História Armados and Perigosos - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Keegan Allen, Little Mix, Lucy Hale, Pretty Little Liars, Shay Mitchell, Troian Bellisario, Tyler Blackburn
Personagens Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Hanna Marin, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh
Tags Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Haleb, Hanna Marin, Spencer Hastings, Spoby, Toby Cavanaugh
Exibições 62
Palavras 2.918
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Isso Não Foi Um Erro!




As luzes entravam pela janela e machucavam os olhos de Toby, que encontrava-se na casinha ao lado da fábrica, ele dormirá no sofá, muito de mal jeito, as luzes entravam pela cortina laranja, deixando uma luz alaranjada em todo o cômodo. Ele se espreguiçou e demorou um pouco para recobrar a memória, mas em um pulo só, saltou do sofá, pulou a pequena mesinha saindo da casa, e correu para dentro da fábrica. Toby percorreu o extenso corredor, até se deparar com a porta do escritório de Calleb.


Toby deu um sorriso de lado, e fez uma cara de menino travesso e girou a maçaneta com muito cuidado para não fazer barulho, um feixe de luz fininho entrou no quarto, e conforme o garoto abriu a porta, ele ficava maior, ali, no escuro quarto, iluminado pela fraca luz que vinha dos computadores, Toby via o rosto de Calleb, sereno dormindo profundamente, com um discreto sorriso nos lábios, que só Toby poderia perceber, era a primeira vez que ele via Calleb dormir assim em anos, e o amigo estava ali, calmo, sonhando, envolvendo Hanna em seus braços.

Toby, com um satisfatório sorriso e uma lágrima de alegria discreta por adorar um romance de mulherzinha, voltou a encostar a porta devagar. Quando de repente sentiu a presença de alguém atrás dele.

- Que susto garota! Você não pode chegar assim por trás das pessoas! - gritou Toby que já estava em posição de luta olhando a menina coçando os olhos meio que dormindo em pé.

- O que eu fiz? - perguntou ela assustada, passando a mão no cabelo tentando controlar a rebeldia dos fios e vendo que por pouco não apanha.

- Nada... Como você dormiu Spence? - perguntou o menino sorrindo, e passou a mão em uma mecha de cabelo de Spencer colocando pra trás, já que aparentemente a menina tava com muito sono pra conseguir colocar o cabelo no lugar sozinha.

- Bem... Afinal, não ouvi os roncos da Hanna... E por falar nela... Onde ela está? - perguntou Spencer levantando uma das sobrancelhas.

Toby desfez seu sorriso na mesma hora, o que fez claramente Spencer ficar desconfiada.

- Cadê ela? - perguntou Spencer novamente, cruzando os braços e tentando fazer uma cara de séria.

- Como eu vou saber? - perguntou o garoto dando as costas para Spencer e saindo andando.

- Ahm... Talvez porque você seja o nosso sequestrador, e tenha câmeras em todo canto? - perguntou a menina ironicamente sendo ignorada. – Hey, espera aí! - Disse ela pegando no ombro de Toby e levando uma rasteira de uma vez só. Toby parou com o punho a três centímetros do rosto da garota, que estava agora no chão, e seu olhar era sério, parecia outro garoto.

- Quantas vezes preciso falar pra não vir por trás? - perguntou o menino sério, virando o rosto de lado.

Spencer estava branca, e muito muito pálida com o susto que levou, e com a aproximação do garoto.

- Ahm... Mais algumas vezes talvez? Quem sabe eu decore, sou boa em decorar. - disse Spencer tentando se levantar. - Isso doeu muito, sabia? Achei que você fosse o defensor das mulheres, ou você só defende a Hanna?

- Desculpa tá bom? Foi o reflexo, não queria te machucar. - disse Toby sem tirar os olhos dela.

- Vai me recompensar pelo trauma de quase ter apanhado? - perguntou a garota tentando parecer intimidadora.

- Depende… Talvez eu te dê algumas aulas de defesa, e de ataque, pra poder se defender da próxima vez que você me irritar. - disse o garoto com um sorriso de jogador de poker. - Primeira lição! Nunca chegue por trás de alguém que pode quebrar você no meio!  


Toby sorriu e estendeu a mão para Spencer, e há ajudou a levantar do chão, e se virou novamente indo até a cozinha.

- Mas por que fizeram esse homem tão lindo… Deus exagerou na dose de beleza - Spencer falava sozinha, até ver Calleb parado na porta ao seu lado, encarando-a.

- Bom dia. - o garoto sorriu sincero, e seguiu pelo caminho que Toby havia acabado de percorrer.

- O que deu neles? - perguntou Spencer para ela mesmo em voz alta.

- Neles quem? - perguntou Aria que vinha pelo corredor.

- Como se tivessem outros meninos aqui, sem ser o cara feliz igual um Teletubies, e o outro bem mal-humorado que lembra o zangado de “A Branca de Neve”. - disse Emilly aparecendo atrás de Aria.

- Teletubies? Não tinha pensado nessa, eu tinha pensado que ele era mais como... Como... Como um garoto meio bipolar sabe? Hora parece um amor de pessoa, educado, mó amorzinho, e em outra, parece um animal raivoso e violento, dá até medo. E até que o Calleb se parece com o zangado mesmo... - Disse Aria meio que se interessando pela conversa super intelectual.

- Imagina esse animal entre quatro paredes, deve ser uma loucura!!! - falou Spencer pra si mesma só que meio alto demais.

- Spencer Hastings que isso, abaixa esse fogo mulher? - falou Emilly vendo a menina corar e se arrepender piamente por ter dito isso em voz alta.

- Spencer ta imaginando coisa demais viu? - disse Aria irritando Spencer que bufou.

- Pode crer, ela tá mesmo! - Disse Emilly rindo.

- Será que se eu oferecesse dinheiro, ele me dava uns beijos? - disse Spencer pensativa.

- Isso fala isso mesmo, dai ele escuta e se ofende, quero ver, vai te deixar passar fome pra largar de ser besta, parece que tá absorvendo a personalidade da Hanna pra falar e fazer só bosta.. - disse Emilly brava, saindo pisando forte pelo corredor sendo seguida por Aria e indo até a cozinha e logo em seguida Spencer chegou se juntando a mesa do café da manhã que Toby já havia posto e tudo correu bem, bem estranho quer dizer, já que dessa vez quem conversava com as meninas era Calleb, na verdade conversava mais com Emilly, e as outras três apenas ouviam, ou talvez somente Spencer ouvia, já que Aria estava mais interessada na comida, e Hanna ficava admirando Calleb como se ele fosse uma obra de arte.

- Call.. Call. - disse Toby sendo ignorado pelo amigo, que dava mais importância a conversa que estava tendo com Emilly. Spencer ouviu Toby chamar Calleb sem obter respostas. - Calleb to indo treinar, se é que você ainda se importa.

Toby se levantou largando os palitinhos de dente que brincava sobre a mesa, e se levantou da cadeira, e encostou a mesma no lugar correto, e Spencer de imediato se levantou, cruzando o caminho dele parando a sua frente impedindo de continuar o percurso.

- Opá. Espera, qual a lição número 2 pra me tornar uma super ninja igual você? - disse Spencer empolgada, arrancando um sorriso de Toby.

- Sério que você levou a sério isso? - ele perguntou ainda achando graça.

- Claro, não era pra levar? Cheguei até pela frente dessa vez. - ela disse sorrindo sincera.

- To vendo isso. - ele riu mais uma vez, e olhou fixo para ela. - Tá bom, tá bom. - disse Toby e se virou para a mesa e bateu com a mão bem forte sobre ela, agora chamando pra valer a atenção de todos e disse - Eu to indo treinar, e a Spencer tá indo  comigo, eu fico responsável por ela.

Calleb levantou o olhar e encarou Toby e concordou com a cabeça e olhou para Spencer.

- Qualquer coisa grita, slá se der tempo ou então corre - disse Calleb, recebendo olhares assustados de Aria e Emilly que agora também olhavam para Spencer.

- Espero que você não esteja insinuando que eu vou bater nela. Por que se for isso, quem vai levar porrada vai ser você de novo! Acho que gostou de apanhar ontem. - disse Toby bem serio, encarando Calleb e logo se virou puxando Spencer pela mão, então os dois  foram sumindo pelo corredor.

- Vishh ele acordou de mau-humor hoje. Relaxem o Toby bonzinho volta amanhã ou depois. - disse Calleb voltando a conversar com Emilly sobre seu grande plano e suas conquistas e Aria também participava da conversa, enquanto hanna continuava na mesma.

Toby subiu as escadas no final do corredor puxando Spencer pela mão, e quando chegaram no andar de cima, ele soltou a mão dela e caminhou até a a caixa de energia do local e ativou o disjuntor ligando as luzes do local, era uma especie de super tatame.

- Uau.. isso aqui é incrível - disse Spencer, passando os olhos pelo cômodo inteiro analisando cada cantinho.

- Eu sei, bem vinda ao santuário Cavanaugh - disse ele sorrindo e caminhou até um saco de boxe abraçando o mesmo como se fosse uma pessoa de carne e osso dizendo - Que saudade amor da minha vida…

- Serio que esse saco de bater é o amor da sua vida - disse Spencer rindo da cara do garoto.

- Cada um tem suas paixões, e essa é a minha. - ele disse calmamente, e deu de ombros se soltando do saco de boxe e caminhando até Spencer.

-  Verdade… - disse ela meio baixinho, mas mesmo assim Toby ouviu.

- Então segunda lição, você não pode lutar com esses tipos de roupas. - disse ele sorrindo.

- Ahhh e você só diz isso agora Toby? Que legal, então não vamos treinar? - disse Spencer tentando parecer revoltada, então Toby deu de ombros e caminhou até um armario que tinha no canto, abriu e passou a procurar algo no meio das outras coisas, então voltou com uma roupa na mão.

- Toma é a unica roupa que eu tenho, vé se serve? - ele jogou a roupa pra ela, e a encarou fixamente vendo pegar a roupa com bastante reflexo. Então ela o encara de volta não entendendo muito bem. - Ahh desculpa… - ele da risada e vira de costas ainda rindo. Spencer meio sem entender olha pra roupa e olha pra Toby de costas achando inconscientemente que Toby é doido varrido, então ela analisa a roupa cuidadosamente e começa a se despir colocando a parte de cima primeiro e depois a de baixo. Ela agora vestia uma bermuda de boxeador um pouquinho gasta pra não dizer velha e uma camisa de antiga de Toby em um tamanho um pouco menor, mas mesmo assim ficava enorme.

- Pronto pode olhar, já tô vestida. - disse Spencer calmamente.

- Ahh que ótimo obrigado por avisar - diz Toby se virando ao mesmo tempo e encarando Spencer de cima a baixo. - Nossa ficou perfeito Spencer. - o garoto diz com um sorriso sincero e admirado.

- Que bom, então podemos começar? - pergunta Spencer ansiosa, fazendo movimentos de aquecimento e arrancando alguns risos de Toby. E mais uma vez o garoto voltou até o armário pegando um par de luvas de e um par de protetores. Caminhou até Spencer novamente e jogou o par de luvas para ela, e logo em seguida encaixou sem dificuldade os protetores chegando mais perto de Spencer que também colocou as luvas rapidamente.

- Olha é bem simples. Você flexiona o pé no chão e fica com a perna firme. Essa vai ser uma das lições mais importantes! Você jamais pode se sentir insegura, mesmo quando correr perigo ou tive que lutar. Quando você estiver lutando o chão e o seu melhor amigo e é dele que você vai tirar a sua força. E a sua cabeça tem que reagir da mesma forma. A linha da defesa e limitada, mas o seu ataque pode ser surpreendente, mas apenas se você souber usar essa sua mente brilhante que eu sei que você tem. - disse Toby completando e fazendo Spencer sorrir pelo elogio.

- Ta bom o chão é meu amigo, tendi. - ela disse bem confiante batendo uma luva na outra, se preparando pra luta, fazendo Toby rir alto, e ela encarou ele sem entender - O que foi?

- Nada só não faz mais isso, porque é ridículo tá, parece aqueles boxeadores fracassados - disse o garoto e caminhou para mais próximo dela. e a colocou em posição de ataque corretamente. - Pronto agora sim, vamo lá. começar bem fácil, ataque e ataque com uma defesa pode ser? vamos devagar mas eu não vou da moleza pra você não em. - disse Toby, recebendo um ataque de Spencer em um dos protetores, o fazendo se assustar.

- Quem disse que eu quero moleza. - disse Spencer sorrindo confiante, e logo começou a sequência de ataques, a garota ate que levava jeito para luta, e a cada minuto a mais que passava, Toby a admirava mais ainda, pois nunca havia visto um garota se empenhasse tanto em ser boa em algo que era óbvio ela nunca havia feito antes. Em pouco pouco tempo, o ritmo foi ficando mais forte, e os golpes cada vez mais precisos, a essa altura Toby já se esforçava um pouco mais que o normal pra se defender dos golpes de Spencer, que parecia bem familiarizada com os ataques, e os realizava com precisão.

- Acho que a gente pode dá uma parada, você já deve estar cansada. - disse Toby se defendendo. Mas na verdade quem estava cansado era ele.

- Não, vamos continuar. Só mais um pouco. - ela falava sem parar de golpear o garoto, e se abaixou rapidamente se defendendo do movimento de ataque que Toby fez, e voltou a posição inicial atacando Toby com mais força e encaixando o golpe em cheio no peito do garoto, que se desequilibrou pela surpresa do golpe e acabou caindo sentado no chão, meio assustado.

- Epá o que foi isso?... - disse ele meio que recuperando o ar, e logo em seguida tirou os protetores, colocando um de cada lado do corpo, e levou a mão até o local do golpe ainda sentado no chão.

- Ai me desculpa, machucou? - perguntou Spencer se agachando em frente a ele, o olhando com medo.

- Não, é que eu não tava esperando… - disse Toby sorrindo e encarando Spencer que já ia se levantando e estendendo a mão para Toby se levantar, o garoto segurou na mão dela fazendo um pouco de peso enquanto ela tentava puxar ele, e em um movimento só Toby a puxou para ele, a fazendo cair bem em cima dele, que agora já se encontrava deitado no tatame rindo igual criança.

- Não teve graça, nãoo sei por que você tá rindo seu palhaço! - disse Spencer o encarando, frisando os olhos enquanto ele ri da cara dela.

- Teve sim, e nada mais justo, você me derrubou primeiro sua malvada, vou contar pro Call. - disse Toby sorrindo vitorioso, e colocou as mãos na cintura de garota a pressionando mais contra seu corpo, ele a encarava fixamente, e todo seu corpo dizia que sim, mas sua mente dizia que não, então ele ergueu sua cabeça e encostou os lábios no queixo de Spencer depositando um beijo suave no local, e logo foi descendo pelo maxilar fazendo um caminho de beijos até o pescoço da garota.

- Eii o que é isso? - perguntou Spencer, tentando resistir, mas já estava totalmente entregue aos beijos e cada parte do seu corpo pedia por mais a cada momento.

- Isso é meu desejo falando mais alto que a minha consciência. - ele disse, continuando a distribuir beijos pelo pescoço da garota.

- E você faz isso com todas as garotas que conseguem te derrubar? - disse ela mordendo o lábio se segurando pra não agarrá-lo. Então ele deslizou uma mão pelas costas dela até chegar na nuca, e entrelaçou os dedos em seu cabelo, parando os beijos e a encarando.

- Não sei... Você é a primeira que fez isso e eu nun.... - ele ia continuar mas Spencer interrompe, colando seus lábios ao de Toby iniciando um beijo calma e cheio de desejo. Durante muito tempo Spencer havia fantasiado como seria beijar Toby e agora todas as expectativas haviam se quebrado, pois o beijo era muito melhor do que ela havia imaginado. Mas do nada Toby para o beijo a segurando pela cintura e a afastando, retomando a consciência do que acabará de fazer.

- Spencer... - Toby falou em voz baixa quase inaudível, encarando a garota e tentando manter uma distância razoável. – A gente não pode... Não é... Me desculpa ter beijado você, não vai acontecer mais, me desculpa.

- Espera, quem beijou você foi eu. - ela disse sem entender, e Toby a tombou pro lado, a deixando sentada no chão, e se levantando rapidamente.

- Não importa, foi um erro, eu sou seu sequestrador e isso é errado. - disse ele rápido e meio que nervoso. - Vem levanta, vamos descer.

- Erro? Quem disse? Eu quis te beijar, ninguém me obrigou. - disse Spencer se levantando e andando atrás de Toby que recolhia as coisas rapidamente.

- Não insiste, Spence foi um ato impensado. - disse Toby já guardando as coisas e caminhando para as escadas quando Spencer o puxou pela blusa o fazendo virar para ela novamente.

- Olha pra mim e diz que você não sente nada? Fala na minha cara que foi um erro ter me beijado? - disse Spencer seria o encarando, se segurando pra não chorar. Então Toby desviou o olhar, olhando pro chão e se soltou de Spencer com calma.

- Quando você acabar de vestir sua outra roupa, você desce que depois eu venho desligar a luz, tá bom.. - disse ele se virando e descendo, sem olhar pra trás o mais rápido possível, deixando pra trás uma Spencer bem brava e pronta pra matar um a qualquer momento. 

Notas Finais


Desculpe a demora, ultimamente estou meio que sem tempo. Perdoem os erros por favor, pois como sempre não tenho tempo de revisar os capítulos okay.. Bjuu no core de vocês 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...