História Aqueles olhos... - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Visualizações 160
Palavras 2.669
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vou explicar algumas coisas para vocês e contar novidades sobre a fanfic. Super importantes! E que eu acho que vocês vão amar. (Vão ter algumas aqui, só que o resto tá nas notas finais.)

E uma explicação, as aulas do USA começam em Agosto e vão até Junho, começam no Outono e terminam no Verão, eu sei disso amores (pra quem não sabe eu nasci lá e sofri bullying por causa disso quando vim para o Brasil, se quiserem eu explico isso em um jornal ) mas fiz essas adaptações para não confundi vocês, okay?

Era só isso mesmo.

Vamos ler ❤

Capítulo 44 - Blog...?


 

 

 

Notas iniciais tem aviso importantíssimo. 

 

 

 

Anteriormente em Aqueles olhos ...

 

Joaquim P.O.V

 

O problema é que meus pais querem que eu curse Medicina, até aí tudo bem, é o meu sonho! Só que eles querem que eu curse Medicina em University of Cambridge uma das melhores do mundo, em Londres e a Manu vai cursar pedagógia aqui em New York, se ela conseguir a bolsa, ela mesma disse que está decidida a cursar a universidade aqui em New York.

É esse o problema.

É mais de cinco mil km de distância, como vamos ficar separados por tanto tempo?

 

Júlia P.O.V

 

André:Eu liguei, mas ela não atendeu. - disse com um sorriso no rosto, eu estava totalmente imóvel. -Juh, eu não devia está fazendo isso, só estou seguindo seu próprio conselho. Eu gosto de você, eu quero ficar com você, quero namorar contigo, casar, eu te amo! Eu daria minha vida por você e você  não tem ideia do quanto pisei encima do meu orgulho para te dizer isso, mas se você não sente o mesmo eu vou entender. Só que se sente o mesmo me diga agora? Você sente o mesmo?

Se eu sinto o mesmo? É óbvio, é claro que eu sinto o mesmo. Só que eu estou assustada, não sei se estou preparada.

André:Juh, me diz se você sente o mesmo - eu permaneci calada, era como um choque. 

Júlia:Eu não sei André. Me desculpe. - saí correndo, minha vontade era incontrolável de chorar e sim, se eu chorei? Sim, eu Júlia Vaz chorei, como nunca havia chorado antes.

Céus...? Não acredito no que eu fiz, ele nunca mais vai querer olhar na minha cara! Ele me disse tudo que sentia, disse que me amava e o que eu fiz? Eu saí correndo como se não me importasse, eu parti o coração dele em mil pedaços e me sentia a pior pessoa do mundo por isso.

Eu sentia o mesmo que ele e não tinha como negar, eu o amava e o amo mais que tudo e não faço a mínima ideia de porque fiz isso. Eu me odeio por isso, eu me odeio por ter o machucado e juro que não era a minha intenção.

 

Joaquim P.O.V

 

Eu queria desafiar meus pais e dizer que eu não irei estudar na faculdade que eles querem, dizer que vou estudar aqui em New York e não onde eles bem entenderem. Mas eu não tenho coragem, até porque também ainda sou menor de idade e moro debaixo do teto deles, então tenho que seguir a faculdade que eles escolherem, por mais que isso doa em mim.

Eu ainda não pensei em como contar para a Manu, não quero magoá-la.

Din-don! Din-don! Din-don! Din-don!

Ouvi o som da campainha que estava sendo tocada deseperadamente.

Lígia: Abre para mim fazendo favor Joaquim? Eu estou ocupada arrumando a mesa pro jantar. - falou Lígia da sala de jantar, ela deve ter uns 50 anos e trabalha aqui desde que eu nasci, a considero como uma mãe. 

Me levantei e fui até a porta, abrindo a mesma, era a Manu, encarei ela perplexo. Como pode? Eu estava pensando nela agora mesmo.

Manu:Vai me deixar entrar ou tá difícil? - eu sorri com o comentário dela e dei espaço para ela entrar, logo depois fechei a porta. 

Joaquim:Tem visita melhor que a sua? - passei a mão em uma mecha de seu cabelo.

Manu:Eu sei que não tem. - riu. - Eu vim aqui pra ver a Juh engraçadinho. 

Joaquim: Ah, perdeu a viagem então. - a puxei para perto de mim.

Manu:Perdi? - falou provocante e eu assenti com um sorriso de canto. - Ah! Que pena, já que ela não está eu vou embora. - caminhou até a porta ainda com um sorriso provocante nos lábios. 

Joaquim:Eu não disse que a Juh não estava. - ela voltou rapidamente. - Mas depois você fala com ela, vamos ver um filme antes? 

Manu:Eu adoraria, só que meu bate-papo com a sua irmã é importante. - correu até a escada e mandou um beijo no ar para mim.

Joaquim:Manu! Você vai me trocar pela minha irmã? -  perguntei indignado.

Manu:Vou. - respondeu e subiu as escadas rindo, eu revirei meus olhos e voltei minha atenção ao que estava fazendo antes dela chegar. Pensando em uma solução para contar a ela que vou ir para Londres. 

Preciso de um conselho, vou ir na casa do Téo, eu sei que ele não tá fazendo nada hoje porque mais cedo ele me mandou mensagem dizendo estava com tédio.

Sem pensar duas vezes eu me levantei e saí, indo até a casa do Téo. 

 

 

Júlia P.O.V

 

 

Eu estou assistindo séries no meu notebook, enquanto ataco um pacote de biscoitos de povilho, para me distrair um pouco. Amanhã terei que encará-lo novamente, preciso arranjar um jeito de resolver essa situação, já que não podemos ficar assim para sempre.

Xxxxx:Pode ir contando tudo mocinha. - alguém abriu a porta rapidamente, eu me assustei e virei para trás encarando a morena.

O que ela deve ter descoberto? 

Júlia:Ai que susto, Manuela! - resmunguei, ela veio até a minha cama e se sentou na ponta da mesma. -Contar o quê?

Manu:Espanhol? Fala sério Júlia. - revirou os olhos e eu entendi tudo. -Conta tudo, agora! Por que não quis sair com a gente?

Definitivamente eu não sei mentir.

Júlia:Tá, vou te dizer...tudo começou no dia da praia, eu entrei no mar e logo depois eu saí porque a água estava gelada e eu com sede, então caminhei até a mesa de bebidas e peguei uma água de coco. O resto ficou no mar, exceto o André que veio atrás de mim... - contei toda a história para ela que me ouvia atentamente, quando eu finalmente terminei de explicar tudo ela me olhou surpresa.

Manu:É informação demais pra minha cabeça. - suspirou. -Então quer dizer que ele gosta de você e que você gosta dele? - confirmei. 

Manu:Então tão esperando o quê? - riu. 

Júlia:É complicado, Manu! Nem tudo é tão simples, eu sei que pode não parecer mais diferente de você eu sou tímida pra essas coisas. Eu tenho medo de me declarar agora e ele me dar um fora. - suspirei. 

Manu:Como você fez com ele? - falou em um tom sarcástico. 

Júlia:Sim, como eu fiz com ele. - confirmei, mas só depois eu percebi o que falei. -Ei! Tecnicamente não foi um fora e você quer me ajudar ou atrapalhar? 

Manu:Sim, foi um fora. - eu a fuzilei com o olhar. -Tábom, eu acho que você sabe que eu não sou a melhor pessoa para conselhos.

Júlia:É eu percebi.

Manu: Mas se quer uma dica, se eu fosse você eu falava tudo que sente por ele, pelo menos ele não ficaria na dúvida se você sente ou não o mesmo que ele. - sorri, é ela tem razão. - Tudo bem, eu não nasci para ser conselheira, mas se quiser posso ajudar em uma coisa. 

Júlia:Em quê? - perguntei curiosa.

Manu:Oras, em comer esses biscoitos na sua mão, creio que você não vai querer comer tudo sozinha. - colocou a mão no pacote de biscoitos e tirou logo em seguida já cheia.

Júlia: Manu! - dei um tapa em sua cabeça, ela soltou um "ei" e eu dei um riso abafado.

Ouvi o barulho do meu celular tocar, passei a mão pelo lençol e o achei quase caindo da cama, olhei a sua tela e estava escrito "A Bela mais feia", atendi e Manu me olhou com uma expressão curiosa.

Isa: JÚLIA VAZ! falou (lê-se ~estourou meus tímpanos~ ) do outro lado da linha, eu cheguei afastar o celular do meu ouvido.

Manu:Quem é? - sussurou.

Júlia:Seu clone - respondi. - E Isabela, calma minha filha! Eu tenho ouvidos sabia?

Manu:Põe no viva-voz. - eu fiz o que ela falou.

Isa:Pois devia usá-los. E você Manuela, muito bonita hein?

Manu:Obrigada querida, sei que sou linda. - respondeu provocando.

Isa:Não posso discordar, mas podia ter esperado eu e a Pri para irmos visitar a senhorita mentirosinha- mentirosinha? Que raios de apelido é esse?

Júlia:Que seja! Mas ainda não entendi, por que eu sou a surda​?

 

Isa:Porque EU E A PRISCILA ESTAMOS A MAIS DE 20 MINUTOS, TOCANDO A CAMPAINHA E ESPERANDO VOCÊ ABRIR A MERDA DA PORTA!

Pri: São 5 minutos Isa. - falou calma.

Isa:Que seja! AGORA VENHA ABRIR A MERDA DA PORTA- desliguei antes que ela acabasse a campainha e com meus ouvidos pra variar.

Saí correndo do meu quarto com a Manu - ela veio mais devagar que uma tartaruga, só pra constar - e fui até a sala, abri a porta e encontrei a Isa de braços cruzados e a Pri com uma expressão calma.

Júlia:Entrem. - dei passagem para ás duas entrarem. 

Isa:Pode ir contando que história é essa de "estudar espanhol". - se jogou no sofá da sala. 

Júlia:Qual é! Eu minto tão mal assim? - fechei a porta e as três assentiram, então lá fui eu explicar tudo de novo, para elas entenderem. Assim que eu terminei de contar a expressão das duas ficaram como a da Manu, da primeira vez eu eu expliquei tudo.

Isa:Minha nossa... - falou branca como um papel.

Passamos o resto da tarde conversando sobre coisas aleatórias e também sobre onde iremos passar nossas férias de verão, sim, queremos passar todas juntas e já tínhamos combinado sobre isso faz um tempo. Só ainda estamos em dúvida se vai ser em na minha casa em Paris, ou na casa das Agnes em Miami. 

Nossos pais não vão tirar férias, então vamos sozinhas, mas lá tem empregados de confiança e também recentemente descobrimos que nossos pais são amigos, então assim fica mais fácil de convencê-los a nos deixar ir.

Minha mãe que é a mais brava de todas já deixou, então creio que com elas vai ser mais fácil ainda.

 

 

Joaquim P.O.V

 

 

André:Então quer dizer que você vai ir morar em Londres? - perguntou ainda espantado, parecia está digerindo a ideia.  Sim, por coincidência o André também veio pedir um conselho para o Téo  (Téo o conselheiro) o que é muito estranho, os dois pararam de falar quando eu cheguei e desconversaram quando perguntei do que eles falavam.

Joaquim:Eu não tenho escolha...pelo menos é daqui um ano, assim que eu acabar o ensino médio! - suspirei.

Téo:A Manu vai ficar arrasada. 

Joaquim:Esse é o problema cara, como vou contar isso pra ela sem que ela fique magoada?

Téo:Se eu fosse você não contava, pelo menos não agora. - aconselhou. 

André:Se bem que se ela descobri por outra pessoa também não vai ser legal. - me fez ficar mais confuso ainda, mas logo passou.

Joaquim:Com isso eu não me preocupo! Só nós três sabemos e vocês são meu brothers, confio em vocês. - eles assentiram.

Téo:Mas tipo...depois que você viajar você pensa em conhecer uma outra pessoa? 

Joaquim:Claro que não Téo, eu amo a Manu e querendo ou não nós não mandamos no coração. 

André: Quem diria! Joaquim Vaz falando isso. - eu ri.

Joaquim: Agora me falem logo, eu sei que vocês estão me escondendo alguma coisa. - os dois se entreolharam. 

André:Eu não posso te dizer. - franzi o cenho.

Desde... sei lá, desde que nos entendemos como gente em nunca me escondeu nenhum segredo, pelo menos que eu saiba.

Joaquim:Como assim cara, você nunca me escondeu um segredo. 

Téo:Só um. - colocou lenha na fogueira, me fazendo ficar mais curioso ainda, desviei meu olhar do Téo e encarei o André.

André:Promete que não fica com raiva? - ihhhh lá vem! 

Joaquim: Não. - ele fechou os olhos. - Qual é André, não acredito? Eu conto tudo pra vocês e vocês vão me esconder esse segredo? - tomei um gole de água. 

André: Tábom, é que eu... eu me declarei pra sua irmã. - cuspi a água da boca assim que eu senti minha garganta engasgar com o líquido, automaticamente me levantei da cadeira incrédulo. 

Quando eu vi eu já tinha o puxado pela gola da camisa.

Joaquim:O QUÊ? NÃO ACREDITO QUE VOCÊ GOSTA DELE, qual é André? Tanta garota pra gostar e você tem que gostar justo da minha irmã? - o soltei, mas eu ainda estava nervoso.

Eu não posso acreditar, é um dos meus melhores amigos e minha irmã! 

André:Querendo ou não nós não mandamos no nosso coração. - usou as palavras que eu disse mais cedo contra mim mesmo.

Eu não consigo imaginar, a Juh e o André? Não! Isso não faz o menor sentido na minha cabeça, como eu não pude perceber isso antes? 

Téo: Joaquim, ao menos ouça o que aconteceu. 

Joaquim:Tá, me explica isso direito. - me sentei no sofá um pouco mais calmo.

Ele começou a contar tudo e a cada palavra eu ficava ainda mais surpreso, ele se declarou pra ela e ela saiu correndo... eu sei, conheço a minha irmã e ela não sabe demonstrar esse tipo de sentimento muito bem! Ela nunca  soube lidar com o amor muito bem, ela sempre foge a cada vez que ele bate na porta. A Juh já ficou com alguns caras  (muitos) só que nunca foi amor, nunca durou por muito tempo, no máximo 2 meses e olhe lá.

Joaquim:Isso é bem a cara da minha irmã mesmo, sabe? Ela nunca foi de demonstrar esse tipo de sentimento, ela sempre teve medo de demonstrar e acabar se machucando no final. - expliquei.

André:Agora eu também tenho, eu demonstrei e o que aconteceu? Ela simplesmente, saiu correndo. - encarou o chão.   - Eu nunca tinha dito aquilo pra ninguém e quando digo... Acontece o que aconteceu.

Téo:Vocês deviam conversar, vai que ela sente o mesmo. - supôs. 

Joaquim:Concordo com o Téo.  

André:É vocês tem razão, eu vou fazer isso. Brother? - se virou para mim como se pedisse minha aprovação. 

Joaquim:Quer saber? Se você gosta mesmo dela que sejam felizes! Agora se você machucá-la eu quebro a sua cara. - avisei e ele riu. 

 

No dia seguinte...

 

 

New York: Quinta-feira

- 7:00 AM

 

Isa P.O.V

 

Fui acordada pelo maldito despertador tocando, me levantei da minha cama e desliguei aquela droga. Ainda sonolenta fui até o banheiro e fiz minhas higienes matinais, inclusive tomei meu banho para espantar o sono. Assim que terminei enrolei meus cabelos em uma toalha e vesti um roupão branco fofinho.

Caminhei até a minha cama, me sentei e peguei meu celular desbloqueando a tela do mesmo. Quase o deixei cair no chão quando vi que ele estava cheio de notificações: "André Alencar levou um fora de Júlia Vaz?"

Cliquei na notícia com as mãos trêmulas, essa notícia estava em um blog que certamente foi criado por alguém lá do colégio. 

"Hahaha, André levou um fora? Como assim? Os dois se apaixonaram? Quem diria, mas não, na verdade André A. se declarou para a sua amada e levou um fora! De acordo com fontes próximas da garota, ela saiu correndo e o deixou falado sozinho. Uau Jujuba, não achei que você por essa ser tão má a esse ponto.

Que pena hein pessoal? Eu já estava começando a shippar os dois..." 

Fechei a matéria já suando fio, como essa informação foi vazar? Aí meu Deus.

Levei a mão da boca, rapidamente fui no contato da Juh e liguei para ela, chamou...mas ninguém atendeu.

Minha nossa! Se a Juh já viu isso ela deve está pirando.

Vi alguém me ligar e era a Sabrina, atendi rapidamente, ela também já deve ter visto a notícia no blog.

 

 

Isa:Minha nossa! Você também viu?

Sabrina:Acho que nessa altura o pessoal todo do colégio já viu a notificação foi enviada pra todos! Eu liguei pra ela, mas ela não atendeu.

Isa:Eu também tentei ligar, só que nada. Precisamos tentar falar com ela, urgente!

Sabrina:Ok, mas você acha que ela tá triste?

Isa:Conhecendo a Juh como eu conheço, ela está chateada e com raiva...tipo, muita raiva. Ela vai até o inferno mas descobre quem postou aquilo.

 

Notas finais tem o resto do aviso importantíssimo. 

 

 


Notas Finais


Preparados para pirarem?

Bom, vamos começar... a fanfic está entrando nessa 2 etapa, que é onde estou mudando e aperfeiçoando minha escrita. Essa 2 etapa os casais vão se desenvolver e digamos que a fanfic não vai acabar nessa segunda etapa. Entenderam? Não? Vou explicar melhor.

A segunda etapa vai ser eles no terceiro ano do ensino médio e tals, falando das faculdades, decidindo a profissão futura, amadurecendo...e respondendo a pergunta de uma leitora, sim teremos primeira vez na fanfic.

A terceira etapa é a segunda temporada da fanfic, que vai ser eles na faculdade.
Sim, vamos ter segunda temporada! ❤
ESTÃO SURTANDO COM ISSO? 😂❤


SIM, TEREMOS 2 TEMPORADA ❤❤❤

(Perdoem os erros não deu tempo revisar.)



PS:Queria que a Juh estivesse aqui pra comemorar tbm 😢 mas ainda não a encontramos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...