História Aqueles Olhos - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Personagens Personagens Originais
Tags 50tons, Anastásia, Christian, Grey
Exibições 66
Palavras 1.620
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção
Avisos: Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Sonho


POV Christian

Acordo assustado no meio da noite, procuro Anastásia que está dormindo lindamente ao meu lado, me sinto mais aliviado e logo volto a dormir.

POV Anastásia

Acordo com o sol invadindo a janela do quarto de Christian, esperai, MEU DEUS EU ESTOU NO QUARTO DELE!!! Quase não acredito no que aconteceu ontem foi maravilhoso, perfeito, minha deusa interior está em sua espreguiçadeira tentando se recuperar do ocorrido com um sorriso de orelha a orelha.

Christian está com os braços em cima de mim me segurando como se eu fosse fugir, me levanto de vagar para não acorda-lo, visto sua camisa que esta caída no chão pego minha bolsa e vou para o banheiro. - Preciso escovar meus dentes, e agora! - digo encarando sua escova de dentes e resolvo usa-la seria como colocar o Christian Grey na boca, sorrio com este pensamento.

Após escovar os dentes procuro insistentemente um laço de cabelo em minha bolsa e finalmente acho, faço um coque e saio do banheiro, ele ainda está dormindo, ele consegue ser ainda mais lindo, eu adorei a noite de ontem mais... Contrato de submissão, eu acho que não, isto não é para mim.
Eu me sinto atraída por ele como Ikaro ao sol e eu vou ser a única a me queimar aqui... Estou perdida em meus pensamentos quando ouço:

- Um centavo por seus pensamentos!
- Ah bom dia, Sr. Grey!
- Bom dia Anastásia, mais então no que você está pensando, heim? - ele diz chegando perto de mim, e meu corpo se acende com a sua proximidade, tento não parecer afetada, mais falho miseravelmente.
- Estava pensando na noite de ontem, só isso.
- Entendo, e você está bem, está dolorida? - ele diz é eu coro de vergonha, Deus me ajude!!!!
- Estou bem, obrigada por perguntar.
- Não há de quê! Vamos repetir o que fizemos ontem? - ele diz beijando meu pescoço, mordendo minha orelha e passando as mãos pelo meu corpo.

Ele me puxa e me vira para que eu fique de frente para ele, e me beija, sinto arrastar um sorriso por seus labios e de repente sem desgrudar nossas bocas ele diz:
- Você escovou os dentes? - também sorrio.
- Usei sua escova! - e lhe dou um beijo
- O que eu faço com você, heim Srta. Steele? Eu.Tenho.Uma.Idéia.

Ele me joga na cama, e vai abrindo os botões da sua camisa, depositando beijos depois de abrir cada botão e lá estou eu nua novamente. Sinto sua ereção crescendo, ele passa mão por meu sexo e vê que já estou muito molhada, quero ele dentro de mim.

- Christian...por favor
-Ahhh Anastásia, você já está tão pronta pra mim. - Eu não consigo responder estou com muito tensão, eu preciso dele!
- Christian eu quero você!
- É para já baby! - ele diz abrindo o pacote de camisinha e a colocando sobre o seu membro.

Me penetra com força me fazendo gritar de surpresa, ele fica imóvel e após me acostumar com a sensação faço um sinal para que ele continue, mais uma vez me penetra com força e para, eu me acostumo com a sensação e peço para ele continuar, então me penetra e continua.

De repente ele me vira me colocando de quatro dá um tapa em meu traseiro e me penetra me preenchendo completamente, me sinto tão voraz, suas estocadas vão aumentando cada vez mais, ele massageia o meu clitóris, não dura muito tempo e tenho um orgasmo múltiplo o que me faz gozar muito , quase perco a consciência, Christian da mais algumas estocadas e goza chamando por meu nome.

Ele cai em cima de mim, tira a camisinha da um nó e a joga no chão e ficamos deitados nos recuperando.
- Vamos de novo? Me olha com desejo
- De novo, Sr. Grey?
- Com toda a certeza Srta. Steele, ainda não tive a minha cota de você!

Ele pega outra camisinha, desenrola em seu membro, me pega pela cintura e me coloca em cima dele, deslizo a entrada do meu sexo de vagar sentindo ele centímetro por centímetro, até que estou toda preenchida ele me orienta como devo me movimentar e logo fazemos nosso rítimo.

......

POV Christian

Depois de uma manhã maravilhosa com a Anastásia, tomamos banho e estamos desfrutando do nosso café da manhã, eu estou faminto e ela também, fico feliz de vê-la comendo, já que eu tenho problemas com o desperdício de comida, mais não quero despejar essa merda nela.. ela é um anjo.

Mais eu não posso me apaixonar, eu não faço amor! Digo para mim mesmo tentando me convencer que o sentimento que Ana está despertando em mim deve ser porque gosto da companhia dela, eu gosto dela.. isto mesmo eu gosto dela mais não estou apaixonado.

Tomo meu café preto e leio o jornal enquanto ela toma seu chá inglês preto e fraco é como ela gosta, noto seu olhar por cima da xícara e vejo que ela quer me perguntar algo.
- O que foi Anastásia? - digo e ela cora.
- Christian .. é...é o acordo de confidencialidade cobre tudo?
- Sim Anastásia, cobre tudo, você assinou então pode falar qualquer coisa comigo e eu lhe responderei com total sinceridade.

- Mais Christian, eu queria uma opinião feminina, só na mecânica não vou falar nada sobre o seu estilo de vida sexual.
- Ana você pode falar comigo! - olho para ela não entendendo porque tem que pedir opinião alheia, se eu posso tirar suas dúvidas.
- Creio que não, você está muito envolvido... Por favor.. por favor eu juro eu não vou falar nada.- como posso negar alguma coisa para ela se ela me pede assim?!
- Tudo bem Anastásia, mais só o que fizemos até o momento, não quero ninguém sabendo da minha vida sexual.
- Obrigada Christian! - ela se levanta e me dá um selinho e vai até o banheiro.

Quando ela volta está arrumada e vestida com as suas roupas.
- Christian, eu tenho que ir preciso trabalhar hoje entro ás 11 horas, preciso ir pra casa trocar de roupa.
- Eu queria que você pudesse ficar mais, mas tudo bem eu vou trocar de roupa e te deixo em casa.

Apos trocar de roupa saio com Ana e entrelaço nossas mãos, sinto a nossa conexão novamente, nunca senti nada parecido é único, chamo o elevador e não demora muito ele chega, entramos e estamos à sós, eu sinto ela me olhar e então não resisto e a prendo na parede coloco suas mãos acima da cabeça e a beijo, ela responde ao meu beijo com o mesmo desejo não dito, quando chegamos ao térreo eu a solto e respiro fundo para me recompor pego sua mão e saímos.

POV Anastásia

Entramos no elevador e olho para ele, e sem aviso prévio ele prensa meu corpo entre a parede e o corpo dele ergue minhas mãos e me beija eu correspondo. Quando chegamos ao térreo tento me recompor ele pega minha mão e saímos do prédio.

O caminho para a minha casa é calmo e tranquilo, coloquei o envelope do contrato em minha bolsa e estou desconfortável com isto, com está proposta, ele me disse que não faz amor, mais ontem foi o que fizemos ele foi carinhoso e atencioso, eu me encantei pelo jeito que me tratou será que foi apenas um sonho? Se foi eu não quero acordar. "Pode ser um meio para chegar a um fim" grita minha deusa interior.

- Anastásia, chegamos!
- Ah..sim, obrigada pela carona Christian. - ele pega minhas mãos alisa, leva a boca de um beijo.
- Obrigada pela noite de ontem, foi maravilhoso. - ele diz é eu coro até o couro cabeludo, reúno minhas forças olho nos olhos dele e digo:
- Eu realmente amei a noite de ontem, você foi muito atencioso comigo, obrigada Christian, mais eu ainda não me sinto confortável com este contrato, estou assustada... Eu... Eu- ele me interrompe.
- Ana, não precisa ficar assim, sei que você nunca soube nada sobre essa coisa de dominador e submissa, mais este é o meu mundo, e eu queria apresenta-lo a você, eu quero fazer isto com você.... Na verdade nunca quis tanto.

Ele me beija e eu fico balançada com suas palavras.
- Christian eu preciso pensar, obrigada novamente, tenho que ir! - abro a porta do carro, saio e fecho a porta ele sai do carro e vem atrás de mim
- Ana espera.... O que você vai fazer hoje à noite?
- Trabalho até ás 16 hs, depois vou empacotar minhas coisas.
- Empacotar suas coisas??
- Sim, depois da formatura Kathe e eu nos mudaremos para Seattle. - ele me olha e me dá um sorriso do gato da Alice no país das maravilhas.
- E onde vão morar?
- Não lembro o nome é em um distrito industrial, perto do Pike Marketing Place.
- Não é longe da minha casa.

Meu Deus vamos morar próximos, só pode estar de brincadeira.
- Christian porque a curiosidade sobre o que irei fazer?
- Quero te mostrar uma coisa, e eu acho que vai aliviar seus pensamentos sobre a minha proposta. Posso vim te buscar as 18 hs aqui ou aonde quer que eu vá busca-la?
- Ok, as 18 hs, aqui mesmo, agora eu realmente preciso ir. Até mais tarde Christian.
- Até mais tarde Anastásia. - ele diz é eu entro no prédio sem olhar para trás.

Assim que me aproximo da porta escuto uns gemidos.. Nãaaaao, não pode ser a Kathe... Seraaaaa??!
Quando entro vejo ela transando loucamente no chão da sala.
- MAIS QUE MERDA KATHE!!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...