História Appearances - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~SraWho

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Luno Heijen Lellen Wallda
Exibições 10
Palavras 1.262
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Festa, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eu disse que Lellen seria o último de hoje, porém eu precisava postar isso ou eu iria morrer... Na verdade eu fiquei empolgada porque o crush me respondeu então já que estou feliz, resolvi postar mais um capítulo hoje.
Boa leitura

Capítulo 7 - Bruno


Fanfic / Fanfiction Appearances - Capítulo 7 - Bruno

Quando vejo Lucas se aproximar, sinto meu coração parar

 - Oi, será que a gente pode conversar? - Ele perguntou um pouco estranho

- Claro, vem - fala pegando sua mão e o levando para atrás da escola - então, o que  você tem a dizer? - pergunto ainda agarrado em sua mão

- Eu ... Eu ... Eu não consigo , pensei que conseguiria, mas com você aqui eu só consigo pensar em uma coisa - ele fala se aproximando cada vez mais 

- E que coisa é essa ? -pergunto como em um sussurro

- Não paro de pensar naquele passeio,  foi naquele dia em que eu me apaixonei por você - ele falou acariciando meu rosto, então eu o empurrei, não iria deixar ele me iludir de novo, eu precisava falar umas coisas para ele ou eu iria acabar engastado com as palavras que não disse 

- É tão difícil você perceber que ta me machucando?

 Tentar me afastar de você, machuca muito mais a mim do que você.

Eu me parto, me parto toda vez que você diz que me ama e depois diz que não daríamos certo, que talvez seja melhor nos afastarmos, você me machuca toda vez que me dá esperanças e no mesmo momento acaba com as mesmas.

 Mas eu continuo aqui, você não vê?

Seus esforços para me manter longe estão falhando, eu sei que assim estou me machucando mais com isso, mas eu te amo. No fundo ainda quero acreditar que você me ama, quero acreditar que podemos ser melhor juntos. Meu mal é acreditar em "nós".

  Por mais que você queira me afastar, eu ainda estarei aqui, irei permanecer imóvel, bem aqui, sou insuficiente, eu sei, mas estou aqui. 

 Porra Lucas, eu realmente queria que você ficasse comigo, largasse aquela garota e fosse meu, mas o que você esta fazendo ? Hein? Me responde - Falo contendo as lágrimas que estavam por vir

 - Eu juro, eu não queria te deixar mal, depois do passeio eu queria tentar te esquecer Bruno, fiquei com a Ellen pensando que assim eu iria te esquecer e quando ela veio com esse negócio  de namoro eu quis dar pra trás, eu realmente quis, mas o que eu faria depois? Não posso simplesmente ficar com você , é complicado.

Não é nada fácil pra mim, eu amo você, mas não é fácil, ta bom - cada palavra dele me deixava com mais vontade de chorar, eu queria fugir dali, mas não iria sair  sem dizer umas verdades para ele


  - Do que adianta você dizer que gosta de mim, se não tem coragem de assumir isso 

- Eu queria poder fazer isso, mas não é tão fácil quanto parece

-Não é fácil? Sabe o que não é fácil? 

Oque não é fácil é aquele maldito jogo que você gosta, oque não é fácil  é quebrar uma perna e querer andar, oque não é fácil é amar e não ser amado, porque se o sentimento for recíproco é fácil, mas pelo visto só "Não é fácil" , porque você não quer que seja Lucas-  falei dando as  e saindo o deixando sozinho.

 


Entro na escola tentando controlar as lágrimas, então vejo Jenny vindo em minha direção.

- O que aconteceu Bru ? - ela pergunta e não consigo mais segurar o choro e então ela me abraça.

 Ouvir aquelas palavras me fez perder o chão, eu sabia que havia algum empecilho, mas nunca imaginei que seria apenas por aparências, Lucas havia conseguido me deixar no chão.  Completamente desolado era assim que eu me sentia, nem mesmo o abraço da jenny ou suas palavras amigas conseguiram me animar naquele dia.

  Depois do terceiro período  a professora Virgínia veio me buscar para o ensaio da Banda, já que teria o festival de Rock na escola, nos precisávamos ensaiar, mas ficar no mesmo local que o Lucas me deixava incomodado, nunca deixei de demonstrar o quanto aquela voz rouca mexia comigo, e  como mexia.

  - Então amores, o Festival  é na próxima semana e vocês precisam ensaiar - Virgínia fala empolgada

- E que música iremos tocar? - pergunto mantendo meu olhar fixo na professora, afinal eu não queria nem olhar para a cara do Lucas, eu estava chateado 

- Eu estava pensando em algo, mas não Sei se vocês iriam gostar - Israel fala 

- Em que música você está pensando?- pergunto

- I faund way, acho que iria combinar com a voz de vocês - ele fala e sou obrigado a concordar, já que eu era voto vencido, todos concordaram com a escolha da música, então quem seria eu para discordar ?

 Depois de decidirmos a música e dividirmos as partes para ver quem cantaria qual parte, fomos para a melhor parte, ensaiar.

 Não sei porque, mas cantar me deixava menos estressado.

 Não vou mentir, a música ficou perfeita na divisão de vozes, querendo ou não eu tinha que admitir, Lucas tem uma voz perfeita.


Enfim a aula tinha terminado, já não estava mais aguentando aquele dia, não conseguia esquecer a conversa com  Lucas. Eu estava tão perdido em meus pensamentos que nem ouvi Jenny me chamar.

 -Bruu? Ta vivo?- disse Jenny com cara de desapontamento 

-Oi, desculpa não consigo parar de lembra daquilo.

-Percebi, fiquei te chamando que nem louca.

-Ah Jenny, você sabe eu já não consigo  conter isso.

-Sinceramente ele não merece esse rostinho triste. Ei vamo lá pra casa,você passa a noite  lá e conversamos sobre tudo, faz tempo que não fazemos isso. Prometo que vai ser divertido! -  Jenny fala empolgada

-Okay, acho que estou precisando disso...pera, com direito a brigadeiro ne?

-Claro,seu gordo - ela fala rindo

 Chegando na casa da Jenny fomos direto para a cozinha, fizemos nosso Super Brigadeiro e subimos para o quarto, lá ficamos, Jenefer sentada no chão escorada na parede e eu deitado com a cabeça em seu colo.

 Desde que eu me mudei, a Jenefer foi uma boa amiga, ela sabia me ouvir e mesmo sendo péssima com conselhos, ela sempre sabia como me alegrar.

- Bruu

- Hum?

- Você acha que tem alguma chance da Duda e o Wally ficarem juntos?

- Opa, a Duda e o Wally? Essa é nova.

- É que tipo, ela achou ele bonito e sei lá, meu radar de cupido apitou

- Você é incrível Jenny, seu radar de cupido nunca falha. Então com certeza tem alguma chance

- Meu radar falhou sim

- Ahn?

- Lembra no passeio? Se eu não tivesse feito aquele jogo idiota, pra juntar você e o Lucas, talvez você não estivesse triste

- Ei, a culpa não é sua, eu já gostava dele antes daquilo, você Sabe disso melhor do que ninguém

- Eu sei Bru, mas é que bateu uma culpa agora

- Manda essa culpa embora sua doida

- Ta bom hahaha

- Ta, me conta. Como você e o Heitor estão? Eu vi aquela foto toda apaixonada no instagram

- Eu e ele estamos ótimos, você sabe como a gente é, podemos brigar umas mil vezes, mas logo, logo estamos bem de novo, o Heitor tem dessas sabe? Eu sozinha sou só sei lá, mas com ele eu sinto que sou Eu de verdade, isso faz sentido?

- Faz, faz muito sentido. Isso se chama amor Jenny - Falo e suspiro

- Bruno, eu acho que você deve ignorar o Lucas. Sério, só assim aquele babaca vai perceber oque está perdendo, e não é pouca coisa, olha pra você, é mó delicinha, olha essa cintura, ou essas coxas, nem vou falar dessa Bundinha delicia aí

- Já entendi Jenny Kkk, só você mesmo para me fazer rir

A noite se passou assim, ficamos até umas 3:00 horas da manha conversando sobre Boys e então dormimos


Notas Finais


Espero que estejam gostando.
Não reparem nos erros eu não revisei ... Beijos de Luz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...