História Aposte sua virgindade (Imagine BaekHyun) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Imagine Baekhyun, Você
Visualizações 229
Palavras 920
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - O que ?


(S/N) esrava a procurar seus documentos feito uma doida, iria precisar deles. Ela teria de ir morar sozinha depois que se formasse. O dinheiro que seus pais guardaram a vida toda da menina, era pra isso. Para seu futuro.

-Mamãe, só está faltando a certidão de nascimento. - Disse a menina enquanto procurava em algumas caixas, junto de Baekhyun.

-Está no meu quarto filha. - Sua mãe gritou da sala. -Na primeira gaveta azul. - Completou.

-Vamos lá Baek. - Disse a garotinha e se levantou do chão, junto de Baek.

Desceram as pequenas escadas do sótão e então foram em direção ao quarto de sua mãe. Ao chegar no cômodo, bateu a mão no interruptor acendendo a luz.

-Você quer fazer faculdade, Baek ? - Perguntou curiosa, indo até a gaveta azul que sua mãe havia lhe dito. -Eu quero fazer, mas ao mesmo tempo não quero. -Disse, causando risos no maior.

-Eu não sei ainda. Mesmo não tendo tempo pra isso, quero pensar mais um pouco. - Disse e caminhou até a menina, ajudando-a vasculhar a gaveta.

-Sabe, eu acho que-...

Cortou sua frase ao achar sua certidão de nascimento. Sorriu largo e a abriu. Estava lendo tudo com atenção, até que algo estranho chamou sua atenção. Ela engoliu a seco, e levantou suas sobrancelhas confusa.

- Ei, amor, o que foi ? - Baek perguntou ao ver sua namorada com uma cara totalmente estranha.

-É-é.. Olha isso. - Disse estragando a certidão ao garoto.

Ele leu aquilo de forma calma, mas ao chegar nos nomes dos pais arregalou os olhos.

-Alice e... E... Rafael ? Q-quem é Rafael ?

-E-eu ia te fazer a mesma pergunta.

(. . .)

Baekhyun já havia ido embora. (S/N) estava jantando com seus pais, ainda pensando na sua certidão de nascimento. Encarou seus pais por alguns segundos antes de tomar a devida coragem para dizer;

-Mamãe, quem é Rafael ? - Perguntou baixo, logo voltando a olhar seu prato.

-Não sei. - Respondeu com a voz firme.

-Ah, sei. Então foi um Rafael qualquer que me registrou quando eu nasci ?

Por fora sua mãe estava de boa, mas por dentro só faltava ter um infarto.

Respirou fundo diversas vezes pensando bem sobre o assunto. Não sabia se era a hora certa pra falar sobre isso. Na verdade, não sabia quando seria a hora certa.

-Rafael é o seu verdadeiro pai. - Disse o que estava entalado a anos em sua garganta. - Chung-Ho e eu namoravamos, mas houve um dia que ele teria de voltar pra Coréia. Prometi ser fiel até ele voltar para o Brasil, mas ai eu conheci o Rafael. Engravidei na primeira vez que fizemos sexo. Azar, não ? Chung-Ho disse que não iria registrar o bebê, então tive que registrar no Rafael. Quando você fez três anos, Chung-Ho pediu para vir morar na Coréia. Escondemos isso de você porque achamos melhor para sua criação.

Olhou para o barrigão da sua mãe, logo após para seu pai. Respirou fundo e então perguntou;

-E a Yang mãe ? É filha do Chung-Ho ?

-Que tipo de pergunta é essa (S/N) ? - Sua mãe perguntou indignada.

-Ah, intérprete-a como você quiser. - Disse e se levantou. - Com licença.

Se levantou de sua cadeira e se dirigiu para fora da sala de jantar.

(. . .)

No dia seguinte, Baek combinou de se encontrar com a (S/N) já que ela tinha dito o que aconteceu na noite passada.

-Acho que você está indo longe de mais. - Baek disse atraindo atenção da menina. -Você responde sua mãe como se ela fosse uma qualquer, assim não da.

-Desculpa. - Sussurrou de forma lenta e calma, virando de costas para Baekhyun.

-Ah, tudo bem. Depois peça desculpas a ela, tudo bem ? - Sorriu curto e aproveitou que a menina estava de costas, para pode e a abraçar por trás.

-Sai! Eu tô' nervosa. - Disse e tentou se soltar dos braços de Baek que estavam a circular sua cintura.

-Yaa! Eu posso te acalmar se quiser. - Ao dizer isso deixou um beijinho no ombro da garota, oferecendo-lhe um sorriso de lado.

-Baekhyun, você pensa em sexo até em momentos sérios ?

-Sim...?

-Yaa! Eu não quero transar dentro de um carro, deve ser constrangedor se alguém passar e ver.

-Não quando estamos em um estacionamento abandonado. - Riu fraco e passou a espalhar beijos pelo pescoço da menor.

(. . .)

Quando você pensa na possibilidade de perder a virgindade anal, não imagina que isso seja nos bancos traseiros de um carro, em um estacionamento abandonado. Na verdade, ninguém nunca pensa em perder a virgindade anal. Ela simplesmente acontece. E foi o que aconteceu com o pigmeu.

-Meu deus. - (S/N) disse se ajeitando no banco da frente enquanto Baekhyun dirigia e ria. -Até que foi bom, mas-...

-Desculpa. - Pediu baixo olhando a menina brevemente, não poderia se desconssentrar do trânsito.

-Não peça desculpas, está tudo bem.

(. . .)

Ao chegar na casa do pigmeu, os dois entraram e a menina andou lentamente até a cozinha encontrando sua mãe falando com a barriga. Baekhyun fôra para o outro lado, para deixar as duas sozinhas.

-Mamãe. - A garota chamou e então a mulher levantou o olhar para ver a filha. - Me desculpa por ontem e-...

Sua frase fôra cortada por um grito vindo de trás dela. Se virou rapidamente e viu dois homens encapuzados e Baekhyun no chão sangrando.

-MÃOS PARA O ALTO! TODO MUNDO! 


Notas Finais


E ai, o que acharam? Gostaram?
Beijos da tia anônima, até o próximo capítulo. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...