História As Coisas Podem Mudar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Got7, Jackson, Mark, Markson
Exibições 38
Palavras 1.280
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Outro otp que simplesmente amo... MARKSON ♡♡♡

Pq? Pq sim

Eu tive essa idéia tipo do nada sério (eu tenho idéia até do c*... parece uma coisa)

Eu espero que gostem e Boa leitura!!!

Capítulo 1 - Nova Chance!



  Mark já não sabia o que fazer da sua vida. Perdeu tudo; sua família - que agora o desprezar -, sua casa, sua namorada, seu trabalho - seu único trabalho. Agora ele não tinha nada.

  Talvez fosse uma boa idéia se jogar de uma ponta. Ninguém sentiria sua falta; ninguém sentiria falta de um pobre coitado. Talvez fosse melhor para todo mundo.

  Andava pelas ruas com sua bolsa - a única coisa que tinha - nas costas e com um pouco de dinheiro que ainda tinha sobrado do seu último salário.

  Passou por uma família de mendigos e sentiu seu coração se aperta. Mesmo não tendo nada, sempre gostou de ajuda quem precisava. Sempre teve um coração maior que o mundo. Não conseguia ver alguém passando fome.
 
  Pegou seu dinheiro - seu único dinheiro - e entregou a família. Morreria de fome mas não deixaria uma criança morrer desnutrida.

  A menininha - que estava junto da mãe - sorriu sem graça se escondendo atrás da mulher com aparência descuidada.

  - Que Deus te der em dobro querido. - A mulher falou abraçando sua filha.

  Mark disse um breve "Amem" e saiu andando sem rumo pelas ruas. Quase caiu no chão ao da de cara com o corpo de alguém, só não caiu porque por sorte uma mão segurou seu braço.

  - Desculpa... - o loiro sussurrou se inclinando. - O senhor está bem?

  Mark iria mando o menino toma no cu por chama-lo de "Senhor". Ele nem era tão velho assim. Só tinha 24 anos. Ainda era novo. Como um idiota pode chamar-lo de Senhor?

  - Olha aqui... - Parou ao vê o menino na sua frente. O loiro até podia ser baixinho mas seu corpo era bem definido e ele era lindo que só por Deus.

  - Desculpa mesmo. - o menino corou se inclinando novamente.

  - Tudo bem. - Falou Mark enquanto o menino se agachava para pega seus livros escolares do chão.

  Do nada um menino aparece ao lado do loiro parecendo preocupado e suspira aliviado. A vontade de mata o universitário nunca foi tão grande como naquele momento.

  - Até que fim eu te achei... - o amigo parou ao vê Mark ali parado.

  - Youngjae? - Mark pronunciou o nome do amigo surpreso.

  - A quanto tempo Hyung. - Falou Youngjae envolvendo Mark num abraço apertado. - Porque não foi me visitar em?

  - Ah... aconteceu algumas coisas. - Foi a resposta de do mais velho. - E quem é ele?

  - Esse é um amigo meu, Jackson. Esta morando lá em casa. - Youngjae respondeu passando o braço por cima do ombro do loiro. - Jackson esse é o Mark. Mark esse é o Jackson.

  - Prazer em conhece-lo. - Jackson sorriu estendendo a mão.

  - O prazer é todo meu. Só não me chame mais de velho. - Mark diz sério mas logo rir fazendo o outro cora um pouco.

  - Já se conheceram? - Youngjae perguntou confuso.

  - Eu tombei sem querer nele. - Jackson disse.

  - Falando nisso. Porque não avisou que ia compra seus livros. Eu e o Jaebum estávamos procurando por você a mó tempão.

  Mark deixou os dois sós e tentou sair dali sem se visto. Mas não adiantou muito já que novamente deu de cara com outro alguém.

  - Desculpa. - Falou Mark suspirando e olhando um pouco para cima.

  - Jaebum. - Youngjae saiu correndo de encontro com seu namorado e o abraçou. - Achei o Jackson. Ele estava comprando alguns livros escolares.

  - Jackson você precisa avisar. Sua mãe já falou um monte para mim. - Jaebum diz sério e Jackson se desculpa baixinho.

  Mark achou fofo quando Jackson fez um bico e prendeu seus livros contra seu corpo. Realmente muito fofo.

  O mais velho ficou um tempo encarando Jackson até ouvi a voz de seu amigo lhe chama. Nem percebeu que Jackson também o encarava com as sobrancelhas arqueadas e as bochechas levemente coradas.

  - Mark vamos lá em casa. Estou pensando em fazer uma lasanha hoje. Além disso faz tempo que não te vejo e precisamos por o papo em dia. O que acha? Você não liga né amor? - perguntou para o namorado que negou dando de ombros.

  - Ok então. - Falou Mark. Tinha que admitir que já estava com fome e não tinha nada pra come além de um pacote de bolacha que se encontrava dentre de sua bolsa.

  O caminho até a casa de Youngjae foi bem calma. Mark não se atreveu a fala nada apenas ouvia tudo que seu amigo e Jackson conversava.

   O mais velho até ficou surpreso quando Jackson começou a fala. Ele falava mais que a boca. Mark não sabia como aqueles dois tinham tanto assunto.

  Youngjae começou a cozinha enquanto seu namorado ajudava a arruma a mesa. Mark até se ofereceu mas Youngjae disse que ele era um convidado e que Jaebum estava ali para o ajudar.

  O mais velho ficou feliz em sabe que seu melhor amigo encontrou alguém que o ama de verdade e que o ajuda em praticamente tudo.

  Queria ter encontrado alguém assim. Mas por azar encontrou uma menina que só pensava em si mesmo. E que nem agia como se fossem namorados.

  Depois de um tempo Jackson apareceu lhe chamando para irem come. O mais novo até comentou que estava morrendo de fome e que não via a hora de devora a deliciosa comida de Youngjae.

  - Então Mark, como anda a vida? - Perguntou o amigo quando já estavam na mesa.

  - Para ser sincero, uma merda. - falou dando de ombros. Não queria conta muito do que tinha acontecido consigo por causa de sua ex.

  - Como assim? Você estava tão feliz que tinha encontrando um emprego e comprado uma casa. E agora diz que sua vida está uma merda? - Youngjae arqueou as sobrancelhas. Por mais que tentasse nunca iria entender Mark.

  - Como eu disse aconteceram algumas coisas... - falou desconfortável.

  - Que tipo de coisas? - Jackson perguntou curioso; recebendo um olhar de reprovação por parte de Jaebum.

  - Jackson! - Youngjae exclamou - Mark não quer fala então...

  - Não! Esta tudo bem. - o mais velho dali interrompeu chamando todos os olhares para si. - Infelizmente fui despedido e perdi minha casa.

  - E porque? - perguntou novamente o loiro recebendo mais um olhar de reprovação - Que foi? Eu sou curioso.
 
  - Percebi. - o casal falaram juntos revirando os olhos.

  - Eu não quero fala sobre isso, se não se importa. - Respondeu Mark incomodado com aquilo.

  - Se quiser pode mora com Jackson até arrumar uma nova casa. Tenho certeza que deve ter acontecido algo realmente grave para você ser despedido. - Youngjae falou gentil.

  - Ah... Não precisa sério. Eu dou um jeito. Não quero incomoda ninguém. - Falou Mark corando um pouco. Estava se sentindo um aproveitador naquele momento.

  - Não seria incomodar algum. Eu ia adorar ter uma companhia na minha casa. Não tão grande mas da pro gasto. - Jackson falou animado.

  - Além disso, Jaebum precisa de ajuda lá cafeteria. - completou Youngjae tentando convencer o amigo a aceita sua oferta.

  - Seria muito bom ter uma ajuda. O salário não é lá não bom mas vai ter ajuda por um tempo. - Jaebum disse exibindo um sorriso.

  - Então eu aceito. Obrigado mesmo. - Mark diz ainda mais corado. - Espero não causa algum problema futuro.

  - Que nada. - Jackson garantiu mesmo que algo lhe dissesse totalmente o ao contrário. Talvez fosse só impressão sua...

  - Muito obrigado mesmo. - O mais velho sorriu fazendo o coração do loiro para uma batida.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e desculpe qualquer erro.

Bye bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...