História As crônicas de um Deus - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega
Personagens Personagens Originais
Tags Deuses, Deuses Gregos, Deuses Olimpianos, Deuses Romanos, Drama, Guerra Santa, Mitologia Grega, Olimpo, Yaoi
Exibições 10
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Lemon, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Oi amores desculpa demora mas estou de volta rs, espero que gostem e bjss.
Ps:esses são as armas deles.

Capítulo 6 - Treinamento


Fanfic / Fanfiction As crônicas de um Deus - Capítulo 6 - Treinamento

  -O treino começará em breve-prosseguio Layla -só estamos esperando á presença do grande mestre.

Olhei ao redor e estava Isaac conversando com um garoto alto, de pele morena, possuía grandes músculos, os cabelos negros lisos e olhos de cor castanho escuro.

Do outro lado, havia uma garota sentada em um pedra com os olhos fechados, ela é parda, altura mediana para um humano, cabelos louros e lisos.

-Meninas quem são os outros dois?-perguntei a elas.

-Tyler e minha paquera, a jade -disse Verônica com tom romântico.

-Hum-disse- meninas agora que lembrei, como vou treinar, vocês sabem que eu..-fui interrompido.

-Oi, tudo bem com você?-o garoto que se chama Tyler disse se aproximando.

O encarei e percebi que Isaac nos olhava com cautela.

-Oi, estou bem, enquanto a você?-perguntei simpático.

-Estou ótimo, como se chama?

-Me chamo Lucas, prazer em conhece-lo Tyler-falei apertando a mão dele.

-Como você sabe meu nome?-perguntou ele.

-Tenho minhas fontes-falei sorrindo.

-Entendi-disse ele meio sem jeito.

-Grande mestre-disse Layla.

Todos se ajoelharam enquanto eu ali em pé.

-Podem se levantar- disse o grande mestre- vejo que você já chegou meu pupilo-disse ele se aproximando de mim.

-Mestre-falei baixo- eu não posso usar minha armadura e nem a lança.

-Não há problema, você ainda não tem armadura, use só a lança-Disse ele baixo.

-Como temos uma pessoa nova no treinamento, hoje será treino entre duplas-disse Layla- Isaac você formará dupla com o Tyler- graças a deus não foi comigo- Jade, você ficará com o Lucas.

Então a garota da Verônica será minha parceira, interessante.

-Oi, me chamo Jade prazer-disse Jade se aproximando de mim.

-Lucas, prazer em conhece-la-coloquei meu sorriso mais simpático.

-Em suas posições e podem começar-gritou Layla.

Jade tentou me pegar de supresa, mas por eu ser um Deus, meus reflexos são melhores. Desviei de seu avanço com o punho, agarrei ela pelo braço e a joguei para trás.

-Interressante, pensei que você não ia desviar, e mesmo assim ainda conseguio contra atacar-disse ela com tom de curiosidade.

Dessa vez foi minha vez de ataca-la. Jade tentou desviar mas consegui prever seus movimentos e dei uma rasteira nela, Jade caiu, mas no chão, foi tentar me derrubar usando sua perna, dei um paço para trás, e por raspão não me pegou. Jade parecia frustrada, e eu estava gostando disso. Afinal, Ares me ajudou a lutar.

Isaac e Tyler estavam testando sua força, os dois estavam jogando sua força para ver que saia primeiro de um círculo feito na neve, até que os dois param, e começaram a me encarar surpresos, não é por acaso, já que nesse meio tempo, Jade tentou me socar e eu simplesmente parei seu soco, com a palma da mão.

-inacreditavel-disse Jade surpresa.

Agarrei seu punho, Jade rodou para tentar escapar, ela tentou chutar minha cara, mas eu desviei passando por baixo de sua perna, e como contra ataque, chutei seu estômago o que fez ela ir um pouco para trás e ficar de joelhos.

-Você está bem?-perguntei com um leve tom de preocupação. Eu me preocupando com um humano?

-Sim-disse ela tentando se levantar, mas logo voltou a ficar de joelhos.

Me aproximei dela e usei minha habilidade de regeneração. Umas das habilidades que herdei da minha mãe.

-Você sabe lutar e ainda pode curar alguém ou se curar-disse Jade animada- agora entendo porque o grande mestre te escolheu.

-Você pode continuar Jade?-perguntou Rafael.

-Sim, estou me sentindo bem melhor-disse Jade se levantando e movendo o braço- obrigada.

Senti uma pequena pontada de felicidade.

-Peguem suas armas-Disse Layla.

Jade usou magia para invocar sua arma, ela é uma espada fina, mas longa, feita de prata e com alguns desenhos desde a ponta até o fim.

Isaac uma espada de algum tipo de ferro, ela tinha alguns detalhes pretos e vermelhos.

Tyler pegou um martelo de guerra de cor preta, ele era longo e tinha detalhes meio macabros.

E agora? Eu deixei minha lança no quarto.

Ergui minha mão, vejo um objeto vindo em alta velocidade. Quando minha lança vem ao chão, o impacto foi forte, que fez a neve subir e fomar uma névoa na área.

A névoa se dispersou com uma batida de palma do grande mestre. Que por acaso eu ainda não sei o nome dele.

-O que foi isso?-perguntou Isaac tossindo- e isso aí na sua mão!

-Minha lança gostou?-falei encarando minha velha lança.

Minha lança era simples, possuía o cabo preto, e as três pontas como um tridente, mas o material dela era diferente, o metal que a compunha era chamado Sapury, um metal inventado por Hefesto, mais resistente e forte que qualquer outro metal do universo, e esse metal está presente em todas as armas dos Deuses.

-Chega! Hora de vocês treinatem a força do ataque de vocês, logo o exército de Hades vira a Terra, e vocês não terão tempo para conversinhas-disse o grande mestre.

-O alvo de vocês será aquelas pedras ali-disse Layla apontando para umas pedras grandes.

Isaac nem esperou ela acabar e avançou com sua espada. Ele causou um furo profundo na pedra.

Ele recebeu os parabéns do Rafael e do grande mestre.

Tyler avançou em outra pedra, ele bateu com seu martelo, a pedra houve rachaduras, foi melhor que Isaac.

Jade só lançou sua espada e ela perfurou a pedra com facilidade.

Era minha vez, havia olhares em mim, Isaac me olhava com cautela e um sorriso sinico irritante.

Só lancei minha lança, não com muita força. As pontas da minha lança inficaram na pedra. Isaac riu da minha cara, e Rafael deu um tapa em sua cabeça.

-Não ligue para ele-disse Rafael zangado- Isaac não é por que..-Rafael parou de falar por que houve um barulho vindo da pedra.

A pedra começou a rachar e se desintegrou em pedaços. A cara do Isaac foi a melhor.

-Qual é o próximo passo Layla?-perguntei quebrando o silêncio.

-Só isso por enquanto-disse ela voltando a realidade.

-Tudo bem então, estarei na cidade, andando por aí -falei dando as costas.

-Espere!-disse Tyler.

Me virei e Tyler vinha correndo em minha direção.

-Você gostaria de se juntar a nós em um bar que a gente vai?-disse Tyler com a mão na nuca.

-Vou mas..

-Pode levar as meninas-interrompeu Tyler.

-Eu vou, mas eu não sei aonde fica -falei com fingindo ficar pensativo.

-No bairro de ferro, lá tem um ótimo bar, ou como falam, taverna-disse ele com um sorriso encantador.

-Está bem, que horas apareço lá?-perguntei.

-14 horas.

-Ok, eu irei -falei e me retirei.

Fui até as meninas.

-Ta se achando né?!-disse Verônica.

-Não, eu não preciso, não sou humano-falei em deboche.

-Ok ete, como é marte- disse ela com sarcasmo.

-O Isaac vai?-perguntou Lissandra.

-Tomara que não-falei sincero- mas se ele for, tudo bem, sei que ele vai prestar atenção em você, já que você vai toda arrumada, como uma princesa.

Lissandra ficou corada.

-Agora vamos sair daqui-falei andando.

-Ok, mas vamos para onde?-perguntou Verônica.

-Não sei, vamos vagar por aí- falei simples- lembrei, tenho que avisar Hipnos que estou na Terra, mas até esta altura, todos do Olimpo já devem saber de mim.

As meninas e eu damos uma pequena volta, Jajá era para nos encontrar na taverna. Ver a cara daquele Isaac me dá um leve incômodo, mas fazer o que, eu tenho que aturar, falando nisso, eu deixei o grande mestre para trás, a não ligo, depois eu vejo como vai ficar essa situação.

Tudo está acontecendo rápido de mais...


Notas Finais


Várias surpresas no próximo e também novidades, bjss e até a próxima<3.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...