História As crônicas de uma Hyuuga. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Personagens Originais
Tags Hinata, Naruhina, Naruto, Saiino, Sasusaku
Exibições 44
Palavras 1.095
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Está ai mais um cap.
Espero que gostem. <3
Boa Leitura!!

Capítulo 2 - Terríveis acontecimentos.


Fanfic / Fanfiction As crônicas de uma Hyuuga. - Capítulo 2 - Terríveis acontecimentos.

Sakura POV ON: 

Ino e eu caminhamos pelas ruas de Konoha até a casa de Kurenai, aquilo estava me Incomodando, nunca vi Hinata assim. 

-Ohayo meninas. - Cumprimentou Kurenai com sua pequena filha no colo. 

-Ohayo. - Ino e eu cumprimentamos. 

-O que houve? Vocês estão estranhas. - Notou ela. 

-É a Hinata. - Disse Ino. 

-Só um instante. - Ela falou virando-se para entrar em casa. - Entrem por favor. 

Aguardamos sentadas no sofá enquanto ela colocava o bebê para dormir, ela preparou um chá para nós três e sentou-se no sofá a frente. 

-O que aconteceu com a Hinata? - Pergunta ela visivelmente preocupada. 

-Ela está diferente, sinto que algo estranho está acontecendo com ela. - Faço uma pausa e respiro fundo. - Temo que ela esteja com depressão.  

-NANI?? - Ino e Kurenai engasgam com o chá. 

-Você não tinha me dito isso Sakura! - Diz Ino. 

-Porque você surtaria na hora, e a coisa mais sensata a fazer agora é resolver as coisas na calma. 

-Sakura tem razão, mas como você notou isso? - Perguntou Kurenai. 

-O jeito dela, é visível que algo está errado. 

-Eu preciso vê-la, Ino você pode ficar com Mirai? Eu e Sakura vamos até o clã Hyuuga.  

-Claro, pode deixar sensei. - Disse Ino. 

 

Hinata POV ON: 

Depois de comer e tomar um bom banho, me troquei e deitei na cama, pensando naquele sonho que tanto me intrigava, por que depois de tanto tempo sonhar com minha mãe? O que era aquele olho?  

Depois de me encher de variadas perguntas, peguei no sono. 

------ 

-Hinata querida. - Chamou minha mãe com sua doce voz. 

-Isso é um sonho. - Eu disse com as mãos na cabeça. - É apenas um sonho. - Lágrimas escorriam pelo meu rosto. 

-Você pode estar dormindo, mas estamos no seu interior, mais exatamente nos confins do seu cérebro. - Explicou ela. 

-Por que estou aqui? - Perguntei enxugando as lágrimas. 

-Como anda seu treinamento? - Pergunta ela. 

-B...bem, mas... - Ela me interrompe. 

-Só escute. - Diz ela calmamente. - Você não precisa se achar fraca querida, pois você não é... Teve uma grande importância na guerra sim, se não fosse por você... Naruto não teria seguido em frente, você deu forças para ele quando ele estava desistindo. 

-Queria ter feito algo a mais, além de um discurso. - DIgo cabisbaixa. 

-Você precisa de um pouco mais de auto confiança, noto que não adiantará eu falar quaisquer coisa contigo. - Diz ela pensativa. - Então acho melhor irmos direto ao ponto. 

-E do que se trata? - Eu pergunto curiosa, mas sem muita importância... Afinal isso é um sonho. 

-Você é uma descendente direta da família Otsutsuki, a família de Kaguya, você é a Princesa do Byakugan. - Explica ela. 

----- 

-Hinata? - Sakura chama meu nome. 

Estou no hospital de Konoha, meu pai está sentado ao lado da cama junto de Kurenai, e Tsunade me fita com um olhar analítico ao lado de Sakura. 

 

Sakura POV ON: 

Após eu e Kurenai chegarmos ao clã Hyuuga, chamamos Hiashi para conversar o que durou cerca de meia hora, falamos sobre a possível depressão da Hinata e o mesmo falou que também suspeita disso, quando ele foi chama-la para conversar conosco ela estava dormindo, ele disse que a ajeitou na cama e que assim que a morena acordasse conversaria com ela.  

Deixei Kurenai em casa e eu e Ino fomos embora, fui para minha casa e fui direto para a cama, afinal tenho que trabalhar amanhã. 

Acordei indisposta, essa história da Hinata está me deixando mais desconfortável e preocupada do que eu pensava. Tomei meu café e fui direto para o hospital. 

Duas horas depois Hiashi chega ao hospital com Hinata nos braços. 

-Meu Deus o que houve? - Perguntei preocupada. 

-Ela não acorda, já tentei de tudo. - Explica ele em meio a lágrimas. 

-Coloque ela na maca. - Instrui e assim ele fez.  

Levei ela para a emergência para começar os exames, eu e Tsunade a examinamos e chegamos a conclusão que ela estava em uma espécie de coma. Ao dar a notícia para Hiashi, ele andava ansiosamente de um lado para o outro. 

-Mas não há nada que vocês possam fazer? - Perguntou ele com um olhar que transmitia esperança. 

-Infelizmente não, ela acordará sozinha, pode levar horas, dias, semanas ou anos. - Respondeu Tsunade e vi toda a esperança de Hiashi murchar. 

-Então não era uma depressão. - Ele disse baixo, mais para ele mesmo. - Podia ser um sintoma de alguma doença, sou um péssimo pai. - Diz ele, sentando-se para se acalmar.  

-Hinata está completamente saudável, não tive tempo para examiná-la psicologicamente, mas isso pode ser resultado da depressão, mas no momento nenhuma resposta é válida até que ela acorde. - Explicou Tsunade e logo depois foi para sua sala. 

Kurenai logo chegou no hospital e Hiashi a acompanhou até o quarto, e eu os segui. Notei que Hinata estava acordando e rapidamente comuniquei a Tsunade. 

-Hinata. - Chamei-a. 

-O que houve? - Pergunta ela com a voz fraca e visivelmente confusa. 

-Você entrou em um estado de coma, não faça muito esforço. Você ficou inconsciente por mais de 12hrs, precisa comer. - Expliquei. 

Ela se calou e seu olhar estava confuso, o que será que se passa na cabeça dela? Eu poderia pedir para Ino dar uma olhada, mas seria muita invasão de privacidade. 

-Hinata, quero que você fique um tempo sem fazer nenhuma missão. - Disse Tsunade. - Já conversei com Kakashi e ele concordou. 

-Nani? - Ela disse surpresa. - Mas por quê?  

-Você não está em condições físicas e nem mentais para fazer qualquer tipo de esforço, eu espero que tenha sido clara. - Tsunade disse autoritária. 

-Hai. - Hinata apenas concordou e abaixou a cabeça. 

-Ah e sem treinamentos. - Completou Tsunade antes de sair da sala. 

 

Hinata POV ON: 

Kuso... O que está havendo comigo? Que sonhos são esses? Ao invés de subir cada vez mais para alcançar o Naruto-Kun, estou regredindo a cada dia que passa. Estou tão confusa, não sei mais distinguir se é real ou não, parece que fiquei tão pouco tempo conversando com minha mãe, quando na verdade fiquei inconsciente por mais de 12Hrs, da primeira vez não foi tudo isso. 

"Isso é só uma prova que eu lhe dou, de que você precisa me ouvir." -Ouço a voz da minha mãe. 

Mas eu não estou dormindo, como consigo ouvi-la?  

"Estou no seu interior Hinata, não sou uma ilusão" - Explica ela. "Temos muito o que conversar." 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Até a proxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...