História As 7 maldições - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 6
Palavras 1.888
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 51 - Eu te amo...


Fanfic / Fanfiction As 7 maldições - Capítulo 51 - Eu te amo...

​Capitulo Anterior :

Sayuri - Eu tentei fingir que não ligava mais eu não parava de sentir a sua falta, eu pensava - e agora, o tempo está passando e ainda não me declarei. Eu não sabia do porque, ver você me machucava muito, eu não consigo colocar alguém acima de você, você é muito importante para mim e sem você eu não sei o que seria de mim. Na escola eu não conseguia parar de pensar em você,e cheguei ao ponto de dizer que eu te odiava. Eu falava comigo mesma, - você precisa dela, e eu nunca vou ser ela, eu sinto sua falta quando eu não conseguia dormir ou logo depois do café ou quando eu não conseguia comer e vinha a pergunta " Você sente a minha falta como eu sinto a sua? " para mim eu nunca saberia a resposta, eu fazia de tudo para te impressionar, mais mesmo assim, eu sentir que eu estava te perturbando e que nada que eu estava fazendo estava funcionando, eu estava só perdendo o meu tempo, eu me sentia perdida e sem saber o que fazer e de novo as lagrimas vinham e eu não encontrava uma razão para continuar, mais também não podia dizer simplesmente um adeus, sempre me sentindo sozinha e mesmo assim eu não podia desistir de você, eu me sinto tão viva perto de você e tão morta longe de você, isso tem algum sentido para você?. Eu tenho medo de me apaixonar, eu tenho medo de sofrer, mais por favor não me deixa,eu... eu te amo muito e nunca pararei de te amar, fica comigo, eu te... - eu a beijo fazendo com ela se calasse. 

Não aguentava ver aquelas lagrimas e escutar aquelas palavras, então isso significa que ela sofreu por minha causa? então a culpa é minha? eu não quero ver a sayuri sofrer por minha causa, eu não quero ver ela chorar por minha causa, nunca mais, por isso que hoje eu prometo nunca mais fazer a sayuri sofrer! pois o amor que eu tenho por ela é maior que tudo que existe nesse mundo.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

- Tenho algo para te dizer! - falei segurando sua mão

- O-o que foi? - falava soltando sua mão envergonhada 

- Eu não prometo ficar com você a vida toda .... pois infelizmente eu não viverei muito, eu não queria me aproximar de você por causa disso... não adianta, eu nunca conseguirei fazer você feliz ! - falava-se com lagrimas em seus olhos.

- Por favor, não chore, a culpa é minha! Eu nunca pude enxergar a dor e o sofrimento das pessoas e isso me fez ser uma pessoa que não entende os sofrimentos de ninguém! - falava enxugando as minhas lagrimas

- Eu sinto que não sou a pessoa certa para você... Eu não posso te dar apoio, eu só consigo fazer você se sentir solitária, talvez seria melhor se nunca tivéssemos nos conhecido - falei inconformado 

- Não fale besteiras, Amanhã eu espero que você sorria! não se preocupe nada disso vai desaparecer ,nem os pensamentos, as palavras e nem o nosso amor. Eu te amo. Mas não posso ficar perdida com você para sempre, temos que ter um rumo para seguir e assim seremos felizes - sayuri

- Nós ainda não nos acostumamos um com o outro, só nos declaramos agora. Até agora, eu ainda não consigo avançar,porque tudo que tem haver com você me machuca.

- Não há nada que nós possamos fazer, eu sinto muito, me desculpe.Eu amo você, mas eu não posso ficar com você para sempre, a pessoa adequada para você não sou eu!

- Como assim?

- Lamento, você não viverá nem um segundo a mais- sussurrava em meu ouvido pegando uma faca de sua bolsa e enfiando em minha barriga 

- O que é isso? - toquei minha barriga e melei a minha mão de sangue - S-sangue?... você me cortou? 

- Sim, hahaha. Você é muito idiota, eu sempre quis fazer isso com você. - falava com um sorriso sarcástico 

Sim, eu podia ver os seus olhos vermelhos e dava para perceber que aquela mulher não era uma humana.

- Seu sangue é tão vermelho - falava dando gargalhadas 

- A-alguém, me ajuda - gritei, mais ninguém olhava para mim

- Coitadinho, será que eu deveria chamar uma ambulância? hahaha claro que não.

- P-porque você fez isso comigo?, você disse que me amava

- eu nunca te amarei, Idiota

- Diga-me o seu caminho em algum lugar ao longo da linha e eu irei te salvar, eu posso ver o seu rosto através dessa mascara e vejo que você está chorando e pedindo ajuda, só basta querer segurar na minha mão - falei usando todas as minhas forças que restavam

- Eu não preciso de sua ajuda, só morra em paz!

-  Eu quero estar ao seu lado o tempo todo, eu não quero perder você e se para poder ter você ao meu lado nem que seja um segundo, eu não importo de morrer agora

- belas palavras - fala batendo palmas - pena que elas não servem para nada!

- eu preciso de você e sei que você precisa de mim, por isso que eu não te deixarei ir - a abracei 

- M-me solta seu moleque - grita

- Por-por favor não me deixa 

Aquelas foram as únicas palavras que eu lembro, pois quando eu acordei eu estava no hospital rodeado de familiares e de amigos, fiquei feliz que todos estivesse ali, por que significa que estavam preocupados comigo, mais algo faltava ou melhor alguém faltava, eles nem sentia a falta de ninguém, o mais engraçado é que eu sentia e sabe quem era ? era a sayuri,. Em pensar que eu poderia está morto agora pelas mãos da mulher que amo. As pessoas sempre dizem "preto ou branco", mas o mundo é tão cinza, será que só eu percebo isso? Corrompido pela tristeza do mundo, uma vida estranhamente difícil - "nada melhor do que morrer sem dor" eu penso. Então resolvo perguntar sobre a sayuri.

- Cadê a sayuri? 

- Não a vi, porque? - responde haru

- por nada - respondi friamente 

- você está bem? - hinna pergunta

- Se estou bem ou não, não faz diferença 

- O que deu em você ? porque não para com isso? - mizuki pergunta se aproximando 

- Se você realmente quer que eu pare, por que você não vai embora? - pergunto a encarando 

- Idiota, não se preocupe, não tomarei mais o seu tempo - mizuki fala abrindo a porta do quarto

- por que você ainda está olhando para trás? - eu pergunto

- Imbecil - mizuki fala batendo a porta com força ao sair do quarto

- não precisa disso akira - hinna

- porque vocês não vão embora e me deixam aqui sozinho? 

- temos medo de você acabar se machucando - haru 

- eu preferia está morto agora 

- você é louco? você quase morreu por causa dessa facada - haru 

- quase né?

- para de ser idiota, não fale besteiras! - haru falava o pegando pela camisa

- calma haru, você sabe... - hinna fala meio triste

- sabe de que? - pergunto

- por causa da facada você passará um tempo sem andar.

- Se-serio? que vida inútil eu tenho 

     Haru bate em meu rosto.

- já falei para você parar com tanta besteira

- por favor haru, não perca o controle! - hinna fala o puxando pelo braço

- Eu sei disso, hinna se você quiser voltar para casa é só ir, eu irei ficar aqui com ele.

- porque você também não vai embora? não preciso de sua ajuda

- tem certeza disso, nesse exato momento você está invalido que significa que você precisa de uma pessoa que fique ajudando você quando quiser andar, isso também inclui banheiro, tenho certeza que você não quer que uma enfermeira vá no banheiro com você né? 

- Não preciso de ajuda de ninguém! e isso que você está dizendo é mentira - akira fala assustado

- ah é, então porque não tenta andar

- haru não faz isso - hinna

- não tenho medo, porque sei que é mentira - akira fala tentando se levantar da cama mais não consegue

- O que aconteceu com as minhas pernas? 

- a faca atingiu uma parte em seu corpo que é ligado com as pernas - haru

- não pode ser - akira

- o pior é que é verdade - hinna

- como eu queria morrer!

- olha não vou perder tempo com você e nem com as suas lamentações . Hinna você irá ficar? - haru

- Não, infelizmente. Tenho que voltar para casa para cuidar do yasu!

- Entendo. Ta vendo akira, será só você e eu aqui e não adianta reclamar.

- Oxi - fala virando o rosto 

- Beijos amor, quando eu chegar lá eu te mando uma mensagem. - fala dando um beijo de despedida 

- Tchau amor

- Eca, acho que vou vomitar - faz expressão de nojo 

- Idiota, ver se cresce criança! - haru 

               Hinna vai embora e depois de uma hora a sayuri aparece 

- Com licença... haru você poderia sair um instante? - falava triste

- Ah claro, fique a vontade e cuidado que esse daí não está bem hoje - falava se retirando do local 

- O-oi Hiroshi-kun - sayuri falava olhando para o chão 

- Porque está me chamando pelo sobrenome? 

- Por-porque eu não tenho coragem de te chamar pelo nome - fala nervosa

- Mais mesmo assim quero que você me chame pelo nome 

- porque está sendo legal comigo?

- tem algum motivo para eu não ser?

- eu machuquei você, eu vim aqui para que você me xingasse, me espancasse e que até me matasse 

- SAYURI - Grita 

- O que foi?

- nunca mais repita isso, entendeu? NUNCA MAIS - Grita novamente

- Mais porque? eu disse alguma coisa errada?

- disse, e disse muito. Eu nunca faria isso com ninguém, ainda mais com a mulher que amo. Você errou, mais errar todo mundo erra e nem por causa disso eu iria fazer uma crueldade dessa com você! mesmo se eu quisesse eu não teria coragem.

- Porque?... porque você não desisti de mim? não ver que eu sou uma perda de tempo? - fala chorando

- Você não é uma perda de tempo e mesmo que você fosse eu nunca deixaria você sozinha. Vem cá - falava me chamando 

- Obrigada... muito obrigada - falo me aproximando 

- Eu te amo sua bobinha - fala acariciando minha cabeça

- Eu também te amo mais... você está sem poder andar por minha causa

- não se preocupe isso não foi nada, agora deixa eu te abraçar - falava me puxando para os seus braços 

- Mu-muito perto - falo me afastando

- não seja tímida - fala me puxando novamente

- O amor que eu sinto por você não é pouco 

- o meu amor também não é pouco....você é tudo para mim

                 Haru chega assustado

- O que aconteceu haru - sayuri pergunta 

- Os meus pais... os meus pais estão morrendo - haru fala com lagrimas nos olhos

CONTINUA

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Ate os próximos capítulos meus amores <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...