História Aprendendo a te amar - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Alice Campbell, Ally Brooke, Ana Júlia Campbell, Camila Cabello, Camren, Camren G!p, Camren Não, Dinah Jane Hansen, Dinally, Elena Campbell, Fifth Harmony, Ian Somerhalder, Irmãs, Lauren G!p, Lauren Jauregui, Laurice, Laurice G!p, Laurinah, Shawn Mendes, Sofia Cabello, Veronica Inglesias
Visualizações 424
Palavras 1.863
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boaaaaa tardeeeeee meu povo!!!!
Já viram o clipe maravilhoso Angel???
Eu vi e amei. E agora estou inspirada em postar e voltarei amanhã com mais um.
O de amanhã se chama "Meu anjo".
Particularmente eu o amo.
Lembram da sinopse nova? Bom, aquele trecho mais parte de lá.
Gentem depois que vocês passarem por [...] prestem muita atenção. E o que está em itálico é o flash back.
Boa leitura!!!
P.s. ainda vou responder os comentários de ontem apenas ainda não fiz porque estou sem tempo agora mas logo terei.

Capítulo 20 - Motivos.


Fanfic / Fanfiction Aprendendo a te amar - Capítulo 20 - Motivos.

Capítulo 17 – Motivos.

Capítulo Especial – Shawn Mendes.

P.O.V. Terceira pessoa.

Dois meses antes...

Aaliyah Mendes subiu correndo a escada da casa dos seus pais com pressa e com olhos transbordando em lágrimas. Ela não queria acreditar no que descobriu e no que seu irmãozinho estava fazendo com outras pessoas e, internamente, rezava para ser uma grande mentira.

Shawn não poderia ser um agressor.

Ela abriu a porta do quarto do irmão com violência e pouco se importando em ter a educação, que recebeu deste pequena, porque naquele momento sua única vontade era de bater nele caso fosse realmente verdade. Aaliyah percebeu que Shawn estava no banho e resolveu espera-lo sair para terem uma conversa seríssima, sentou-se na beirada da cama de casal e abaixou a cabeça enquanto lembranças ruins e fantasmas do passado vinham a sua mente.

Atualmente, ela está bem e ainda vai a consultas com sua psicóloga de tempos em tempos, mas Aaliyah teve uma adolescência conturbada e a qual nunca gosta de lembrar. Ela por fazer faculdade em New York e ser estudante de medicina eram as raríssimas vezes em que podia voltar para casa e ficar com sua família. E essa era uma dessas raríssimas vezes e ela queria passar um tempo de qualidade com seu irmãozinho, que inclusive não sabia da sua volta, por estar morrendo de saudades dele, entretanto, ela que foi surpreendida ao chegar em casa por Karen, mãe de ambos.

Shawn saiu do banheiro cantarolando uma música qualquer e sentindo-se muito ansioso para mais tarde, porque iria encontrar com Camila Cabello e transar loucamente. Bater em um nerd mais cedo na escola o havia deixado estressado e precisando muito relaxar com uma garota qualquer, porém ele escolheu a patricinha Cabello, por ela saber fazer o melhor boquete de Miami e ainda topava fazer de tudo na cama.

Camz Cabello seria uma namorada perfeita, claro se ela não uma completa vadia falsa.

Ele paralisou no meio do quarto surpreso e feliz por sua irmã mais velha está sentada na sua cama, saindo do estado letargia um sorriso contente abriu-se no rosto dele.

- Aaliyah – Sussurrou o nome dela com entusiasmo – Não esperava te ver essa semana porque pensei, que você só veria na próxima semana.

Porém, ela não disse nada ou sequer ergueu a cabeça para olha-lo. Aaliyah por dentro estava destruída e decepcionada demais com o seu irmão. Como ele pode ser exatamente o que anos atrás quase a fez cometer suicídio?

- É verdade, Shawn? – Perguntou séria e ainda sem olhar para ele.

Ele franziu a testa com a pergunta estranha e pela a reação fria dela também, pois sempre que ela vinha para casa, eles não se desgrudavam um minuto sequer e ela pulava nele com um abraço apertado, dizendo como sentia falta do seu irmãozinho mais novo e o enchia de beijos.

- O que é verdade, mana? – Shawn questionou confuso.

Aaliyah ergueu a cabeça para ele com os olhos transbordando de lágrimas.

- É verdade que você pratica bullying, Shawn? – Ela repetiu explodindo de raiva e se levantou para ficar cara a cara com ele - Me responde, porra – Gritou empurrando-o pelo o peito e por terem quase a mesma altura, ela o encarava nos olhos.

Ele ficou sem cor e não sabia o que dizer, mas por dentro estava tremendo de medo porque ele sabia exatamente o que aquela verdade significada para a sua amada irmã mais velha.

- Eu... – Gaguejou nervoso e com as mãos molhadas de suor.

Ela fechou os olhos tentando conter as lágrimas. Então, era verdade e isso a fazia se sentir um lixo porque seu irmão tinha se tornado o seu maior medo. Aaliyah conhecia o irmão como a palma da sua mão e quando, Shawn gaguejava assim era porque estava tentando mentir.

- Eu não posso acreditar nisso – Ela sussurrou se afastando dele e indo na direção da janela – Quando, isso começou? – Perguntou com a voz perigosamente calma e olhava além do vidro, sem realmente ver alguma coisa – Fale logo, caralho – Mandou irritada.

Shawn suspirou e se sentou na beirada da cama, sabendo que teria que confessar que era um agressor a ela.

- Tem uns três anos, que comecei a fazer isso – Confessou baixinho.

Ela virou-se para olha-lo com os olhos frios.

- Então, começou com quinze anos – Fez uma pausa – Prossiga.

Shawn abaixou a cabeça e fixou os olhos no chão do quarto. Pela a primeira vez, ele se sentia envergonhado por ter começado a praticar bullying.

- Por popularidade e por causa de uma garota – Sussurrou respirando fundo para não chorar e lembrando, que fora Camila quem fez ele ver como era fácil humilhar os outros e assim conquistar popularidade rapidamente.

- Então, meu pequeno e adorado irmãozinho passou a ser um agressor em busca de popularidade e para enfiar o pinto em uma garota? – Aaliyah indagou sarcástica.

- Eu... – Ele começou a responder, mas fora interrompido.

- Levanta a cabeça e me olhe como o verdadeiro homem que você é, Shawn – Exigiu debochada.

Ele não queria olha-la nos olhos.

- Aaliyah – Shawn tentou protestar.

- Cala a boca, porra – Gritou irritada – E agora olhe para mim.

Shawn ergueu a cabeça com o coração aos pulos e muito receoso, mas se arrependeu de ter obedecido a ordem da sua irmã. Aaliyah chorava silenciosamente e sua expressão deixava exposta toda a sua decepção. Ele se sentiu um lixo.

- Você lembra disso? – Ela perguntou retorica enquanto puxava ambas as mangas de sua blusa e deixava expostos seus pulsos, que tinham uma cicatriz em cada um – Lembra o por que eu fiz isso comigo mesma, Shawn?

Ele acenou positivamente, já chorando.

- Sim – Sussurrou contendo um soluço – Você fez isso porque sofria bullying na escola.

- Você tem uma boa memória, parabéns – Debochou em meio as lágrimas - E foi exatamente por isso que eu quis me matar, irmãozinho. Porque pessoas como você – Apontou com desdém para ele – Me humilhava e me batiam, mas sabe por que nunca disse nada a você?

- Não.

- Porque eu te amo e não queria que você visse como as pessoas são cruéis, mas falhei porque meu próprio irmão se tornou uma delas – Murmurou melancólica – Lembra qual era a minha idade quando tentei me matar? – Perguntou com um grito.

- Dezoito anos – Respondeu com um fio de voz – A minha idade.

- Exatamente, Shawn – Bateu palmas – Assim como a cinco anos atrás, eu tentei me matar por sofrer bullying, hoje existe milhares de outras pessoas que tem êxodo e morrem pelos os meus mesmo motivos – Aaliyah sussurrou já sem forças para continuar no mesmo ambiente que o irmão porque estava se sentindo sufocada e triste demasiadamente – Você me decepcionou muito, Shawn.

- Me perdoa, Aaliyah – Shawn implorou se jogando aos pés da irmã – Juro que vou mudar.

Ela o olhou com puro desprezo.

- Daqui dez anos você se sentirá orgulhoso de se lembrar de tudo que você faz hoje? – Perguntou sem emoção alguma na voz.

Ele ficou em choque porque tinha ouvido aquela mesma pergunta a pouquíssimos dias antes de Alice Campbell, a loirinha brava, mas acabou não dando importância a essas mesmas palavras. Aaliyah deixou o quarto do irmão e desceu a escada correndo apressada, sem nunca olhar para trás. Ela passou pela a sala como um furacão e fechou a porta da frente com raiva. Ela precisava sair dali o mais rápido o possível e conter a vontade de arrebentar a cara do irmão toda.

Karen chorava compulsivamente encolhida no sofá da sala, sentindo-se a pior e mais inútil mãe do mundo. Como ela pode ficar todo esse tempo sem perceber ou saber o que o filho andava aprontando na escola? Fora preciso vim uma pessoa de fora para acorda-la para a realidade e mostrar o que acontecia embaixo do próprio nariz. Assim como ela errou com Aaliyah, que sofria agressões tanto física quanto psicológica na escola e sempre permaneceu em silêncio até o dia que resolveu se suicidar, agora errava com Shawn. Como a vida é irônica? Karen teve uma filha que sofria bullying e agora tem um filho que é causador dessa mesma agressão.

Shawn se levantou do chão desesperado e pegou o celular para ligar para a irmã, porem caiu na caixa postal. Ele irado e chorando lançou o aparelho contra a parede, que quebrou em vários pedaços, e gritou até sua garganta doer.

Ele tem sido um dos motivos que quase levou a pessoa que mais ama e admira a se matar, a sua irmã.

Quanto tempo levaria uma pessoa para se arrepender de todos os erros e querer conserta-los?

Não há como responder essa pergunta pelo o simples fato de que cada um tem o seu próprio tempo, entretanto, para Shawn foram preciso dois meses e não ter mais o carinho da irmã mais velha para arrepender-se verdadeiramente dos últimos três anos da sua vida. E agora ele teria uma longa jornada para consertar todos os seus erros antigos e evitar novos.

E ali, sentada concentra lindamente em um livro, estava a primeira pessoa da sua longa lista.

- Bom dia, Alice – Ele desejou ficando parado alguns metros de distância dela e com as mãos enfiadas nos bolsos da calça.

Ela ergueu a cabeça do livro e franziu a testa.

- Hã? Bom dia, eu acho – Alice Campbell respondeu incerta - O que você quer, Shawn? – Perguntou curta e direta.

Ele sorriu.

Quem disse que seria fácil?

[...]

Sorriu satisfeita ao repassar as fotos, que havia tirado uns dias atrás e agora estava apenas esperando o momento certo para usa-las. Eram fotos de Allyson e Dinah Jane beijando-se no carro da Hansen em um parque qualquer. Camila já estava desconfiada de que algo vinha acontecendo entre a nerd ridícula e a loira maravilhosa, mas como ainda não tinha provas concretas resolveu vigiar ambas e agora tinha evidencias do romance delas.

A patricinha Cabello sabia como os pais de Allyson são extremamente severos e religiosos, o que seria perfeito para os seus planos maldosos. O que os pais da pequena Brooke achariam ao descobrirem que a filha se relacionando com outra mulher?

Camila não tinha nada de verdade contra a Allyson, afinal, a garota nunca tinha feito nada para ela, mas o simples fato de humilha-la e a ver chorando fazia a patricinha se sentir A poderosa. E Dinah Jane, ela só queria a prejudicar porque é a irmã da aberração Jauregui, a garota de pênis. Essa era outra que ela ainda estava pensando calmamente no que iria fazer, mas por enquanto o seu próximo alvo era o Shawn Mendes porque aquele merdinha decidiu ficar bonzinho e ser converter em uma alma boa.

Pura bobagem.

Era fato, que Camila Cabello não amava ninguém além de si mesma e nem os seus pais ao menos gostava um pouco, e sua irmã gêmea piorou e ela odiava Sofia. Nunca faltou nada a ela deste conforto à amor de seus pais. Ela simplesmente, é uma pessoa ruim e maldosa sem motivos, gosta de humilhar e pisar nas pessoas por pura diversão. Ela somente é má.

Entretanto, havia alguém que ela queria e teria sem medir esforços para conseguir.

Alice Campbell seria dela.


Notas Finais


Vixxxxxeeee
Camila interessada em Alice?
Isso vai dar merda.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...