História As Crônicas de Boruto Uzumaki - Temporada I:Vento Ascendente - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Inojin Yamanaka, Kakashi Hatake, Konohamaru, Mitsuki, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara
Exibições 79
Palavras 2.145
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Super Power, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


https://spiritfanfics.com/historia/as-cronicas-de-boruto-uzumaki--temp-iitempo-pra-batalhas-6465890

O próximo já é o penúltimo capítulo da primeira temporada. A segunda já está em produção (ainda não comecei a postar), mas já tem sinopse acima.

Leiam também:

https://spiritfanfics.com/historia/uma-historia-de-naruto-yakago-iziki-6869513

Essa história tem ligação com um crossover da segunda temporada da minha história e com o futuro spin-off do Kai Uchiha.

Capítulo 25 - 2° Continuação do CAP. 12 - SARADA: Chegando aos extremos!!!


Fanfic / Fanfiction As Crônicas de Boruto Uzumaki - Temporada I:Vento Ascendente - Capítulo 25 - 2° Continuação do CAP. 12 - SARADA: Chegando aos extremos!!!

   A batalha contra a coisa misteriosa estava difícil. Estávamos levando uma surra, que talvez pudesse ser evitada com o Boruto por perto. Conseguimos distinguir que nosso oponente usava roupas brancas, e era muito alto. Passava de dois metros facilmente. Mitsuki estava parado ao meu lado, um ninjato em cada mão, e eu com os punhos prontos pra acertar meus socos.

    - Patéticos, achando que podem salvar esse mundo. – Nosso oponente finalmente parou à nossa frente, e pronunciou suas primeiras palavras pra nós.
    - Não sei do resto, mas você? Vou te socar até você pedir pra ser enfiado debaixo da terra de novo. – Falei, apertando os punhos, que já estavam com chakra visível de tanta força. – Vai desejar não ter saído.

   Comecei a correr em sua direção, pronta pra uma sequência de socos. Errei o primeiro, errei o segundo, o terceiro... Até que no quarto, eu acabei passando direto quando ele desviou, e levei um chute na barriga, quem me deixou paralisada por alguns, somente com uma expressão de dor no rosto. Então, levei um soco na cara, sendo jogada de volta pra onde vim.
   Quando eu passava perto de Mitsuki, ele me segurou esticando a mão pra não vir junto. Ele esticou seu pé de onde estava em um chute, do qual o grandão apenas se abaixou. Então, veio o soco com a outra mão esticada, e o oponente desvia pro lado. Mas Mitsuki tentou mais um chute, com a outra perna esticada, que foi desviado para o lado pelo nosso oponente. Foi aí que me senti ser puxada por essa mão, com uma rapidez inimaginável. Mitsuki me arremessou como se fosse um estilingue no grandão, eu fui com um soco bem poderoso. Mas o cara conseguiu criar um machado que parecia ser feito de laser vermelho, e pôs na frente do golpe. Quando colidimos, o chão rachou à nossa volta, e eu ainda no ar. Ele fez uma forcinha, e me jogou pra trás. Eu caí agachada, já fazendo os sinais de mãos, enquanto ele descia com o machado na direção da minha cabeça. Por sorte, fui mais rápida.

    - Estilo Fogo: Jutsu Bola de Fogo!!! – Pulei pra trás, queimando o lugar onde colidimos. Eu sabia que havia pego ele.
    - Boa! – Mitsuki parou ao meu lado. – Mas acho que só isso não dá um jeito nele.
    - Ei, pronúncia coisas boas, se não...

   Uma grande massa de chakra fez o fogo se dissipar, ela estava nosso agressor, como se nada tivesse acontecido. Das mãos dele, saíram duas estacas vermelhas assim como o machado, e era bem afiadas. Ele estendeu as mãos na nossa direção.

    - Atração Universal!!! – Quando ele disse isso, uma grande explosão pôde ser ouvida ao longe, e fomos puxados na direção das estacas nas suas mãos.

   Éramos puxados com força, e muito rápido. Olhei pra Mitsuki, e ele fazia um último sinal de mãos de um jutsu seu. Então, preparei um soco bem poderoso, esperando acertar a estaca. Um pouco antes, vindo de Mitsuki, ouvi um chiado alto, como se fossem incontáveis pássaros ao meu lado.

    - Morram. – O homem de manto branco disse, calmamente.
    - Chanaroooooooo!!!
    - Agora, Sarada!!! Chidori!!!

   Os golpes competiam, e nós dois ali, lutando pra sobreviver. Meu soco não havia sido tão forte, ia perdendo força. Já o Chidori de Mitsuki, ia desintegrando a estaca aos poucos. Eu não podia perder ali, tinha que achar algo pra sair dessa. Mitsuki percebeu o que acontecia comigo. Olhei em seus olhos e entendi o que ele queria fazer.

    - HAAAAAAAAAA!!! – Forcei meu golpe na direção de Mitsuki, e ele veio na minha direção. Eu tinha que sair dessa, usando o meu poder máximo.

   Passamos um na direção da estaca do outro, e acertamos nossos golpes nas bases das estacas, destruindo ambas. Sem nos comunicarmos, giramos na direção do nosso oponente, um de cada lado, pra acertar, finalmente os golpes.

    - AGORAAAA!!! – Gritei.

   Ele não teve chance de escapar. Eu da esquerda, Mit da direita, pegamos ele no meio. O som do meu soco fez eco junto com o chiado final do Chidori. Explodimos o ligar onde ele estava, e pulamos pra trás.
   Estávamos exaustos já, com a respiração ofegante. O suor pingava, enquanto eu tentava juntar algum poder. Nosso oponente estava caído no buraco que ficou com os golpes. Já conseguíamos ver mais coisas, a névoa parecia estar se dissipando. O cara parecia ter a pele branca igual a papel, e tinha dois, além de seus cabelos igualmente brancos e que passavam da cintura. Parecia que havíamos nocauteado ele.

    - Acho que ganhamos, Sarada... – Mitsuki disse, ofegando, com as mãos nos joelhos.
    - Ainda bem... – Caí de joelhos, olhando pro Mit, e buscando ar.
    - Nossa... Sarada... – Ele olhava com um sorriso surpreso pra mim, ainda ofegante.
    - O que foi? – Perguntei, sorrindo um pouco, entre as respirações.
    - Seu Sharingan... Atingiu o terceiro dote... Incrível... – Ele levantou o polegar pra mim, em um sinal de positivo.
    - Isso é ótimo... Acho que meu pai vai ficar orgulhoso... – Dei um grande sorriso, mas então lembrei da situação mental do meu pai, e me entristeci instantaneamente.
    - Tenho certeza que vai. – Mit andou lentamente até meu lado, e parou do mesmo modo que estava antes, só que com uma das mãos no meu ombro, amigavelmente.

   De repente, quebrando ainda mais o chão, o homem branco levanta, e vem em nossa direção com muita velocidade, e o machado vermelho em mãos. Não tínhamos forças pra andar, muito menos desviar. A velocidade era tanta que eu o perdi de vista. Só escutei uma voz diferente das que estavam ali.

    - Estilo Terra: Jutsu Parede de Terra! – Um homem misterioso apareceu na nossa frente, criando uma parede de terra entre o atacante e nós.

   O homem branco bateu com tanta força, que quebrou a parede, mas nosso defensor já esperava por isso. Agarrou sua mão, e puxou na direção dele, dando um chute em sua barriga, e o jogando longe.

    - Desculpem o atraso, crianças. Me perdi nos caminhos da vida... – E com um sorriso por baixo da máscara, e seus cabelos brancos e arrepiados, Kakashi Hatake se vira pra nós, estendendo a mão pra nos ajudar a levantar.
    - Mestre! – Mitsuki se abaixou ainda mais, em uma reverência, enquanto eu me levantava com a ajuda.
    - Ah, sem essa, Mitsuki. Não estamos treinando. – Kakashi levantou a mão, acenando pra ele levantar, de modo despreocupado. – Onde estão os outros?
    - Provavelmente, no centro da cidade. – Falei.
    - Nooosa... Você é uma cópia feminina do seu pai na aparência, mas só pelo modo de falar, já deixa claro ser igual à Sakura. – Ele pôs a mão em meus cabelos.

   O cara branco levantou de novo, e arremessou vários carros em nossa direção. Kakashi deu um passo a frente, nos protegendo. Ele sacou várias kunai repletas de chakra do estilo relâmpago, e lançou nos carros, que explodiram no ar, depois da carga elétrica passar por eles. Pareciam fogos de artifício explodindo.

    - Comam isso, e vão atrás dos seus amigos. – O Sexto Hokage estendeu a mão com duas pílulas pretas, sem tirar o olhar do oponente. – Antes, me passa sua katana, Sarada.

   Dei a ele a katana, e pegamos as pílulas e comemos. De início, nada aconteceu. Kakashi partiu pro embate corpo a corpo com o homem branco, ambos com uma velocidade incrível pra desviar de golpes e acertar. Era um nível totalmente superior de batalha. Até que começamos a nos sentir melhor, ao mesmo tempo que ambos começavam a usar armas letais na luta. Começamos a correr na direção que Boruto foi, ouvindo sons de metais colidindo.
   Em certo momento, durante nossa corrida, Naji aparece ao nosso lado. Eu a olhei, e ela olhou de volta. Ambos tínhamos um olhar duro em direção à outra. Foi então que me ocorreu a possibilidade de algo ruim estar acontecendo. Ambos corríamos a toda velocidade, deixando Mitsuki pra trás. A névoa ia sumindo, revelando que os prédios eram realmente altos. Ao dar uma boa olhada lá na frente, vi muitos clones de Boruto em movimento. Vez ou outra, Shikadai e Inojin apareciam ali. Quando estávamos quase lá, Zeke chega junto com Chou-Chou. Ninguém disse nada, só corríamos o mais rápido que podíamos.

    - Rasengan!!! – E uma explosão lá no meio, fazendo o chão tremer com um grande estrondo.

   Sukuinushi pula de onde o ataque veio, e inúmeros clones pulam em cima dele. Ele gira, com uma lâmina de gelo em cada mão, e desfaz todos os clones com o golpe. Antes que ele caísse, Inojin pula pra cima dele, com seu ninjato pronto pra atacar Sukuinushi. O ataque foi bloqueado com as duas lâminas, e Inojin foi jogado pra trás  Assim que ele caiu no chão, pulei pro meio, e o pessoal veio atrás. Os clones faziam um círculo perfeito, com Sukuinushi exatamente no centro. Corremos em sua direção, enquanto ele desviava de sombras mortalmente afiadas que tentavam golpeá-lo. Naji seguiu as sombras com o olhar até Shikadai, e correu em sua direção, com um soco em sua cara, fazendo as sombras voltarem ao dono. Zeke correu e se postou ao lado de Sukuinushi. Eu ativei meu Sharingan novamente, e achei Boruto perto de mim. Peguei-o pela gola da roupa, erguendo-o centímetros acima do chão.

   - Desfaz os clones! AGORA!!! – Falei olhando diretamente em seus olhos. Ele me olhou, um pouco assustado.
    - Não! Vou terminar o que começamos! – Sua expressão mudou pra raiva.
    - Boruto, agora. – Consegui dizer calma, abaixando ele.

   Ele abriu a boca pra falar, mas eu nunca soube o que ele iria dizer. Sukuinushi começou a gritar, caindo de joelhos com a cabeça abaixada e as mãos na cabeça. Neve começou a girar em volta dele, o vento nos empurrava pra longe. Soltei Boruto, e comecei a andar em direção à Sukuinushi. Naji tentava andar também, enquanto Zeke era empurrado pra longe. Os clones foram sumindo. O dia estava muito claro sem a névoa, e estava ficando muito escuro com o tornado que se formava em volta de Sukuinushi.  Aos poucos, nosso pessoal foi sendo empurrado pra longe.
   Sukuinushi começou a levitar, ficando metros acima do chão. Um manto branco bem longo com o formato do seu corpo, e longas mangas apareceu em volta dele, que estava de braços abertos. Junto do manto, um capacete se formou em sua cabeça, feito de gelo, e com espinho também de gelo atrás. Ele abaixou o olhar pra nós, com um sorriso bem acolhedor, seus olhos com brilho branco não estavam ameaçadores. Mas pareceu durar pouco. Mais um grito dele, e pedras bem grandes de granizo começaram a girar no tornado, causando muita dor onde batiam. O vento se tornou cortante, o ar difícil de respirar, e ficou muito escuro. Os olhos do meu namorado brilharam em vermelho, o manto se tornou uma capa que tinha no mínimo o dobro do seu tamanho. Seus cabelos negros arrepiados começaram a cair, ficando longos e lisos. Unhas grandes e afiadas se formaram em suas mãos.

    - NÃOOOOOOOOOOO!!! – Boruto gritou ao meu lado. Olhei pra ele, que caia com as mãos na garganta. Rapidamente, me abaixei ao seu lado procurando auxiliar.
    - Boruto, você tá bem? – Consegui falar mais alto que o vento.

   Ele não conseguiu falar, e desmaiou. Sukuinushi desceu em nossa direção de modo ameaçador. Eu me sentia cansada demais pra me mover, consequência da falta de ar. Ele apontou as garras pra nós, vindo pro golpe final.
   Do nada, Boruto se levanta, com um gancho no queixo de Sukuinushi, jogando-o pra cima de novo. Meu melhor amigo estava com seus cabelos loiros arrepiados, igual à alguns personagens daquele anime “Dragon Ball Z”. Uma aura de vento girava em volta dele, nos protegendo e tudo que pudesse nos atingir. Uma espécie de tiara masculina com asas dos lados apareceu em sua cabeça. Um manto verde com detalhes brancos, do mesmo modelo que o de Sukuinushi. Boruto pôs uma mão pra cada lado, fazendo um Rasengan em cada mão. Com meu Sharingan, vi uma grande quantidade de chakra em volta dos Rasengan. De repente, esse chakra se misturou com o jutsu, se mostrando se chakra de estilo vento. Logo, Boruto parecia estar segurando duas shuriken com Rasengan no meio, uma em cada mão. Faziam um zumbido bem forte.
   Os dois se encaravam, até que um pulou na direção do outro. Boruto com as shuriken, Sukuinushi com as garras.

    - ESTILO VENTO: RASENSHURIKEN!!! – Boruto berrou antes de acertar.
    - É MEU!!! TODO MEU!!! – Sukuinushi falou, com uma voz mais fina que o normal.

   Os golpes colidiram jogando todos pra longe, menos os criadores da colisão. Estávamos longe dos dois agora. Me levantei, mas cai de joelhos, eu estava machucada. Quando levantei o olhar, uma explosão enorme acontece, aumentando cada vez mais, e criando uma cratera enorme que também crescia. Eu acabei desmaiando enquanto a explosão aumentava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...