História Arte são seus olhos azuis. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Itachi Uchiha, Kisame Hoshigaki, Pain, Sasori
Tags Akatsuki, Deidara, Itachi, Kisame, Konoha, Naruto, Pain, Sasori, Uchiha
Exibições 42
Palavras 1.328
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi!
Tentei dar um pouco de emoção pra isso aqui, vamos ver se ficou bom kkk

Obrigada a todos que comentam e favoritam.. isso me da motivação pra escrever mais!

Espero que gostem =**

Capítulo 7 - O amor da vida dele.


Fanfic / Fanfiction Arte são seus olhos azuis. - Capítulo 7 - O amor da vida dele.

- Você é lindo! – falei me sentando em seu colo e lhe dando um beijo apaixonado.

Ele me abraçou apertado e deitamos abraçados no sofá pegando no sono de novo.

 

Acordei com meu braço dormente, acho que pegamos no sono de mau jeito. Abri meus olhos e pude ver seu rosto tranquilo, com seus olhos fechados, seus lábios tão perfeitos entreabertos e com seus fios loiros bagunçados. Ele estava tão lindo que decidi por observá-lo um pouco mais.

Quase não podia acreditar que tudo aquilo estava acontecendo. Claro que precisei passar por poucas e boas nesse pouco tempo que estou aqui, mas ao ver seu rosto tão próximo do meu, dormindo tão sereno, valeu a pena cada passo que eu dei.

Não contive meu impulso de depositar um beijo em seus lábios, e ao fazê-lo, senti seus braços que estavam envoltos em meu corpo me apertarem um pouco mais contra seu corpo.

_Acho que o acordei – Pensei ao vê-lo sorrir levemente com os cantinhos da boca sem abrir os olhos.

Passei minhas mãos em seu rosto, tirando dali um pouco de seu cabelo para que pudesse olhá-lo melhor.

- Não me olha assim, hm – Ele disse com voz sonolenta, fazendo um biquinho e afundando seu rosto no meu pescoço.

- Ai está algo que eu não consigo fazer. – Falei acariciando seus cabelos

- Hm? – ele soou como se não tivesse entendido

- Não consigo deixar de olhar pra você sem parecer uma completa boba. – Prossegui acariciando seus cabelos.

Num movimento rápido, ele nos virou me deixando sobre seu corpo.

- Assim eu vou te esmagar. – Falei rindo, mas logo o senti me abraçar apertado, como um bicho de pelúcia. – O que você esta fazendo Deidara? – Falei rindo

- Eu não sei, só estou fazendo – Ele sorriu com os olhos fechados. – Nunca tive algo assim com alguém, então não sei o que fazer, então.. só fiz o que deu vontade.

*TOC TOC*

- hm? – dissemos os dois olhando para a porta

- Deidara, estão te chamando na porta. – Era a voz de Pain

- Quem será? hm – ele disse me olhando estranho

- Vai lá ver, pode ser importante – falei saindo de cima dele.

Ele saiu do quarto e eu fui até o banheiro lavar meu rosto, afinal ainda eram 20h00 e eu não estava mais com sono já que dormimos a tarde toda.

Ele demorou um pouco então resolvi ir ver se estava tudo bem.

Ao chegar na sala, me deparo com uma moça de cabelos castanhos curtos abraçada ao Deidara e ela chorava muito.

- Hiko, esta é a Kurotsuchi. Kuro, está é a Hiko. – Ele disse meio sem expressão.

- Está tudo bem? – Perguntei

- Está, mas a Kuro teve uns problemas na casa dela e quer passar uns tempos aqui.

Nisso o cara azul, chamado Kisame, fala da porta da cozinha.

- Aham, é só isso mesmo que ela quer. – e saiu rindo.

Apenas o ignorei, pelo visto ele gosta mesmo é de alfinetar as pessoas.

- Vou arrumar um quarto para você Kuro – Deidara disse se desfazendo do abraço mas ela o abraçou novamente.

- Não Deii, quero ficar no seu quarto, por favor!! – Ela disse chorosa.

_O QUE?! O_O  Ele não vai aceitar isso, né? – pensei.

- Tudo bem, vem.. vamos lá. – Ele disse guiando ela até o quarto

Suspirei pesado, sentia cheiro de dor de cabeça.

Fui até a cozinha e Kisame estava lá.

- Você sabe quem é ela? – Ele disse debochado

- Não, só o nome até agora. – respondi sem olha pra ele, pegando um copo d’água.

- O amor da vida do Deidara! – Ele disse fazendo uma cara debochada e rindo em seguida.

_Caramba, esse cara é um pé no saco. – pensei o olhando torto.

- Como se eu fosse acreditar nas coisas que você diz. – Falei dando de ombros.

- Você quem sabe.. – ele pegou uma maça que estava em cima da mesa e saiu para a sala rindo.

_Amor da vida dele? – pensei por um momento sentindo um frio no estômago.

Fui até o quarto e antes de abrir pude ouvir as vozes no quarto.

- Deii, senti tanto sua falta! – Kurotsuchi dizia com voz manhosa.

- Senti sua falta tbm Kuro – Ele falava “animadinho”

Abri a porta e Deidara sequer me olhou. Eles estavam sentados no sofá, abraçados.

Eu estava com ciúmes? Estava.

Aquela semana voou. E eles viviam muito de “gracinhas” um com o outro, porém eu sempre estava ignorando aquilo. Kurotsuchi dormia no mesmo quarto que a gente todos os dias.

Percebi que Deidara não me beijava ou me abraçava quando estávamos perto dela e ao notar isso, comecei a me sentir mal.

Eu estava na sala conversando com Pain sobre algumas missões que teríamos na próxima semana, e ao término de nossa conversa, fui até o quarto e entrei silenciosamente, Deidara estava deitado com a cabeça no colo de Kurotsuchi enquanto ela fazia carinho em seu cabelo. Eles estavam muito próximos.

Ao perceber minha presença, Deidara se levantou rapidamente do colo de Kurotsuchi e se levantou do sofá.

- Hiko! Oi hm– ele disse sorrindo sem graça.

_Deixo ele perceber meu descontentamento ou não? – pensei rapidamente. – Melhor ainda não. Vamos ver até onde isso vai.

Sorri indo até o armário e pegando algumas coisas para tomar banho. Os ignorei um pouco e fui até o banheiro, mas de lá pude ouvir o que ela tentava cochichar com ele, claro que sem sucesso, afinal eu estava ouvindo.

- Deii, quem é ela afinal? – ela perguntava

- Ah, é .. ela.. é..só u-uma a-amiga. – Ele disse gaguejando um pouco

- Pensei que era sua namorada, Deii – Ela disse um pouco animada demais pro meu gosto.

- A-ah, n-não – ele continuava gaguejando.

_Engraçado como a pessoa sabe que está fazendo merda e ainda assim não para. – Pensei sentindo meu sangue ferver.

Resolvi entrar logo no banho, porém não demorei muito, afinal.. tinha algo estranho rolando.

Desliguei o chuveiro e comecei a ouvir muitas risadas vindas do quarto.

- Deii!! Paraaaa!! – ela dizia rindo

- Mas foi você quem começou hm – ele respondia rindo também.

Me vesti e ao sair do banheiro me deparo com a cena dela deitada no chão, ele entre as pernas dela  e um fazendo cócegas no outro.

Revirei meus olhos me certificando que ninguém estava vendo.

_Por Kami, eu já quero arrancar a cabeça dos dois. – Pensei contendo minhas expressões de raiva.

Fui até a cama e me deitei.

- Deii, vamos dormir juntos hoje como nos velhos tempos? – ela perguntava com olhos esperançosos.

- A-ah.. quem s-sabe outro dia Kuro, estou cansado e já vou me deitar aqui mesmo – ele disse se aproximando da cama.

- Ah Deii, tudo bem né.. mas vou te acordar cedinho amanha! – ela falou indo até ele e abraçando-o e dando um beijo na bochecha dele.

Eram frequentes essas aproximações intimas demais pro meu gosto.

Ela se deitou no sofá caindo no sono rapidamente.

Deidara estava deitado ao meu lado, eu estava deitada de lado de costas pra ele. Não muito tempo depois, senti suas mãos tocarem minha cintura me puxando, colando nossos corpos. 

- Vamos lá no outro quarto? – Ele sussurrou no meu ouvido.

Olhei em seus olhos, ele estava com um olhar muito malicioso. Apenas balancei a cabeça positivamente, o seguindo para fora do cômodo, afinal.. já fazia um tempo desde a ultima vez que fizemos alguma coisa, e eu estava louca pra ficar sozinha com ele.

Ainda no corredor, começamos a nos beijar apressadamente, adentrando outro cômodo vago. Deidara foi rapidamente tirando a própria camisa, avaçando contra mim me colando na parede enquanto atacava com beijos molhados meu pescoço. Pude sentir seu membro pressionado contra meu corpo. Levei minhas mãos até o cós de sua calça a retirando quase que desesperadamente.

Ainda sobre sua cueca box preta, apertei seu membro, o fazendo arfar e jogar a cabeça para trás..

... E então o ouvi gemer com os olhos fechados.

- A-ah.. K-kuro- ... 


Notas Finais


E ai?? O que acharam???

Comenta ai!
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...