História Aprendendo a Amar (Ver. JinHui) | HIATUS - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias 24K
Personagens Hongseob, Hui, Jinhong
Tags 24k, 2hong, Hongseob, Hui, Jinhong, Jinhui, Kim Jinhong, Liang Hui, Nhawmaah, Shim Hongseob
Visualizações 33
Palavras 1.165
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláaaa!
Me perdoem pela falta de capítulos. Ultimamente, o tempo anda muito corrido pra mim. Semana que vem já começa os testes, trabalhos e deveres pra fazer...
Enfim, boa leitura! ♡

Capítulo 3 - Capítulo III


Fanfic / Fanfiction Aprendendo a Amar (Ver. JinHui) | HIATUS - Capítulo 3 - Capítulo III

   


   No capítulo anterior...



   P.O.V Hongseob


   Confesso que fiquei um pouco triste em descobrir que ele namora, mas espero ser um bom amigo. 



   (...)


   – Façam a página 63 à 69 do livro em casa. É isso. – O professor disse, depois do sinal ter tocado.


   Saindo de sala, Jinhong encontrou Hui o esperando, que envolveu seu braço em seu pescoço.

   Hongseob os observavam, até sumirem do corredor. Abaixou a cabeça, seguindo em direção contrária. 

   Chegando em casa, encontrou a mesma vazia. Normal. Sabia que seus pais viviam fora por causa de seus trabalhos. O mesmo também trabalhava, porém o mesmo parou por causa dos problemas que o local estava enfrentando. O chefe havia dado "férias" para os funcionário, até que o problema fosse resolvido. 

   Chegando no quarto, foi direto para o banho. Nele, ficou pensando. Sua mente estava confusa.

   Eu não posso estar sentindo isso... Não posso. É errado. Ele ama outro. Pensa, Hongseob, talvez seja só uma fase. Vai passar. 

   Saiu do banheiro, com uma toalha em volta do pescoço, enquanto secava seu cabelo. Ligou a TV e sentou-se de frente pra ela, procurando algum programa pra assistir. 


   (...)


   Enquanto isso, Jinhong acabara de sair do banho, vestindo apenas uma camisa de botão grande. Pegou sua mochila, tirando o livro, o caderno e o seu estojo, os colocando em cima da cama. Sentou no centro, abrindo o livro na página que o professor havia dito. 

   Saindo do banheiro, Hui apareceu, bagunçando seu cabelo, notando Jinhong usando sua camisa. Chegou silenciosamente perto dele, o agarrando por trás.


   – Quem te deu esse direito de foder com a minha sanidade, hm? – Sussurrou, beijando sua nuca. 


   – Eu to fazendo o dever, espera. – Jinhong tentava manter a voz, mas dava alguns deslizes com as palavras. – Em falar nisso, você não tem nenhum pra fazer?


   – Eu tenho, mas to com preguiça. – Hui respondeu, encostando na cama.


   – Vai fazer.


   – Não quero. – Hui respondeu, desafiando o mais novo. Jinhong o olhou, com uma sobrancelha erguida. – Você fica tão sexy quando está sério. 


   O mais novo virou-se para frente, envergonhado com o comentário. 

   O mais velho soltou um riso fraco, o puxando mais para ele. Atacou o pescoço do mais novo, enquanto tocava em suas coxas expostas. Subindo mais sua mão, descobriu algo.


   – Bom saber que você está sem cueca. – Comentou baixo, tocando em sua glande. Pegou o membro do mesmo na ponta dos dedos, estimulando lentamente. 


   – Espera um pouquinho, está tirando minha concentração... – Desgrudou do mais velho, afastando os materiais e deitando de barriga para baixo, sem tirar a atenção dos exercícios. 


   – Essa é a intenção. – Ele respondeu, depositando um tapa em sua nádega direita, recebendo um palavrão baixo, vindo do mais novo. 


   Vendo que o namorado não iria terminar rápido, bufou e pegou o celular para passar o tempo. 

   De vez em quando, observava seu namorado de costas. Sua camisa, em que usava, estava um pouco acima das coxas, deixando um pouco da sua bunda à mostra. 

   Seus pensamentos impuros surgiram, quando o viu de quatro na cama.

   Voltou sua atenção para o celular, antes que o agarrasse ali mesmo ou, até mesmo, ficasse excitado. 


   (...)


   "Ufa, terminei!" Jinhong pensou, aliviado.


   Guardou suas coisas, voltando para a cama e ir dar a atenção que o seu namorado tanto queria. O mesmo estava fixado em seu celular. 


   – Ei, terminei. – Jinhong disse, ficando ao lado do mais velho, que não respondeu. – Ei! Me dá atenção!


   O mais novo disse, um pouco irritado. Olhou para a tela do celular do namorado, vendo que o mesmo estava vidrado em um joguinho. 


   – Aish, não acredito, Liang Hui. – Ele disse, indignado. Se jogou do outro lado da cama, cruzando os braços e fazendo bico. Se levantou novamente, olhando para o namorado, que não tirava um minuto sequer do celular. Se levantou, sentando em cima dele, enquanto estimulava seu próprio membro. – Hyuuung... 


   Ele o chamou, manhoso. Deitou sobre seu peitoral, escondendo seu rosto no pescoço do outro. O mais velho levantou, se acomodando mais na cama, voltando a ficar sentado e com o pequeno em seu colo. 

   Jinhong optou em provocá-lo.


   – Você não vai me dar atenção...? – Ele perguntou, enquanto desabotoava lentamente cada botão da camisa. Apenas desabotoou três dos botões, deixando uma parte de seu peito exposto. Nada. 


   Chegou mais próximo, agarrando o pescoço do namorado - não se importando com que ele ainda estava fazendo no celular - e o beijando. O mesmo cedeu o beijo, enquanto colocava seu celular em cima do criado mudo. Abraçou a cintura do pequeno, enquanto aprofundava o beijo. 


   – Final... mente... – Jinhong disse, ofegante. 


   – Queria ver você implorar por mim mesmo. Por que parou com o que tava fazendo? – Hui se referiu à camisa.


   – Quer... que eu continue...? – Jinhong perguntou, o provocando com o seu olhar. 


   – Quero. – Respondeu, sorrindo maliciosamente. 


   Jinhong se afastou um pouco, começando a desabotoar a camisa novamente, logo deixando seu corpo à mostra. Hui o olhava de uma maneira diferente. Mordia o lábio inferior, admirando cada detalhe do mais novo. O chamou com o dedo, e viu ele engatinhar de volta para o seu colo. 


   – O que você tava pensando, quando ficou naquela posição na cama? – Hui perguntou, o puxando pela cintura. Jinhong não respondeu. – Seja o que for, deixou meu amiguinho aqui animado. 


   – E...? 


   – Você será punido. 


   Hui o puxou por mais um beijo, só que dessa vez era mais lento e provocativo. Depositou um tapa nas nádegas do mais novo, fazendo o menor gemer entre o beijo. O deitou na cama, ficando por cima. Não interrompendo o beijo, prendeu seus braços em cima da cabeça. 


   – Hui... 


   – Sim?


   – Me... toque... por favor...


   O mais velho o olhou, malicioso, levando sua mão ao membro do menor. Começou com o movimento vai e vem, fazendo o mais novo cerrar os punhos e fechar os olhos com força. Abocanhou-o, chupando por completo. Sentiu o mais novo agarrar seu cabelo, incentivando a ir mais rápido. Parou o que estava fazendo, deixando Jinhong sem entender. Se aproximou do criado mudo, abrindo a gaveta, tirando algemas de lá. O mais novo apenas observava. Viu se aproximar, juntando as duas mãos e os prendendo. Após isso, a mão de Hui deslizou pelo corpo do menor, voltando ao que estava fazendo. Dessa vez, foi mais brutal. Escutava-se, claramente, os gemidos saindo de Jinhong. Continuou até chegar ao ápice, fazendo com que o líquido esbranquiçado escorrece em sua mão e na barriga do mais novo. Lambeu até a última gota, tomando os lábios de Jinhong logo em seguida. 


   – Por que você está com roupa...? – Jinhong perguntou, ofegante. Hui olhou para si. 


   – Por que a pergunta? 


   – Não é justo você estar com roupas, e eu, não. – Jinhong respondeu, fazendo bico.


   – Está querendo que eu tire? – Perguntou, semicerrando os olhos, travesso. Assentiu o mais novo. – Hm... Que tal tirar pra mim? Deve ser divertido. 


   Hui ajudou o mais novo a se levantar, enquanto o mesmo ficou de joelhos. Começou, tirando a camisa do namorado, o jogando em algum canto. Fitou o seu corpo até chegar a sua calça. 




   Continua... 


Notas Finais


Sim, eu parei até aí rsrsrs
Espero que tenham gostado!
Em breve, estarei postando a continuação e o imagine do Jeonguk (pra quem lê ela).
Queria dar um aviso pra quem me segue no twitter (caso tenha): no momento, o twitter me bloqueou. Então, até lá, não estarei fazendo nada por lá (obviamente).
Beijinhos e até a próxima! 💘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...