História Aqueles Olhos - Capítulo 31


Escrita por: ~

Visualizações 67
Palavras 1.922
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Orange, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 31 - Isso é apenas carência.


Fanfic / Fanfiction Aqueles Olhos - Capítulo 31 - Isso é apenas carência.

     POV SHAY

 

 

- Era minha advogada – Da uma pausa me olhando surpresa – Ela disse que o Ian aceitou o divorcio.

 

Fico alguns segundo apenas a olhando e absorvendo a informação, algo me diz que tem alguma coisa errada nisso.

 

- Assim do nada? – Pergunto desconfiada – Não sei não hein.

- Eu não sei direito ainda o que aconteceu, ela apenas disse que ontem ele apareceu em seu escritório dizendo que assinaria o divorcio. Irei passar lá mais tarde para conversar melhor com ela.

- Certo – Respiro fundo tentando fazer com que essa sensação de que algo está errado passasse, mas não adiantou.

- Eu tenho que ir amor, a gente se ver no almoço? – Guarda o celular na bolsa e me olha esperando uma resposta. Balanço a cabeça em um gesto afirmativo e ela se aproxima selando nossos lábios em um selinho – Certo, até mais tarde então – Faz um carinho meu rosto e sela nossos lábios novamente - Eu te amo.

- Eu também te amo. – Ela sorri e sai às pressas do apartamento.

 

Espero que eu esteja errada e que o Ian não esteja tramando algo, pois isso está muito estranho. Ele parou de perturbar a Rose já tem algumas semanas e agora volta dizendo que aceita o divorcio? Muito estranho isso.

Balaço a cabeça na tentativa de me livrar desses pensamentos, olho para o relógio em meu pulso e percebo que estou atrasada, pego minhas coisas e sigo rumo à empresa. As horas passaram mais rápido que imaginei, quando assustei já era meu horário de almoço, saí da empresa e fui me encontra com a Rose, ela me pediu para encontra-la no escritório de sua advogada e de lá partiríamos para um restaurante para almoçarmos juntas. Estaciono meu carro em um estacionamento próximo ao escritório, pego minha bolsa, tranco o carro e vou me encontrar com ela. Avisto Rose em frente ao escritório conversando com um homem que estava de costas para mim, me aproximo deles e a comprimento com um beijo no rosto, quando me viro dou de cara com o idiota do Ian, ficamos apenas encarando um ao outro por alguns segundos e eu posso jurar que vi ódio em seu olhar.

 

- Boa tarde – Diz com um sorriso no rosto quebrando o silencio e eu respirei fundo para não mandar ele se foder.

- Boa tarde – Abro meu sorriso mais cínico e abraço a cintura da Rose – Vamos amor?

- Antes de vocês irem, – Respiro fundo tentando manter a calma e olho para ele. – eu queria te pedir desculpas, Shay. Não agi da maneira correta com você, eu estava cego de ciúmes e não me conformava com o fim do meu casamento, mas agora eu aceitei e realmente sinto muito por tudo que fiz a vocês.

 

Ele realmente acha que vou acreditar nas palavras dele? Não da para eu acreditar nele, não depois de tudo o que ele fez. Mas como estávamos em publico, eu não queria fazer cena e também queria ver até onde esse teatrinho dele iria, respirei fundo e abri um pequeno sorriso para ele.

 

- Tudo bem, aceito suas desculpas.

- Que bom. Bom... Vou indo então – Ele olha para a Rose de uma maneira estranha e abre um sorriso cínico – Bom almoço para vocês – Reviro os olhos ao perceber que ele fez um carinho no ombro dela e atravessou a rua logo em seguida.

- Vamos comer, pois estou morrendo de fome – Rose deposita um beijo em meu rosto e sorrir fraco.

 

Fomos caminhando em silencio até o restaurante que era bem próximo dali, meus pensamentos estavam a todo vapor, nada me tira da cabeça que esse idiota está tramando algo. Fizemos nossos pedidos e assim que o garçom saiu, Rose segurou em minha mão em cima da mesa e fez um carinho chamando minha atenção.

 

- O que você tem? – Olho em seus olhos e ela parecia preocupada.

- Nada não, amor – Abri um pequeno sorriso para tranquiliza-la, mas não surtiu efeito.

- É por conta do encontro com o Ian, né? Desculpa, não queria que você passasse por isso.

- Tudo bem amor, não precisa se desculpar. – Ela sorri fraco e deposita um beijo em minha mão.

- Essa semana mesmo assinamos o divorcio e isso tudo acaba – Afirmo com um gesto, ela faz carinho em minha mão e a solta logo em seguida.

 

Não tocamos mais nesse assunto durante nosso almoço, ficamos conversando sobre assuntos variados e curtindo nosso tempinho juntas, assim que terminamos nos despedimos e cada uma seguiu seu rumo. O restante do dia foi uma correria, mas no final deu tudo certo.

 

 

         POV ASHLEY

 

 

Eu e as meninas estávamos sentadas na grama aproveitando o intervalo, estávamos conversando sobre o Ian ter voltado e aceitado o divorcio, Shay insistia em dizer que tinha algo nessa historia que ela não estava gostando nada. Eu concordo com ela, esse cara não parece ser do tipo que desiste assim do nada.

Troian disse algo engraçado fazendo com que todas rissem, mas como eu estava distraída olhando para a Bárbara acabei não ouvindo o que ela havia dito. Isso vem acontecendo com bastante frequência ultimamente, e eu simplesmente não consigo controlar, quando percebo o que estou fazendo, já estou a olhando por não sei quanto tempo. Às vezes ela me pegava no flagra e me abria um sorriso, e às vezes era eu que a pegava me olhando.

Nossa amizade havia crescido muito rápido, não demorou muito e já sabíamos praticamente tudo uma sobre a outra. Mas agora as coisas estão diferentes, eu não sei explicar ao certo o que está acontecendo, eu simplesmente me sinto tão bem quando estou ao seu lado e quando não estou fico morrendo de saudades dela, quando nossos olhos se encontram me da um frio na barriga, e apenas com o esbarrar de nossas mãos meu coração falta sair pela boca. Eu sei o que estão pensando, mas eu não estou apaixonada por ela, não posso estar. Isso é apenas carência, pois não fico com alguém já tem um tempo e por isso estou sentindo essas coisas.

De repente sinto algo acertando com força em minha testa me fazendo sair de meus pensamentos, coloco minha mão no local que estava ardendo pra caramba e olho para as meninas enquanto elas caiam na gargalhada.

 

- Desculpa, mas você estava no mundo da lua de novo – Olho para a Shay furiosa, pois o tapa que ela me deu na testa estava ardendo.

- Idiota isso vai ter volta! – Ela da de ombros sorrindo e volta a conversar com a Troian.

 

Faço uma careta por conta da dor e sinto um toque suave em minha mão que estava na testa fazendo meu coração disparar, olho para o lado e Bárbara me olhava sorrindo.

 

- Me deixa dar um beijinho que melhora – Ela inclina seu corpo e deposita um beijo no local, se afasta um pouco, mas ainda estávamos com os rostos bem próximos. Olho em seus olhos e depois desço o olhar para sua boca, quando subo meu olhar para os seus olhos percebo que ela também havia olhado para minha boca, ela morde seu lábio inferior respirando fundo e confesso que isso me deixou com uma vontade enorme de possuir seus lábios, ela sobe seu olhar e nossos olhos se encontram me causando um frio na barriga, ela sorri e se afasta voltando para onde estava sentada.

 

Achei que teria um troço ali mesmo, meu coração parecia uma escola de samba de tão rápido que batia. Meu Deus, eu estou ficando maluca e a culpa é dessa morena. Apesar de nunca ter dito nada a ninguém, eu já havia sentido desejo por algumas mulheres, mas nunca desejei uma mulher da maneira que estou desejando ela, com ela é tudo mais intenso.

Como eu estava ocupada de mais tentando me controlar, acabei não percebendo que as meninas estavam observando a cena atentamente. Sai de meus pensamentos ao sentir Bárbara me puxando para que eu deitasse com a cabeça em seu colo, olhei para as duas e elas nos olhavam sorrindo e com as sobrancelhas levantadas.

 

- Merda! Já estou até vendo o interrogatório que irei enfrentar – Penso comigo mesma.

 

Pensei em me levantar antes que as duas falassem algo, mas Bárbara começou a fazer um carinho tão gostoso em meus cabelos que acabei deixando pra lá e fiquei ali mesmo. Voltamos a conversar e eu tentei ao máximo prestar atenção na conversa, mas estava praticamente impossível não olhar para cima e admirar aquele pedaço de mal caminho. Já estava quase na hora de voltarmos para as aulas quando uma garota da turma da Bárbara se aproximou de nós e Bárbara me pediu para eu levantar, pois ela iria para a turma dela. – Confesso que não queria levantar, estava muito bom ficar ali sentindo seus carinhos, mas me levantei assim mesmo. – Ela se despediu de nós e saiu com a garota, fiquei olhando elas sumirem no meio da multidão de alunos, quando olho para minhas amigas elas me encaravam com as sobrancelhas arqueadas novamente.

 

- O que foi? – Disfarço desembalando uma bala e a colocando na boca.

- O que foi? – Shay me imita sorrindo e eu reviro os olhos.

- Nem começa – Me levanto e vou o mais rápido possível para o banheiro rezando para que elas me deixassem em paz, mas conhecendo bem essas duas, isso era impossível.

 

Como as pessoas já estavam voltando para suas turmas, o banheiro estava vazio e eu agradeci aos céus por isso. Apoiei minhas mãos na pia e me olhei no espelho, não demorou muito para que eu escutasse passos próximos a mim, olho para o lado e as duas estavam me encarando com um sorriso idiota.

 

- Desde quando vocês estão se pegando? – Troian se aproxima encostando-se a pia e me encarando.

- O quê? Não! Você pirou foi? – Tento me manter calma, mas não adiantou nada.

- Ash, tá na cara que tem algo rolando entre vocês. Pode falar cara, estão se pegando né safada? – Shay diz com um sorriso safado.

- Não tem nada rolando. Vocês estão malucas.

- Vou fingir que acredito – Troian diz irônica e eu reviro os olhos.

- Parem com isso! Vocês estão vendo coisa onde não tem. Não sei por que estão achando que eu e ela estamos tendo algo.

- Humm... Deixa eu ver... – Troian coloca a mão no queixo fingindo estar pensando – Talvez seja pela troca de olhares, os sorrisos bobos, a maneira como tratam uma à outra e como vocês não se desgrudam mais – Da uma pausa e olha para a Shay – deixei faltar alguma coisa, buttah?

- Só que elas ficam babando uma pela outro o tempo todo e o clima que rolou lá fora.

- Vocês estão viajando – Pego meu batom em minha bolsa e me viro para o espelho passando-o em meus lábios.

- Viajando fica é você quando olha para a Bárbara – Shay zomba de mim e as duas começam a rir após eu revirar os olhos.

- Vocês querem parar com isso?! Já falei que não rola nada entre mim e a Bárbara! – Acabei me irritando com todo esse interrogatório e as piadinhas. Eu só quero que essa carência acabe logo e tudo volte ao normal.

- Calma ai, esquentadinha! Só estamos curiosas – Troian diz sorrindo e eu fico mais irritada.

- Me deixem em paz – Saio do banheiro bufando e sigo rumo ao estacionamento, não estava com cabeça para ir assistir aula, vou é para minha casa e dormir que eu ganho muito mais.


Notas Finais


Volteei :D
Espero que tenham gostado, comentem para que eu possa saber :)
Bjoos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...