História Aquela garota diferente - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 19
Palavras 410
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Voltando aos assassinatos...

Capítulo 6 - Capítulo 6


Ruth, estava matando como nunca...Em uma semana mais de 30 mortes, nos noticiários "mais de 30 pessoas desaparecidas".

Eram muitos assassinatos e Ruth, é claro, recebeu a terceira carta...

"Parabéns, você se superou. E aí?! Já descobriu minha identidade? Rsrsrs, vai demorar né? Pode continuar a comer esse dedo do diretor da sua escola. 

~Aquele imperfeito" 

Ruth percebeu que mudou o jeito que ele assinou, e ficou se perguntando se era a mesma pessoa que havia escrito as outras duas cartas, mas a letra era idêntica, então não tinha como ser outra pessoa... Mas porque ele fica trocando o nome? 

Dias se passaram, muitos dias se passaram, e a psicopatia da Ruth parecia aumentar...

Mas começaram a surgir evidências, com a psicopatia de Ruth aumentando começaram a achar cada vez mais provas.

"VAI SE FUDER" disse a Ruth por terem descoberto onde ela mora, puta que pariu, ela tem mais de 30 casas e ficou trocando entre elas... Estavam cada vez mais perto de descobrirem sobre ela.

É aniversário dela, o que ela vai fazer, observei-a durante todo o seu aniversário. Ruth ficou deitada na cama assistindo série, o  Satan também, ficaram os dois deitados...

Derrepente, a campainha toca, e tinha uma garota lá, ela já tinha ido na casa da Ruth... Eu me lembro! 

Até hoje não descobri quem era aquela garota, enquanto eu pude perguntar estava com medo.

Elas ficaram apenas conversando, quando a Ruth tirou uma faca colorida e mostrou, a garota também... Parecia que elas ia cometer assassinatos junto apartir de agora.

 Eram muito mais assassinatos, e elas estavam trabalhando junto, pareciam um casal, mas eu realmente não sabia o que elas eram... Não vi a Ruth pagando lala pra ela, nem mesmo a garota pra Ruth, não vi elas se beijando, ou de mãos dadas. Elas apenas matavam as pessoas...

Com o tempo acabaram as casas, então elas tiveram que matar mais pessoas que morrassem sozinhas, o que era bem chato para elas, elas gostavam de observar o sofrimento familiar, o sofrimento de pessoas próximas, mas era o único gentileza delas não serem descobertas.

Coloquei a quarta carta de baixo do tapete da casa em que elas estavam dormindo, demorou um pouco para acharem, se não fosse aquela garota acho que a Ruth nunca acharia.

"Caralho, essa mina é gata, o que vocês são?? Ksksks..

Leve na zueira, Ruth. 

Poxa você não tá nem aí pra polícia, já viu que eles tão quase descobrindo seu nome? 

Se cuida, e cuida dela também.

~Sr. Ignorante"

Era a quarta carta...




Notas Finais


Nada a dizer... Bjsss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...