História As Aparências Enganam - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Gaaino, Naruhina, Naruto, Nejiten, Sasusaku
Visualizações 160
Palavras 1.197
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente mil desculpas por ter demorado a postar, mas aconteceram muitas coisas na minha vida pessoal e mais a minha facilidade em esquecer das coisas, ajudaram para demorar mais de três meses sem postar.

Então peço humildemente que me desculpem.

Espero que gostem desse capítulo, nos vemos nas notas finais (^-~)

Capítulo 23 - Capítulo XXIII


Fanfic / Fanfiction As Aparências Enganam - Capítulo 23 - Capítulo XXIII


Sakura
 

E mais uma vez acordei com o meu queridíssimo despertador urrando em meus ouvidos. Fiz um esforço tremendo para me levantar e ir ao banheiro fazer minha higiene pessoal.

Eu mal conseguia acreditar que havia se passado quinze dias desde aquela festa, porém o que mais me surpreendia era que Sasuke não tinha tentado mais nada comigo. Ele estava se comportando como eu sempre pedi a Kami: agiu normalmente perto de mim, sem cantadas baratas, sem insinuações, era como se eu fosse apenas mais uma de suas amigas. E para minha perplexidade, isso me incomodou de certo modo, pois desde que havia chegado aqui sua atenção era toda voltada para mim e agora era como se eu fosse uma garota qualquer para ele.

Eu resmunguei. Isso não devia me incomodar. Eu não vou me envolver com ele. Era melhor que ele me visse apenas como amiga mesmo. Os homens eram todos iguais e eu não queria sofrer novamente.

Após tomar banho, saí enrolada em uma toalha e fui até meu guarda-roupas pegar meu uniforme e peças íntimas. Quando terminei de me vestir, olhei para cama ao lado e vi a Ino-porca esparramada na cama. Quem a vê assim nem pensa que ela é a namorada mais grudenta, ciumenta e atenciosa do mundo. Mas como dizem: as aparências enganam.

No dia seguinte à festa, uma novata chegou no Gaara e perguntou onde era a biblioteca, mas a Ino, que havia visto a cena de longe, achou que ela estava pedindo o número dele. Resultado: primeiro, eu achei que a Ino iria matar o Gaara ao fazer um escândalo; depois que descarregou toda a raiva no ruivo, Ino parou de conversar com ele. No início, eu achei que logo eles fariam as pazes, afinal havia sido um mal-entendido, mas Ino era muito dramática. Fazia quinze dias que Gaara estava correndo atrás dela, tentando pedir perdão por uma coisa que nem tinha feito e ela se recusava a ouvi-lo.

Então resolvi vingar o Gaara e acordá-la de um modo que tenho certeza que ela não irá gostar nem um pouco. Peguei meu celular e escolhi a música You Give Love a Bad Name do Bon Jovi que, digamos, não é calma no começo. Coloquei o aparelho perto do ouvido dela e apertei o play. Como eu imaginei, Ino deu um pulo na cama quando a música começou a tocar. 

- O que? Onde? Como? ...- perguntou olhando para os lados.

Eu até tentei ficar séria, mas não consegui e cai na gargalhada.

- I-ino voc-cê e-esta hil-laria - disse entre risos.

- Testa de marquise! - disse com uma veia pulando na testa. - Você vai me pagar- jurou antes de começar a correr atrás de mim com um travesseiro.

Saí correndo pelo quarto para fugir dela, mas como o quarto era pequeno, meu espaço de fuga também era, por isso, ela acabou me acertando várias vezes.

- Calma, Ino. Para que tanta agressividade? - perguntei tentando inutilmente me defender.

- Para você deixar de ser tão chata. - disse me acertando uma última vez o travessei 

- Nossa essa doeu agora. – reclamei dramaticamente colocando as mãos em meu peito.

Ela apenas revirou os olhos e seguiu para o banheiro se trancando lá. Sorri enquanto me sentava e esperava ela se arrumar.

Quando Ino finalmente ficou pronta, descemos para tomarmos café.

Assim que chegamos no refeitório, pedimos nossos lanches e esperamos alguns minutos para pegá-los e irmos nos sentar em nossa mesa, onde já se encontravam: Gaara, Naruto, Hinata, Neji, Tenten e Sasuke. 

Eu percebi que Ino estava louca para correr até Gaara, mas se controlava porque era cabeça dura.

- Não acha que quinze dias é muito tempo para vocês ficarem brigados por causa de bobeira?

- Mas... - ela começou, porém eu a interrompi:

- Fica fazendo birra demais que ele pode desistir de tentar fazer você entender o óbvio. Ele ama você. Eu sei que sempre digo que os homens não prestam, mas desde que cheguei nunca vi Gaara olhando para outra garota além de você. Mas se ele desistir de esperar você cair na real e der oportunidade, as meninas daqui cairiam em cima dele.

Ino me olhou horrorizada e então saiu correndo até Gaara.

- Podemos conversar?

Ele ergueu a cabeça surpreso.

- Sim - disse e levantou-se com um olhar esperançoso.  

Eu sorri vendo os dois se afastarem e então me sentei ao lado de Hinata.

Naruto e a Hinata se tornaram mais fofos do que já eram durante esses quinze dias. Eles não se desgrudavam e o carinho que tem com o outro era muito lindo, bem, e um pouco meloso também, mas a melosidade deles não chega aos pés no de Neji e Tenten. Os dois eram bem legais, principalmente a Tenten que era bem mais sociável e extrovertida, mas quando estavam juntos, meu Kami, eles eram muito melosos.

Depois que me sentei, cumprimentei todos na mesa.

- Bom dia, Flor - Sasuke respondeu tomando um gole de seu suco de tomate.

- Sério Sasuke, como você consegue tomar isso? É nojento! - disse fazendo uma careta em desaprovação.

- Mas não é nojento, Sakura. Pelo contrário, é maravilhoso e faz muito bem para pele. Não vê a minha? - perguntou virando seu rosto em todos os ângulos para que pudesse ver sua pele e, em troca, eu apenas revirei os olhos.

- Você e esse comentários... tem horas que desconfio de sua masculinidade! -Eu o alfintei.

Sasuke me lançou um olhar malicioso que há tempo não via nele. Então se debruçou na mesa e perguntou com a voz rouca:

- Quer que eu te mostre se sou homem? 

No mesmo instante, senti um arrepio pelo corpo. Para disfarçar, peguei uma uva do meu prato e joguei nele.- Idiota!

- O idiota que você adora - disse convencido.

- Por que ainda me dou ao trabalho de conversar com você? - resmunguei para mim mesma.

[...]

As aulas passaram voando. Em plena sexta-feira à noite, eu estava sozinha  na biblioteca vazia sem nenhum plano para o fim de semana. Era meio irônico, pois o lugar que mais odiava acabou se tornando um dos meus preferidos aqui no internato.
Estava concentrada mexendo em minha redes sociais, quando meu smartphone vibrou indicando que havia recebido uma mensagem, eu a abri e me surpreendi ao ver o remetente.

- Sakura, você está ocupada?
 

- Não. Por que, Sasuke?

- Quer ir a uma festa comigo?

- Onde é essa festa?


- Na casa do meu irmão.
 

Fiquei pensando se aceitava ou não o seu convite. Era verdade que Sasuke estava me tratando apenas como amiga, mas não conseguia esquecer seu comentário pervertido no almoço. Talvez eu estivesse imaginando coisas e ele tenha apenas respondido à altura do meu comentário idiota. Além disso, eu não tinha nada melhor para fazer. Então resolvi aceitar.

- Ok, eu vou.

 

- Me encontre perto da nossa árvore em uma hora.

 

Após encerrar a troca de mensagens saí da biblioteca e fui para o meu quarto me arrumar. Eu tentava fingir que não era nada demais, mas eu me sentia bem leve e alegre enquanto caminhava até meu quarto.
 


Notas Finais


E aí o que acharam?

Estou perdoada por ter demorado tanto?

O que sera que irá acontecer nessa festa?

O próximo capítulo sera do nosso lindo Sasuke Uchiha.

Nos vemos no próximo capítulo, bjss (^3^)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...