História As Crônicas de Boruto Uzumaki - Temp. II:Tempo pra Batalhas - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Yakago

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Chouji Akimichi, Darui, Hanabi Hyuuga, Hidan, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Jiraiya, Kakashi Hatake, Killer Bee, Konohamaru, Menma Uzumaki, Mitsuki, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shin Uchiha, Shinki, Shino Aburame, Shizune, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Borusara, Boruto, Naruhina, Naruto, Sasuke, Sasusaku, Uchiha, Uzumaki
Exibições 59
Palavras 1.347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Super Power, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Falaí, galera! Estamos de volta!!!

E quinta-feira começamos finalmente com as postagens da segunda temporada. Ela está fantástica, na minha opinião, cheia de capítulos já e ainda nem está na metade.

Vai rolar também um crossover entre minha história e a do meu amigo, envolvendo personagens originais e os já consagrados. Um aviso pra esse crossover: não se prenda ao tradicional em Naruto. Pra falar a verdade, é um aviso pra minha série também, a partir da terceira temporada.

Hoje é só uma prévia pra dar um gostinho de como as coisas serão daqui pra frente.

Com Boruto aos 15 anos, beirando os 16, treinando com Sasuke e à espera do Exame Chunnin. Nervos e sentimentos à flor da pele, se mostrando em momentos tanto oportunos quanto em inoportunos.

Não vou falar muito sobre, curtam a prévia.

Essa história é continuação de:

https://spiritfanfics.com/historia/as-cronicas-de-boruto-uzumaki--temporada-ivento-ascendente-5088707

Capítulo 1 - CAP. 0 (Prévia do CAP. 1): BORUTO - Ainda não...


Fanfic / Fanfiction As Crônicas de Boruto Uzumaki - Temp. II:Tempo pra Batalhas - Capítulo 1 - CAP. 0 (Prévia do CAP. 1): BORUTO - Ainda não...

De repente, levo um soco na cara que me deixa atordoado, e eu caio no chão, com as mãos no nariz.

- Porra!!! Doeu!!! – Gritei.

- Então, levanta e foca na batalha, garotinho sentimental. – A pessoa que me bateu parou minha frente, esperando eu levantar.

Passei as mãos com raiva pelo rosto, fazendo a dor passar e raiva assumir. Levantei e olhei pro rosto do meu mestre, inexpressivo.

- Vamos!!! – Ele me disse, sem demonstrar nem um pingo de compaixão pelo soco que ele me deu no seco. Isso só fez um estalo acontecer na minha cabeça, dizendo que eu deveria partir pra cima dele com tudo.

- Aaaaaahhh!!! - Pulei pra cima dele, com um soco bem em seu nariz, que por pouco não pegou.

- Ótimo. - Sasuke sacou sua katana, mas eu não fraquejei. Eu tinha que derrubar ele.

- Cala a boca!!! - Corri pra mais um soco, dessa vez com um cruzado de direita direto no seu queixo. Mais uma vez, o golpe passou perto.

- Hm! - Com um movimento rápido, ele subiu a empunhadura da katana, tentando bater na minha cara, mas eu bloqueei com meu antebraço.

E já fechei meu punho de novo, mirando acertar a boca do estômago dele. Mas como um espadachim expert, Sasuke só virou a parte chata da lâmina da katana, se protegendo do golpe. Isso me fez ficar irado... Como um cara com um braço só pode fazer parecer que meus esforços não são nada? Com mais raiva, segurei a katana, e puxei na minha direção, abrindo caminho pra uma joelhada na barriga dele. Mas com outro movimento rápido, Sasuke mirou meu braço, prendendo ele embaixo do seu, e se defendendo do meu golpe com a katana, de novo.

Virei a cabeça pra olhar bem em seus olhos, e quase explodi de raiva, ao ver que ele não estava com Sharingan ativado pra fazer isso.

- É tudo que tem? Pensei que estávamos fazendo progresso... E olha que nem estou usando meu braço dominante, já que não o tenho mais. - Ele me olhou com desdém.

Antes que ele dissesse mais algum insulto, eu pulei girando com um chute na cara dele. Esse, ele levou com tudo, caindo ajoelhado, a uns dois metros de distância. Antes que levantasse, corri pra cima com uma joelhada na cara dele, que por acaso, também pegou. Sasuke caiu no chão, e eu montei em cima dele, e comecei a socar sua cara com os dois punhos, sem parar. Sangue jorrava no chão, e não era pouco. A cara dele já estava inchada, mas eu não parei. Ouvi alguma coisa saindo de sua boca, tentando me pedir pra parar, mas a raiva não deixou. Sua mão agarrou a katana, e tentou me golpear com ela, mas eu prendi sua mão no chão com o joelho, e peguei a katana de sua mão, com uma raiva indescritível. E no segundo seguinte, a katana estava fincada no peito dele, e eu perplexo pelo que fiz.

Me levantei, dando dois passos pra trás. Olhei minhas roupas, que estava cheias de sangue espirrado. Minhas mãos cobertas de sangue. Senti algo escorrendo pelo meu rosto, mas não era uma coisa só. Lágrimas desciam, juntamente com sangue espirrado no rosto. Meus joelhos fraquejaram, e eu caí de joelhos no chão.

Um formigamento percorria meu corpo. Parecia uma parte de mim querendo sair, não me aceitando mais. Fiquei girando as mãos, vendo o inchaço crescente. Depois de muito tempo assim, comecei a sentir as mãos latejando. Tomei coragem, e olhei pra frente finalmente. E não era mentira. Realmente havia um corpo estirado, sem vida, na minha frente, e fui eu que fiz isso. Eu matei Sasuke Uchiha.

Ao pensar tal coisa, um enjoo me acometeu, e eu comecei a me sentir fraco e meus sentidos começaram a bobear. Quando estava a ponto de desmaiar, uma voz me traz de volta.

- Boruto? Você tá bem?

Ainda com o olhar perdido, me virei na direção da voz.

- Ei... O que aconteceu? - Era Sarada, e ela se aproximava.

Agora, eu estava quase em estado de choque. Sentia meu lábio inferior tremer loucamente, assim como minhas mãos. E assim, comecei a chorar, mais do que em qualquer vez na minha vida. Ela parou à minha frente, eu instintivamente segurei uma mão dela, com duas minhas.

- Shhh... O que houve? - Havia muita preocupação na voz dela, que se abaixou e encostou minha cabeça em seu ombro, me abraçando com carinho. - Pode me dizer o que foi, eu tô aqui por você.

- Eu... Matei... - Balbuciei.

- Não entendi, fala direito. - Havia ternura na sua voz.

- Eu... Matei...

- Vamos lá, pode me dizer. - Suas mãos começaram a acariciar meus cabelos.

- Eu matei... Seu pai.

Naquele momento, senti que o mundo parou, enquanto ela ficava imóvel e dura, absorvendo a notícia. Momentos depois, ela virá a cabeça pra trás de mim, e me empurra, se levantando já com lágrimas nos olhos.

- POR QUÊ???? - Ela berrou, jogando os óculos no chão. - EU NÃO ESTAVA ME DANDO BEM COM ELE, MAS NUNCA IRIA QUERER ISSO PRA ELE!!!

- Sarada, por favor... Eu não fiz de propósito, não sei o que me deu... Eu... - Caído no chão, apoiado nos braços, eu tentava argumentar algo.

- COMO ASSIM NÃO SABE O QUE TE DEU??? O QUE FEZ VOCÊ FICAR COM ESSA RAIVA TODAAAA??? - Os punhos dela fecharam com força, enquanto ela estava aos prantos e berrando comigo. Dava pra ver o chakra saindo de suas mãos.

- Eu não fiz por mal...Por favor, me perdoa... Eu te amo... - As palavras pularam da minha boca.

- ISSO POR ACASO É AMOR? - Sarada bateu o pé com raiva no chão, em cima de seus óculos, fazendo-os se quebrarem em estilhaços. - SE É POR AMOR, ENTÃO EU DEVO MATAR SEU PAI TAMBÉM???

- Não... Eu nunca quis fazer isso... - Eu me ajoelhei, estendendo a mão pra ela.

- NÃO SE APROXIMA!!!

- Sarada... - Me levantei e comecei a andar em sua direção.

- PARAAAAAAAA!!! - Seu grito fez eco, saindo junto com um chakra tão vermelho que chegava a ser rosa. Os olhos dela estavam fechados com força, mas, de repente, lágrimas de sangue começaram a escorrer de ambos os olhos.

Quando ela os abre, muito chakra é liberado, e um esqueleto estranho e muito grande se forma em volta dela, no mesmo tom de vermelho que seu chakra. Seus olhos estavam com o terceiro dote do Sharingan, que começaram a girar, mudando. Era o que o Sasuke me explicou ser o Mangekyou Sharingan, e o dela tinha o formato de uma flor de quatro pétalas. Ela berrava, liberando mais poder, e eu sentia o ar ficando frio em volta. Eu quase entrei em pânico, pois nunca vi um pingo de frieza no chakra dela.

Tentei me aproximar ainda mais dela, e o esqueleto estendeu um braço na minha direção. Segurando meu braço com o polegar e o indicador, uma igualmente grande se materializa na outra mão do gigante. E sem mais delongas, desferiu um corte que arrancou metade do meu braço. Eu caí berrando de dor, e como primeiro instinto depois disso, minha outra mão sacou várias kunai e lançou na direção de Sarada. Todas ricochetearam nas costelas do esqueleto gigante e caíram. Sarada, então, andou até o corpo frio de seu pai, tirou a katana do peito dele, e começou a andar na minha direção. Eu não tinha mais forças, e ela me pegou pelo pescoço com as próprias mãos, me erguendo centímetros acima do chão. Ela ficou a katana no exato centro do meu coração, aproximou sua boca de meu ouvido e disse:

- Agora, morra através dessa lâmina maldita, ceifadora de almas. Adeus, Boruto Uzumaki. - E girou a katana.

Senti tudo obscurecer, olhando fixamente nos olhos de uma garota que era tão pura. Senti minhas força se esvaindo totalmente, pela última vez. Minhas pálpebras caíram, e eu finalmente, minha última força de foi. 


Notas Finais


Tá aí, quinta-feira vem o primeiro capítulo completo pra vocês, aí eu volto à essa época de postagens. Até lá!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...