História Apt.315 - Fillie - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Stranger Things
Exibições 20
Palavras 1.509
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fantasia, Ficção

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


essa é mais uma das minhas idéias rapidas, vai ter no máximo uns 4 capitulos... mas não sei, talvez né...

Capítulo 1 - Barulho


O barulho do apartamento ao lado agonizava meus ouvidos e fazia com que minha cabeça latejasse de dor, os fones de ouvido que eu usava ja nao adiantavam mais de nada, que droga de vizinho.

Minha mãe simplesmente me mandou cuidar desse apartamento enquanto ela viajava com minha irmazinha para cuidar de negócios, já que eu não queria ir e tenho idade para ficar sozinha por 3 meses em casa, mas o que eu não esperava era que algum filho da mãe iria se mudar para o apartamento ao lado e iria ficar tocando suas músicas idiotas no volume máximo até as 00:37 da noite, horário que eu só queria estar assistindo minhas séries.

Disquei o Numero da unica pessoa que conheço que poderia estar acordada a esse horário, uma de minhas melhores amigas, nos conhecemos em um ensaio para uma revista há uns 5 anos atrás e não perdemos o contato desde então.

-Mills? nossa, nunca esperei que fosse ficar acordada até esse horário, voce é tão certinha

-eu também não esperava, mas a porcaria do vizinho tá tocando música até agora, Sadie.

-Millie, ja mandei voce xingar, porra, nós não temos mais 12 anos, temos 17, desconta a sua raiva nos palavrões.

- tá bom, vai vir pra cá ou não porra?

-To indo, tenho más notícias pra te dar caralho.

Revirei os olhos, mesmo sabendo que ela não veria, e mesmo sabendo que ela já tinha desligado o telefone, era previsível o quanto ela brigava com o namorado e depois chamava de ''má notícia'', fazendo um drama enorme e depois voltando com ele, eles eram um casal fofo, mas problematizavam tudo e brigavam facil, só queria que ficassem juntos logo, ate por que o Caleb era um cara muito legal e bonito.

Tres batidas na porta, era ela, minha casa tinha campainha mas ela insistia em usar o modo tradicional, por que segundo ela ''ninguém mais usava, ai eu saberia quando é ela ou não''. Ela não esperou que eu abrisse, bateu e entrou, como sempre.

-Nossa, que barulho alto- ela chegou com o celular em mãos e uma mochila nas costas

-eu avisei, qual o motivo da briga?- perguntei me ajeitando no sofá

-como voce sabe que brigamos?- ela jogou a mochila numa poltrona e se sentou em outra.

-''más notícias'' -imitei a voz dela- é igual a ''briguei com o Caleb por um motivo bobo''

-não é bobo... - ela disse e eu me ajeitei com a mão embaixo do queixo, esperando ela falar- é que ele tinha planejado um passeio, mas eu tive uma reunião em cima da hora e não pude ir, ai ele reclamou que não tenho tempo pra ele e eu fiquei meio revoltada, então aconteceu.

-Sadie, pelo amor de Beyoncé o cara tava tentando ser romantico...

-Ai eu sei... ah, sei la Millie- o celular dela vibra- É MENSAGEM DELE!

Revirei meus olhos novamente, pegando meu celular para falar com Noah, bom... Noah é meu melhor amigo, mas também é o cara que eu gosto no momento, talvez eu não goste dele mas... sei lá eu acho ele bonito, não dá pra explicar.

Noah: Oi Millis!

Millie: Noah!

Noah: Vim avisar que estou em L.A, se quiser, podemos nos encontrar...

Millie: claro! veio sozinho? 

Noah: na verdade não... vim com a Julia e um amigo 

Millie: isso quer dizer que voces...

Noah: voltamos! :D

Millie: legal... parabens Schnapp.

Noah: espera Mills tenho uma surpresa pra voce

Millie: depois voce me conta, tenho que ir.

Desliguei o celular, não quero mais saber, preciso ajudar Sadie e Caleb agora, não posso me preocupar com um garoto que namora.

Sadie sorria largo, mas ao encontrar minha cara carrancuda deixou de sorrir.

-o que aconteceu?- ela ergueu as sobrancelhas

-Noah e Julia voltaram- me deitei no sofá jogando as mãos pra cima e as sacudindo- aeeeee!- fingi animação

-ai amiga, tanto peixe no mar e voce atras desse Lambarizinho

-nenhum que me queira- respondi bufando

-Amiga, eu preciso lembrar que voce é Millie Bobby Brown? Garota, voce é linda e talentosa de umas mil maneiras diferentes, meu pau vc falar que ninguém te quer

-Sadie, voce não tem pau

-AH, FODA-SE- ela gritou se levantando do sofá- pelo amor dos Duffer Brothers eu não aguento mais esse vizinho, eu to tendo que gritar pra voce me escutar, eu vou lá.

ela se levantou e eu fui atrás, Sadie e Barraco são coisas que combinam.

Ela apertou a campainha umas 10 vezes seguidas, ate que um garoto saiu, ele vestia um casaco preto da Nike, calças jeans escuras e meias brancas, sem tenis, o cabelo era bem preto e estava bagunçado como quem acabara de acordar, sua boca era vermelha como se tivesse passado batom e seu rosto era lotado de sardas, o que o deixava fofo, tive vergonha ao perceber que eu pensava cogitando em apertá-lo mentalmente, ele esfregava os olhos como quem tinha sono e eu achei isso muito fofo, mas me lembrei que a música ainda tocava atrás dele.

-ENTAO COLEG...- A Sadie começou, mas tapei sua boca, a interrompendo

-Bom... moço, nós estamos aqui para pedir que abaixe o volume, já são 0:53...

-volume??? ah, desculpe, eu estava dormindo, mal percebi, é que estou com vista em casa e...- então o inesperado aconteceu, Noah apareceu ao lado daquele garoto fofo, era engraçado, Noah não era baixinho, mas a diferença entre eles era de uma cabeça, Noah estava todo arrumado, como quem se arrumava para sair com uma garota, com camiseta social azul e jeans branco, também só de meias.

-Millie? Sadie?- ele arregalou os olhos

-conhece elas?- o garoto perguntou

-O que voce ta fazendo na casa do meu vizinho Schnapp?

o garoto saiu dali e a música parou, Noah saiu da frente da porta, apontando para um sofá no canto.

-Eu disse que tinha outra surpresa?- Noah disse se sentando no braço de uma poltrona

-vai morar aqui?- Sadie perguntou

-Na verdade eu só estava ajudando o Finn a arrumar aqui, ele vai

-cade ele? apresenta ele pra Millie, tá precisando de um boy essa menina

-Eeeei!- o garoto gritou da cozinha- eu estou escutando, ruiva!

- o que voce esta fazendo ai ?- Noah se levantou

-CAFÉ!- o garoto gritou de volta

-voce nem sabe fazer café Wolfhard!- Noah foi em passos rápidos ate a porta da cozinha- voce nao sabe fazer nada garoto.

-precisa jogar na cara?- a conversa podia ser ouvida da sala, onde eu e Sadie nos olhavamos rindo

-vai lá falar com as meninas, vou terminar o café e já levo

o garoto apareceu na sala de cabeça baixa, se jogou no outro sofá e colocou a mão no rosto

-estou morrendo de vergonha, eu pareço um zumbi, mal dormi, o Noah não tirava a porra da musica, ele disse que não conseguia fazer nada sem música, não vai se repetir senhoritas...- ele gesticulou com a mão como quem pedisse para que eu falasse

-o nome dela é Millie, e o meu é Sadie, mas ela é a Millie ta? isso é o que importa, quer dizer... ela é sua vizinha né

-Okay....- ele riu- eu nem sei como responder isso, prazer Millie, vai ter que me aturar por muito tempo, ja que não tenho parentes aqui, não conheço nada

-bom, também só tenho amigos aqui, voce é de onde?

-Canadá, e pelo seu belo sotaque voce também não é daqui, não é mesmo?- ele arqueou as sobrancelhas e num ato ivoluntário mordi o lábio de baixo

-não, na verdade nasci na espanha, morei na Inglaterra, é confuso

O garoto riu e eu senti minhas bochechas queimarem, Sadie me deu um cutucão e riu.

Noah apareceu na cozinha com tres xicaras de café, as deixou sobre a mesinha de centro e voltou a cozinha

-Ah, como eu amo café- o garoto que atendia por Finn pegou a caneca verde

peguei a caneca vermelha e Sadie a preta, Noah apareceu com uma azul e se sentou na poltrona.

-então, Mills- ele começou- o Finn não conhece nada, então preciso que o ajude, basicamente é isso, eu já dei seu telefone pra ele e... mais alguma coisa Wolfhard?

-tente não se apaixonar por mim, por favor ta?- ele fez cara de convencido

abri minha boca e arregalei os olhos

-quem voce acha que eu sou? boa sorte se voce acha que eu me apaixono fácil

-okay, eu preciso ir, vou ver a Julia, se comportem crianças

-eu já vou para o meu apartamento também, se não souber ligar o fogão, voce tem meu número Wolfhard.

Sadie e Noah estavam parados em frente a porta, me levantei e o garoto se colocou atrás de mim, me seguindo até a saída

-Tchau gente- Noah se despediu

-tchau Noah!- respondemos juntos, Sadie andou em direçao ao meu apartamento, sem olhar para trás

-boa... sorte... -escutei as palavras serem sussuradas em meu ouvido antes da porta ser fechada, meu corpo inteiro se arreiou e quando olhei para trás só havia a porta branca do apartamento ''315''

-eu vou precisar....- sussurei

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Nem ia postar mas tá ai!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...