História Appears Again From The Ashes (H.I.A.T.U.S) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Angel, Aquarius, Aries, Bacchus Groh, Bickslow, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Carla (Charle), Chelia Blendy, Crux (Kurukkusu), Doranbolt, Droy, Elfman Strauss, Erik (Cobra), Erza Scarlet, Eve Tearm, Evergreen, Flare Corona, Freed Justine, Frosch, Gajeel Redfox, Gemini, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Hibiki Lates, Horologium, Igneel, Jellal Fernandes, Jenny Realight, Jet, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Kinana, Laki Olietta, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Lector, Leon, Levy McGarden, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Lyra, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Metalicana, Millianna, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Nikora "Plue", Ophiuchus, Pantherlily, Personagens Originais, Pisces, Ren Akatsuki, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Rufus Lore, Scorpio, Sherry Blendy, Skiadrum, Sting Eucliffe, Taurus, Ultear Milkovich, Virgo, Warren Rocko, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Dragões, Fairy Tail, Gajeel, Layla, Lucy, Natsu, Perigo, Revelaçoes, Rogue, Se Tonar Mais Forte, Sting, Traição, Wendy, Yukino
Exibições 116
Palavras 658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Harem, Hentai, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mecha, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sci-Fi, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Super Power, Super Sentai, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Depois de muito, muito, muito, muito, muito, muito e muito tempo eu voltei com AAFTA, aplausos por favor.

Mentira eu mereço era tomates e coisas jogadas sobre mim, porém vamos ter paciência.

Curtem esse capítulo.
Amo vocês
Boa Leitura
~Tia Mon

Capítulo 15 - Lição mais importante: A paciência precisa ser sua amiga


Capitulo 15 - Lição mais importe: A paciência precisa ser sua amiga

 

A loira continuava fitando o nada como ela chamava, de fato Grandine falando tudo sobre aquilo era muita loucura, ouvir o vento? Que maluquice era aquela? 

"Vou aproveitar e chamar o vento para tomar um chá."  Zombou a maga alguns dias depois de ter a tal conversa com a dragoa. 

Ela bufou pela boca, sentada em uma pedra observando a paisagem ela tentava entender as palavras de Grandine. 

Passos leves e com pequenos toques foram ouvidos arrastando a grama que saia, a loira nem teve curiosidade em olhar quem era, afinal quem estava naquelas montanhas tirando uma certa Dragoa dos Céus e uma princesa/ maga? 

_Quer? -A voz suave como se fosse nuvens brancas e fofas ofereceu uma xícara de um líquido quente. 

Ainda sem olha-lá Lucy aceitou, pegou a xícara branca de uma alça direita e começou a bebericar o líquido negro quente. 

_Grandine.. -Começou ainda fitando o horizonte. -...como eu faço para ouvir o vento? 

A albina sorriu de canto e fechou os olhos de modo calmo e paciente. 

_Então quer a ajuda da maluca Lucy? -Sorriu ainda de olhos fechados. 

A maga celestial que mantinha os olhos fixos no horizonte desviou o olhar para o chão, mordeu os lábios e se sentiu envergonhada, como ela sabia disso? 

_M-Mas.. 

_Os ventos contam tudo pequena. -Atravessou sua fala. 

A pequena aprendiz sorriu sem graça, sempre os ventos. 

_Porém se você quer saber, pois bem, eu te conto. 

 

--- 

 

A morena de seios fartos ria enquanto bebia mais um pouco de sua bebida alcoólica predileta, enquanto isso a Dragon Slayer dos Elementos ria de modo animado, parecia que todos os problemas sumi-sem quando ela estava do lado dos amigos. 

Porém ela não podia esquecer por que estava ali.

_Sentia tantas saudades Moniki. -A mestra da Sabertooh disse com seu sotaque puxado. 

A morena sorriu, esse modo de falar seu nome era como sempre engraçado e divertido. 

_Também senti muita saudades senhorita. -Respondeu com sinceridade. -Porém.. 

_Está aqui para tirar o selo certo? -Monycky concordou ainda assustada. Como ela sabia? -Layla me avisou a algum tempo. 

Batidas foram escutadas pelas duas fazendo a mestra soltar  um "falando neles" bem baixinho. A porta foi aberta mostrando uma cabeça loira, uma cabeça negra e uma cabeça platinada/azulada. 

Monycky não sabia o que falar ou sentir, seu coração estava uma bagunça, tinha se preparado vários anos por esse momento e agora ela estava assim? Que idiotice. 

Ela suspirou mentalmente e se controlou, tinha que deixar as lágrimas problemáticas para depois. 

_Mandou nos chamar Senhorita? -Sting disse. 

Aquela voz não tinha mudado quase nada, a única coisa diferente era que engrossou, porém continha o que ela sempre amava a preocupação, a gentileza, o carinho e o modo brincalhão. 

_Sim. -O cachimbo presente na sua boca borbulhou. -Essa garota quer falar com os três. 

A morena arregalou os olhos, por que ela tinha que ser tão direta? Não estava estampado na sua cara o suficiente o quanto o mesma não sabia o que fazer? 

O trio olhou para a garota que encolheu na cadeira mais ainda, os olhos de cada um focavam nela de modo perfeito. 

_B-B-Bem.. -Disse ainda tímida. Ela respirou fundo e arrumou coragem. -Não tenham medo certo? Eu sou uma amiga de vocês e não inimiga. 

 

--- 

 

Meditando e meditando. Esse era o conselho de Grandine. 

"_Medite e foque em um objetivo. Seja sincera consigo mesma, o céu irá guia-lá." 

Ela bufou e cruzou os braços, se antes estava confusa agora piorou. 

Porém tela não tinha mais o que fazer, era isso e pronto. 

Voltou a posição de cruzar as pernas em forma de índio e juntar os braços, seu único objetivo era ajudar Natsu. Ela sabia que o Dragneel não estava bem, e isso era bem visível pros olhos de qualquer um, principalmente para a loira. 

"Eu só quero ajudar meu amigo." Pensou fechando os olhos com força. 

 


Notas Finais


Gostaram?

Era para sair no natal esse né, mas tudo bem nem sempre podemos ter as coisas que queremos.

Feliz ano novo <3

~Tia Mon


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...