História As Coisas São Assim - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Rin, Sesshoumaru
Tags Rin, Sesshoumaru
Exibições 145
Palavras 2.178
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Harem, Hentai, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa Leitura!

Capítulo 2 - Day Two


Fanfic / Fanfiction As Coisas São Assim - Capítulo 2 - Day Two

 

Eu pensei, que se eu te fizesse feliz seria o suficiente. Mas não foi assim, não é? Quando estamos juntos sinto a sua felicidade, mas quando estamos separados sei que a infelicidade volta a te atormentar, não é isso que eu quero para a sua vida. Sei que você talvez não entenda os meus motivos de sacrificar tudo e partir para o desconhecido. Eu só quero que você entenda o quanto eu te amo. E é por te amar que vou lutar, mesmo que eu não tenha um futuro com você. Quero que em seu novo futuro você seja feliz, mesmo que eu não esteja com você, porque isso é amor não é? Então não se preocupe um dia nos encontraremos, porque as coisas são assim...

 

Ao termino do beijo Rin o fita e rapidamente pega a sua mão, deixando Sesshoumaru a ponto de explodir de vergonha pelo ato.

 

_ Seja bonzinho comigo Sesshy. Com um sorriso maroto nos lábios.

 

Todos que estavam na sala se assustam com aquela cena.

 

_ Ah AH???? O QUE?????

 

_Você é uma... Hentai!!!! Grita Sesshoumaru.

 

_Digamos que sim, bom eu estou indo almoçar até mais tarde, Sesshoumaru...

 

 

Está largar o rapaz e sai rapidamente da sala, deixa o coitado tendo que dominar aquela situação.

 

 

_Eiii Taishou?

 

_O que é? Frio

 

 

O rapaz se aproxima de Sesshoumaru e o encara.

 

_Sua namorada é muito linda, pena que ela estar com um cara feito você. Sério

 

_Vocês já se conheciam e não disseram nada. Fala uma garota no canto.

 

_Não devo satisfação da minha vida para vocês. Fala Sesshoumaru encarando friamente o rapaz na sua frente.

 

O rapaz sorrir e toca no ombro de Sesshoumaru o fazendo olhar friamente para o rapaz.

 

_Não toque em mim. Frio

 

_Como quiser senhor Taishou. Rindo de canto

 

 

Sesshoumaru pega seu obento e já estava saindo da sala quando...

 

_Não se preocupe, cuidarei bem da garotinha. Sorrindo sarcástico.

 

 

Sesshoumaru nada diz e sai da sala indo diretamente para o pátio da escola. Com Rin, ela finalmente chega à lanchonete da escola, a mesma chega ao balcão e faz seu pedido.

 

_Boa tarde senhora. Sorrindo

 

_Boa tarde minha jovem.

 

_ A senhora poderia colocar para mim, uma porção grande de cavala e uma porção média de arroz, acompanhada com dois bolinhos de legumes. Olhando o cardápio feliz.

 

_Você come muito para uma menina tão pequena. Sorrindo

 

_Ah é porque eu não estou nem com muita fome, imagina se eu estivesse. Sorrindo

 

 

_Então vou caprichar em seu prato hoje, não vemos muitas meninas como você. Sorrindo

 

As duas sorriem e Rin vai para a sua mesa. Após alguns minutos o almoço de Rin chega, ela já estava pronta para comer até...

 

_ Itekimasu! Juntando a mão feliz.

 

_Epaa! Calma ai novata, antes de almoçar vai nos contar tudo!

 

_Com certeza. Sorrindo

 

A frente de Rin senta duas garotas de longos cabelos negros e óculos de graus, elas eram gêmeas.

 

_Olá é um prazer conhecê-las, me chamo Rin... Ah que bom que resolveram juntar-se a mim no almoço. Irônica

 

As duas notam a má educação e ficam envergonhadas.

 

_Me perdoe, me chamo Reiko e essa é minha irmã Rina. Somos do jornal da escola, soubemos do seu relacionamento com o Taishou, por isso estamos aqui. Sorrindo

 

_Vocês já se conheciam antes né? Porque pra você o beijar assim, com certeza tinha que conhecer. Sorrindo

 

Rin as olha e sorrir.

 

_Somos amigos de infância só isso, eu poderia dizer que somos namorados sim, já que ele me fez uma promessa. Sorrindo

 

_Foi uma promessa de amor eterno? Curiosa

 

_Foi uma promessa de amizade colorida?

 

_Aff, meninas eu tenho que comer. Essa história é longa, prometo que outro dia contarei toda a nossa história de amor pervertida, mas agora por favo se retirem. Sorrindo com um olhar demoníaco.

 

As duas se levantam rapidamente e saem do lugar, deixando Rin finalmente sozinha.

 

_Finalmente paz. Agora sim lutaremos eu e você. Olhando para o almoço.

 

Está almoça um pouco alvoroçada, pois a aula começaria em alguns minutos. Após vinte minutos o sinal toca e todos vão para sala, Rin mais uma vez se perde pelos corredores, porém do nada ela sente um puxão que a joga contra a parede a assustando.

 

_Quem é você? Assustada

 

_Você não quer me beijar também? Rin-chan. Malicioso

 

Fala o mesmo garoto que estava encarando Sesshoumaru na sala. Este tinha cabelos azuis longos e penetrantes olhos vermelhos.

 

_Nunca beijaria um porco imundo que nem você, nem se me pagassem. Fria

 

_Você é mesmo uma vadia, mal chega e já beija o riquinho da sala. Você quer prestigio não é vadiazinha? Então fique comigo e ceda esse corpinho para mim, Akasuki irá cuidar bem dele. Fala este indo tocar na coxa de Rin

 

_Eu não sou uma vadia, seu nojento. Cuspindo na cara dele

 

Este já iria dá um tapa na cara de Rin, quando alguém segura a mão de Akasuki e o joga longe.

 

_Não toque em um fio de cabelo dela, ela me pertence. Frio

 

_Sesshoumaru... Com os olhos marejados.

 

_ Você disse que ela não era nada sua! Bravo

 

_Até onde me lembro eu não disse isso, venha Rin. Puxando o braço da garota

 

 

Os dois somem pelo corredor, deixando o bobo lá no chão.

 

Com Sesshoumaru e Rin...

 

_Meu braço está doendo Sesshoumaru, para com isso! Tentando se soltar.

 

Este nada diz e continua arrastando Rin. Este encontra uma sala vazia e entra nesta á trancando em seguida. Ele empurra Rin em cima de uma mesa e segura suas mãos ao alto de sua cabeça.

 

_Sess..Sesshoumaru. Corada

 

_Você fala com todos os homens desse jeito é Rin-chan. Com voz maliciosa

 

Essa voz faz Rin se arrepiar dos pés a cabeça, está apenas balança a cabeça em sinal negativo e Sesshoumaru sorrir de canto.

 

_Você só faz comigo não é? Por que em? Malicioso

 

Nesse momento imagens voltam aos olhos de Rin. Ela estava em uma cama totalmente amarrada e extremamente corada, quando um homem fica por cima desta beijando todo o seu corpo. Rin se arrepia por inteira e aquela imagem some de seus olhos a fazendo olhar intensamente Sesshoumaru.

 

_Porque você é meu dono. Extremamente corada

 

Ao ouvir aquelas palavras Sesshoumaru se arrepia por inteiro, não se aguentando assim e beijando com extrema excitação aquela linda menina que estava em sua frente. Os dois se beijam com fervor, Sesshoumaru abre as pernas de Rin se encaixando nestas. Rin abre um pouco a camisa de Sesshoumaru entre beijos, este faz o mesmo com a blusa de Rin a deixando com seu decote de fora. Ele beija toda a extensão do colo de Rin arrepiando por inteiro aquele corpo adolescente, Sesshoumaru se perde totalmente nas caricias de Rin, está que o empurra o jogando no chão, em seguida distribui beijos em seu corpo esbelto. Uma áurea de prazer invade aquela sala, Rin senta bem em cima do membro de Sesshoumaru o levando a loucura, fazendo o rapaz apertar seu membro no sexo de Rin. Tudo estava uma loucura se nada interrompesse aquele momento uma chuva de perversão iria cair sobre aquela sala.

 

 

Para estragar o clima, eles ouvem passos no corredor. Sesshoumaru empurra Rin contra a parede e tapa a boca da garota. Após alguns minutos os passos somem e Rin respira a aliviada, Sesshoumaru a encarava assustado pelos atos de ambos na aquela sala.

 

_O que foi que aconteceu aqui? Respirando fundo...

 

-Um acidente de trabalho. Encarando o garoto assustada...

 

_É o que? Sem entender

 

_Bom... é... talvez...

 

Sesshoumaru rir feito criança e Rin fica sem graça.

 

_Você não mudou nada nestes oitos anos. Rindo

 

_Você... Você lembra-se de mim? Assustada

 

Este se aproxima de Rin e toca seu rosto com carinho.

 

_Como eu poderia esquecer a pessoa que me fez feliz. Carinhoso.

 

_Sesshoumaru... Com os olhos marejados.

 

_Eu disse que te encontraria no final, não é? Á fitando carinhoso

 

Rin o abraça forte e este sorrir de canto a abraçando forte.

 

_Eu te esperei por muito tempo, obrigado por voltar pra mim. Desculpe-me, não ter me lembrado de você quando nós vimos na sala, mas aquele beijo me fez lembrar de tudo. Carinhoso

 

Algumas lagrimas escorrem dos olhos de Rin.

 

_Obrigada, por não se esquecer de mim meu amor. Chorando feliz.

 

Sesshoumaru a fita e os dois se beijam com carinho.

 

_Eu nunca me esquecerei de você, Rin. Tocando seu rosto

 

Os dois se abraçam mais uma vez. Ao termino ambos se levantam se arrumando rapidamente e seguindo de volta para a sala. Para sorte dos dois, o professor estava em uma reunião de emergência, então a representante da sala Sara a garota que havia saído correndo, estava falando sobre o festival, quando os dois entram de mãos dadas, assustando não apenas ela mais sim todos os outros.

 

_Está vendo eles são namorados mesmo. Fala uma garota

 

_Eu tinha certeza, coitada da Sara.

 

_É o amor de sete anos dela nunca vai ser correspondido. Balançando a cabeça.

 

_Taishou está atrasado para a aula! Fala Sara brava

 

Este nada diz e entra puxando Rin pela mão, então ela grita mais uma vez e Rin a olha com um olhar enfurecido.

 

_Você sempre fala isso Kushieda, agora volta para o seu discurso de sempre. Frio

 

Ele nem ao menos a olha e senta em seu lugar ao lado de Rin. Todos suspiram e Sara ainda em choque volta a dar as suas instruções. Rin tentava prestar mais atenção ao que ela falava, quando um papel é jogado em sua mesa, ela abre e fica um pouco nervosa.

 

O que aconteceu com a sua aparência? Até onde eu me lembro, na aquela época você me disse que tinha vinte e seis anos... O que você está escondendo de mim Rin?”

 

Neste momento Rin congela, ela o responde rapidamente.

 

“Prometo que lhe contarei com detalhes amanhã, já que estaremos livres da aula, hoje quero saber sobre você. Posso ir para a sua casa após as aulas? “

 

Ela o joga para Sesshoumaru, ele o pega e sorrir malicioso respondendo rapidamente e devolvendo para esta.

 

 

“Tudo bem. Mas em troca você dormirá lá comigo e se possível na mesma cama...”

 

Este devolve a Rin e está cora intensamente. No mesmo instante Rin se levanta e sai da sala indo diretamente ao banheiro, ela se olha no espelho e Kaede aparece neste.

 

_O que eu estou fazendo vovó Kaede? Eu vim fazer outra coisa e acabei nessa confusão. Eu não aguentei ver outra mulher querendo ele, meu ciúme me atrapalhou. Depois eu me deixei levar por ele, um toque dele eu me entrego, sempre foi assim e sempre vai ser, tenho medo de não conseguir mudar o passado e sim complicá-lo mais. Á olhando.

 

_ Eu sei que você o quer fazer feliz. Mas Rin, esses podem ser seus últimos momentos com ele. Aproveite o tempo que você estar aqui mudando o passado e se faça feliz também, pois você não sabe o que o futuro lhe espera mais... Com um olhar carinhoso

 

_Não fale assim vovó... Com os olhos marejados

 

_Não chore Rin, lembre-se as coisas são assim...

 

Está desaparece e chora um pouco sozinha. Após alguns minutos se recompõe e volta para sala sorrindo, está senta ao lado de Sesshoumaru e toca a sua mão.

 

_A partir de hoje vamos fazer lembranças felizes! Sorrindo

 

Sesshoumaru á olha um pouco corado e apertar a sua mão.

 

_Vamos sim. Carinhoso

 

Sara os olha com um olhar triste e abaixa a cabeça. Ao termino da aula todos se retiram, Sesshoumaru pega a mão de Rin e os dois saem de mãos dadas pelo portão da escola e sorriem um para o outro.

 

_É as coisas são assim... Pensa Rin sorrindo.

 

Os dois caminham para a casa dos Taishous... Em uma época avançada, precisamente dez anos no futuro. Um belo homem de longos cabelos prateados entra em uma mansão sombria este estava com um pequeno youkai verde ao seu lado, os dois entram na aquela casa e encaram um belo youkai de longos cabelos brancos e olhos azuis, este os encara sorrindo.

 

_A que devo a honra da visita do senhor Taishou? Sorrindo irônico

 

_Onde está a minha mulher? Frio

 

_ Oh... Isso é uma longa história, mas já que está aqui que tal tomarmos um chá? Sorrindo malicioso

 

 

 

Por muito tempo, eu olhei no espelho tentando me encontrar. Olhava para a janela do ônibus na chance de encontrar algo bonito, algo que me devolvesse à força de viver. Um dia quando perdi a esperança, eu te encontrei sentada em baixo da aquela arvore de sakura. Eu te amei a cada suspiro seu, enlouqueci em meio aos seus sorrisos e carinhos, quase morri ao te fazer minha mulher. Nossos beijos, caricias e loucuras me fizeram o homem mais feliz do mundo, porém o mais irritado de todos pelos seus ciúmes e criancices. O tempo passou amadurecemos juntos, nos formamos juntos e aqui estamos pelo menos era o que eu pensava, até você desaparecer no tempo. Peço-te apenas uma coisa, volte quando termina a sua jornada, pois eu te esperarei no final. Sesshoumaru No Taishou...


Notas Finais


Sem Previsão!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...