História Aquele que eu aprendi a amar... - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Ban, Diane, Elizabeth Liones, Escanor, Gilthunder, Gowther, Hauser, Hawk, King, Meliodas, Merlin
Tags Nanatsu No Taizai
Exibições 23
Palavras 491
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse é pra compensar por não ter postado no dia certo :3 espero que me perdoem please!
Bjos da dama <3

Capítulo 4 - Capitulo 4 (Especial PVO King)


Fanfic / Fanfiction Aquele que eu aprendi a amar... - Capítulo 4 - Capitulo 4 (Especial PVO King)

O que aquela garota tem que me atraiu tanto?

Durante a noite anterior eu, o capitão eo resto do pessoal saimos atrás de uma pista sobre Escanor durante a noite, o capitão disse que era melhor esse horário por causa das suas mudanças de humor diurnas e noturnas.
A nossa surpresa, ou melhor, a minha surpresa, foi essa garota que estava com ele, ela era uma fada, assim como eu, mais do que isso, ela havia sofrido por minha causa, ela foi muito irritante na maioria do tempo, mas... ela é linda.
Algo nela me atraiu intensamente, talvez seja a culpa por ter a feito ouvir os gritos agonizantes de sua familia enquanto eles eram torturados lentamente, a culpa por a ter a feito passar por uma dor insuportavelmente insuportavel pela qual eu mesmo não aguentaria passar creio eu, ou talvez seja por ela ser uma fada Arosyvel, os Arosyveis eram um clã muito forte no muito das fadas, eles peoduziam muitas armas quando era preciso, eles tinham esse nome prla grande arvore mágica que era propriedade de seu clã, mas mesmo quando eu ainda era rei eu pensava que eles haviam morrido, todos eles, mas eu estava errado.
Uma das coisas que me entrigou nela foi aquela lança, provavelmente ela foi feita daquela árvore que pertencia seu clã, mas eu pensava, até a noite anterior, que eu era o unico com uma lança de espirito,  eu estava errado. Assim como estava errado quando pensei que todo o meu povo estava morto.
Ao ve-la desabar a minha frente na noite anterior, ao ver as marcas de tortura profundas no lugar onde deveriam começar suas asas, ao ve-la tão frágil, tão... vulneravel, aquela pequena fada mecheu comigo de alguma forma que eu não sei explicar, só sei que sinto uma vontade sem igual de protege-la, de te-la perto de mim, por isso eu fui atrás dela.
Ao longe vi que ela se banhava no rio da cachoeira, a tentação de ver seu corpo tão delineado, de toca-lo, foi imensurável, mas eu pude me segurar, começei a prestar atenção ao redor da mata para desviar a atenção, apesar de ser quase imposivel... depois de algum tempo ouvi ruidos na mata perto do rio, um gepardo se aproximava lentamente dela, ela parecia não poder revidar ou se proteger, logo vi o por que, aquela borboleta que ela sempre carregava na cabeça, era a forma animal de sua lança, mas aquela borboleta estava junto com as roupas dela na beira do rio, ela não podia se proteger, então, sem pensar, ataquei o gepardo, ele se afastou, eu me virei, tentei não prestar atenção em outra coisa que não fosse seu corpo nu a minha frente, então foquei em seus lindos olhos, lindas esferas azuis, me perdendo naquele mar que eram aqueles olhos eu disse:
- você está bem? - ela olhou diretamente pra mim, e, em um gesto que me deixou feliz, corou, corou violentamente.


Notas Finais


Espero que tenham gostado :3 não liguem para os erros ortográficos please :v
Bjos da dama <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...