Hist√≥ria Armas de um anjo ūüĒę - Cap√≠tulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjo, Armas, Drama, Original, Romance
Exibi√ß√Ķes 9
Palavras 553
Terminada N√£o
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
G√™neros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - O primeiro alerta


Fanfic / Fanfiction Armas de um anjo 🔫 - Cap√≠tulo 4 - O primeiro alerta

- Pai o que o Senhor está fazendo aqui ?

- Vim ver meu anjo

- Depois de 19 anos ?

- Verônica...

- Verônica nada, você me abandonou, nunca ligou pra saber de mim, nunca me ajudou, nunca fez nada por mim, nem o mínimo que é o seu papel de pai

- Eu sei que fui um péssimo pai, mas estou aqui

-Agora eu não preciso mais

-Bem eu apenas vim te convidar ao meu casamento

- Casamento ?

- Vou me casar filha...

-Não me chama de filha !

- Verônica eu segui minha vida e vou me casar

- Já tem filho ?

- Um garoto, 7 anos, ele é filho dela de outro casamento

- Felicidades ao casal

-Verônica eu gostaria que você fosse

- Mas eu não quero, se enxerga

- Eu te prometo que depois disso eu sumo novamente da sua vida

- Pra você é fácil...- Tudo bem eu aceito

Ele se retirou e a Reitora Luiza nos deu um castigo de ficar sem o intervalo, e ter que ficar no quarto junto com aquela louca, mas como começo do castigo deveríamos ficar o resto do dia juntas no mesmo quarto.

- Eu sinto muito - Disse ela me encarando

- Pelo o que ?

- Pelo seu pai.

-Não é da sua conta

- Por que você me trata assim? Eu sou como você, não precisa ser esse monstro o tempo todo

- Você não é e nunca será igual a mim

- Eu sou, posso não ser a garota arrumadinha como você se diz ser, mas também perdi alguém importante, eu moro com meu pai, ele é garçom, minha mãe morreu no parto

-Sinto muito...Mas isso não me faz gostar de você

- Por que trata os outros assim?

- Porque merecem

TOC TOC

- Quem será ? - Ela disse assustada

Levantei e fui abrir a porta

- Amoor - abracei e o beijei

- Oi anjo - disse Nick já entrando no quarto - Tá afim de fugir ?

- Agora

- Oi? Você tá de castigo - Disse Daiane

- Cuida da sua vida cara de rato

Passou 2 horas depois, eu saí com Nick e uns amigos para beber, quando voltamos a faculdade estava cercada de polícias, vi Anna observando de longe

- Ana o que aconteceu?

- Sabe o James ?

- Sei

- Alguém matou ele, no corredor do campus

- Caramba que horror - Disse Nick me abraçando - E você não está triste ?

- Estou - Ela não demonstrava emoção o que era estranho

- Tenho certeza que foi aquela lambisgóia da Daiane - Eu disse cruzando os braços

- Não fui eu - Ela estava atrás de mim

- Da onde você surgiu vadia ?

- Estava trancada no quarto o tempo todo, da pra parar de pegar no meu pé

- Não da não

- Quem sabe não foi você mesmo quem assassinou ele

- O que está insinuando?

- Você que fugiu

Ela foi andando para um grupo, provavelmente o grupo de xadrez, quando olhei para o lado vi uma pessoa se escondendo atrás da árvore e um bilhete próximo a mim

"Se una a mim Ve, utilize suas armas meu anjo"

Eu não conseguia falar nada apenas guardei o bilhete...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usu√°rios deixam de postar por falta de coment√°rios, estimule o trabalho deles, deixando um coment√°rio.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...