha era para saber se queres vir logo sair? Achamos uma discoteca nova, parece ser boa!
- Vou sim bro, estou a precisar!
- Tasse bem mano, encontramo-nos lá, depois mando-te a morada por sms!
- Tabom!
- Olha porque não atendeste logo as chamadas? Não me digas que estavas com uma gaja (ri-se)
- Não (ri-se) adormeci!
- Tu? Adormeceres? Não andas bem não…
- Impressão tua, ando ótimo!
- Tasse bem, vou fingir que acredito… mas já vais ter algo com que te entreter!
- Ahh? Como assim?
- Logo falamos, até logo bro!
- Até logo!

Ligação off

Achei um pouco estranho o que o Rodrigo falou… “algo para me entreter?”, ainda me vai arranjar uma gaja, mas ao menos que seja decente, quero alguma que dê para aproveitar!!
Fui tomar um duche rápido, depois arranjei-me (vesti uma camisa branca, umas calças azuis e calcei umas sapatilhas superstar da adidas), depois desci para baixo a pedi a minha empregada para me preparar algo para comer.

(…)

- Menino Rodrigo aqui tem as suas sandes!
- Obrigada Carla (nome da empregada)

Nem me sentei na mesa, peguei nas sandes e segui para o carro.
Comecei a conduzir enquanto comia-a, queria tentar chegar o mais rápido possível, estava a precisar de sair e de beber, de relaxar, de espairecer a cabeça…
Quando terminei as sandes, acabei por acelerar, comecei a sentir o vento na minha cara, isso fazia-me sentir bem.
Passado uns poucos minutos acabei por chegar a discoteca, já estavam todos cá fora, basicamente a minha espera. Estacionei o carro e fui ter com eles.

- Finalmente Diogo – disse o Pedro
- Só conseguir chegar agora malta.
- Na boa bro, vamos para dentro agora - disse o Rodrigo

Acabamos por entrar, o ambiente estava ótimo, fomos todos pegar numa bebida para começar.

- Diogo, olha precisamos de falar – disse o Rodrigo
- O que se passa?
- Temos uma proposta para te fazer, aliás uma aposta – disse o Tomás
- Uma aposta? Que tipo de aposta?
- Nós vamos explicar-te tudo… ao final da tarde eu e os rapazes decidimos fazer skype, era para te convidarmos para fazeres connosco mas tu não ouviste o telemóvel, por isso fizemos só os três, então pensamos em fazer algo para tu te divertires… - disse o Rodrigo, mas eu interrompi
- Eu não estou a perceber nada, para me divertir, como assim?
- É para te divertires com a Mariana – disse o Pedro
- Wtf com a Mariana?
- Sim bro com ela – disse o Rodrigo
- E o que eu tenho de fazer com ela supostamente?
- Então é assim tens de fuder com a Mariana, tirar-lhe a virgindade – disse o Pedro
- O QUE???!! VOCÊS ESTÃO SE A PASSAR, EU NÃO VOU FAZER ISSO!
- Anda lá Diogo, vai ser uma boa experiencia – disse o Rodrigo a rir-se
- Uma boa experiencia? Nossa que boa experiencia, ela nunca fudeu na vida, não deve saber fazer nada.
- Então Dioguinho, explicas-lhe tudo direitinho – disse o Tomás
- Esqueçam não vou fazer isso, estou-me a cagar para a Mariana, não quero saber dela para nada.
- Hmm então tens consequências senão o fizeres bro – disse o Pedro
- AHH? Que consequências?
- Bom ficas sem o teu carrinho, sem o teu descapotável top de gama – disse o Rodrigo
- Então digam-me o que ganho em troca se eu fizer o que vocês querem?
- Ganhas 100 euros de cada um de nós – disse o Tomás
- SÓ? SÓ GANHO ISSO DEPOIS DE FUDER COM AQUELA COISA.
- Bro é o que ela vale – disse o Rodrigo
- Muito bem, eu aceito, só para vos mostrar que vou conseguir o que vocês querem.
- Ui mudou de ideias assim? – disse o Pedro
- Mudei!! Eu tenho um dom, que todas as raparigas ficam loucas por mim e com a Mariana vai ser básico.
- É assim mesmo mano, é isso que queríamos ouvir… tu já fudeste com metade das gajas do colégio e com a Mariana até vai ser diferente! – disse o Rodrigo
- Que vai ser diferente sei eu, a chavala nem deve saber com aquilo se faz.
- Então vais tu fazer com que a moça aprenda e tenham uma noite inesquecível – disse o Pedro a rir-se
- Muito inesquecível sem dúvida… só gostava de saber porque alma de quem tiverem essa estupida ideia?
- Nem nós sabemos, apenas pensamos que estas a precisar de algo novo na tua vida e a Mariana é um bom partido – disse o Tomás
- Hmm, eu sei muito bem o que vou fazer e vou conseguir.
- Acho bem bro – disse o Rodrigo
- Agora podemos nos divertir e parar de falar nesse assunto?
- Claro, já sabes perfeitamente o que vais ter de fazer, só com o tempo queremos saber como vão andando as coisas – disse o Pedro
- Tasse bem!

Fiquei um pouco chocado com o que eles queriam que eu fizesse, ao início não queria muito fazer isso, porque nunca me senti fascinado ou atraído pela Mariana, mas depois lá acabei por aceitar porque eles me convenceram e porque eu sei que irei provar-lhes que irei conseguir fazer o que eles querem!


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo e agora o que será que o Diogo irá fazer para conseguir realizar a aposta? Deixem as vossas opiniões, obgg e até a próxima!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...