História Aquele Feriado - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Romance, Sugamin, Vhope, Yoonmin
Exibições 11
Palavras 870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heyyyyy... Iai? Tudo bom? Vocês vão descobrir muita coisa agora S2

Capítulo 20 - Descobertas


 *Ana*

      Eu me sentia um pouco cansada após o dia na cachoeira, mas não conseguia dormir... Todos os meus pensamentos giravam em torno daquela cena em que eu havia presenciado mais cedo... Já eram quase dez horas e eu ainda estava agitada. Jimin e Julie não haviam mandado nenhuma mensagem, desci até a cozinha para beber um copo de leite, então recebi uma mensagem "Abra a porta. Urgente" vi o remetente e era Lucas. Logo em seguida uma ligação:

— Alô? – Falei apreensiva

— Preciso falar com você urgente! Estou aqui fora. – Ouvi alguém murmurar no fundo da chamada, então ele desligou.

     Corri para o sistema de câmeras que ficavam na televisão da sala a procura dele, ele realmente estava lá, ele segurava o braço de uma pessoa. Voltei até a cozinha e peguei uma frigideira, subi até meu quarto procurei o spray de pimenta que meu pai havia me dado a algum tempo, pus o celular no bolso da calça moletom e fui... Sem ter muita coragem, mas fui. Eu precisava saber o que estava acontecendo.

    Abri a porta e Lucas entrou de uma vez puxando uma garota de roupas pretas e cabelo escuro curto, ela tentava se safar das grandes mãos dele, mas ele não permitia, ela então tentou chuta-lo e ele a segurou pela cintura a levantando do chão, levando ela para dentro da casa, depois a soltou e ela caiu no chão, sobre a grama do jardim.

— Oque está acontecendo aqui?! – Perguntei assustada.

— Você precisa ficar sabendo de algumas coisas.

— Eu não vou falar nada!! Você não vai me forçar! – A garota gritou

— Não venha com essa conversa pra mim. Você não vai querer que eu te force. – Ele falou sério

— Ei!! Você bate em mulher agora? Tá louco? – Falei incrédula

— Nunca disse que bateria nela, apesar que ela merece.

— Lucas desenrola! Já ta tarde para você ficar aqui, quero dormir. – Falei sem paciência,

— Okay... Lembra daquela foto que a Julie viu minha com uma garota?

— Impossível esquecer, mas oque tem? Que você é um babaca todo mundo já sabe.

— Olha para ela – apontou para a garota – Não reconhece?

— Vo-vo-você não trouxe essa garota aqui, seu retardado! Olha eu vou... 

— Ela é minha prima...

— To nem aí! Na hora de enfiar a língua na boca dela você não pensou em parentesco...

— Exatamente porque eu não fiz isso! Essa louca colocou droga na minha bebida e eu apaguei, ela disse aos meus amigos que iria me levar para casa e tirou aquela foto! – olhei desconfiada.

— O que?

— Fala agora Eduarda!

A garota levantou do chão, limpou a roupa, pôs uma mexa de seu cabelo liso atrás da orelha e falou:

— Não vou dizer nada.

— Fala agora!! – Lucas se aproximou dela

— Eii! Se acalma!

— Argh! Eu descobri tudo hoje a tarde, ouvi uma ligação dela com alguém e ela dizia que o efeito foi ótimo, e que eu dormi por muito tempo... Depois ela contou tudo a outra pessoa e dizia que tudo tinha dado certo e que ela tinha tirado Julie do caminho dela! 

— Ahhhh!! A culpa é sua! Você tinha que me escolher! Eu fui feita para ser sua! Lembra que a gente namorava com onze anos!? Tudo até aquela metida aparecer no nosso caminho!?? – Olhei incrédula para a garota que mais parecia uma modelo.

— Você é doente! Você sabe que eu posso falar para os seus pais, não sabe? – Lucas falou irritado

— Eles não vão ter tempo pra te ouvir... – ela soltou um sorrisinho

— É... é o que? Você fez mesmo isso...? Sua BARANGA! Você é louca! Sua pervertida... Cara... Jesus... Mano! Vem aqui que eu vou te ensinar uma lição! – Fui tentar usar da minha força contra ela, mas Lucas me segurou... Então olhei novamente para ela e percebi que ela usava as mesmas roupas da pessoa que entregava o envelope amarelo mais cedo... O cabelo era o mesmo... Espera aí...

— Espera aí... Você, vo-você... Você estava falando com alguém num carro preto com rodas escuras hoje... Você entregou um envelope para a pessoa – Lucas olhou confuso – e o carro... o carro quase atropelou o amigo da Julie... O garoto que o Lucas brigou...
— Como era esse carro? – Lucas perguntou
— Preto, moderno, sedã... Com rodas diferentes... Rodas pretas... Ninguém usa por aqui.
— O mesmo carro que quase atropelou a Julie... Eduarda você... você não fez isso...? Droga, você não é normal.
— Ele te bateu por conta dela! Ele merecia!... E ela, ela...ela estava tentando tirar você de mim novamente!! Eu só dei uma liçãozinha neles... Foi um serviço muito bem pago...
Naquele momento entendemos que ela tinha algum desvio, Lucas a levou para casa, tentando ser o mais convicente possível, mas antes pediu que eu falasse com Julie. Bom, eu não acreditava que eles pudessem voltar, mas ela tinha que saber que ele não havia feito nada. Subi para meu quarto totalmente confusa... Então recebi mensagens de Jimin e conversei com ele até pouco antes de dormir... Nós nos veriamos muito em breve, marcamos outro encontro... Eu gosto tanto dele que chega a ser estranho... Era um sentimento bom aquilo que eu sentia quando o via, mas meu medo de vê-lo ir embora ainda era grande e me deixava triste... Mesmo que estivesse tão perto.





Notas Finais


É realmente, nem tudo é como pensamos...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...