História As Bruxas de Salem - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arden Cho, Dylan O'Brien, Dylan Sprayberry, Holland Roden, Jensen Ackles, Misha Collins, Phoebe Tonkin, Salem, Shelley Hennig, Supernatural, Teen Wolf, Tyler Hoechlin, Tyler Posey
Personagens Adam Milligan, Alan Deaton, Bobby Singer, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Crowley, Dean Winchester, Derek Hale, Isaac Lahey, Jody Mills, Jordan Parrish, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Sam Winchester, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski
Tags Drama, Drama (tragédia), Escolar, Horror, Luta, Mistério, Revelaçoes, Romance, Sobrenatural, Suspense, Terror
Visualizações 7
Palavras 1.670
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Shoujo (Romântico), Steampunk, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


<3 A história vai se passar antes da 6ª Temporada de Teen Wolf acontecer e antes da 12ª temporada de Supernatural acontecer. Ou seja, tudo que aconteceu depois dessas temporadas aqui na fic não aconteceu.
<3 Teen Wolf não e seus personagens não me pertencem e sim a Jeff Davis. Assim como Supernatural e seus respectivos personagens não são meus (quem dera) e pertencem a Eric Kripke e a CW. E Salem também não me pertencem e sim a
Adam Simon e Brannon Braga e a WGN America.
<3 A história vai ser um crossover entre as três séries, porém os personagens de Salem não vão aparecer muito só em alguns sonhos e flashbacks. Já os personagens de Teen Wolf e Supernatural vão aparecer em todos os capítulos. Na história a Mary Sibley e Tutuba não conseguram comptletar o Ritum Magni, pois foi interrompido por Isaac diferente da história da série. Na fic vai ter a aparição de bruxas em Beacon Hills que vai acabar de trazer os imãos Winchesters para a cidade. O inredo vai girar em torno das bruxas tentando refazer o ritual na cidade então algumas coisas de Salem vai acontecer na fic. E alguns personagem de Salem vão ser sitados e vão ter desecndentes.
<3 Ainda não decidi com quem a minha Oc vai ficar.
<3 A Diana é representada por Phoebe Tonkin. Diana é a minha Oc e me pertence.
<3 Também postada no Nyah e Wattpad.
<3 Comentem para eu possa saber a opinião. E isso vai me motivar a escrever mais.
<3 Desculpem os futuros erros. Avisem quando verem erros.
<3 A capa foi feita por mim mesma.
<3 Vai ter spoilers de Salem, Teen Wolf e de Supernatural. Então já estão avisados!
<3 Plagio é Crime!
Boa leitura!
<3

Capítulo 1 - Always - Isaac Walton.


Fanfic / Fanfiction As Bruxas de Salem - Capítulo 1 - Always - Isaac Walton.

No Impala...

Estávamos a mais ou menos duas horas dentro do carro, tínhamos ido a Sacramento Califórnia para um caso com um demônio que matou 7 pessoas por puro divertimento. Imagina se essa moda pega. “Ah vou matar só para me divertir, não tenho nada para fazer mesmo.” Enquanto Dean estava batucando no volante cantarolando as músicas, já Sam estava lendo o jornal distraído e eu ah eu estava olhando pela janela entediada olhando a paisagem e de vez em quando me animava com as músicas e ficava cantando feito louca. Dean dirigia para o Bunker, já estava na metade do dia e no radio começou a tocar Always e eu já me despertei do meu tédio quando cantava a música que eu amava de paixão, fechei os olhos cantando e Dean se juntou a mim cantando. Impossível não cantar esse clássico.

And I will love you baby always. And I'll be there forever and a day always. – fechei a mão fazendo de microfone e cantei com se o mundo fosse acabar. Sam que estava entretido com o jornal começou a rir por estarmos parecendo retardados cantando.

―I'll be there till the stars don't shine. Till the heavens burst and the words don't rhyme. – Dean e eu cantamos como se o mundo fosse acabar, ao mesmo tempo olhamos para Sam que nos olhava e sorria ergui minha sobrancelha como se dissesse para ele completar a música, dei um olhar pidão ele deu de ombros e cantou. ―And I know when I die you'll be on my mind.  - depois de Sam de juntar a mim e Dean nos três cantemos o resto da música.

Admito que assim que perdi Adam e vim morar com o Sam e Dean eu não curtia muito o rock clássico e que sempre queria mudar a estação do rádio para outra, mas com tempo comecei a virar um Dean da vida e hoje sou apaixonada por rock clássico e ainda sei mexer em carros como ele.

...

Estou no meio de uma praça e está dia o sol brilhando, mas mesmo assim tem tochas com fogo, há pessoas estão reunidas em volta de um pelourinho onde um homem velho com vestes preta com uma bíblia em mãos e um pouco mais acima estão quatros outros homens também de preto, mas o que está coma bíblia na mão parece mais importante. Mas no centro do pelourinho está uma mulher e um homem ambos sujos, machucados com aparência de ter sidos torturados. Ambos então em uma estrutura de madeira com dois buracos para as mãos e um buraco para a cabeça. As mãos do homem e da mulher estava acorrentadas mesmo estando presa nos buracos daquela ferramenta de tortura.

Em volta estavam homens, mulheres e crianças observando, eles vestiam trajes de outros séculos, mas não sei qual. Como vou saber em que cidade estou, ano ou até mesmo século estou?E por que estou aqui nessa cidade assistindo isso.

A mulher estava chorando e por mais que estivesse machucada não parecia ter sofrido igual ao homem. O pobre homem parece que sofreu bastante, mas o que eles fezeram? O homem que estava ao lado do homem e da mulher pegou a bíblia e fez o pobre homem beijá-la.

―Eu, Isaac Walton, olhei o corpo nu de Abigail Cook...  – ele fez uma pausa para olhar para a Abigail ao seu lado que estava chorando. ―E a beijei...

―E? – questionou o homem velho ao lado dos dois.

―E... – o pobre homem tentou falar, mas foi interrompido pelo homem ao lado.

―E cometeu o pecado da masturbação.

―E cometi o pecado da masturbação. – repetiu as palavras enquanto sangue saia de seus lábios.

―Dez açoitadas fortes. – o homem falou e assim começou as chibatadas em Isaac. Na primeira açoitada eu soltei um grito com o barulho que o chicote fez ao entrar em contato com a pele do homem. Olhei em volta para ver se todos estão me olhando, mas ninguém me olhava e sim para o homem que berrava de dor a nossa frente, olhei para mim mesmo enquanto ouvia os gritos de Isaac e os barulhos das chibatadas em sua pele, minhas roupas eram as mesmas que eu estava em Sacramento caçando o demônio com Sam e Dean. Algumas pessoas viravam o rosto para não olhar algumas crianças colocavam as mãos nos ouvidos para não ouvir os berros de dor e desespero.

―Nesse dia glorioso, nossos jovens uniram-se para enfrentar a tropa do diabo, - enquanto o velho falava Isaac era açoitado cruelmente. ―Franceses e índios selvagens reunindo-se na floresta próxima as nossas casas. E o que vocês vão defender?Não é Sodoma, mas Salem. – Pera ai, Salem? Salem a cidade conhecida pela caças as bruxas? O que eu estou fazendo em Salem? Por que eu estou vendo um julgamento de dois pobres coitados que provavelmente fizeram o que fizeram por que se gostam. ―Não podemos esperar que Deus esteja ao nosso lado se tolerarmos tais abominações ou quem as comete. - o velho barrigudo foi para Isaac e Abigail e continuou. ―Vocês vão ficar na berlinda durante a noite. E você garoto, levará a marca dos seus pecados para o resto da sua vida. – o homem velho pegou um ferro do fogo que tinha um “F” na ponta. Não é aquilo que marcam os gados nas fazendas?

―Não, por favor. – Isaac suplicou para o homem, meu coração apertou quando vi o que iria acontecer.

―Pelo amor de Deus, Sibley. - um homem gritou no meio das pessoas, olhei para o homem ele tinha longos cabelos grisalhos amarrados em um rabo de cavalo baixo e estava vestido com as mesmas roupas do tal Sibley. ―A berlinda e as chicotadas são o suficiente.

―NÃO! – Isaac berrou desesperado.

―Fornicador! – gritou Sibley se aproximando de Isaac. Quando encostou aquilo na testa de Isaac o fazendo gritar de dor.

Fechei meus olhos e tapei meus ouvidos para não ouvir mais os gritos de Isaac, como as pessoas podiam ser tão cruéis assim. Me agachei no chão com as mãos nos ouvidos ainda tentando não ouvir seus gritos de Isaac.

Mas de repente não ouço mais os gritos, mês olhos e vejo que estou no banco de trás do Impala. Dean e Sam estão inclinados para o banco de trás me olhando preocupado. Meus olhos estão embasados pelas lágrimas que também rolaram pelo meu rosto.

―O que aconteceu? – perguntei olhando para meu corpo, eu estava em uma posição fetal me sentei limpando as lágrimas dos meus olhos com a manga da blusa.

―O que aconteceu? Nós é que perguntamos isso? – Dean perguntou sarcástico com uma sobrancelha erguida.

―É o que aconteceu? Você estava em posição fetal gritando “Não” desesperada e antes você murmurou Isaac e Sibley enquanto dormia, mas só piorou quando começou a gritar “Não”. – Falou Sam coçando a nuca enquanto me olhava.

―Eu estava sonhando que estava em Salem, Massachussets em outro século, mais ainda não sei qual. E eu estava assistindo a um julgamento de um homem chamado Isaac Walton e uma mulher chamada Abigail Cook. – disse olhando para os dois Dean continuou confuso e Sam parecia curioso. ―Ele foi senteciado a dez chicotadas e ganhaou um “F” marcado com ferro na testa, foi horrivel ouvir seus gritos de dor.

―Por que você sonhou que estava em Salem? – perguntou Dean se virando para ficar de frente do volante começou a dirigir.

―Não sei, Dean. Mas por que paramos? – perguntei me ajeitando no banco.

―Bom, a dondoca resolveu sonhar e gritar, então tivemos que parar o carro. – resmungou Dean enquanto batucava no volante.

Dei de ombros e peguei meu notbook na minha mochila para fazer algumas pesquisas. Entrei no navegador e coloquei Sibley Salem, Massachussets e apareceu muitos Sibley mas um em especial me chamou minha atenção, pois era uma imagem de uma pintura antiga que tinha o mesmo velho barrigo do meu sonho e se chamava George Sibley. Então esse homem do meu sonho existe? Não era para ser um sonho? Como era o mesmo homem do meu entrei no site que falava sobre ele.

...

No Bunker...

Estou tentando dormir desde das dez da noite quando vim para o meu quarto para dormir, detalhe eu estava quase dormindo sentada na biblioteca enquanto mexia no computador pesquisando algumas coisas sobre Salem, como o fato de duas mulheres serem sentenciadas a morte na fogueira por bruxaria e uma delas é mulher George Sibley o velho gordo que fez o julgamento de Isaac e da pobre moça. Mas quem disse que o sono vinha? Não, ele não vinha! Me remexi, para direita e lá estava uma foto minha com Adam e minha mãe, bom nos três sorriamos genuinamente. Só de olhar para aquela foto sinto uma vontade de chorar, respiro fundo e fecho meus olhos, sinto uma saudade tão grande deles. Não estou dizendo que viver com Sam e o Dean seja ruim, pois não é. Viver com eles é muito bom apesar das brigas e implicâncias, nós temos nossos momentos felizes e eu amo eles demais e faria qualquer coisa por eles. E eu tenho que agradecer a Deus o seja lá quem estiver fazendo nossos destinos e cuidando dele para nós, pois depois de tudo o que vem acontecendo eu não sei o que pensar, mas fato é que eu agradeço a “Deus” por manter todos eles bem. Mas ainda sim eu faço minhas orações para minha proteção a de Sam, Dean, Cas. Mesmo o Dean não acreditando muito em Deus. Ele deve ter visto tantas ciosas que acabou o fazendo perdendo a sua fé.

Como não conseguia dormir resolvi ir até a biblioteca para tentar de novo encontrar alguma coisa que faça o meu sonho ter mais sentido. Sai do quarto que era em frente ao do Sam e ao do Dean caminhei alguns corredores para a biblioteca antiga e cheia de livros velhos.

Sabe quando você tem a sensação de que tem alguém te olhando enquanto você tenta dormir. Pois é eu estou tendo essa sensação

 

 

LEIAM AS NOTAS FINAIS!


Notas Finais


Então o que acharão?
Avisem sobre erros!
Continuou?
Sim ou não? Deve parar?
Preciso de opiniões de você e de palpites. Por favor não deixem de comentar.
Outra Coisa muito muito importante!!!!
Estou procurando uma co-autora para essa fic. E se tiver alguém interessada e com conta lá no Nyah também me procurem MP e a gente conversa. Ok.
Beijos no coração
xoxoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...