História Aquela Estrela - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Romance, S/nxtaehyung, Snxyoongi
Visualizações 55
Palavras 1.935
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, essa é a minha primeira fanfic, mas não é a primeira estória que eu invento, já teves vária mas o que me faltava era coragem e determinação para escrever, eu e minha melhor amiga Nayara somos Armys, e sempre que eu inventava uma estória logo contava para ela, ai um dia ela disse "Por que você não escreve no Spirit? Tenho certeza que os outros vão gostar das suas estórias, elas são muito boas", então foi por isso que eu resolvi dedicar essa estória à ela e compartilhar com vocês, eu iria botar até o nome dela na protagonista mas ela disse que era melhor eu fazer como um imagine e usar o "S/n", espero que gostem.

OBS: Os nomes 'Luret e Miret' que serão citados na estória se leem como 'Lurê e Mirê' com o 'T' mudo. Nessa estória todos os meninos são fluentes em Japonês, o que na verdade é mentira porque o além do Tae e o Namjoon os outros são péssimos kkk

Capítulo 1 - Quando eu conheci o pai de vocês...


Fanfic / Fanfiction Aquela Estrela - Capítulo 1 - Quando eu conheci o pai de vocês...

                                                                                                                                                                           Coréia do Sul, Daegu, 2033

 

Estavam os quatro sentados em um espaçoso sofá, a mãe no meio junto aos seus filhos trigêmeos que pareciam não passar dos sete anos de idade, o mais novo era um menino e se encontrava mimadamente entre as pernas e os braços da mãe, a segunda mais nova que disputava o carinho e atenção da mãe com seu irmãozinho, encontrava-se no lado direito da mãe e a abraçava fortemente e a irmã mais velha que nascera primeiro estava como sempre indiferente, sentada ao lado esquerdo comportada e com os olhos vidrados na TV.

-Estou entediada mãe- falou a menina mais velha após um longo suspiro- não podemos sair logo e passear no parque até dá a hora de irmos para vovô?- a mãe sorriu gentilmente e então sentiu sua blusa sendo puxada, olhou para o lado e viu sua outra filha com um olhar triste e pidão.

-Mama, eu não quero ir para o parque...

-Eu também não quero, mas também estou entediado- o menino falou com mesmo olhar da irmã e a mais velha revirou o olhos, a mãe prendeu o riso e tentou fazer cara séria.

-Miret, eu já te disse para não revirar os olhos desse jeito, não imite sua madrinha, aquela lá é doida, Luret querida, você tem que aprender a gostar mais de andar e brincar com os outros, seja extrovertida, e Won, não seja tão indeciso- ela falou mas sabia que parte era culpa sua, seus filhos tinha puxado suas personalidades de quando era mais nova.

-Tá bom, então conta uma história pra gente...

-Sim, sim conta como você conheceu o papa- Luret interrompeu Won com olhos brilhando, Miret suspirou.

-Eu já ouvi essa, papa já me contou.

-Hum... verdade, todos já ouviram essa, mas somente a parte do seu pai, você nunca ouviram a minha parte, e é por isso que eu vou contar- a mãe já falava cheia de nostalgia na voz, como se sentimentos do passado estivessem retornando junto com as memórias- quando eu conheci o pai de vocês...

                                                               

                                                                                                                                           EUA, Lake Buena Vista, Treze anos atrás

                                                                    

                                                                                       S/N ON

 

Desde pequena um dos meus sonhos sempre foi ter uma carreira de sucesso, não importava com qual trabalho, e sair o mais rápido possível Brasil, não que eu o odiasse o país, eu acho suas paisagens até belas, mas era somente porque eu não sentia como se fizesse parte daquele lugar, sempre pensava em como seria maravilhoso morar no Japão, o lugar onde meus marvilhosos animes foram criados, mas parei de pensar assim quando me interessei por maquiagem aos treze anos. Sempre me interessei por moda e beleza, afinal um dos meus costumes é admirar a beleza do mundo e das pessoas, procurar beleza até onde não tem, e descobrindo na maquiagem que posso deixar qualquer um belo como em um passe de mágica, resolvir virar maquiadora profissional, fiz quatro cursos de maquiagem e então quando fiz dezesseis anos resolvi que já estava pronta para trabalhar na área, passei dois anos trabalhando em um salão e durante esse tempo já trabalhava como se fosse autônoma e maquiava pessoas para festas ou casamentos em suas casas, e então quando fiz dezoito anos, resolvi me torna trabalhadora autônoma de vez, porque já conhecia várias pessoas que precisavam dos meus serviços constantemente e até algumas bem famosas. Meu sonho de ter uma carreira de sucesso estava se realizando, e estava louca para sair de uma vez do Brasil, e como estava juntando dinheiro no banco, resolvi arriscar uma vida nos Estados Unidos, me mudei quando fiz denove e já faz um ano que moro aqui, morei nove meses em Nova Iorque, fiz muitos trabalhos de peso para minha carreira morando lá, fiquei bem conhecida por aqui e no Brasil repercutiu muito, e então resolvi me mudar para um lugar diferente, então resolvi me mudar para Orlando, a cidade que fica perto da Disney. Já faz três meses que moro aqui em um apartamento, é realmente muito legal de se viver, as paisagens são bonitas, as praias são belas, é um lugar muito bom de fazer compras, penso em ficar aqui por mais três meses, pois vim pra cá com intenções de tirar "Férias" prolongadas, tipo, só faço serviços próximos a minha localidade, e é por isso que estou indo para meu próximo serviço agora, com a minha fiel parceira CB 300, a chamo carinhosamente de Kuro, porque ela é preta, mas só que o trânsito não está ajudando muito, tenho que está lá daqui a vinte minutos, ainda bem que é perto. O sinal abriu, acelerei e cheguei dez minutos depois, é um hotel bem grande e luxuoso, fui até a recepção e perguntei sobre o quarto 2013, a moça me disse que ficava no décimo andar, entrei no elevador a caminho do meu destino, uma olhada rápida no celular, AIIII que fofo, Min Yoongi é realmente muito fofo, ainda mais quando está dormindo, quando ele acordar vai matar o Jin por ter tirado essa foto escondida, sai do elevador sorrindo e então olhei para a porta na minha frente, 2008, sai andando procurando a porta certa.

-2013, 2013, 2013, 2013, achei!- de repente bateu um nervosismo, pensando bem eu não sei que tipo de pessoa vou encontrar agora, a Taeyeon me falou desse serviço em cima da hora, não disse se era homem ou mulher, aquela vadia, quando eu ver ela de novo vou apertar as suas bochechas até ficarem roxas, bom mas eu só tenho o que agradeçer à ela, respirei fundo e toquei a campainha, olhei meu reflexo rápidamente na tela do celular e então a porta se abriu revelando um hom- KIM NAMJOON!- sem querer gritei pela surpresa, mas quem não estaria surpresa ao dar de cara com Kim Namjoon? Ah claro, somente alguém que não conhece BTS e seus integrantes maravilhos, AHHHHHHHHHHHH,  se acalma S/n, você está aqui a trabalho, seja profissional, senti meu rosto inteiro arder quando o ser na minha frente começou a rir, Namjoon está rindo da minha cara, quero chorar- *Falando em inglês* desculpe-me por gritar assim do nada, é que eu não sabia que seria meu cliente então a surpresa foi grande, realmente me desculpe- ele sorriu.

-Não precisa se desculpar, eu entendo, me desculpe também por rir de você, é que sua reação e expressões foram muito engraçadas, S/n não é? pode entrar, e não seja tão formal- entrei após ele abrir espaço na porta e com todo certeza do mundo devo está com um sorriso que não cabe no rosto nesse momento, estou vendo na minha frente em carne e osso os homens que eu sempre quis conhecer brincando de guerra de travesseiros como crianças- *Coreano* ei vocês, a maquiadora chegou, façam o favor de ao menos cumprimentar ela já que estão fazendo-a perde tempo por idiotice- o que ele tá falando? Não estou entendendo nada meu Deus, ele olhou para mim de novo e sorriu, e então os meninos, menos Jin que estava sentado no sofá lendo e somente acenou sorrindo e Yoongi que estava dormindo sentado ao seu lado, se aproximaram de mim e deram seu melhor me cumprimentando com um aperto de mão em inglês, não conseguia parar se sorrir até olhar para cara de Namjoon que parecia apressado para fazer algo- *Inglês* você tem perguntas?

-Hum... por que vocês me chamaram de já tem maquiadoras particulares?

-É que nos estamos de férias, então elas não estão com a gente- ele parece estar envergonhado- só pedindo deculpas antecipadamente, é que te chamamos aqui por um motivo não importante, é que aqueles idiotas- apontou para Hoseok, Jimim, Jungkook e Tae que nos olhava confusos por não entenderem a conversa, eu acho- se increveram em um concurso de Drag-queen que acontecerá aqui a duas horas e então ele resolveram que tinhamos que chamar uma maquiadora, falei com James e ele me recomendou você- então foi o James que me recomendou, depois tenho que agradeçer, sorri para Namjoon.

-Não se preocupe com isso, eu quis aceitar esse trabalho, tinha tempo livre antes do próximo, e você é meu cliente, não precisa se desculpar.

-Sendo assim estou aliviado, mais alguma pergunta?- ele falou e seus olhos suplicavam que eu não tivesse mais nenhuma pergunta, prendi o riso.

-Na verdade eu só queria saber se ficaria mais fácil a comunicação se eu falasse em japonês, é que eu sou fluente e...

-*Japonês* Seria maravilhoso, ajudaria muito, então é somente isso?- sorri.

-Hai!- ele sorriu também e após acenar desapareceu em um dobrar de corredor, logo em seguida Jin levantou do sofá e sumiu pelo mesmo corredor, distraida com a cena não percebi quando alguém se aproximou por trás e pôs um braço ao redor do meu pescoço.

-Então você também fala japonês, bom saber, olha, eu quero que você me deixe o mais feminino e irresitivel possivel, preciso ganhar esse consurso de qualquer forma senão vou ter que pagar o jantar hoje- quando ele havia começado a falar meu coração havia falhado uma batida para logo depois se descontrolar, meu rosto estava muito quente e as pernas querendo fraquejar, balançei a cabeça positivamente, foi só o que consegui fazer.

-*coreano* Ei Taehyung! O que está cochichando para a maquiador? Não tente jogar sujo- Jimin puxou o braço de Tae que ainda estava envolto ao meu pescoço e sorriu- *japonês*desculpa pela atitude dele.

-Peça desculpas pelas sua atitude Jiminie, se tivesse puxado com mais força poderia ter a machucado- balancei a cabeça negativamente.

-T-tudo bem, estou bem.

-Não caia no jogo sujo dele S/n, faça um trabalho limpo- Jungkook falou gentimelte sorrindo, retribui o sorriso.

-Hai, nii-s... Jungkook.

-Tudo bem garotos, vamos logo nos vestir, pode ficar a vontade S/n, ou escolhendo as maquiagens que vai usar em nós ou sentada nos esperando, vamos nos trocar em nossos quarto e já voltamos- Hoseok falou gentilmente, sorri.

-Certo- eles sairam pela porta que entrei me deixando sozinha nessa imensa sala, sentei no sofá imenso e abri minha maleta de maquiagem para escolher o que eu iria utilizar, foi então que senti uma movimentação ao meu lado, olhei para o lugar e percebi que havia me esquecido de Yoongi dormindo ali, sorri, é tão fofo, meu celular começou a tocar Fist Love, meu alarme, desliguei o coloquei no bolso da calça.

-Minha música... deve gostar muito dela para botar como toque.

-A-ah, me desculpe, eu nem cumprimentei você, só não queria te acordar e acabei te acordando, desculpa- ele balançou a cabeça com um sorriso de canto.

-Só estava cochilando- sorri aliviada, ele me olhava indiferente mas percebi surpresa nos seus olhos quando me viu pela primeira vez.

-Sim... eu gosto muito da sua música, é o meu solo favorito, não que os outro não sejam tão bom quanto esse, é só que eu me identifico com ela, também amo o piano, ele foi o primeiro instrumento músical por qual me apaixonei, depois foi o violino, do qual eu aprendir tocar, mas nunca tive oportunida e tempo de aprender tocar piano, ah! Me desculpe por falar isso do nada, além de ter te acordado ainda fico te incomodando, desculpa realmente.

-Você se desculpa de mais, não tem como eu me sentir incomodado ouvindo uma voz tão amável e gentil falando sobre o piano, dá para perceber que você o ama tanto quanto eu- falara com um meio sorriso, senti meu rosto esquentar e abaixei a cabeça instintivamente sorrindo- Droga, aqueles barulhentos chegaram, vou tentar dormir no meu quarto- ele levantou e passou rindo pelos meninos que adrentravam o ambiente de vestido e saltos, AI MEU DEUS, não posso rir...

 

                                                                                                                                                   


Notas Finais


Então gente foi isso, desculpem os erros, e é vocês que decidem se essa fic para ou continua, dependendo dos comentários, nós nos vemos amanhã, bjss e tchau <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...