História Appearances Deceive - Jeon Jungkook (Shortfic) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais
Tags Aliendotaehyung, Bts, Imagine, Jungkook, Kookie, Você
Visualizações 64
Palavras 932
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não se esqueça de favoritar! Boa leitura :3

Capítulo 1 - Cafajeste?


Fanfic / Fanfiction Appearances Deceive - Jeon Jungkook (Shortfic) - Capítulo 1 - Cafajeste?

 

Cafajeste, é o que dizem que o Jungkook é, só porque ele sempre está rodeado de garotas bonitas do bairro e está sempre arranjando problemas com a vizinhança. Meu pai o odeia e infelizmente, devo admitir que eu gosto muito do seu jeito.

Eu sempre fui assim, sempre gostei do cara que era considerado cafajeste, daquele tipo de cara que vivia desgraçando a minha vida e o meu psicológico, talvez eu tenha problemas e seja masoquista, talvez, mas que garota da vizinhança nunca desejou Jungkook? Se tiver alguma, que atire a primeira pedra, pois eu eu nunca conheci.

 

E já que comigo não é diferente, eu o observo jogar futebol com seus amigos todas as tardes de sexta-feira aqui na quadra do bairro, ele é o melhor artilheiro do time e com certeza, o que mais me chama atenção. Se meu pai soubesse que eu vou para a praça só para vê-lo tirar a camisa no fim do jogo, com certeza eu não estaria viva agora, mas talvez eu não me importe em morrer, na verdade, eu até morreria feliz em saber que pelo menos o vi totalmente suado e sem camisa após uma partida de futebol. Seria errado pensar dessa forma? Se for, me perdoe pai, mas acho que sua garotinha cresceu.

Eu simplesmente nunca namorei, já que meu pai é o delegado da nossa pequena cidade, então todos os rapazes o conhecem e diga-se de passagem, todos tem medo do meu pai. Menos quem? Jungkook, o garoto problema, filho de um traficante que foi morto com dois tiros no rosto e filho de uma ex-usuária de drogas. Algum dia nós dois daríamos certo? Não, nunca. Mas eu luto bravamente para matar a minha ilusão de um dia tê-lo beijando os meus lábios.

Acho que Kook só é assim por conta da sua criação conturbada, tenho certeza que se sua mãe tivesse o criado de verdade, sendo presente na vida dele, tenho certeza que ele não seria tão problemático. Ele só vive o que lhe foi ensinado, então talvez ele só precisasse de ajuda, de alguém que pudesse lhe ensinar o lado certo da vida. Mas com certeza essa pessoa nunca será eu, afinal, eu nem sei o que estou fazendo da minha vida, como posso querer ajudar alguém quando não sei nem o que fazer com a minha vida?!

Olho no relógio e faltam 5 minutos para o jogo começar, então pego minha mochila e aviso a minha vó que estou indo estudar na casa do meu amigo Namjoon. Minha vó acha que eu namoro o Nam, mas mal ela sabe que o Nam namora o Jin.

Como hoje é sexta-feira, eu marquei com os meninos que me encontrassem no lugar de sempre: Arquibancada da pracinha no lado direito. Aquele era o local onde dava para ver melhor o Jungkook jogar, então se tornou nosso ponto de encontro de todas as sextas. Saio de casa correndo e ando duas quadras até chegar na praça, o jogo acabara de começar e os pombinhos já estavam lá me esperando, me apresso e me sento do lado de Jin.

- Boa tarde, moça - Os dois dizem formando um coral e logo eles riem

- Aqui é sincronia, né? - Sorrio para eles e eles riem

O juiz apita indicando uma falta no jogo, logo eu me viro prestando atenção em cada movimento do Jungkook. Eu assisto tantos jogos deles que devia ser chamada para fazer parte da torcida, assim, só acho. E é incrível como Kook não fica feio correndo, nem quando está todo suado. Parece que ele não é desse mundo. Talvez ele não seja mesmo desse planeta e eu estou imaginando ele esse tempo todo, vai ver sou esquizofrênica e não sei.

- Nam, você acha que sou esquizofrênica? - Me viro para Namjoon que observa Jin mexer em seu celular

- Eu te acho esquisita, mas você é fofa assim - Ele aperta minha bochecha e eu reviro os olhos

Acho que o Namjoon está muito apaixonado pelo Jin, acho até fofo o jeito que os dois se tratam, queria eu ter um homem lindo como o Jin ou como o Namjoon. Quando me viro para frente para me concentrar no jogo novamente, eu sou atingida pela bola bem no rosto.

Au! Ponho a mão no meu rosto e depois ouço Namjoon e Jin me perguntarem se estou bem, mas sinto uma mão tocar na minha e a retirar de meu rosto. Eu abro os olhos e vejo um anjo na minha frente.

- Jesus Cristo? - Pergunto coçando os olhos

- O quê? Não. - Ele rir sem graça- Sou eu, Jeon Jungkook.

Ah, claro. Aquele deus grego, o homem dos meus sonhos, o motivo pelo qual assisto futebol todas as sextas.

- Oh, me desculpa - Digo sem graça e ele rir novamente

- Você está bem? - Ele pergunta olhando em meus olhos

- Eu estou sem ar... - Falo sem querer e tampo minha boca ficando corada por ele ter ouvido

- BORA, PORRA! JUNGKOOK, VAI NAMORAR MAIS TARDE, CARALHO! - Um dos jogadores apressa Jungkook

- Aqui o meu número, me liga - Jungkook me entrega um papel que estava em seu bolso e desce de volta para o jogo.

Porra! O que aconteceu? Bendita bola! Nunca estive tão feliz de levar uma bolada no coco. Namjoon e Jin me lançam um olhar malicioso, então eu pego as minhas coisas e saio correndo para casa. Eu estava feliz demais para ficar ali olhando para os dois idiotas...

Talvez ele nem seja tão cafajeste assim...


Notas Finais


O próximo postarei pela manhã, então não se esqueçam de favoritar e comentar o que achou! Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...