História Appa - Imagina Taehyung | Incesto - Capítulo 42


Escrita por: ~ e ~TTPudding1230

Visualizações 75
Palavras 720
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 42 - OVA O por do sol. Final.


Fanfic / Fanfiction Appa - Imagina Taehyung | Incesto - Capítulo 42 - OVA O por do sol. Final.

Sete anos depois...

Nos mudarmos para uma área afastada nas férias de verão foi realmente algo bom, eu estava precisando, mas subir essa colina grávida não dá. 

-Mama! - Hoseok gritava do topo e Tae me observava ao lado dele. 

A colina era linda, mas eu só conseguia olhar para o verde da grama, nada além disso. Ah, eu estou tão cansada. 

-Ana... - Tae me chamou quando finalmente cheguei ao topo. 

-Eu estou cansada - Reclamei ofegante. 

-Desculpe querida, mas eu estava com medo que Hoseok caísse do penhasco. 

-Tudo bem. 

-Eu não ia cair appa, eu sou um homem já - Sua vozinha era maravilhosa quando ele estava irritado. 

Sorri~ 

-Eu sei, me desculpe homenzinho - Passou as mãos por entre os cabelos dele e ele ficou todo vermelhinho de vergonha - Por que não ajudamos a sua mão a ficar de pé corretamente?  

-Hmmm... a Nina deve pesar, ela deixa a barriga da mama tão grande - Hoseok riu feito um bobinho. 

-Sim, sua irmã pesa - Admiti, mas não desisti de continuar a tentar me manter de pé corretamente, ainda mais com Hoseok segurando em meu vestido tentando me ajudar do jeitinho dele. 

Ele é um fofo. 

-Vamos - Tae passou o braço pela minha cintura e me ajudou a ficar de pé. Meu corpo esquentou somente com aquele toque tão comum, isso deve estar virando um mal hábito meu, ficar completamente quente toda vez que ele me toca, mas colocarei a culpa nos hormônios da grávidez. 

-Obrigada - Virei o rosto para ele e acabei dando de encontro com seus belos olhos castanhos. 

-De nada - Sorriu maliciosamente. 

-Hmmm - Virei o rosto para frente. 

-Mama, appa, vamos - Hoseok me puxou pelo vestido e nós o seguimos até mais parto da beirada aonde dava para ver tudo dali, o sol já estava se pondo, sua cor já era alaranjada e ele era só uma bola na linha do horizonte que parecia estar sendo engolido pelo vasto mar azul que fazia reflexo do céu que se escurecia cada vez mais, trazendo aquela brisa gélida que eu adorava, a vista dali era claramente bonita, qualquer um poderia ver isso. 

-Tae - Olhei para ele. 

-O que? - Me olhou. 

-Sente - Peguei a sua mão rapidamente e a coloquei sobre a minha barriga. Nina estava chutando. 

-Quanta força - Sorriu feito bobo para a minha barriga. 

-É o que eu diga - Falei exausta. 

-Eu também quero sentir - Hoseok disse ainda agarrado ao meu vestido. 

-Aqui - Tae pegou sua mãozinha e a colocou sobre a minha barriga. 

-Wau - Seus olhos se arregalaram e ele sorriu também. 

-Não é impressionante? - Tae disse feliz. 

-Sim - Hoseok concordou animadamente - Ela vai ser muita bonita e forte - Falou com convicção. 

-Eu também acho, ela vai puxar a força do appa aqui e a beleza da mama. 

-Vai - Seus olhinhos brilharam de animação e depois de um tempo Nina parou de chutar, os dois tiraram a mão de sobe minha barriga e nós voltamos a olhar o por do sol. 

-Eu te amo - Tae disse em tom baixo pegando na minha mão e entrelaçando nossos dedos. 

-Eu também te amo - Me aproximei mais dele e peguei sua mão mais uma vez só que ao invés de colocar sobre minha barriga eu a coloquei sobre meu coração - Sente isso? - Meu coração batia forte e acelerado - É você quem está fazendo isso comigo - O olhei nos olhos mais uma vez. 

-Oh, se você soubesse como o meu bate por você ficaria impressionada - Sussurrou em meu ouvido. 

-Eu não preciso... eu já sei que você me ama... - Sussurrei em seu ouvido. 

-Amo mesmo - Pegou a minha mão e colocou sobre seu peito, o seu coração praticamente batia em sintonia com o meu, forte e rápido. 

Ah, acho que nunca amei alguém como eu amo você, mas isso é um segredo que guardarei eternamente. 

Nós ficamos nos olhando nos olhos por um longo tempo, sentindo as batidas dos corações um do outro, enquanto o som da água do mar chiava em nossos ouvidos misturando-se com os sussurros do vento. 

-Ana... - Sussurrou meu nome antes de selar nossos lábios por segundos - Obrigada por existir na minha vida...  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...