História Aquele Simples Estudante - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dakota, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor Doce, Docete, Nathaniel, Romance
Exibições 21
Palavras 2.000
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Genteeee, demooorei mais cá estou eu aqui de novo! Me perdoem e fiquem com o capítulo!

Capítulo 51 - Somos Apenas Um Só


Fanfic / Fanfiction Aquele Simples Estudante - Capítulo 51 - Somos Apenas Um Só

                                           Jimin

 

Eu vou matar a Dylan, cada vez mais ela me ferra, e não estamos sendo mais parceiras como antes, ela só fica com o Rick, eu via ela parada no saguão do hotel mexendo no celular, me aproximei dela:

—Dylan eu tenho uma notícia para você... —Disse ficando ao seu lado

—Diga então—Ela não tirava os olhos do maldito celular

—Eu vou voltar para a Coréia—Disse com um tom mais baixo

—Como assim? E eu? E por que? —Disse agora olhando diretamente para mim

—Meus pais querem me ver e estou tendo mais oportunidades com a minha banda, agora não vou ser mais baterista e sim cantora e dançarina—Disse olhando para baixo

—Você não vai ficar comigo por causa daquelas putinhas da sua banda! Quero ver o que Castiel vai achar disso! —Disse gritando

—O que ele tem a ver com isso Dylan? —Eu também estava gritando

—Só você que não percebeu? ELE TE AMA JIMIN!

Meu mundo parou, não é possível, ele é meu melhor amigo apenas isto, meu fiel parceiro, o pior é que Castiel desceu as escadas e foi para o saguão:

—Que gritaria é esta? Do meu quarto dá para escutar vocês! —Disse ele se aproximando

—A Jimin vai para Coréia Castiel! —É impressão minha ou vi uma lágrima correndo pelo rosto de Dylan

Castiel apenas se virou, ficou por alguns instantes de costas, e voltou com passos largos para as escadas:

—Castiel! —Eu disse indo atrás dele

Castiel corria cada vez mais rápido, mas eu estava quase o alcançando, quando chegamos ao respectivo andar do seu quarto paramos de correr:

—Você não entende Jimin?! Como pode fazer isto comigo? —Disse ele se aproximando

—É uma oportunidade única Castiel!

—Eu também quero ter uma oportunidade Jimin! Quero uma oportunidade para eu e você sermos um casal!

De repente ele me empurrou para a parede do corredor, Castiel me encurralou na parede com os seus braços fortes:

—A vida só tem uma única oportunidade não é mesmo? —Sussurrou no meu ouvido, ele olhou diretamente nos meus olhos, eu nunca pensei que ele sentia alguma coisa além de amizade—Não me deixe por favor...

—C-Castiel—Eu não conseguia nem falar em um tom firme, eu apenas tinha um fio de voz

—Shh, apenas sinta alguma vez como o meu coração bate por você...

Ele foi chegando cada vez mais perto, se é que é possível, eu estava assustada e ao mesmo tempo meu subconsciente dizia algo que eu realmente não descobri o significado, sim, eu acho que sinto algo por ele, mas se eu for para a Coréia com a AOA é uma oportunidade única, ele segurou meu rosto com ambas as suas mãos grandes, percebi o quão errado era aquilo, o que pretendíamos fazer só iria machucar ainda mais nós dois, então acho que tomei a decisão certa:

—Me desculpe, Castiel você é meu melhor amigo, apenas isso, nunca te vi com outros olhos, sinto muito, de verdade, eu vou para a Coréia porque é tudo o que eu sempre sonhei, ser alguém em destaque, ser alguém neste universo

Falei firme, não queria demonstrar meus verdadeiros sentimentos, empurrei ele de leve, ele arregalou os olhos, com um olhar decepcionado, nunca tinha visto Castiel com aquela postura, ele se afastou de mim e deu um soco na parede, eu fiquei muito assustada:

—A única coisa que eu tenho para te pedir Shin Jimin, é que saia da minha frente, saia de minha vida e nunca mais volte—Ele tinha um olhar sombrio e falou seco

Aquilo foi como uma facada atravessando lentamente o meu peito, mas não podia derramar nenhuma lágrima, me demonstraria invulnerável, fraca, eu apenas engoli seco:

—Seu desejo é uma ordem...

Fui correndo para o elevador antes que ele mudasse de ideia e fosse atrás de mim, fui para o elevador, com as mãos trêmulas digitei o determinado andar do meu quarto, quando entrei no elevador não resisti e desabei em lágrimas, como ele pode ter sido tão rude comigo? Ok ele tem os seus motivos, mas ele nunca admitiu ou demonstrou os seus sentimentos por mim, não é justo eu perder uma oportunidade para eu evoluir na vida, é impossível que fiquemos juntos.

Ainda com lágrimas em meu rosto o elevador chegou ao meu andar, fui correndo atravessando o corredor com carpete cinza para o quarto ao lado direito que ficava no fundo, entrei tão rápido que até estava ofegante, tranquei a porta rapidamente, caso alguém queira me interromper, vulgo Dylan ou Castiel.

Fui para minha cama de cabeça baixa, não conseguia conter as lágrimas, peguei meu celular, eu já sabia que decisão iria tomar, disquei o número:

 

                                                                                 Ligação

 

????: Alõ?

Jimin: Alô, aqui é a Shin Jimin—Estava falando em coreano

????: Oh minha pequena estrela, então, já pensou naquela proposta?

Jimin: Sim pensei muito... —Fechei os olhos e suspirei—Eu aceito sem um membro oficial da AOA

????: Que notícia ótima! Bom já que você aceitou já temos a banda completa, amanhã você vai assinar os papéis e...

Jimin: Eu prefiro assinar hoje mesmo

????: Mas como senhorita? Você está na Inglaterra!

Jimin: Eu dou um jeito, reservo agora o primeiro voo para a Coréia do Sul

????: Por mim melhor ainda, vejo que está animada senhorita!

Jimin: Sim, estou muito animada

 

                                                             Chamada encerrada

 

Desliguei o telefone, não aguentava mais aquele produtor falar, fui para o notebook da Dylan que estava em cima do criado-mudo, acessei o horário dos voos, tinha um para daqui duas horas, perfeito, reservei rapidamente, eu acho que finalmente não vou ser a personagem secundária da minha vida.

Fui para o banheiro e limpei meu rosto, dei um sorriso torto olhando para o reflexo, seria a nova rapper da banda AOA, pensei em mudar um pouco o visual, este cabelo curto já estava me irritando.

Eu praticamente nem desfiz minhas malas, eu nem precisava de tanta coisa pois eu seria cuidada pela empresa, eu já quero ir embora logo, não quero ver mais os rostos de Dylan ou Castiel na minha frente, eu vou sumir da vida de todos para não causar mais dor.

Devo ter deixado algumas roupas espalhadas pelo quarto, mas isto não faz diferença, coloquei qualquer jaqueta, e pronto, estava perfeita, suspirei, fui para o meu celular e usei o aplicativo para chamar um táxi, escutei batidas na porta, suspirei e coloquei a mala debaixo da cama, abri a porta e me deparei com o ruivo, revirei os olhos, quando fui fechar a porta sua mão me impediu:

—Me deixe em paz! —Eu não conseguia olhar para ele

—Precisamos conversar—Sua voz estava rouca

—Não temos mais nada para conversar com você Castiel, afinal é já sai da sua vida!

Fechei a porta com muita brutalidade, escutei passos se distanciarem, o táxi chega em cinco minutos, peguei minha mala do esconderijo e fui correndo para o elevador, estava muito nervosa, quando percebi que tinha um ser do meu lado:

—Aonde você vai?

Não é possível! Ele pede para eu me afastar e depois vem correndo atrás de mim, é bipolar mesmo:

—Não é dá sua conta—Respondi seca

—Ok então, divirta-se

O elevador chegou no térreo, avistei o táxi parado apenas me esperando, nem olhei para trás, Castiel não merece mais minha atenção, fui correndo para o táxi com minha mala na mão, entrei no táxi:

—Aonde vamos senhorita? — Disse o taxista

—Para o aeroporto mais próximo

Quando o carro deu partida e começou a andar, vi Castiel na calçada do hotel com os olhos arregalados.

Agora me lembrei de uma coisa.

Eu não limpei o histórico no computador da Dylan

 

                                                                             Castiel

 

Eu fui um idiota, tratei a Jimin daquele jeito, eu não sou bom em pedir desculpas, mas ela vale a pena, quando tentei falar com ela, a mesma já me apagou de sua história, quando a vi entrando no táxi, a ficha caiu, ela deve ter ido em algum lugar para me esquecer e esfriar a cabeça, Dylan estava abalada por causa da discussão com Jimin, eu não estava diferente, na verdade acho que eu estava pior.

Dylan estava com o rosto fechado ainda no celular, confesso que isto me irrita, as vezes ela me ignora completamente por causa deste aparelho, mas quando me viu guardou o celular no bolso:

—Conseguiu falar com ela? —Disse olhando para mim

—Absolutamente não—Disse olhando para o chão

—Aonde ela estava?

—Estava indo para um táxi—Disse ainda olhando para o chão

—Me explica isto direito Castiel!

—Eu nem entendi direito, ela simplesmente me ignorou o tempo todo e foi embora no táxi!

Dylan arregalou seus olhos e se levantou rapidamente do banco que estava sentada, parecia atordoada:

—Eu conheço aquela coreana, Castiel isto é muito sério!

Ela foi me puxando pela mão pelos lances de escadas, eu acho que sou muito lerdo, pois ainda não entendi nada, chegamos no andar do quarto dela, estava desarrumado, quando ela foi abrir seu guarda-roupa ficou assustada:

—Eu não acredito que aquela menina fez isso!

Ela foi em direção do seu notebook, e eu apenas observando, após desbloquear com sua senha, eu e ela arregalamos os olhos.

Estava aberto em um site de agências aéreas.

O próximo voo para a Coréia (o qual ela reservou) faltava 1:30 para começar, estava nervoso, ela não pode me deixar, a MINHA garota não pode me abandonar:

—Dylan chama um táxi!

Ela assentiu, estava nervoso, voltamos correndo para o lance de escadas, a espera do táxi, tudo parecia em câmera lenta, ele demorou um pouco para chegar, o que me deixava mais estressado, todo o caminho foi em silêncio, Dylan nem se quer tocou no celular.

Finalmente chegamos naquele maldito aeroporto e demorou por causa do trânsito:

—Acho melhor você sozinho encontrar por ela—Disse Dylan

Nem pensei duas vezes, fui correndo para o local, estava lotado e não conseguia ver Jimin, quando olhei para o meu relógio de pulso congelei, o voo saiu a cinco minutos atrás:

—Senhores passageiros, o voo da Coréia do Sul partiu neste exato momento.

Eu queria me matar, deixei ela escapar, queria chorar, mas tinha que ser forte, senti uma mão no meu ombro, me virei para a pessoa de cabeça baixa:

—O avião partiu, mas eu estou aqui

Levantei o meu rosto, aquilo só poderia ser um sonho, era ela, sorrindo para mim:

—Não sabia que eu era tão importante para você—Disse ainda sorridente

—Você não faz a mínima ideia—Disse acariciando sua bochecha

Nossos olhares se encontraram, ambos emocionados, com um dos meus braços fui a puxando devagar pela cintura, enquanto a outra mão estava em seu rosto, ela fechou os olhos, fui me aproximando de seu rosto delicado e comecei com um selar de lábios, logo após fomos nos aprofundando e envolvendo nossas almas cada vez mais próximas, pedi espaço com a língua e logo ela abriu um pouco a boca me cedendo a passagem, parecia que era apenas nós dois, estávamos em uma dança embargada de sentimentos, caiu a ficha que agora ela era somente minha, agora no abrimos para entrar na vida um do outro, não suportaria ver minha pequena longe de mim, eu sempre vou estar ao lado dela, encerramos o beijo com um pequeno selinho e um olhar cúmplice.

Eu não conseguia parar de sorrir, ele travou em meu rosto, abracei novamente Jimin, minha cabeça ficou entre seu ombro e pescoço, ela tinha um aroma embriagante, meu autocontrole com apenas um beijo foi para o espaço, afastei seus cabelos curtos e lhe dei um beijo no pescoço, senti seus pelos se arrepiarem, desmanchamos o abraço e rodeei meu braço em seus ombros, peguei sua mala e fomos em direção a saída.

Aquilo sim era uma oportunidade única...

Aquilo realmente era uma conquista...

Agora estou conquistando o coração da Jimin, na verdade eu sempre gostei dela, mas só agora consegui admitir para mim mesmo os meus sentimentos, se ela fosse embora ela levaria uma parte do meu coração em pedaços, mas agora somos apenas um só...


Notas Finais


Tchauuu até logo, KISSUS >-<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...