História Aqui é o seu lugar! Agora e sempre~2 Temporada - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys
Exibições 12
Palavras 2.421
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eoeoeoeoeoe voltei.....
Como estao ????
Espero que curtam queria saber o que acharam... Mais ta valendo
Boa leitura e desculpe qualquer erro

Capítulo 7 - Missão — Parte 1


Fanfic / Fanfiction Aqui é o seu lugar! Agora e sempre~2 Temporada - Capítulo 7 - Missão — Parte 1

Tae on~


 Estava chegando no local onde havíamos marcado quando vejo Jin, Nam e Jimin com algumas mochilas nas costas além de vários cabos enrolados nos braços deixando um clima bem tecnológico aqui

- Estão precisando de algo? – pergunto chegando mais perto deles – Tae

- Sim, do acesso livre dos satélites da Coréia – dizia Nam com um sorriso tímido – Consegue para nós? – Nam

- Claro, mais cuidado, por que se não eles vão descobrir que alguém está acessando sem permissão da justiça e se isso acontecer não consigo te livrar da prisão – Tae

- Eu sei, mas relaxe vai dar tudo certo, manda logo seu crachá e seu login, para acessar o departamento depois deixa o resto com a gente, né meninos? – Nam

- Claro, deixa com os “mestres” – diz Jin fazendo aspas – Sem estresse nós conseguimos ok – Jin

- Relaxa Hyung – Jimin

- Tae onde está Hope, Jeon e Suga? – Jimin

- Bom o Hope está nos esperando lá na usina já – todos regalaram os olhos quando disse isso, dei um leve riso – Sim ele está lá, o Jeon ta com o suga nos esperando no campo de futebol a umas quadras daqui vamos por que temos que chegar voando lá (risos) -  Tae

- Como assim voando? – Jimin

- Você verá vamos? – Sai andando com alguns objetos que ajudariam bastante nessa missão de resgate – Estamos chegando S/n estamos chegando! – Tae

 Assim fomos andando até chegarmos no campo, não tinha nada apenas algumas arvores em volta e a lua nos iluminando, estava tudo um silêncio quando começo a sentir um vento estranho, e do nada um farol vem nos procurando até parar em cima de nós, quando escutamos sua voz

- Quem quer carona? – Suga

- PARA TUDO! EU NÃO VOU ANDAR NESSA COISA – dizia Jimin quando o helicóptero pousou no chão, ainda com suas hélices girando nos jogando algumas rajadas de ventos sobre nós, olhei para ele e o mesmo parecia apavorado – FOI MAL GALERA MAIS EU... – Jimin

- Para de bancar a marica e vamos porra, ela precisa de nós – dizia Suga no helicóptero ainda – Não me faça descer ai e te trazer arrastado pelo pé – Suga é muito convincente quando ameaça e Jimin sabe disso, nós olhamos e fomos até o helicóptero, adentrando no mesmo e seguindo viagem, colocamos aqueles fones gigantes e começamos a nos comunicar – Nam digita as coordenadas aqui no painel – Suga

- Suga, como conseguiu esse helicóptero? – Tae

- Longa história, para resumir uma amiga minha estava me devendo um favor então só cobrei ela nada de mais – Suga

- Nada de mais? Quase engoliu a cabeça da mulher quando viu ela – Jeon

- Amizade colorida, se me entendem né? – Suga

- Sim entendemos, vamos demorar muito – Nam

- uma hora no máximo – Suga

- Ok, consegue mais rápido? – Jin

- Não! Mais rápido não – Jimin

- Galera com emoção ou sem emoção? – Suga

- COM EMOÇÃO – todos menos o Jimin que gritava feito loco por que Suga inclinou para baixo o helicóptero de guerra, basicamente forças armadas americanas, os fodas dos fodas, assim ele jogou potência máxima no animal, e fomos gritando – AAAAAHHH, MAIS EMOÇÃO – Todos

 Assim Suga, nos obedeceu deixando o helicóptero ir a velocidade máxima para o local onde S/n estava, mas antes disso, queria realmente saber se eu conheço meus amigos, pois nunca pensaria que eles iriam embarcar nessa missão junto comigo, bom teremos muito tempo para fazer isso

- Suga ta na escuta? Câmbio – Hope

- Pode falar Hope... Câmbio – Suga

- Estou aqui com as motos, esperando vocês chegarem, mas tomem cuidado esse lugar está cheio de sensores de movimento e sensores térmicos, tomem cuidado, além de câmeras de segurança ... câmbio – Hope

- Escutou Nam, sua vez agora! Estamos a 5 minutos do local então se prepararem... câmbio – Suga

- Entendido, Jin passe o Notebook – assim Jin passou o aparelho e Nam começou a digitar o mais rápido que conseguia até dar um sorriso maquiavélico – Já estou controlando tudo, pode pousar sem preocupação – Nam

- Hope está ouvindo? Câmbio – Suga

- Sim pode falar... câmbio – Hope

- Pode se aproximar mais alguns metros, Nam está controlando tudo, não se preocupe... câmbio – Suga

- Entendido... câmbio desligo – Hope

 Assim Suga deu mais algumas manobras até chegarmos no local onde ele e Tae havia marcado, assim o helicóptero pousou sem problema algum, no entanto tínhamos um tripulante passando mal (risos) Jimin porquê?

- Ah Jimin nem reclama, ainda que eu peguei leve com você – Suga

- LEVE? QUASE ME MATOU COM AQUELAS MANOBRAS SEU DOIDO – Jimin

- Ok crianças, vamos crescer e resgatar a S/n – Jeon

- Verdade Jeon, vamos começar – me levanto e olho para Hope que estava escondido numa moita – Sai daí homem, onde estão as motos que eu te pedi – ele se levanta e vai até outra moita e tira a camuflagem, quando avisos as motos eu simplesmente solto um – UaU dessa vez você se superou caro amigo – Tae

- Claro eu sempre surpreendo né! Mas está aqui duas motos que voce pediu, com redução no barulho dos motores, bem leves e bem rápidas, o escapamento está ok as correntes calibradas e o acelerador está a mil, podem girar fundo sem ter medo não, ah tem apenas uma marcha então não vai ter problema no manuseamento – Hope

- Curti – Jeon

 Assim todos fomos em volta do Nam para recapitularmos o plano, mas antes Jeon me mostrou algumas armas e surpreendeu a todos

- Que isso Novinho, que isso – Jimin

- Não começa a irritar, só estou me precavendo, né – Jeon

- Ok peguem as armas e as munições – assim cada um pegou a sua – Tae

- Fico com a Uzi– Hope

- Não preciso de arma por que no helicóptero já tem – Suga

- Fuzil AK-47 – Nam

- metralhadora NEGVE NG7 – todos olharam para Jin – O que foi? – Jin

- Tenha calma princesa – Nam  

- Carabina  de pressão Sniper OPS cal 5,5 – Jimin

- 12 manual – Tae

- 9 milímetros slim – Jeon

- Bom recapitulando – olho para a usina – Nam fica com os meninos naquela torre – aponto para mesma – Suga vai leva-los lá, Jeon vai comigo para dentro e resgatar S/n, você Hope vai ficar no lado oeste onde tem um uma outra torre e Suga vai ficar aqui depois que levar os meninos, assim quando Nam te falar Ok você vai até o lado o ponto alto da usina, pois S/n irá estar lá – respiro porque falei rápido – Lembrando tomem esses pontos de ouvidos, eles alcançam num raio de 20 Km, então não fujam desse raio ok – Todos assentiram – Nam onde tem uma passagem para dentro da usina? – Tae

- Bom pelo que eu vi no mapa, tem, um túnel que dá no subterrâneo aqui por perto, mais precisamente atrás daquela construção ali – Diz apontando pra mesma – Depois você tem que descer as escadas, dá para ir com as motos e percorrer no mínimo 4Km, assim você chega nas turbinas da mesma – Nam

- Bom vamos começar, Suga, Nam já sabem o que fazer certo? – Tae

- Sim – suga e Nam

- Vamos nessa – Jeon

 Assim suga levou todos no helicóptero para seus cantos depois retornou e eu fui para as motos, coloquei a 12 na mochila e Jeon pegou duas 9 milímetros e carregou-as assim eu o olhei e disse

- Calma Hyung, vamos traze-la de volta para casa você verá – Tae

- Espero Hyung, espero – Jeon

- Tudo pronto? – Coloquei a mão no ouvido e me comuniquei com os outros – Ok? – Tae

- Sim tudo pronto – Hope

- Ok – Nam

- Jimin na escuta, está tudo ok – Jimin

- Suga dormindo – Suga

- Ok – Jin

- Vamos nessa – liguei a moto e fomos até a construção e como Nam havia dito ela iria dar certo nas usinas, assim eu abri o cadeado e fomos navegando para mais dentro da construção antiga – Nam nos Guie – Tae

- Ok... Bom pelo que eu vejo aqui no notebook vocês precisam virar para a esquerda nas proximidades de uma coluna de ferro – Nam

- Ali Tae! vire primeiro – Jeon
- Ok! já avistei – viramos para a esquerda e seguimos pilotando até um local sem saída, nada para o lado nem para o outro – Nam sem saída – Tae

- Calma, tem saída sim, é só quebrar a parede – Nam

- Ta maluco Nam, vai destruir com meu corpo – Jeon

- Confia em mim Homem – Nam

- Ok, Jeon recue eu vou primeiro – dei meia volta e me distanciei, parei respirei fundo e acelerei, quando iria quebrar e passo para o outro lado – Um campo magnético invisível? – Tae

- Sim, isso mesmo... Estamos brincando com as feras da tecnologia, é melhor acharmos outra tática – dizia Nam com um tom de preocupação – Descobriram que estamos aqui – Nam

- Nam para onde nós vamos? – dizia Jeon quando também atravessou – Jeon

- Direita, vai ter uma escada, deixem as motos peguem as armas e saiam daí – Nam

 Fomos até as escadas e seguimos caminho sem as motos, fomos rápidos para não sermos pegos, assim quando estávamos quase no fim precisamos nos esconder por que um batalhão estava atrás de nós

- Nam? – Tae

- Tae precisa ir para a esquerda agora, você vai entrar uma porta, essa porta tem uma senha, quer dizer duas senhas a primeira é fácil mas a segunda é complicada, por isso preciso que conecte com o seu celular para poder entrar no sistema, mas adianto sejam cautelosos – Nam

Assim Fomo até a localização onde ele nos guiou, e encontramos a porta sem perder tempo conecto com o celular e Nam toma posse do aparelho, porém nada é tão fácil

- Tae, estão chegando o que vamos fazer – Dizia Jeon Já com a arma apontada para o corredor – Rápido Nam – Jeon

- Calma porra – Nam

- Jeon pegue uns brinquedinhos aqui na bolsa – sorri sínico – Tae

- Pronto consegui! A porta vai se abrir agora – Nam

- Ok Nam – Tae

 Saímos em disparada quando escutamos apenas uma explosão e o alarme ecoar pelo local

- Nam onde ela está? – Jeon

- Espera, estão indo com um batalhão ai... SAI AGORA DAI POR FAVOR – Nam

- Ok estamos saindo.... – Tae

Tae Off~


S/n On~


 Estava tudo escuro, apenas havia o silêncio no local, abro meus olhos e não vejo nada com nitidez, minha boca estava seca, minhas mãos amarradas para cima, estava de joelhos com a cabeça baixa, tentava me levantar porém o corpo apenas suportava aquela posição. A cabeça estava a mil por hora, não tinha consciência de nada, queria apenas gritar por ajuda. Jeon onde você está? Me ajude por favor

- Je-o-n ond-e v-o-ce es-t-a? – Queria achar as repostas para minhas perguntas, mas como posso ter certeza de que ele irá vir me buscar, sei que o amo, porém não contei meu passado para ele, não sei se ele vai me perdoar – Jeon me perdoa, Oppa me perdoe – sinto lágrimas no meu rosto até que uma mão encostar no meu queixo fazendo olhar em seus olhos – O q-u-e v-o-ce qu-er comigo? Já n-ão ba-sta m-e ti-ra-r de ca-sa ago-ra q-u-er que eu m-o-rra aqui? Me m-at-a logo a-ss-im vo-ce sob-r-eviv-e – S/n

- S/n eu te amo, não consegue entender isso? – Mk

- Se me amasse de verdade me deixaria livre não presa – S/n

- Mas não posso correr o risco de te perder de novo, não suportaria ficar sem você, e mais agora que seu pai não está aqui para me incomodar com isso – Mk

- O que você sabe do meu pai? – S/n

- Tudo, eu convivi com ele, eu fui seu melhor amigo e agora aquele coroa está morto e meu caminho está livre – afastei meu rosto de sua mão e olhou fundo em seus olhos – Mk

- Você matou meu pai? – S/n

- Acertou – ele riu irônico – Claro, por que não? Além do mais se eu o matasse poderia ter você – passou a mão na minha coxa e foi subindo até minha intimidade, na mesma hora fechei minhas pernas trancando a passagem – Vamos eu sei que você quer, além do mais sou seu Oppa – Mk

- Nunca irei me deitar com você Min Kyung, nem que você fosse o último homem desta terra – S/n

- Acho que você não está entendendo a situação S/n, você está presa é fato! Você não vai escapar tão cedo, e eu vou ter você por bem por mal, aceite que dói menos – Mk

- Escute bem MIN KYUNG EU NUNCA, ESTÁ OUVINDO NUNCA IREI ME DEITAR NA MESMA CAMA QUE VOCÊ, JAMAIS IREI TE AMAR, PORQUE O AMOR DA MINHA VIDA E O JEON JUNGKOOK! Aceita que dói menos – S/n

 Ele vem para cima de mim me pegando pelos braços, ainda com as correntes nas mãos olhando firme em meus olhos dizendo

- Você vai ser minha custe o que custar – me beijou à força, queria sair mas eu não conseguia a única coisa que eu pensei foi me afastar dele o mais rápido possível, assim como estava no ar, podia bater em seus países baixos e foi o que eu fiz – Ah desgraçada – Mk

- Nunca mais tente me beijar se não quem vai te matar sou eu – S/n

Assim ele se levanta e me dá um tapa no rosto fazendo eu voar contra a parede, depois se aproxima de mim com a mão em meu pescoço me levantando, estava com muita dor quando coloco minhas mãos em seu ombro dizendo

- Me mata – S/n

- Por que? Se você vai ser minha – Mk

- O destino não pode mudar – sinto minha garganta mais apertada – Você nunca vai me ter – a respiração estava parando – Por dois motivos – S/n

- Quais seriam esses motivos? – seus olhos estavam pegando fogo, pareciam até demoníacos, porém não tremi diante dele, porém o maior ainda estava me segurando pelo pescoço e me enforcando, não respirava direito – Diga – Mk

- 1° Eu não te amo
  2° Eu vou te matar – S/n

- Bom vermos – me soltou fazendo meu corpo desabar no chão e sem perda de tempo apontou a arma para minha cabeça me ameaçando com palavras de ódio – É por bem ou por mal? – Mk

- Jamais – S/n

- Ora sua... – interrompido por um subordinado – Fale, não gosto de ser interrompido – Mk

- Eles estão aqui – subordinado

- Sabia – sorri fraco, com a respiração um pouco descontrolada - S/n

- CALA BOCA E VOCÊ – apontou a arma para o mesmo dizendo – COMO ELES CONSEGUIRAM ENTRAR AQUI SEM NENHUM DESLIZE, ALEM DE SEREM APENAS PESSOAS NORMAIS? – Mk

- Pessoas normais que lutam como fera por sua família, nunca se esqueça disso Min Kyung, quando queremos proteger alguém não sabemos quem nos realmente somos depois da transformação – S/n

- JÁ MANDEI CALAR A BOCA – apontou para mim – ANDA FALA LOGO QUE DE FACÇÃO ELES SÃO, COMO CONSEGUIRAM ESSA FAÇANHA? – Mk

- Eu não sei senhor, apenas estão aqui e dois adentraram na usina usando motos, os outros estão nas proximidades – subordinado

- IDIOTA – atirou no cabeça dele – MENOS UM PARA ME PREOCUPAR E VOCÊ S/N VEM COMIGO – me soltou das correntes e me levou para outro lugar so queria saber onde eles estavam – Mk

S/n off~



Notas Finais


Ainda hoje tem mais um ou dois capítulos hahahaha depois reviso ok

Bjooooooos até o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...