História As aventuras e desventuras de Lordbug e Channet - Capítulo 73


Escrita por: ~

Exibições 150
Palavras 533
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Me digam sinceramente o que acharam :3
ok babys ? -beijocas

Capítulo 73 - Verdades sejam ditas


Fanfic / Fanfiction As aventuras e desventuras de Lordbug e Channet - Capítulo 73 - Verdades sejam ditas

► Lilo

Fui até a enfermaria do campus, pois fiquei sabendo de alguns colegas do Marin que ele tinha ido pra aquela direção acompanhado. Tomei um susto quando o vi dormindo e quem estava com ele: mas o mais surpreendente foi ver Adriene agindo como se nada tivesse acontecido.

Foi ai que tive que tomar uma decisão: contar a ela o que eu sabia. Não era justo pra ela, pra mim e nem pra ele. Assim que a convidei para irmos até o corredor, resolvi encostar um pouco na parede e a encarei, ela estava aguardando o que eu tinha pra dizer.

- É um alívio saber que você se preocupa com ele dessa forma, mesmo depois desse tempo todo. - observei.

Notei que Adriene corou levemente.

- O que tem pra me dizer ? 

Aquilo não ia ser fácil e eu sabia muito bem disso.

- Adriene, nunca passou pela sua cabeça porque eu nunca gostei de você ? - minha pergunta a pegou de guarda baixa e apenas me contentei com um sorriso. - Porque Marin foi a única pessoa que ficou do meu lado esses anos todos. Não sei se ele chegou a contar pra você mas... Meus pais morreram quando tinhámos 10 anos e acabei ficando um tio por parte e mãe. Na época, disseram que eu estava passando por '' uma fase ruim '' quando destruia as coisas, maltratava pessoas. Marin ficou do meu lado quando precisava mas me fazia acordar pra realidade e me fazia ver que estava magoando as pessoas. Ele cuidou de mim, então prometi que seria leal a ele pelo resto da vida. Marin sempre foi o irmão que nunca tive, e quando descobri que ele estava namorando confesso que fiquei com ciúmes, porque até então ninguém tinha chamado a atenção dele. Fiquei com medo que você quebrasse o coração dele mas...

- Vocêacha que foi o contrário... - não a encarei enquanto contava minha história.

- Sei que você é a única que pode ajudá-lo. Não quero que nada aconteça... Ele pediu pra manter segredo mas não posso simplesmente aceitar esse fardo sozinho. Marin não te deixou porque não te amava mais, na verdade essa foi a coisa mais difícil que ele fez. 

Nessa hora, mantive meus olhos no dela e esperei o que viria após soltar toda a verdade.

- Espera ai Lilo, você vai me contar o real motivo dele ter me abandonado ? - ela parecia nervosa.

- Sim... Assim que essa coisa toda da criança escolhida surgiu e Roselya na época tinha sido sequestrada ele foi atrás do Hawk Moth e conseguiu salvá-la mas não o Tokko, pois na verdade Roselya não era a pessoa certa e ele descobriu da pior forma: a criança da profecia na verdade... é ele. E ter de absorver essa quantidade de poder com o coração akumatizado... o mataria. Ele abandonou você não porque não te amava mais, ele te abandonou para que não pudesse sofrer. Ele queria te fazer odiá-lo e então se algo acontecesse... 

Não consegui continuar por um tempo e notei que ela estava pálida e estática.

- Por favor...Por favor Adriene, salve o meu primo... Não o deixe morrer !



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...