História Aprendendo a amar - Vondy - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alfonso Herrera, Anahí, Christian Chávez, Christopher Uckermann, Dulce María, Maite Perroni
Personagens Alfonso Herrera, Anahí, Christian Chavez, Christopher Uckermann, Dulce Maria, Maite Perroni, Personagens Originais
Tags Dulce Maria, Vondy
Exibições 24
Palavras 949
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Amiguinho bêbado


Pov's Dulce

Passados alguns minutos, resolvi voltar pra festa. O enorme corredor onde ficava o banheiro mais parecia uma casa, cada porta era um comodo. Continuei andando pelo corredor, olhando para o chão, perdida em meus pensamentos. Até que senti alguém esbarrar em mim, senti que minha roupa foi molhada, e provavelmente, por uma bebida alcoólica, o cheiro de álcool era muito forte. ótimo jeito de terminar a noite.

Dulce : Aiii!  VOCÊ NÃO OLHA POR ONDE ANDA NÃO É?

Xxxxxxxxx : Desculpa, ruiva - deu um sorriso desajeitado

Dulce : Ah...  é você... Christopher, certo?

Christopher : Como você sabe quem eu sou...? - falou se escorando na parede para não cair, era notável que ele estava bêbado

Dulce : Não importa, dá licença... eu preciso passar

Christopher : Não importa mesmo... Até por que eu não vou mais existir, não vou continuar com a vida

Dulce : Se matar? você vai se matar? acha que se matando você vai resolver seus problemas? Independente de qual seja seu problema, te garanto que essa não é a melhor solução

Christopher : Desde que minha mãe...  foi embora a minha vida virou um lixo, papai vive me destratando, ele quer que eu estude e vire o dono de tudo o que é dele

Dulce : Mas se ela foi embora um dia ela vai voltar... - sentamos no chão 

Christopher : Não...  ela não vai. Faz 3 anos que ela... que ela...  - Ele começou a chorar, ele estava se desmanchando em lágrimas, nem parecia que ele era tudo o que as meninas disseram, talvez elas tenham exagerado um pouquinho - Faz 3 anos... que ela... morreu. Desde então a bebida é meu refúgio

Dulce : mas e sua irmã? Vocês não são "unidos"?

Christopher : Não, nós éramos, até ela se juntar com as pessoas erradas, e mudar tanto

Dulce : Você não tem amigos?

Christopher : alguns, mas eles não me entendem

Dulce : ...

Christopher : Prazer em te conhecer ruiva, agora... volta pra festa, eu vou alí e não volto mais. - Disse se levantando, com uma seringa na mão, e cambaleando um pouco. Rapidamente me levantei, e segurei seu braço na tentativa de impedir que ele destrua a vida dele

Dulce : Você não vai! - Ele me olhou surpreso 

Christopher : Você não vai me impedir, ninguém vai, ninguém vai sentir minha falta

Dulce : Por favor!  Ame a si mesmo, e lembre que alguém te ama e nunca deixará de te amar, Deus, ele te deu a vida e é o único que tem o direito de tirar. acha que sua vida é um lixo? pelo menos você teve uma mãe, uma mãe que te amou. Agora você vai me dar essa seringa e EU vou te ajudar

Christopher : Não...

Dulce : CHRISTOPHER VON UCKERMANN, DÁ ESSA SERINGA AGORA. Deixa eu te ajudar por favor... - estendi a mão e ele me entregou, um pouco assustado. é bom saber que eu ajudei alguém, alguém que eu nem conheço, mas minha noite já valeu a pena

Christopher : ...

Dulce : Você tá completamente bêbado, não tem consciência dos seus atos. vem vou te ajudar - Puxei ele em direção ao banheiro

Chegando no banheiro me desfiz da seringa, joguei no vaso sanitário e dei descarga.

Após me desfazer da seringa, liguei o chuveiro, afrouxei as vestes dele, e o coloquei debaixo da água fria, peguei algumas toalhas no armário, tirei a roupa dele deixando-o só de cueca "Que corpo lindo!", errolei ele nas toalhas e fiz ele sentar no vaso sanitário com a tampa fechada, abri um armário cheio de remédios e comecei a procurar algum que servisse para meu "amiguinho" bêbado.

Dulce : anticoncepcional não... Xarope não serve....  o azulzinho também não....  Ah! aqui... perfeito - Diluí o remédio na própria tampinha - Toma, bebe logo, sem pensar - Ele me obedeceu

Christopher : é amargo...

Dulce : (risos) Você bebe sem pensar, agora aguenta as consequências. Esse remédio vai te dar um pouco de sono.

fiz ele se levantar e coloquei um braço dele em volta do meu pescoço, levei ele até o quarto em frente ao banheiro e o deitei na cama

Dulce : vou indo, já devem ter notado minha ausência

Christopher : fica aqui comigo

Dulce : Não posso, já é tarde

Christopher : me dá um beijo?

Dulce : tá...  Bom - beijei a bochecha  Satisfeito?

Christopher : Não, não desse jeito, ruiva,  na boca

Dulce : Não, eu nem te conheço, você não sabe nem o meu nome, e está bêbado

Christopher : Não eu não tô bêbado, não vou te deixar ir sem ao menos um beijo - segurou meu braço

Dei um selinho rápido, e fui embora antes que ele me pedisse mais alguma coisa. Provavelmente ele dormiu, e amanhã não vai lembrar de nada que aconteceu aqui.

Cheguei no salão e estavam todos como antes de eu sair. Cheguei na mesa e me sentei pra aproveitar o resto da minha noite.

Anahí : Você demorou... Se perdeu?

Dulce : Não...

Maite : Você tá cheirando a álcool

Dulce : Um certo alguém esbarrou em mim e derramou a bebida

Anahí : imagino quem tenha sido

Dulce : Vamos mudar de assunto...

Anahí : Vamos

Maite : o que você achou da casa de festa dos uckermann?

Dulce : amei, é tudo lindo e luxuoso  - então a casa é dele 

Anahí : eu também gosto daqui

Maite : acho que tá um pouco tarde, o caminho é longo vamos indo?

Dulce : é melhor irmos mesmo

E fomos pra casa. meus pensamentos eram todos do uckermann, ficava imaginando quando nos veríamos de novo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...