História Art Of Love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Tags Artoflove, Bts, Hetero, Jungkook
Exibições 34
Palavras 1.642
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá amores da tia!

Estou tão feliz! Não sei pq, mas hoje eu acordei bem inspirada e louca pra postar esse capítulo novo pra vocês.
Sinceramente eu espero que gostem, pq dessa vez vamos fazer finalmente o JungKook e a guria do ônibus se encontrarem.
Preparados?!
Go! Go! Go!

Capítulo 3 - I Know Your Voice


Fanfic / Fanfiction Art Of Love - Capítulo 3 - I Know Your Voice


- Pov. Jeon JungKook

 

Eu não sabia o que poderia acontecer, mas eu tinha um objetivo, e dessa vez eu não ia perder a oportunidade de encontra-la novamente. Graças a senhora da faculdade, eu consegui o endereço do hotel onde o sr. Liu e sua equipe ficariam durante sua estadia na Coréia, e ela me garantiu que a garota do ônibus também estaria lá.

Por sorte o hotel não era tão longe de onde eu e o hyung estávamos, mas o único problema era que eles estavam hospedados em um dos hotéis cinco estrelas mais caros e luxuosos de Seoul, lugar onde só ficavam as celebridades e pessoas importantes quando vinham à Coréia, ou seja, conseguir entrar no saguão do hotel e pegar um dos elevadores até o andar que o sr. Liu estava já era difícil, imagine conseguir passar por todos os seguranças. Tentei não esquentar a cabeça pensando nisso agora, na hora certa eu saberia o que fazer - espero -

Namjoon hyung fez questão de me acompanhar, afim de me encorajar e me socorrer caso eu precisasse de ajuda. E lá estávamos nós, do outro lado da rua, de frente ao imponente Hotel Conrad Seoul. Ele era tão grande que ocupava praticamente um quarteirão inteiro, sua frente era muito bem iluminada e estava localizado estrategicamente de frente ao Rio Han. Parados na rua em frente ao hotel, 3 carros esportivos de luxo esperavam para serem estacionados por um dos manobristas, enquanto o mensageiro levava as malas para dentro do hotel.

Observei quando uma limousine preta estacionou e um dos mensageiros aproximou-se para abriu a porta do carro. O sr. Liu foi o primeiro a descer, logo depois sendo seguido por dois homens e uma mulher que o acompanharam até o lobby do hotel. Desanimei quando não avistei quem eu tanto procurava, mas rapidamente voltei a ficar animado quando o motorista aproximou-se da porta aberta e estendeu a mão para alguém que ainda estava dentro do carro. Senti meu coração acelerar em meu peito quando finalmente avistei ela, que agora segurava seus sapatos nas mãos e causava um par de sapatilhas, descer do carro. O homem gentilmente à ajudo e sorrindo à conduziu até o lobby do hotel.


- Preparado? - Perguntou o hyung, me fitando.


- E-eu acho que sim...


Ele riu achando graça do meu nervosismo.


- Você consegue. Fighting! - Encorajou.


- Narrador On

 

JungKook esperou mais um minuto, e quando finalmente estava pronto, respirou fundo e fez um sinal com a cabeça para que o mais velho o seguisse.  Atravessaram a rua, e aproveitando a distração dos funcionários que descarregavam as malas de um dos carros, eles entraram. Assim que adentraram o hotel, ambos ficaram maravilhados com  tanto luxo e requinte reunidos em um só lugar. O saguão era enorme, a esquerda ficava o lounge e a academia, e à direita, o restaurante do hotel. Demoraram alguns segundos admirando toda a decoração do lugar, tudo era tão bonito, sofisticado,  decorado com esculturas, quadros e móveis modernos que se duvidasse, valiam mais que a casa de JungKook e a de Namjoon juntas.


- Hyung! - Chamou o mais velho que assim como JungKook, também estava boquiaberto com tanto luxo. - Temos que agir.


- Ah, O-ok...

O plano era evitar chamar atenção dos recepcionistas e dos demais funcionários,  mas a tarefa mais difíceis agora, era atravessar o saguão sem  serem notados, afinal, de todos que estavam ali, JungKook e Namjoon eram os únicos que não vestiam roupas de grife. As poucos JungKook se dava conta da encrenca que estava se metendo e de repente, o nervosismo tomou conta de si.


- O que foi? - Perguntou o mais velho, percebendo a inquietação do menor.


- Hyung o que faremos? Precisamos  chegar até os elevadores sem sermos notados.

Namjoon desviou o olhar passando os olhos pelo saguão a procura de uma solução, até que reparou no carinho de bagagens parado ao seu lado, na portaria do hotel. E de repente uma ideia maluca lhe veio a cabeça.


- Já sei! - O rapaz sorriu maliciosamente. Aproximou-se do carinho e pegou a maleta que estava em cima das outras malas.


- Hyung o que está fazendo? Essa maleta pertence à alguém!


- Não se preocupe, nós vamos devolvê-la.


- Como vamos devolver se nem ao menos sabemos à quem ela pertence? - O mais velho suspirou começando a ficar irritado. Apoio a maleta em uma das mão e com a mão livre à abriu procurando alguma coisa dentre os papéis que haviam dentro.


- Entregaremos ao Sr... - Olhou o nome escrito no papel. - Kim Jun Woon. Agora Tome. - Entregou a maleta para o menor. -  Ela será o nosso disfarce. Me siga, balance a cabeça concordando comigo e faça exatamente o que eu fizer. - JungKook assentiu com um aceno de cabeça mesmo ainda sem entender qual seria o plano do amigo.


- Vamos. - Chamou, e JungKook o seguiu o até a recepção do hotel.


- Com licença. - Uma das recepcionistas se aproximou.


- Pois não, senhor?


- Desculpe incomoda-la, mas eu e meu amigo estamos deixando o hotel e veja, aquele carinho de bagagens parado na portaria é meu - Apontou para a porta. - Mas percebi que falta uma de minhas malas, devo a ter esquecido no meu quarto.


- O senhor tem certeza de que falta uma?


- Sim, absoluta.


- Em nome do Hotel Conrad eu peço desculpas. Irei pedir imediatamente para que um de nossos funcionários traga a sua mala de volta.


- Aniyo! - Namjoon alterou sua voz devido ao nervosismo. - Quer dizer... E-eu mesmo vou busca-la, não será incômodo nenhum, afinal foi eu que a esqueci. Não é mesmo, Jeon?- Virou-se piscando discretamente para JungKook, que balançou a cabeça freneticamente concordando.


A mulher pensou por um momento e falou:


- Tudo bem, Sr...?


- Kim Jun Woon.


- Sr.Kim Jun Woon. Pode ir pega-la.


Namjoon e JungKook fizeram uma reverência e logo saíram andando na direção dos elevadores.


- Espere! - Gritou a mulher fazendo os dois pararem no meio do caminho. Na hora os dois gelaram, será que tinham sido descobertos?


- As chaves do quarto. - Os dois respiraram aliviados e Namjoon voltou para pegar a chave.


- O senhor lembra qual o quarto que estava?


- Ahn... Eu... Eu realmente não me lembro... - Forçou um sorriso disfarçando o nervosismo.


- Tudo bem, não se preocupe, eu posso ver no sistema.


E mais uma um motivo para deixar Namjoon preocupado. Será que esse tal de Kim Jun Woon estava realmente de saída do hotel no momento em que pegou a mala naquele carinho?


- Aqui está, Sr. Kim Jun Woon, check out quarto 58. - A mulher pegou a chave magnética e entregou na mão do rapaz.


- Obrigado. - Namjoon sorriu mas uma vez e dessa vez trato de pegar JungKook e entrar o mais rápido em um dos elevadores.


Assim que entraram no elevador e a porta se fechou os dois soltaram um suspiro pesado de alívio.


- Essa foi por pouco! Qual é o andar que o Sr. Liu está?


O mais novo tirou o papel enrolado do bolso, conferindo as informações que a senhora da faculdade lhe dera.


- Suíte presidencial, 10° andar.


Apertou o botão do 10° andar e esperaram pacientemente até a porta se abriu novamente. Os dois se encararam, agora viria a outra parte difícil da missão.


- Vamos lá. - Respiraram fundo e saíram do elevador, percebendo a agitação no final do corredor, aquela devia ser a suíte presidencial, a julgar pelos dois seguranças parados em frente à porta.


- Hey! Quem são vocês? - Um dos homens se aproximou dos dois.


- Ahn... N-nós...


- Desculpe, este é um local restrito. Vocês não podem ficar aqui.


- Não, espere. - Namjoon se pronunciou. - O Sr. Liu está aqui, não é?


- Não podemos lhe dar essa informação. Por favor, saíam.


- Não, você não entende! O meu amigo está desesperado a procura da aluna do sr. Liu. Nós não queremos atrapalhar, mas por favor, ao menos deixe que ele à veja por alguns minutos.


O homem ignorou as palavras de Namjoon, e com a ajuda do outro segurança, começaram a colocar os mais novos pra fora.


- Me soltem! Me soltem!! - Protestou, JungKook tentando se livrar das mãos daqueles brutamontes.


- Parem! - De repente um grito feminino foi ouvido, e quando JungKook levantou o rosto, pode ver a garota parada na porta da suíte. - Deixem-nos em paz.


Os seguranças colocaram os dois rapazes no chão.


- Senhorita, tem certeza que...


- Está tudo bem. - Interrompeu o homem. - Podem ir. -  Os dois homens assentiram, fazeram uma breve reverência e sem dizer mas nada, se foram deixando os três jovens pra trás.

A garota permaneceu parada onde estava sem dizer nada, apenas observando os dois rapazes parados à sua frente.


- Deixarei vocês à sós. - Disse Namjoon, saindo também.


O clima no corredor ficou estranho, e o silêncio tomou conta do momento. JungKook nem sabia por onde começar, mas precisava dizer alguma coisa para quebrar aquele silêncio incômodo.


- Eu não sei se você lembra de mim, nós nos conhecemos  no ônibus há dois dias atrás. - O rapaz aproximou-se, andando lentamente na direção da menor. - Eu não sei muita coisa sobre você mas... Eu sei que gosta de falar com estranho dentro do ônibus, você é péssima em contar piadas, você sabe Japonês e sei que o seu nome de família é Lee.


A garota sorriu achando graça.


- Jeon JungKook?


- Você lembra de mim?!


- Any. - JungKook ficou confuso. A garota abriu um sorriso ainda maior e deu um passo pra frente, chegando mais perto do rapaz.


- Lembro da sua voz.


Continua...


Notas Finais


Woonnttt 😆😆😆
Não me matem hehe, prometo postar o próximo muito em breve 😉
😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...