História Arrogantemente Apaixonado - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Tajima Uchiha
Tags Hentai, Narusasu, Naruto, Sasuke, Sasunaru, Yaoi
Visualizações 68
Palavras 3.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse capítulo está grande, e BEEM quente, não ainda não é o climax do calor, mas está caminhando para isso! HIHIHI

Capítulo 3 - A Piscina Mais Quente Que Já Estive


Estávamos quase prontos para entrar na piscina, só tinha um problema, a minha pele pálida e sensível, eu não podia ficar queimado, pra mim não tinha pior sensação de incomodo do que estar com insolação e isso seria como um repelente de toques, ou seja, caso rolasse algo entre mim e o loirinho não iria ser a mesma coisa.

- Naruto onde está o protetor solar? – Perguntei para a criança que habitava aquele corpo escultural já pronto para entrar na piscina.

- AAhh! - Gemeu em decepção por ser interrompido – Está no banheiro aqui de fora.

- Vai passar também? Quero dormir sem reclamações de dor! – Ameacei o loirinho.

- Ta, Sasuke-kun eu passo – Disse para mim revirando os olhos.

Fui até o banheiro que se localizava perto da área da churrasqueira, o protetor solar estava encima da pia, ao lado do sabonete, voltei até a piscina onde Naruto se preparava para pular antes de passar o protetor, mas eu não ia perder a chance de passar as mãos por todo aquele corpo.

- Naruto! – Gritei com intenção de pará-lo – Você não vai entrar sem passar protetor e com as mãos molhadas não vai conseguir passar em mim também.

- Passar em você? Eu – Aquela criança olhou com os olhos cintilantes e depois percebeu que falou demais e tentou retrucar fazendo uma cara de nojo e uma risada forçada. – Ewwl! – Murmurou fingindo ânsia.

- É você mesmo vem logo, eu passo em você primeiro – Disse com tom autoritário.

- Já que você vai passar em mim, passa em tudo pois eu sempre passo errado e acabo ficando queimado – Disse o loiro com normalidade, ele realmente parecia uma criança e isso não parecia ser uma brincadeira para me atiçar, até porque ele nunca tentava me excitar fazia por natureza.

- HUMPF! – Bufei fingindo irritação – Criança mimada! – Acho que exagerei, ele costuma levar esse tipo de insinuação a sério, era tão fofo!

- Calma, Sasuke-kun me desculpa é que você quem quer que eu passe e-e... – Disse o loiro lacrimejando enquanto gaguejava nervoso pensando que havia me irritado, ele sempre fazia tudo para me agradar, mas eu já estou acostumado a trata-lo assim, me arrependo algumas vezes mas é natural e parte da minha personalidade.

Peguei um pouco do creme e passei pelo seu peitoral, ombros e abdômen definido, esfreguei muito, fui além do desnecessário talvez uns três minutos só esfregando aquela parte quando retomei consciência parei e peguei mais um pouco, pedi para ele se virar, tinha intenção de esfregar muito mais aquele corpo. Já passando minhas mãos melecadas de protetor solar naquelas costas e descendo rapidamente para a área das costas acima dos seus glúteos, quando tomei coragem e abaixei parte da sunga e botei as mãos na metade daquela bunda definida e esfreguei o protetor.

- S-Sasuke-kun, a-acho que aí não precisa – Disse o loiro afagando o braço de cabeça baixa demonstrando vergonha.

- Naruto, eu não quero que você reclame de NADA! Então vou passar aqui sim – Eu disse enquanto passava sutilmente as mãos naquela bunda e dava leves apalpadas já excitado, então resolvi ir mais a fundo, dei uma “esbarrada” com a minha cintura em sua bunda, já recoberta, ele parece não ter ligado. Pego mais um pouco de protetor e peço para que ele se vire de frente pra mim, agora era hora de passar nas pernas dele, agachei ficando na altura de seu membro, ele podia perceber que a ereção que ele tinha no quarto ainda não havia passado, a sunga de Naruto foi levemente levantada, pois como eu tinha dito, não queria que ele queimasse NADA, o pênis dele se contraiu levemente, ele parecia estar gostando mesmo com aquela cara muito vermelha de vergonha, passei a minha mão por baixo da sunga para passar o protetor, onde esbarrei no seu membro que estava virado para o lado, não queria ir além disso pois não sabia como ele iria reagir. Após esfregar ali por um minuto que pareceu uma eternidade, e que eternidade! Desci para a perna com medo dele se sentir incomodado terminando o serviço ali embaixo. Fiquei de pé, cara-a-cara, olhando para aqueles olhos azuis e aquelas bochechas levemente coradas, passei uma quantidade menor do creme nas mãos e acariciei o rosto do loirinho, que fechou os olhos para que não caísse protetor em seus olhos, e fiquei com aquela visão por pouco tempo, pois já estava sentindo minha pele esquentar por passar todos aqueles minutos só esfregando o loirinho enquanto eu estava recebendo raios solares diretamente na pele.

- Pode abrir os olhos, agora é sua vez – Disse para o loirinho que pegou rapidamente o frasco de protetor solar da minha mão e apertou, saindo uma quantidade de creme enorme, só aquilo já daria para passar em todo o meu corpo, que exagero!

Fui me virar de costas, pois diferente dele eu pretendia passar nas pernas e na parte da frente, só que com a mão livre ele parou o meu movimento me fazendo ficar frente a frente com ele, e nervoso ele começou a esfregar meus ombros, peitoral e abdômen. COMO ERA BOM, ter aquelas mãos de seda tocarem meu corpo, ele estava desajeitado mas parecia estar determinado em terminar aquele serviço por si só.

- Po-Pode s-se virar, Sas-suke-kun – Ele gaguejou muito, tadinho estava com as mãos trêmulas, porém como foi ordenado eu fiz.

- Naruto, não precisa ficar nervoso, eu sei que meu corpo te faz se sentir inferior – Disse rindo para descontrair o amigo, parece que funcionou já que as suas mãos que agora esfregavam as partes de cima das costas se acalmaram.

- HÁ HÁ, Sasuke-kun, muito engraçado, eu só estou tremendo porque é muito estranho ficar esfregando seu corpo com você me olhando assim. – Percebi que o olhava quase comendo ele com os olhos, mas como não o faria se aquele ser inocente, puro e gostoso me tocava tão sutilmente.

- Então continua, antes que eu derreta nesse sol. – Ordenei para o loirinho agora já mais calmo.

Ele então desceu para a parte inferior das minhas costas, tê-lo tão perto assim do meu quadril era uma delícia. Desci um pouco a minha sunga e ele logo entendeu que eu queria que ele passasse o creme ali, o que era mais uma desculpa para que ele me tocasse. Ele terminou bem rápido aquela parte e deu batidinhas no meu ombro, o que eu entendi que fosse para mim me virar pois ele iria terminar. Ele se agachou e foi muito ousado, muito ousado! Ele começou apertando a parte interna da minha coxa, e dando leves “esbarradas” no meu saco, o que fez meu membro se animar e ele percebeu, aquele não parecia o Naruto de sempre, porém eu vi que quando ele percebeu o que estava fazendo ficou mais vermelho do que eu nunca tinha visto, agora era certo, o loirinho queria algo a mais de mim e eu iria dar na hora certa. Após aquilo tudo o loirinho passou rápido o resto de protetor na minha perna, e de cabeça baixa se levantou.

- Sasuke-kun vou pegar algo para comer enquanto espero o protetor solar secar. – Disse ele rapidamente ainda sem me olhar nos olhos e foi até a cozinha de cabeça baixa enquanto tentava cobrir a ereção com as mãos, e de lá de dentro ouvi um grito vindo da porta de entrada:

- Sasuke e Naruto, vou sair para jantar com algumas amigas, fiquem a vontade e tenham juízo, não tenho garantia se chegarei antes das 22 horas, então não se preocupem. – Gritou Kushina, o mundo todo estava conspirando a meu favor, era somente 15 da tarde, esse era o dia em que pelo menos ele trocaria mínimas carícias com o melhor amigo.

Porém não era assim tão simples, ele não queria que o amigo ficasse com vergonha sempre que estivesse se empolgando, então fui até a adega da casa, tinha alguns vinhos abertos então penso que não teria problema se a gente não tomasse tudo de todos os vinhos. Peguei duas garrafas abertas que estavam quase na metade e levei para a piscina enquanto chamava o Naruto que estava demorando um pouco demais.

- Naruto-kun! – Gritei e coloquei o “kun” no final para que o amigo sentisse que tinha algo diferente.

De repente, vem correndo como um trovão pela felicidade que aquele simples “kun” em seu nome havia feito, ele sempre ficava assim quando eu demonstrava um pouco mais de simpatia, imagino como ele ficaria quando soubesse o quão simpático eu posso ser.

- O que é isso Sasuke-kun? Você sabe que a kaa-chan não gosta quando tomam seus vinhos. – Avisou o loirinho.

- É só a gente não tomar tudo, Naruto-kun – E abriu um sorriso no rosto do loiro ao ouvir o “kun” novamente.

- Tá então, mas você não prefere tomar outra coisa? Tem conhaque no meu quarto. – Sim, Naruto podia ser inocente quanto a essas coisas sexuais, mas ele era bem agitado e conhecido por comparecer em muitas festas e sempre ser o contato para as bebidas.

- Acho melhor sim, não quero que sua kaa-chan fique brava. – E seria bem mais rápido embriagar o amigo, não a ponto de ele ficar inconsciente, mas só ao ponto de ele ficar mais alegre, acho que somente 4 shots da bebida eram o suficiente.

Enquanto Naruto ia pegar a bebida em seu quarto, eu ia devolver os vinhos para a adega eletrônica revestida de aço inox, aquilo devia ter custado no mínimo uns 4.000 dólares, o que para a família Uzumaki, era um valor razoavelmente baixo. Fui para a área da piscina e Naruto já estava lá com dois copos de shots, dispostos sobre a mesa, o dele parecia já ter sido usado, Naruto era realmente fã de álcool, acho então que mais 5 shots eram o necessário para despertar a alegria do Uzumaki resistente.

- Isso é muito bom! – Exclamou o loiro lambendo os lábios e agora enchendo o meu copo e o dele.

- Vai com calma, Naruto, isso é só pra nos alegrar um pouco, não quero ninguém passando mal também! – Expus minhas vontades.

- Tá, Sasuke-kun, parece que to bebendo com a minha kaa-chan. – Zombou o loirinho.

Viramos os copos e eu enchi de novo.

- Naruto, que tal se a gente ver quem toma mais 4 shots primeiro? – Indaguei à criança amante de álcool com seus olhos azuis marejados por causa da bebida.

- É claro, eu obviamente vou ganhar! – Disse o loiro já enchendo nossos copos. – Um, dois, três e JÁ! – O loiro fez a contagem e ambos viramos e isso se repetiu mais 3 vezes onde eu não consegui virar os dois últimos e bebi aos poucos, já Naruto tomou tudo e queria tomar mais, porém eu o impedi. – Eu ganhei! HÁ, você agora perdeu e me deve um favor, depois eu penso no que vai ser. – Disse o loiro se levantando preparando-se para dar um mergulho, só que eu vi que ele já estava mais alegre. – Na verdade, Sasuke-kun. – Disse o loiro abaixando aos poucos a sua sunga. – Eu quero que você tire a sunga e entremos pelados. – Propôs o loiro o que me deixou de olhos arregalados e muito, MUITO empolgado.

- HAHA é só uma desculpa pra me ver pelado! – Disse rindo alto e ao mesmo tempo descia minha sunga. – Desafio aceito.

- Nada a ver, Sasuke-kun! – Disse o loiro que mesmo um pouco alterado era muito tímido e estava meio corado e já que estávamos totalmente nus ele não se importou e saiu correndo e pulou na piscina, eu o segui e pulei bem ao seu lado.

Apostamos uma competição de natação da qual ficou empatado e Naruto cansado se apoiou na beira da piscina com os braços deixando aquela bunda virada pra mim, eu não perdi tempo e por causa do álcool não pensava muito bem. Cheguei ao seu lado e apertei forte a sua bunda, pressionando minha ereção contra a parede. Naruto me olhou vermelho e virou de frente para mim com os olhos arregalados com a visão do meu membro sendo imprensado entre meu corpo e a parede, que mesmo embaixo d’água era bem evidente.

Como ele era muito tímido ele não saberia como reagir, então eu fui o empurrando sutilmente pelo peito até a escada que era daquelas que faziam parte da piscina, não aquelas que você encaixava na parede, e o sentei lá.

- S-sas-u-u-ke, o qu-que é i-isso? – Ele gaguejou imóvel.

Eu ignorei o que ele disse, sentei em sua perna esquerda e pressionava seu membro contra minha coxa, fazendo-o soltar gemidos abafados e seu rosto corar com expressão de prazer. Vendo aquele rostinho lindo corado, e sentindo seu pênis latejar contra minha perna, e enquanto isso eu roçava o meu membro em sua barriga definida, não me aguentei e beijei sua boca, um selinho, só, algo simples e muito significativo, não quis descolar nossos lábios, e provavelmente não iria querer tão cedo. Achei que eu deveria avançar, dar mais um passo, então abri um pouco a boca e pus a língua pra fora e tentei forçar a passagem na boca do loiro que estava estático, então peguei minha mão direita e pus em sua nuca, acariciando-a com leveza e dando um tom de dominação a mais, isso fez o loirinho voltar a si e abriu a boca, colocou ambas as mãos em minha bunda e pressionou mais ainda meu corpo contra o seu, me fazendo gemer ainda sentindo aquela boca quente que retribuía os movimentos da minha língua e dançava como em uma canção, ele beijava muito bem, e o contato de seu membro contra minha perna e o meu membro contra sua barriga era prazeroso e eu queria mais não iria me contentar só com aquilo, meu amigo não era muito safado, mas com um empurrãozinho ele cedia e eu estava a ponto de dar muitos empurrões, sentia constantes movimentos da mão de Naruto me empurrando contra seu corpo para que ele pudesse sentir seu membro ser masturbado pela minha perna, quando ouvi a campainha tocar, DROGA!

- Quem será que é? – Falei já fora da piscina vestindo minha sunga – Naruto, se veste e eu já volto para atender a porta. – Eu disse para o loiro que estava corado e olhando para baixo, morto de vergonha em ter de me encarar após tudo aquilo, eu também estava um pouco envergonhado, mas eu era bom em esconder meus sentimentos.

Me sequei um pouco com a toalha e andei rapidamente até a porta de entrada e ao abri-la ainda com uma ereção indo embora, vi Kiba e Shikamaru.

- Eae, Sasuke – Disse Kiba entrando sem pedir licença e sentando-se no sofá – Naruto disse que você ia dormir aqui e que iam tomar banho de piscina.

- Oi, Sasuke – Disse Shikamaru também já entrando e se acomodando, e nesse momento Naruto entra não me encarando nos olhos e gritando como sempre.

- EAAE, GALERA! O que vocês estão fazendo aqui? – Perguntou o loiro não parecendo se importar de que os amigos chegaram em uma hora tão inoportuna, eu ainda não havia dito uma palavra.

- É que como você nos avisou que o Sasuke e você iriam ir na piscina, a gente achou legal dar uma visita surpresa – Explicou Shikamaru já retirando sua blusa e short, ele já tinha vindo preparado estava de sunga por baixo de toda a roupa.

Kiba retirou sua blusa e ficou com um short de banho e disse – Não vou perder tempo – disse Kiba correndo para a área da piscina, o relógio já marcava 17 horas, o tempo voou para Sasuke e Naruto. Shikamaru também o acompanhou, então eu e Naruto fomos juntos, o loiro ainda não me olhava nos olhos mas já percebia que ele tinha se acalmado

- AH NÃO! Vocês estavam bebendo essa delicinha e nem nos convidaram? Eu não admito isso. – Disse Kiba dando 3 goles direto da garrafa de conhaque cara, digna de um Uzumaki, e depois fazendo careta pelo líquido ser muito forte.

- Guarda pra mim - disse Shikamaru, pegando um dos dois copos e se servindo após Kiba largar a garrafa, já alterado, ele era realmente muito fraco pra esse tipo de coisa.

- Ei vocês! – Disse em tom autoritário – Não se empolguem muito, não quero ter que ficar cuidando de uns fracotes que não aguentam um gole de bebida e ficam pagando de fodões! – Disse meio zombando e meio zangado com os garotos, que já mostravam sinais de embriaguez.

- Ei, Sasuke, se acalma a gente só está se divertindo. – Disse Kiba com a língua semi-presa.

- Então se divirtam devagar – Eu disse agora com um ar arrogante.

- Tá, tá, parece até que é o dono da casa – Disse Shikamaru se servindo novamente.

- Ele tem razão, não quero que a minha kaa-chan volte pra casa e encontre dois corpos vomitados jogados no chão – Disse Naruto rindo alto e zombando dos amigos.

- Como se isso fosse acontecer – Disse Kiba mostrando o dedo do meio para o amigo.

Kiba e Shikamaru pularam na piscina e ficaram gritando, Naruto foi atrás se jogando e rindo enquanto espirrava água numa guerra infantil com os amigos. Entrei pelos cantos para que não ficassem jogando água na minha cara e me sentei na escada esperando o tempo passar.

Já eram 22:30 e Naruto esbanjava um ar de preocupação com medo de sua mãe chegar e encontrar a garrafa de conhaque quase vazia, potes de petiscos largados na mesa e amigos que ela não saberia que viriam.

- Gente acho melhor vocês irem, minha mãe deve voltar a qualquer momento e ela não pode ver essa bagunça, não quero levar um esporro em plena sexta-feira! – Disse Naruto convidando os amigos a se retirarem.

- E eu não quero presenciar esse momento – Eu disse agora mais feliz que estes indesejáveis amigos iriam ir.

- Tudo bem então, amanhã a gente talvez volte aqui para alegrar o dia de vocês – Disse Kiba achando que era uma boa companhia, na verdade até era, mas ele estragou o clima e eu não iria perdoar ele tão cedo, imagina o que eu faria com aquele corpinho sarado da criança loira.

- Tchau, pessoal – Disse Shikamaru enquanto ele e Kiba se secavam e se vestiam para ir embora.

- Até mais, e qualquer coisa eu chamo vocês de volta amanhã – Disse Naruto sorrindo e os acompanhando até a porta.

- Tchau – Eu disse seco.

Após os amigos irem, o silêncio reinou na casa dos Uzumaki, o clima estava estranho. Fui até a área da piscina e peguei os copos e os potes em que estavam os farelos de petiscos e os levei até a cozinha para lava-los enquanto Naruto escondia a garrafa de conhaque no seu quarto. Ao descer Naruto disse:

- Sasuke-kun, a gente não pode mais beber juntos – Riu o loiro, eu não entendi muito bem o que ele queria dizer – Olha as loucuras que a gente fez por causa disso – Riu mais alto. – Não conta pra ninguém, tá? – Agora eu entendi, ele levou tudo na brincadeira, como sempre, ele era inocente até que ponto? Eu ri concordando com a cabeça.

- Eae, quando acabar de lavar essas coisas vamos tomar banho e tirar todo esse cloro? – Ele pelo menos me deu mais uma chance de mostrar para ele mesmo, seus sentimentos, é como dizem: “a bebida só te da coragem para fazer o que você já tinha vontade”. Eu espero...


Notas Finais


Me digam o que acharam, como esta é minha primeira fic nunca fiz um semi-Lemon, esse está bem grande por que estou inspirado rsrsrs. Comentem favoritem pra que sempre que chegar um novo Capitulo vocês lerem de imediato.

:) Beijos até o próximo Cap :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...