História Arte são seus olhos azuis. - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Itachi Uchiha, Kisame Hoshigaki, Pain, Sasori
Tags Akatsuki, Deidara, Itachi, Kisame, Konoha, Naruto, Pain, Sasori, Uchiha
Exibições 23
Palavras 1.424
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


TADAIMAAAAAAAAAA~~

brincadeira.
Obrigada a todo mundo que comenta e favorita e tal! Vocês são o melhor do meu dia :3
Aí está mais um cap. Com o meu bloqueio mental, tive ajuda da ~Milena80!
Domo Arigatou, Milena80!!

Curtam ai! =*

Capítulo 13 - Arrependimento


Fanfic / Fanfiction Arte são seus olhos azuis. - Capítulo 13 - Arrependimento

Konan nos ignorou, olhando para cima, e pude ver a luz do sol nascendo refletir em seus olhos marejados.

 

- Ele sente mesmo minha falta? – ela sussurrou quase que pra si mesma ainda olhando para o céu, deixando uma lágrima rolar pelo seu rosto, levando sua mão até a altura do peito, apertando com força o tecido preto da blusa que usava. 

 

~~

- E-eu não posso voltar... – ela disse abaixando a cabeça

- Konan... – quase sussurrei

- Eu não posso fingir, não posso insistir em algo que eu nem sinto mais.. Eu não o amo.. e o sentimento que eu tenho por ele não é forte o suficiente para que eu insista nisso. – ela dizia quase que arrependida.

- Como assim não o ama, Konan? – perguntei um pouco surpresa

- Confesso que já gostei muito dele, mas isso foi a muito tempo.. meu coração não pertence mais a ele dessa forma.. – ela falava com pesar

- Seu.. coração..? eu não entendo.. – eu dizia confusa

- Eu sei que ele sente minha falta Hiko, mas desde que ele começou com essas coisas.. acabamos nos afastando um pouco e meu coração começou a bater por outra pessoa, e eu não pude evitar.. com isso eu não conseguia trata-lo da mesma forma. Ele ficava sempre triste pela forma como eu o tratava. Achei que o melhor seria me afastar.

- Mas Konan.. – eu comecei

- Por favor, vocês devem estar cansados – ela começou me interrompendo – podem descansar no quarto que tem entrando na casa à direita. – Ela disse se distanciando um pouco de nós.

- Vem, vamos deixa-la um pouco sozinha.. – Deidara disse segurando minha mão e me levando para a casa.

- Eu estou confusa Dei, não entendi nada do que rolou ali. – perguntei o olhando para que me ajudasse a entender.

- Ah, pelo que eu entendi, ela se afastou do Pain por causa das maluquices dele e começou a curtir outro cara, daí ela ficou estranha com o Pain e ele deve ter ficado triste com ela. Daí ela foi embora pra não ficar magoando ele. Hm.. – ele disse pensativo

- Ai ai, isso parece que não vai dar mais certo – falei triste me sentando na cama do quarto apontado por Konan.

- Deita, você ta cansada – ele disse deitando ao meu lado e me puxando pra um abraço.

- Haai.. – falei em tom manhoso dormindo quase que instantaneamente.

 

Depois de algum tempo, senti Deidara se mexer, retirando seu braço de baixo de minha cabeça e se levantar da cama silenciosamente. Ele abriu a porta e saiu do quarto.

Me levantei e o segui em silêncio, o vendo sair da casa e ir até Konan que ainda estava sentada do lado de fora em um banco. Fiquei ainda escondida na casa e conseguia ouvi-los.

_Que coisa feia Hiko – me repreendi sozinha mas continuei a ouví-los e vê-los.

- Konan.. – Deidara dizia sentando-se ao seu lado e tocando seu ombro

- Deidara.. – ela o olhou de lado e deu um meio sorriso

- Eu sou seu amigo, me diz o que ta rolando de verdade vai – ele disse carinhosamente

- Não sei se é uma boa idéia.. – ela dizia sorrindo triste

- Claro que é, confia em mim – ele sorria abertamente tentando passar confiança.

- É você.. – ela disse quas em sussurro

- Eu? Eu o que? – ele perguntou confuso

- É você.. de quem eu gosto de verdade Deidara.. – ela dizia com olhar perdido – Fui embora por não poder suportar te ver com alguém..

Deidara estava com os olhos arregalados, surpreso.

- Do que você ta falando Konan? Rs, não brinca com isso! – ele falava sem graça, coçando a cabeça rindo forçado

- Não estou brincando, querido.. é a verdade. – ela dizia ainda com olhar perdido – Tentei inventar tantas desculpas, que elas nem pra mim fazem sentido agora.

- M-mas d-desde quando isso? – ele perguntava confuso

- Acho que já faz quase 1 ano pra falar a verdade! – ela ria sem graça – Eu conseguia lidar com você trazendo mulheres lá e dormindo uma noite com ela apenas, mas então chegou a Hiko, e eu vi o jeito que vocês se olham, eu não podia conter minhas tristeza e acabava descontando em Pain, que sempre ficava confuso e triste com minhas atitudes. – algumas lágrimas escorriam de seu rosto.

- E-eu não.. imaginava. – ele falava pausadamente, perplexo.

- Agora eu não tenho mais nada a perder, não é mesmo? – ela disse isso o olhando em seguida, o puxando para um beijo.

Deidara a princípio nada vez, parecia confuso com tudo aquilo, mas ao cair em si, levou suas mãos aos ombros de Konan a afastando com calma.

- K-konan.. não faz isso.. e-eu não posso estragar tudo outra vez. – ele dizia um pouco nervoso. – E-eu não quero magoar você, eu nunca quis te magoar.. mas parece que eu faço isso até sem saber. – ele abaixou a cabeça se afastando dela – a-acho melhor eu entrar.. – ele terminou com um olhar perdido se levantando e vindo em direção a casa.

Eu estava chocada, mas voltei rapidamente para o quarto fechando a porta com calma e me deitando na cama, para que ele não soubesse que eu os tinha visto.

Deidara abriu a porta com cautela, fechando-a após entrar. Senti que estava sentando-se ao meu lado, e então depositou um beijo sobre minha bochecha fazendo um carinho no mesmo local em seguida.

- Me desculpa sempre te envolver em tanta bagunça.. – ele sussurrou quase que pra si mesmo.  

Ele se levantou, deu a volta na cama e se deitou ao meu lado. Eu permaneci fingindo que dormia, até senti-lo passar a mão em minha cintura me puxando contra seu corpo, colocando a cabeça em meu pescoço. Movimentei meu corpo mostrando que eu havia despertado.

- D-desculpa, não queria te acordar.. – ele disse um pouco chateado.

- Daijoubu! – falei carinhosa me virando e ficando de frente pra ele dando um selo em seus lábios.

Seu rosto tinha uma expressão triste e ele quase em sussurro disse:

- Vamos embora? Acho que Konan não vai voltar com a gente..

- Por que você acha isso? – perguntei me fazendo de desentendida.

- N-não sei – ele gaguejou – Palpite? hm

- Humm.. que pena, queria mesmo ajudar o Pain.. – falei triste – Vamos então. – falei me levantando

Ele se levantou em seguida, pegamos nossos pertences e saímos da casa.

- Konan, acho que vamos indo.. você não vem mesmo? – perguntei

_Droga Hiko, ela gosta do seu Deidara, será que isso é uma boa ideia? – pensei

- Acho que não seja uma boa ideia.. –ela respondeu

Deidara permanecia em silêncio e com a cabeça abaixada, disfarçando muito mal.

- É uma pena – a olhei com tristeza – Vamos Dei?

Ele assentiu, fazendo seu pássaro em seguida para subirmos nele.

 

- E-Espera.. eu acho que vou com você.. – ela disse depois que já estávamos em cima da ave de argila.

Deidara então desceu o pássaro e Konan, que havia entrado na casa para pegar algumas coisas, já saía fechando tudo com rapidez. Ela subiu conosco na ave.

            Estávamos a meio dia da casa. Conversávamos sobre coisas aleatórias no caminho, mas confesso que fiquei incomodada em como ele estava estranho comigo perto dela. Ele evitava muito contato comigo, e eu já sabia o porquê, mas eu não admitiria que estava os “espionando” e por isso sabia o motivo.

            Fizemos uma parada para comprar comida e Konan foi ao banheiro. Aproveitei o momento para questioná-lo para saber o que ele me diria em relação àquilo.

            - Por que você está estranho? Não me abraça e se esquiva toda vez que eu toco você. – falei séria sem olhá-lo enquanto a esperávamos ela do lado de fora da lojinha da estrada.

            Ele não me respondeu, permaneceu com seu olhar perdido como se estivesse pensando longe.

Aquilo me incomodou, confesso. Mas não insisti.

Konan voltou e seguimos nosso caminho, em silêncio dessa vez.

De longe já pude ver a casa. Fiquei um pouco apreensiva e borboletas nasceram em meu estomago.

Quando chegamos, Pain saiu na porta da frente e ao nos ver, ficou surpreso olhando fixamente para Konan.

- V-você.. v-você voltou? – ele abriu um sorriso e vi que por um momento seus olhos marejaram.

Ele andou em direção a Konan e a abraçou apertado, porém ela retribuiu sem a mesma intensidade.

- Mas como... ? digo.. Nossa! – ele sorria nervoso

- Isso foi idéia da Hiko – Konan respondeu simples com um sorriso gentil

 

Pain me abraçou e sussurrou só pra mim em meu ouvido

- Você não devia ter feito isso...


Notas Finais


Eai, tretas ou não tretas?

Aceito sugestões para podermos sempre melhorar essa bagaça *-*<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...