História Appreciated - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXID
Personagens Hani, Hyerin, Junghwa, LE, Solji
Tags Dasoni, Hybrid, Hyojin, Hyojung, Junghwa, Tom & Jerry, Yuri
Exibições 118
Palavras 1.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Fluffy, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem pela demora. Estou sem internet em casa e postar capítulo pelos dados móveis é meio tenso. Mas consegui correr e postar aqui.
Desculpa também pelo capítulo curto e boa leitura <3

Capítulo 11 - Apresentação


Narrador P.O.V.

Hyojin acordou com frio, não sentindo o calor do corpo de Junghwa junto ao seu. Coçou os olhos, procurando a menina gatinho cegamente. Conseguiu senti-la e quando finalmente abriu os olhos, pôde perceber que ela estava enrolada no outro lado da cama e, como esta era de casal, estava em uma distância considerável.

Hyojin apanhou o celular que estava em cima do criado mudo para ver as horas; já estava tarde o suficiente para ir direto para o almoço. Levantou-se, sem acordar Junghwa, fez sua higiene matinal e foi para a cozinha, para preparar algo para comerem. Porém, no momento que pisou no cômodo pôde ouvir a campainha soar pelo apartamento. De uma maneira ágil, foi até a porta para que a pessoa não apertasse a campainha de novo, pois Junghwa poderia acordar.

  - Uh... - Heeyeon murmurou, com um certo receio do que a amiga possivelmente ouviu na noite anterior. Hyojin teve que morder os lábios para não rir do constrangimento da mais nova. - Por acaso, querem almoçar conosco? - Hani disse sem rodeios, encarando o piso. Foi engraçado para Hyojin ver aquela cena, nunca em sua amizade com Hani tinha visto a última com tanta vergonha.

  - Tudo bem. - Hyojin respondeu. - Você dormiu tão tarde ontem que pensei que não estaria acordada ainda.

  - Cala a boca. - Heeyeon repreendeu, finalmente abrindo um sorrisinho ao lembrar dos detalhes da noite anterior. Mas óbvio que ela não disse isto para Hyojin.

  - Você pode entrar, se quiser. - Hyojin falou, abrindo espaço para que a amiga entrasse. - Não viu o apartamento ainda, não é? - Hani assentiu, entrando na casa em passos largos. - Tenho que acordar Junghwa, não faça muito barulho...

Mas Heeyeon ignorou isto e já estava pulando na cama de Hyojin, gritando o nome de Junghwa freneticamente. Não demorou para que a menina gatinho acordasse, olhando tudo ao seu redor com as sobrancelhas franzidas. Quando viu Heeyeon ali, virou-se e afundou seu rosto no travesseiro, fechando os olhos preguiçosamente.

  - É assim que eu acordo ela todas as manhãs. - Heeyeon se pronunciou, sorrindo enquanto se ajoelhava na cama.

  - Fico feliz que não a acorde da maneira que me acordou nessa madrugada. - Hyojin disse, fazendo uma careta enquanto olhava para a menina, que estava completamente encolhida em meios aos lençóis.

  - Solji não gosta nem de me beijar perto dela. - Hani fez um beicinho.

  - Do jeito que você é, isto é totalmente compreensível. - Hyojin riu da expressão da amiga e se agachou, balançando devagar o corpo da menina gatinho que abriu os olhos novamente. Junghwa encarou Hyojin por alguns segundos, mas não demorou para sentar-se na cama e se espreguiçar.

  - Ei, por que com ela você levanta? - Heeyeon perguntou, embora estivesse achando a situação fofa.

Junghwa nada disse; apenas se levantou, pegou sua mochila - que estava encostada em uma das paredes - e caminhou até o banheiro. Quando voltou, já estava com outra roupa e os com os cabelos presos, de modo que suas orelhas estavam perceptíveis para qualquer um.

Hyojin, que nunca tinha visto a menina daquele jeito, achou que ela ficava extremamente fofa. Heeyeon não segurou o riso ao ver que a mais velha estava com um sorriso bobo no rosto.

  - Vá se arrumar, Hyojin. - Hani tirou a amiga do transe, estralando os dedos na frente do rosto dela. - Solji tem uma apresentação hoje de tarde. Não podemos fazê-la se atrasar.

  - Junghwa pode ir? - a menina gato perguntou esperançosa, nem se importando de ter falado na terceira pessoa. Ela adorava ver a irmã cantando. Achava que ela tinha uma voz muito bonita.

  - Nós todas vamos! - Heeyeon exclamou em resposta, fazendo as outras duas sorrirem abertamente.

Hyojin então foi se aprontar, enquanto Junghwa e Heeyeon avançavam para o apartamento da frente.

Não demorou para que Hyojin aparecesse ali também. Elas almoçaram em um clima bom, conversando animadamente sobre alguns temas aleatórios, mas logo Solji alegou que já tinha de ir, porque ela tinha que aparecer lá mais cedo. As outras três decidiram que iriam também, mesmo que tivessem que esperar um pouquinho. Não tinham mais nada para fazer ali, de qualquer jeito. Junghwa só teve que colocar um gorro na cabeça.

Junghwa estava animada, dando pulinhos e sorrindo largo. Hyojin achava graça dos trajetos da menina gatinho. Neste quase ano que elas ficaram separadas, Junghwa havia perdido boa parte da vergonha que sentia anteriormente e não tinha medo de demonstrar o que sentia e pensava. Principalmente quando estava bêbada.

Hyojin, Heeyeon e Junghwa se posicionaram bem na frente do palco, aguardando ansiosamente a anunciação do nome da ruiva. Quando finalmente ouviram, as três começaram a gritar, bater palmas e dar pulinhos. Solji sorriu para elas antes de dedilhar algumas notas no violão, começando um cover de uma das músicas de Kim Taeyeon. O local já estava um tanto cheio e Solji não podia estar mais feliz. Já estava ficando famosa na cidade e cada vez mais pessoas sabiam seu nome. Alguns cantavam a letra junto, enquanto outros estavam ali apenas para apreciarem a bela voz da ruiva.

Solji fez mais alguns covers e pela primeira vez, a ruiva anunciou que a última música seria uma autoral. A mais velha já havia cantado-a para Heeyeon, então não foi nenhuma surpresa para ela. No entanto, o resto do público - incluindo Hyojin e Junghwa - nunca havia escutado aquela canção e estava um pouco chocados pela capacidade da artista que estava no palco. Quando Solji cantou a última frase, foi surpreendida por aplausos e mais aplausos. Ela curvou-se em agradecimento e desceu do palco pelas escadas que haviam na lateral do mesmo e Junghwa foi a primeira a correr até ela para parabenizá-la. Solji sorriu para a irmã e também para as outras duas que estavam ali atrás. Hyojin apenas soltou um "Bom trabalho" enquanto Heeyeon bicou os lábios da mais velha.

Solji já estava ganhando bem por estas apresentações. Tão bem que já era o suficiente para viver só daquilo. Não era necessário dar mais aulas, ela poderia facilmente se demitir da escola de música, e teria dinheiro o bastante para viver bem.

O caminho de volta para o prédio foi tranquilo, mas Solji pôde perceber o carro de seu pai estacionado na frente do edifício. Ele não iria desistir mesmo. Felizmente a ruiva foi esperta e pediu para Hyojin ficar ali fora com Junghwa enquanto Solji subia com Hani para ver onde ele estava, torcendo para o melhor.


Notas Finais


A música que Solji canta é "3%", mesmo.
sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...