História Arcanjo Preso - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Littlem34

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjo, Arcanjo, Híbrido, Hibridos, Masoquismo, Masoquista, Príncipe Sádico, Rei Tirano, Reino, Romance, Sádico, Sadismo, Sadomasoquismo, Sexo, Universo Alternativo
Exibições 46
Palavras 1.257
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hello minhas cupcakes! espero que gostem do primeiro capitulo!
B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 1 - Minha Infância


Fanfic / Fanfiction Arcanjo Preso - Capítulo 1 - Minha Infância

Meu nome é Scarlet BloodStone Black, tenho 9 anos e moro com meus pais, moramos na área pobre do reino de Mondaria, que é governado pelo rei  Cronus, um monarca frio e arrogante que nunca deixou ninguém ver seu rosto. 

Acordei com meu despertador tocando logo de manhã, me avisando que logo começaria meu inferno particular mais conhecido como escola, (não entenda isso como "eu sou uma menina rebelde que ninguém entende" porque eu não sou esse tipo) levantei da cama com as pernas ainda meio bambas de sono e caminhei como um zombie até o banheiro no corredor ouvindo meu pai rir do meu estado atual.

- Bom dia Scarlet - disse meu pai dando um breve beijo no topo dos meus cabelos.

- Bom dia - disse meio sonolenta.

Entrei no banheiro fazendo minha higiene matinal e logo depois tomando um banho para despertar melhor,  sai logo apos a minha mãe ter gritado algo como "sai logo desse chuveiro porque eu não sou dona da Sabesp!!!!!" e fui por o uniforme: uma camiseta branca com o nome e o logo da escola e uma calça simples preta; ouvi meu despertador tocar pela segunda vez mostrando que eu estava atrasada, outra vez. desci as escadas na velocidade da luz com minha mochila nas costas.

- Tchau mãe, tchau pai vejo vocês depois da aula - disse vendo suas figuras tomando café na mesa da cozinha.

 

 

Entrei na sala em silêncio esperando não ser notada pela professora, me sentei na ultima carteira como eu sempre faço evitando as outras crianças,mesmo que eu estivesse ali presente na aula meus pensamentos estavam longe demais dos problemas de divisão que a professora passava no quadro negro, estava pensando em como sou diferente do resto das pessoas, um exemplo disso era o simples fato que todos no reino tinham algum poder desdê voar até super força (que é uma característica dos mais nobres) enquanto eu sou normal, não tenho nenhuma anomalia! nada! e por essa diferença entre mim e as outras pessoas eu costumo ser considerada uma aberração para a sociedade; mas como o universo nunca está satisfeito logicamente eu tinha que ter uma diferença significativa dos meus pais, duvida?  Minha mãe tem a pele morena clara, e cabelos cacheados,ela tem caninos pontudos como o de um vampiro, já meu pai tem a pele mais escura, olhos azuis e é o mais forte daqui, dizem que o poder dele bate no nível do poder das pessoas da alta sociedade e como se não fosse poder o bastante ele tem um pelo par de asas negras e tudo que herdei deles foi o sobrenome Bloodstone Black, já eu tenho a pele branca, cabelos e olhos cor de mel, o que incentiva os boatos sobre eu ser adotada. Acho que você já entendeu que as pessoas realmente tem razão, sou tirada de meus devaneios pela voz da professora me chamando.

- Srta. Black? - Diz ela como se eu fosse um inseto nojento.

- Sim? - Já suspeitando o que ela iria dizer.

- Poderia me dizer a resposta da questão 15 na pagina 56 do livro - Ela me diz olhando por cima dos óculos de armação preta.

Olho para o livro em cima da mesa não entendo nada que estava escrito ali, dou um suspiro cansado já prevendo as bromcas que iri levar.

- Não - digo por final, abaixando a cabeça.

- Espero que você melhore Srta. Black, não quero ser conhecida como a professora da aluna sem poderes e ainda por cima burra! - ela disse se virando para o quadro e continuando a explicar a materia para os outros alunos.

                                                                               ~Quebra do tempo~

Levantei da carteira logo após o ultimo sinal guardando meu material quando foi bombardeada por bolinhas de papel da outras crianças acompanhadas de palavras maldosas, terminei de colocar os livros na bolsa tentando ignorar aquelas palavras e caminhei para fora da escola que como eu disse é o meu inferno particular. Andei calmamente até minha casa já imaginando o cheiro da comida que minha mãe estaria fazendo, as risadas igual a trovões do meu pai e eles se divertindo juntos cantando e dançando pela cozinha como sempre fazem, virei a esquina sorrindo com minha imaginação que é tão certa: eu tenho uma familia feliz e que me ama não importando as condições, se eu tinha poderes ou não, é só mais um detalhe para eles, meus pais não amam minha aparência mas sim minha essência, amam o que faz eu ser única; e sim eu também os amo apesar de todos dizerem que não sou filha deles de verdade, isso não me importa familia não são só laços de sangue mas também de coração, e eu agradeço por ter essa familia.

Cheguei em casa sorrindo, mesmo que estranhando não ter o cheiro da comida da minha mãe ou as risadas do meu pai, "acho que eles devem ter se atrasado um pouco hoje" pensei abrindo a porta me deparando com uma cena que nunca sairá da minha memória, e que me faria ter pesadelos para o resto da vida. Minha mãe estava  em uma poça de sangue com olhos opacos e sem vida,  eu podia ver no seu corpo varias marcas roxas indicando sinais de luta, seu vestido florido cortado na região da barriga de onde sai sangue a os montes ao lado dela jazia uma das asas de meu pai; eu estava estatica olhando aquilo, engoli em seco ouvindo um barulho vindo da cozinha, caminhei em passos lentos e silenciosos indo até a porta vendo meu pai com uma expressão de dor misturada com fúria, ensanguentado dos pés a cabeça com uma espada atravessada em seu corpo, segurando o braço de um homem alto, de pele clara e cabelos castanhos claros, sua vestimenta deixava claro sua posição na monarquia, e sua coroa reluzente expressava sua posição como rei. 

-P-papai  - Foi a única coisa que consegui dizer, minhas lagrimas escorriam pela minha face, e meus pés se negavam a desgrudar do chão, que estava ensopado com sangue do meu pai e da minha mãe.

Assim que disse isso, meu pai olhou para mim e sua expressão mudou, passando a ser calma e um sorriso se formou em seu rosto, enquanto as lágrimas desciam de seus olhos, e o sangue escorria por sua boca. 

-Corra. - Foi apenas o que ele pode dizer, enquanto o homem retirava sua espada de seu peito. Antes de se importar com a minha presença, ele pisou no braço do meu pai, pude ouvir o barulho atormentador dos seus ossos se quebrando, seu uivo de dor atravessou toda a cozinha enquanto o via dar seu ultimo suspiro, vendo seus olhos azuis se fecharem pela ultima vez. 

O homem se virou para mim com olhos assustadores, e com um sorriso sádico

-Agora é a sua vez!

 Essas palavras  me fizeram sair do transe e correr, eu corri muito, corri sem ter direção, as lágrimas insistiam em tampar minha visão, e meu coração doia muito, eu corria me lembrando mesmo que sem querer de todos os momentos que tive com Jackob Bloodstone e Ellen Black, os meus pais, as melhores pessoas desse mundo, as únicas chamas de amolr que tinha... agora se foram para sempre. Parei um pouco recuperando o folêgo olhando, olhei para o céu e respirei fundo

"Estou sozinha agora" Foi meu única pensamento

Voltei a correr quando ouvi sons dos cavalos do rei vindo em minha direção, corre como se minha vida dependesse disso e aliais dependia mesmo.

 

Continua...

 

 

 

 


Notas Finais


Não está muito bom, mas com a prática vai melhorando, é a primeira vez que escrevo ..
Espero que gostem da fic
^^
-Renata
- Littlem34


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...