História As barreiras do nosso amor - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais
Tags Bts, Park Jimin, Romance
Visualizações 4
Palavras 619
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 2 - Fofo, mais nem tanto...


Em quanto eu falava de mim, percebi ele me olhando como se admirase uma obra de arte. 

-por que me olha assim? Estou ficando com vergonha...

Falei abaixando a cabeça. 

-você pode ser canadense, mais tem costumes asiáticos... Você é tão fofa!

Senti minhas bochechas queimarem, percebi que estava corada e sem coragem de levantar minha cabeça. Jimin colocou a mão em meu queixo e levantou minha cabeça, me fazendo olhar fixamente para seus olhos pretos. Me arrepiei.

-você acredita em amor a primeira vista?

Ele me perguntou com a expectativa de uma resposta positiva, mais acontece que eu não acredito que alguém possa se apaixonar por outra com apenas uma olhada.

-não, não acredito... Acho impossível. 

-o impossível pode se tornar possível, desde que alguém ou algo mude seu pensamento. 

Suas palavras profundas me fizeram viajar em meu subconsciente, á busca de algo que rebatesse oque ele me falou. Não consigo acreditar mais... Não tenho  nem um argumento bom o suficiente para arrematar ele... 

-verdade- falei em um suspiro, me jogando na cama que seria minha. 

Fechei os olhos e comecei a imaginar como estaria agora no Canadá, já que estamos no outono. Quando eu era pequena, tinha o costume de brincar rolando nas folhas secas avermelhadas, caídas na grama de uma bela praça perto da casa dos meus pais. Eu amava brincar com meus amigos naquela praça! 

Viajava em meus pensamentos, quando senti alguém s aproximando. Abri os olhos, vendo Jimin me olhar fixamente, como se olhasse para minha alma. 

-você me assusto! Por que está me encarando?

-Julie, você me acha fofo?

-fofo, mais nem tanto...

-ok... 

Ele deu um sorriso e foi em direção a suas malas. Tirou de lá um livro. Veio até perto de mim e me mostrou a capa. Na capa estava o título da história que havia no conteúdo do livro: flor negra.

Peguei o livro da mão do mesmo e análisei sua sinopse. Uma história muito fofa, mais oque fazia nas mãos de Park Jimin?

-meus pais me deram, quando souberam da minha doença... E antes de... Me jogarem nesse lugar...

-sinto muito. Também não queria estar aqui.

-não sinta, nada disso é culpa sua... E se quiser ler, pode. Já terminei mesmo.

-ok, vou ler!

Me sentei na cama e comecei a ler o livro. Era ótimo! A história muito boa, me fazia relaxar e fazia meu tempo passar com uma boa distração. 

Parei um pouco de ler e fui ver as horas. Eram cinco e vinte e seis da tarde. Jimin estava dormindo. 

Estava com muita fome e um pouco de frio. Vi minha roupa, não era muito adequada para ir até o "refeitório" e pegar algo para comer. Então decidi tomar um banho quente. 

Abri minha mala com cuidado, para não acordar Jimin. Tirei de lá: uma toalha, uma calça jeans rasgada, minhas roupas íntimas e uma camisa branca larga e básica. 

Entrei no banheiro, tranquei a porta e tirei minha roupa. Entrei no box de vidro e liguei o chuveiro. A água estava morna, deixei a água cair em meu corpo, fechando os olhos para aproveitar ao máximo o momento. 

Estava quase terminando de tomar banho, quando Jimin bateu na porta. 

-o que você quer?

-anda logo! Any vai nos matar!

-quem é Any?

-a enfermeira!

-ah! Já estou acabando, calma!

Fechei o chuveiro rápido, me enxuguei e vesti minha roupa. Saí do banheiro descalça. Terminava de enxugar meus pés, sentada na minha cama, quando Jimin veio até mim com meu tênis em suas mãos. 

-coloquios logo, estamos atrasados para o lanche.

-ok, obrigada.

Ele me entregou os tênis. Coloquei minhas meias rápido e logo em seguida, meus tênis.

-venha Julie. Eu te levo até o refeitório.

-você é muito cavalheiro...

-obrigado...

Ele corou... Acho que ele cavalheiro e fofo, mais isso não quer dizer que eu esteja apaixonada por ele...


Notas Finais


Continua...
Desculpa os erros!
Bjs! ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...