História Aprisionada: Temp. 1 - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Ação, Camila Cabello, Camren, Corrida, Corrupção, Drama, Drift, Fifth Harmony, Gangues, Lauren Jauregui, Lésbico, Orange, Policial, Yuri
Exibições 55
Palavras 1.079
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Orange, Policial, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 24 - Capítulo 23 - Drifting (HOT)


- Oh, merda. - Lauren tentou ignorar e continuou os movimentos, mas Camila perdeu o fio da meada com o susto e colocou as mãos no volante.
Talvez o policial não soubesse, mas naquele modelo, o carona ficava do lado esquerdo e o motorista do direito, ao contrário dos carros comuns.

Lauren saiu rapidamente do lado do carona, antes que ele visse que na verdade a motorista era outra. Parou na lateral do veículo com as mãos na cintura e uma cara muito brava.

- Boa noite. Identificação por favor. - o policial pediu

- Detetive Jauregui, homicídios!

- Identificação por favor. - ele ignorou

Lauren mostrou o distintivo, mas ele deu de ombros.

- Sabe à quantos quilômetros estava por hora, detetive?

- Oficial, você ouviu o que eu disse? Sabe com que está falando?

- E esse carro não vale muito para uma detetive não? Quanto ganha por ano?

- Oficial, você está infringindo 3 leis do regulamento, e isso é insubordinação. Se continuar, eu vou ter de tomar uma providência

Um sargento então saiu da viatura, sentindo o clima.

- Posso saber o que está havendo aqui?

- Seu oficial, sargento, acabou de insultar uma Detetive da Homicícios, este veículo é propriedade do FBI.

- Detetive, eu peço mil perdões.

- Não. Este veículo foi roubado, eu consegui deter o suspeito e eu estou tentando devolvê-lo ao pátio de Miami CIty. Estava, se seu oficial não tivesse tentando me atrapalhar.

- Detetive, nos realmente lamentamos muito.

- Ligue para o Capitão Jauregui de MIami City!

Ambos ficaram pálidos

- Ligue para o Capitão Jauregui de Miami agora! Quero que este oficial fique 2 semanas suspenso.

- M-mas det- o oficial não conseguia falar

- Se eu repetir, eu vou ordenar que te transfiram para o pior distrito policial da Flórida, é isso o que você quer?

Ambos negaram com a cabeça e voltaram para dentro da viatura com um ínfimo "boa noite".

 

Camila estava perplexa quando Lauren entrou no carro.  Ainda estava excitada por momentos antes, e impressionada com o grito dela contra os dois policiais.

- Vamos? - perguntou Camila, dando partida no carro.

- Não. Eu não terminei minha conversa com você. Sai do carro.

Ela ainda estava no processo de tirar o cinto, quando Jauregui gritou:
- Sai do carro, merda!

Camila saiu do carro, sem entender nada, ajeitou os cabelos e bateu a porta.

- Quem disse que você podia subir sua calcinha? - Lauren gritou com ódio. 

E então veio com tudo em sua direção, prendeu seus braços ao alto, enroscando os dedos e lhe beijou com toda a força que tinha.

Camz estava bamba com aquela língua adentrando sua boca com tanto poder e comando.

As mãos desceram até seu ziper e o abriram novamente, pegando a calcinha que estava quase transparente de tão.  . .

Camila apertou os próprios seios, se sentindo extasiada com o tesão que subia por todas as suas veias.

- No puderás abrir sus ojos, hasta que yo diga. Entendido?

- Sí. - Camila continuava apertando os próprios seios.

Ela ficou alguns minutos de olhos fechados, em perfeito escuro.

E de repente, uma língua, umideceu a pontinha de seu clitóris, degustando seu sexo com uma fome salaz. E uma onda de prazer e calor subiu de sua virilha até seu peito.

Lauren fazia tão gostoso. . .

A policial pegou sua perna e passou por cima de um ombro, abrindo ainda mais sua vagina.  Chupou, provou, tateou, paparicou aquela parte que tanto gostavam, sem deixar de foder da maneira necessária.

- Así. Isso! Oh, Lauren. - aquelas palavras eram mágicas

Camila foi perdendo o equilíbrio, e quando o seu corpo correspondeu com um orgasmo, ela ficou sem ar, e transpirava.  

Não conseguia ficar de pé direito, mas com um sorriso enorme no rosto.

Lolo limpou os lábios com uma passada de língua lenta. E ainda olhando para aquele sexo latejante, ela deu um simples beijo e subiu sua calcinha. (Ou o que restava dela). Fechou seu zíper com todo o carinho e ajeitou seu jeans.

- Eu fui no céu e voltei. - Camila estremeceu

Lolo riu, se sentindo toda orgulhosa, a pegou no colo como um bebê e deu a volta. Abriu a porta e a colocou sentadinha, trocando um selinho ou dois.

Iria se sentar no banco do motorisa, mas a mancha líquida lhe fez rir. Pegou uma flanela e limpou o resto do líquido, se sentando depois.

- Me desculpe.

- Ah, meu colchão mandou lembranças. - Lauren riu, a avermelhando mais ainda

Lauren assumiu o volante, voltando para a cidade.

 

. . .

N/A: Ah, leitores, existe um sistema de câmbio chamado XTronic CVT, que permite que o piloto dirija com a marca no volante, então é mais fácil dirigir com uma mão só. Por isso que dá pra fazer essas proezas.

 

De repente olhou para o lado e viu que Camila apagara feito uma criança, com um biquinho nos lábios. Ajeitou sua franja bagunçada, e fez um leve carinho em sua coxa, sem perder o sorriso.

- Céus, para onde vamos, hein?

Lauren pensou por minutos, e então teve a idéia.

- Okay Google! - Lauren falou num tom mais elevado

O GPS respondeu fazendo uma vozinha que eu não sei imitar, desculpe.

- Google, me leve para o último destino.

- Localizando. - o GPS respondeu - Último destino salvo: Casa da DJ, 18 quilômetros, sem trânsito, SE 25th road -  Miami City.

Lauren observou a rota que iria até um bairro de luxo, portuário e se pôs a obedecer todo o roteiro.

 

__________________

Jauregui não estava acostumada com o carro então deu uma trepidada e arranhou a marcha. Camz acordou com um pulinho e percebeu que estavam próximo à casa de Dinah.

- Chegamos? - Lauren perguntou

- Chegamos. – e Camila tirou o cinto.

A casa dela era fabulosa! Parecia de algum artista famoso, ou algo do gênero. Era dentro de um condomínio com seguranças e vigilantes com cães, portaria, parques e piscinas dentro do condomínio.  Também haviam quadras e parquinhos infantis, um certo verde e jardins uns mais lindos que outros. Dinah parecia estar dando uma puta festa!

Pessoas conversavam alto, música, outros dançando com copos e garrafas nas mãos

- Que passeio demorado!  Dà para sentir daqui o cheiro de buc- Dinah não terminou a frase 

- Bonito, hein detetive? – uma voz familiar sobrechegou por trás de Lauren, apontando uma arma para ela e para Camila 


Notas Finais


Tam tam tam tam. . . quem irá atirar em Camila e Lauren?

Não perca o próximo episódio de A-PRI-SIO-NADA, a sua novela das harmony


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...