História Armas do Amor - Lia Jones - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Bea Miller (Beatrice Miller), Demi Lovato, Ed Sheeran, Fifth Harmony, Nick Jonas, One Direction, Selena Gomez, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Bea Miller, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Ed Sheeran, Harry Styles, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Nick Jonas, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Shawn Mendes, Zayn Malik
Tags Camila Cabello, Camren, Camren G!p, Camreng!p, Fifth Harmony, Larry, Lauren G!p, Lauren Jauregui, Laureng!p, Máfia, Norminah, Originais, Romance
Exibições 234
Palavras 1.567
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Survival, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Obrigada pelos favoritos pessoal :D
Espero que nos acompanhe até o final S2

Capítulo 2 - Fantasmas do passado


Fanfic / Fanfiction Armas do Amor - Lia Jones - Capítulo 2 - Fantasmas do passado

POV Lauren

Depois de chegar até o local da praia, os seguranças me mostraram onde seria exatamente já que o lugar é muito grande e na minha opinião, vendo o tamanho por meus próprios olhos cheguei a conclusão que foi desnecessário ter expulsado os banhistas. Quando eu estou no trabalho eu gosto de fazer bem feito, me concentrar ao máximo, assim o externo não me atrapalha, mas como foi o chefe que pediu assim, quem eu sou para ir contra e perder meu ótimo emprego.

Chegando perto da areia olhei para os meus coturnos e fiquei receosa de sujar eles. Tirei os sapatos segurando-os na mão e enquanto sentia a areia quente entre meus dedos, caminhei na beirada do mar admirando as ondas e sentindo o cheiro da maresia. Apesar de eu morar no litoral, não sobrava muito tempo para ir a praia então sempre que conseguia vir ficava encantada.

“ – Lauren?”

Estava quase tirando a roupa e entrando no mar quando ouvi a Selena. Eu reconheci a voz pois já tinha escutado a muito tempo atrás e na radio é claro. Virei e a encontrei com os cabelos negros ao vento, vestindo uma saia solta branca e a parte de cima de um biquíni azul escuro  definindo seus seios. Seu sorriso estava tímido e seus olhos escuros me analisavam de cima a baixo.

“ -  Está me reconhecendo?”  Ela continuou com as perguntas vendo que não a respondi.

“ - Senhorita Selena. É claro que sim.” Falei meio sem jeito por ela ter me pegado quase fugindo do trabalho.

 “- Nossa... Faz tanto tempo que a gente não se vê. Se eu soubesse que aquela garota de olhos verdes iria virar isto tudo, eu até teria aceitado sua proposta.”  Ela mordeu os lábios e me ofereceu sua mão para segurar.

Lembra dos fantasmas do passado?  Pois bem, eu já tive uma quedinha por ela quando eu tinha 19 anos, Selena ainda nem era famosa e seus pais ainda cozinhavam para mim. Nos conhecemos em uma festa da faculdade que ela tinha sido convidada para cantar, depois de tantos bares e festas que Selena cantou, não me admira ter sido chamada por uma gravadora.  A gente deu belos amassos no canto do ginásio e resolvemos adquirir um relacionamento sem compromisso.

Sorri torto lembrando desta época e peguei sua mão sendo acompanhada por ela até uma estande de fotografia.

“ - Se a gente tivesse namorado, talvez você não teria tido todo este sucesso.”

Falei lembrando no dia em que a pedi em namoro na frente da casa dela. Ela ficou chateada e disse mil e uma desculpas do por  que de não querer namorar, que estava muito nova e eu era mais velha, que ela tinha sonhos, que seus pais não aceitariam nosso namoro, ou seja...muitas desculpas.  

Acabou que ela seguiu a carreira de cantora solo e eu cursei fotografia, não foi fácil esquecer dela, mas foi preciso, e agora que ela estava aqui do meu lado, segurando a minha mão de uma forma tão meiga, senti falta disto, de uma companhia fixa, mas eu não a amava mais, era apenas amizade.

 “ - Mesmo assim Laur, eu acho que fui muito má com você, eu... eu vou estar aqui na cidade. Se você quiser sair para jantar, estarei na casa dos meus pais e ah...você anda visitando eles?”

Ela parou de caminhar e ficou na minha frente olhando para mim, seus cabelos negros estavam caídos por cima de seus ombros brancos fazendo uma combinação com seu biquíni. Olhei em seus olhos e falei com um tom firme.

“ - Eu não tenho tido muito tempo, mas eu pensarei sobre o jantar. ”

Percebi quando seus olhos desviaram para a minha boca e seu sorriso tímido voltou á vista. Tanto tempo se passou e eu ainda mexia com os sentimentos dela. Ignorei e puxei sua mão voltando a caminhar para o estande. Eu não queria faltar com profissionalismo, fotografar com mulheres sempre forçava esta barra, mas era eu quem devia controlar isto. Se Selena queria matar a saudade ela mataria, mas não em expediente.

Me separei dela colocando meus coturnos em um banco e peguei uma lente a prova d’água pois no panfleto dizia que algumas das fotos seria embaixo d’agua. Sai da estande procurando por Selena e a encontrei de braços abertos para o mar, com sua saia branca na mão, ela estava de costas pra mim me dando uma boa visão de seu traseiro coberto apenas com a parte de baixo da roupa de banho. Balancei minha cabeça ignorando para me concentrar em realizar meu trabalho.

“ - Selena, está pronta?” – Sussurrei não querendo que ela saísse da pose, e para a minha felicidade ela não ouviu. Mirei a câmera em um ângulo perfeito para mostrar o mar e seu corpo o abraçando. Tirei umas 3 fotos dela neste ângulo e sorri vendo o resultado.

“ – Do que você está rindo?” 

Ela correu até onde eu estava puxando a câmera da minha mão, abrindo a boca até formar um “O”, logo depois ela mirou a câmera em mim e tirou dezenas de fotos. Ela ria e eu tampava meu rosto mas isso só a deu mais coragem de chegar perto e puxar minha mão me deixando sem saídas ao não ser sorrir para a câmera que nesse momento estava em péssimas mãos.

Puxei seu corpo como em um abraço e tirei a câmera dela, Selena envolveu seus braços em meu pescoço me dando um arrepio e me fazendo olhar em seus olhos, que desviaram rapidamente para um ponto da praia atrás de mim. O que eu estava fazendo? Franzi o cenho falando curto e grossa para ela.

“ - Deite na areia.”  

Ela voltou a olhar para mim assustada com a minha frieza e pensou em vacilar, mas percebeu que eu não estava brincando, então me largou e  foi até mais a frente, se ajoelhando na areia e deitando. Engoli seco me preparando para seguir tudo o que pedia no panfleto e terminar logo com este ensaio esquisito.

[...]

Três horas se passaram e eu já estava dando graças a Deus por ter passado protetor solar, caso contrario me confundiriam com algum dos caranguejos que andavam entre a areia. A senhorita Gomez estava com um semblante cansado também, por mais que ela seja linda, ela não estava acostumada com esta vida de modelo. E com este pensamento fiquei feliz de saber que o seu sonho de ser cantora não a deixaria tão cansada e infeliz.

Abri o frigobar vermelho que estava se destacando na estande preta e peguei duas garrafas de água. Encontrei Selena sentada em uma cadeira abanando seu rosto com a mão e aproveitei para sentar ao seu lado, oferecendo a água para ela.

“ - Eu creio que nosso trabalho terminou aqui, revi as fotos e todas estão de acordo com o pedido do álbum. ” Falei dando um gole na garrafa.

“ - Você foi muito boa Laur, está de parabéns.” Ela me olhou pensando em algo e logo disfarçou bebendo um pouco de água.

“ - Eu que agradeço, uma fotógrafa não é nada sem uma bela modelo.” Dei um sorriso torto e ela fez o mesmo quebrando o clima tenso que tinha se formado.

Levantei e peguei minha câmera colocando envolta do meu pescoço, ofereci minha mão para Selena enquanto que a outra segurei meus sapatos, ela aceitou e seguimos para o outro i30 preto que estava estacionado com 2 seguranças envolta. Antes de ir embora, nos abraçamos e fechei os olhos por um tempo para aproveitar o momento.

“ - Você sabe onde me encontrar.”  Ela sussurrou no meu ouvido e se afastou com seu sorriso tímido indo embora junto com aqueles grandes seguranças.

Procurei o carro que tinha me trazido e avistei de longe o veiculo e os seguranças de Justin conversando com uma baixa mulher de cabelo castanho claro, com um conjunto de roupas todo preto que a tornava misteriosamente sexy, caminhei a analisando de costas e ela empurrou seu cabelo dos ombros deixando uma tatuagem de uma lua na nuca aparecer, em seguida pegou na mão de um deles entregando algo.

Logo depois se afastou subindo em uma moto que estava estacionada atrás do carro e virou na esquina evitando que eu veja seu rosto. Ignorei o mistério que estava sendo este dia e acenei para os seguranças  enquanto entrava no carro e fechava os olhos para engolir tudo o que tinha acontecido.

Hoje realmente tinha sido especial, descobri uma mulher com uma voz extremamente sedutora, fui “sequestrada” pelos caras do Justin, Selena deixou claro que quer algo, e agora eu estava voltando a minha vida normal, sem mistérios, apenas eu em meu apartamento. Virei a cabeça para a janela e observei o trânsito até a agência mas eu não via nenhum carro ou táxi. Eu apenas via flashes da sessão de fotografia.

Selena queria algo sim, mas eu queria? Desde que ela abandonou a cidade eu segui a minha vida e se ela pensa que pode me usar como na faculdade está enganada, eu não mudei apenas o visual eu mudei meus conceitos, não sou mais aquela garota lerda que faz tudo o que uma mulher quer. Eu tomo as rédeas da situação desde meus vinte anos e agora com vinte e sete não vai ser diferente, eu a ofereceria apenas amizade, estava decidido.


Notas Finais


Hmmm, será que a Seleninha vai querer só amizade?
Que casal fofinho em? quero só ver a Camila chegar para atrapalhar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...