História As duas faces de Sakura. - Capítulo 12


Escrita por: ~ e ~carameloc1998

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Karin, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shion, Shizune, Tayuya, Tsunade Senju
Tags Colegial, Drama, Gaaino, Musical, Naruhina, Revelaçoes, Romance, Sakura, Sasori, Sasosaku
Exibições 146
Palavras 4.274
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


ESPERA PASSA AQ ANTES DE LER O CAPITULO!!!!!
--------------------------------------------------------------------------
Yooooo minaaaa!
Tudo bem? Espero que sim! :)
Atrasada de novo né? É, eu sei, perdão galera.
Olha, como eu sei que vcs devem estar loucos para ler o capitulo, eu vou fazer o seguinte: Vou dar uns avisos aqui IMPORTANTES e vou deixar os detalhes para as notas finais, ok?
Então Let's Go mina!

1°) Essa fanfic infelizmente já estar chegando ao seu fim galera, só faltam agora 3 capítulos para acabar a fanfic. É né, triste...

2°) Olha galera, alguém aqui é fã de BTS? Porque eu em breve vou postar um projeto meu (fanfic) dessa categoria, e estou esperando acabar essa fanfic para postá-la, então já vou avisando que logo no ultimo capitulo da fanfic, vai ter o link da fanfic de BTS nas notas finais. Para os interessados:
Vai ser um romance hétero com o integrante da banda "Kim Taehyung" (V). E NÃO, não vai ser imagine não galera!
E pelo jeito que essa fanfic de BTS tá foda, posso dizer que vai ser a minha 2° fanfic a ser considerada PER-FE-I-TA pela autora! (a primeira é a "As duas faces de Sakura"!)

Ou melhor, eu amo todas as minhas fanfics mesmo kkkkkkkkk
Então gente, tenham uma boa leitura, espero que gostem do capitulo, por favor deem uma passadinha nas notas finais, e para finalizar: Queria agradecer a todos que favoritaram a fanfic! Leitores novos, sejam bem vindos! E aos que comentaram no capitulo anterior tb, muito obg galera, agradeço a todos vcs de coração, eu não seria nada sem vcs gente <3

Capítulo 12 - Eu te odeio, eu te amo.


 "Eu te odeio, eu te amo

Eu odeio que eu te ame

Não quero"

---

Depois daquela noite, eu não só dormir feliz como também conseguir ter uma ótima e tranquila noite de sono. E tenho que admitir, eu sonhei com o Sasuke! Eeeeh. Acordei com a porca da Ino me balançando e chamando meu nome desesperadamente. Sério, cheguei até a ficar assustada com aquela agitação toda.

"O que foi, o que foi? Quem morreu?" acordei totalmente atônica, mas essa fala aí que eu dei foi meio que sem pensar. 

"Iai, como foi sua noite com o Sasuke? Bora logo conta tudo testuda, e com detalhes ok? E não adianta dizer que não teve nada demais pois aquela beijo na "boate" diz que não foi bem assim!" disse a loira só faltando agora gritar de tão desesperada e histérica que estava!

Aff, sério, me acordou por causa disso? Só você mesmo Ino! E olha que eu estava até sonhando com o Sasuke, até você me interromper porca! 

Olhei para Ino com cara de tacho, em seguida olhando para o relógio ao meu lado, que marcavam 5:30 da manhã. Aaah, estar cedo ainda.

"Ino, são cinco e meia da manhã, vai dormir vai..." falei para a loira, a deixando nervosa e simplesmente ignorando tudo que ela disse a poucos minutos atrás. E de uma certa forma, acabei me divertindo ver Ino com aquele biquinho de criança indignada, era uma coisa que eu achava infantil e fofo nela. 

"Já chega Sakura Haruno." Ino se levantou de cima de mim e foi direto para as janelas (tinham três) e abrindo de imediatos as cortinas, deixando os raios solares entrarem no quarto, deixando para mim a única solução para tirar aquela luz de meu rosto (incomodando o meu sono), era pegar o travesseiro e enfiar a minha cara. O que não deu muito certo já que acabei agora ficando com faltar de ar. "Sakura, para de ser chata e mata logo a curiosidade de uma amiga totalmente desesperada sua. Poxa, eu não estou conseguindo dormir pois não consigo parar de pensar nisso!"

Tirei a minha cara do travesseiro e, quando eu ia falar algo, fui interrompida pela Hina.

"Aaaah..." bocejou a morena estava acabando de acordar. "Gente, o que estar acontecendo? E que horas são em?" disse Hinata sonolenta.

Aaaah, porca maldita, viu o que você fez? Acordou a minha bonequinha! Sua loira oxigenada!

"Viu o que fez? Está fazendo tanto drama que até acordou a Hina." e sem dúvida foi porque abriu as cortinas, já que tinha uma janela em frente a ela (e também tinha uma frente a mim.).

"Tá tá, mas chega de enrolação. Fala logo como foi sua noite com o Sasuke que eu prometo que deixo em paz. Mas por favor, fala." disse a loira já se humilhando, pois estava já ajoelhada, em uma posição como se estivesse rezando.

"Ok, eu conto tudo Ino." disse já me rendendo a loira, que deu pulinhos de alegria. E além do mas, eu já não tinha nada melhor para fazer, graças a ela, pois o meu amado sono eu já perdi, droga!

***

Contei tudo sobre a noite passada, sem deixar nenhum detalhe em vão e, vocês acreditam que a Ino exigiu até mesmo as falas? Tipo, o que eu disse a ele e ele a mim em tal momentos e tals. E cara, até mesmo a Hinata estava interessada no assunto (mas admito que isso não foi surpreendente vindo da parte dela.).

Bem, agora eu estou na cozinha ajudando a minha mãe, pois até onde eu me lembre, eu fiz um acordo com a diretora Tsunado: Eu poderia ir de graça no acampamento, se em troca eu ajudasse a minha mãe na cozinha. E é isso que eu estou fazendo agora, a ajudando nos preparativos do café da manhã da galera. E ah, inclusive, até que aquela presepada toda da Ino prestou para alguma coisa, pois caso contrário eu não teria acordado cedo e não teria perdido o horário.

Estava terminando de mexer no suco de uva, até que minha mãe se pronuncia. 

"Iai filha, não tem nada para me contar não?" disse Mebuki me olhando enquanto secava alguns copos. Eu a olhei confusa.

"Não mãe, porque?" perguntei, e como já tinha terminado com o suco, eu peguei outro copo e comecei a enxugar também.

"Ah, não nada." falava a mesma como quem realmente não queria nada (fingindo). "Acontece que eu achei... sei lá, que você poderia está namorando algum rapaz escondido de mim, quem sabe..." nessa momento ela me olhou, como se estivesse esperando alguma reação minha que a afirmasse isso.

E pior que acabei dando sim essa reação, porquê por causa do susto, acabei derrubando o copo que eu estava segurando, o deixando se quebrar e despedaçar todo do chão.

"Me-me desculpe." falei envergonhada e começando a catar alguns cacos de vidro grande que estavam no chão.

Aí merda, droga, como eu pude me esquecer de contar isso a ela? Ela com certeza deve estar bem chateada por não ser a primeira a saber que acabei tendo o meu primeiro beijo.

Droga, bela filha você é, Sakura!

Eu ainda estava catando, até que minha mãe também se abaixa e segura minhas mãos, me impedindo de continuar a catar, me fazendo a olhá-la.

Então ela começa.

"Sakura, porque não me contou isso antes? Olha eu sei que hoje em dia as meninas adolescentes contam esses tipos de coisa para as amigas primeiramente mas... poxa, custava ao menos ter me contado depois? Eu sei que esses dias foram corridos tanto para mim quanto para você mas, nem quan..." a interrompi.

"Mãe, a gente não estar namorando não, ok? Digamos que estamos apenas... nos conhecendo." falei tentando explicar para ela a situação. 

"Ah, mas então..." ela parou para pensar e, acho que ela se tocou de alguma coisa pois o olhar que ela me lançou com certeza não foi dos melhores. "Haruno Sakura, não me diga que você está ficando piriguete? Por quê minha filha eu juro..." a interrompi novamente. 

"Eita mãe, calma, claro que não! Eu só estou conhecendo ele. E outra, foi ele que me beijou, foi de surpresa. E além do mais, vai me dizer que você também não tinha as suas paqueras na minha idade? Hum."

Enquanto eu falava eu aproveitei e me levantei, ficando agora em pé. Minha mãe fez o mesmo.

"Bem, ter eu tinha, mas eu não ficava com ninguém sem ser sério. E mesmo que eu quisesse, era bem difícil pois seu avô era do tipo bem ciumento, e todo cara que eu namorava ele rejeitava. Tinha sempre um defeito no garoto, era incrível como seu avô criticava. E pior que tinha algumas que ele até acertava. E olha que, eu conhece o seu pai através dele," eitaa, lá vem ela com a sua história de como conheceu o papai de novo, aff! "pois ele tinha um amigo que tinha um filho que era da minha idade, seu pai no caso, e seu avô falava sempre que o queria como genro. Até que um dia, eles nos apresentou, e Sakura minha filha, eu tenho que dizer, o seu pai era um pedaço de mau caminho daqueles que jesus amado! Juro que fiquei de queixo caído quando ele me disse que era solteiro!"

Dizia Mebuki com os olhos já brilhando só de lembra. Aaaah, mamãe safadinha, haha!

Ela continuou a história após acabar o seu "flashback".

"Mas bem, o seu avô sempre me dizia que ele era solteiro, mas era eu que nunca prestava atenção no que ele falava, porque eu não acreditava que seu pai fosse tão bom assim como ele falava, eu achava que ele estava exagerando sobre o rapaz. E sem falar que eu odiava quando ele dizia que eu tinha um péssimo gosto para homens! E eu também estava naquela fase em que só enxergava os garotos quando eram bonitos, então nem me pergunte por quantos caras eu já me "apaixonei" porque nem contar nos dedos vocês vai conseguir meu bem! Mas enfim, eu e Kizashi acabamos nos gostando um do outro logo na primeira vista um do outro, nos conhecemos melhor conversando e tivemos o nosso encontro. E após assumirmos namoro entre nossas famílias, nós perdemos a nossa virgindade juntos! E quatro anos depois nós te temos, a gente tinha vinte e um anos nessa época. E olha que você não tinha sido programada, eu e o seu pai nesse dia que esquecemos de usar o preventivo. Mas nem mesmo pelo susto de ter uma gravidez não programada eu deixei de te querer, minha felicidade foi maior ainda no dia em que descobri que era menina. E Sakura você era tão branquinha quando era bebê, que me lembrava até aquela princesa..."

"Tá tá mãe, eu já entendi tudo, você já me contou essa histórias mais de mil vezes, eu já sei de tudo ok?"

Nossa, caramba, se eu não me intrometer ela não vai parar de falar hoje!

Ela me olhou sorrindo abobada. Sabe aqueles sorrisos abobados que toda mãe dá ao relembrar da primeira vez que pegou o filho em seus braços? Então, era esse tipo de sorriso que ela estava me lançando agora.

"Tá, ok, chega de falar do passado por hoje! Vamos tentar focar um pouco agora no presente, que é sobre esse rapaz que você está interessada. Mas me diz filha, como é o beijo do Sasuke?" perguntou Mebuki com uma cara de quem estava super interessada!

"Pra ser sincera? É sensacional!"

E nessa parte, não nos aguentamos, demos aquelas risadinhas histéricas de quando uma mulher está totalmente empolgada com o assunto!

"É mas também levando em conta que esse foi o meu primeiro beijo e ele parecia ser mais... experiente!" falei meio decepcionada, e minha mãe me olhou como quem não sabia o que dizer.

"Ah, mas Sakura, isso de ele já ter namorado ou beijado outra garota, isso não quer dizer que ele não seja um bom rapaz, ou que você não possa tentar algo com ele. Certo? Até porque minha filha, o Sasuke tem vinte anos, então eu acho super normal que um rapaz bonito daquele já tenha namorado ou ficado com uma garota." e foi quando eu ouvi essa fala, que quase de imediato eu olhei para minha mãe, com uma expressão de espanto. E ela me olhou confusa, sem entender nada. "O que foi?"

"Como assim o Sasuke tem vinte e dois anos? Eu jurava que ele tinha a minha idade!" falei ainda meio que sem acreditar.

"Ah meu amor, todos nós achávamos que ele tinha dezessete ou dezoito anos de idade. Eu e a diretora Tsunade também achávamos isso, até que eu perguntei ao mesmo a sua idade e ele me respondeu que tinha vinte e dois anos."

"Ah, nossa." falei ainda meio abobada, afinal eu não imaginava que o Sasuke fosse cinco anos mais velho que eu!

***

Eu estava voltando para o meu dormitório, já tinha acabado de fazer meus afazeres na cozinha, então como por enquanto que ainda não tinha nenhuma aula nem nada para fazer agora, deixei para ir ficar no meu quarto e tentar pensar em alguma música boa para compor. Até porque, além de ainda ser nove e quarenta e cinco da manhã, eu ainda não consegui compor nada para a apresentação da competição musical do acampamento, e isso sem sombra de dúvida era ruim.

Estava quase chegando ao meu quarto, quando eu sinto uma mão forte me puxar pelo braço, me trazendo para trás de uma árvore. Os braços da pessoa se entrelaçaram em volta da minha cintura, me puxando mais para essa pessoa, colando minhas costas sobre seu peito. E quando eu virei meu rosto para ver quem era o engraçadinho, o mesmo parecendo que era de imediato, me beijo, me pegando totalmente de surpresa!

Furiosa, na mesma hora empurrei com força o sujeito! E eu ia dá um belo de um tapa na sua cara, até que...

"Opa, espera ai, calma! (gritou)" até que eu vi que era na verdade o Sasuke! O mesmo já estava com as duas mãos escondendo o rosto, tentando se proteger do tapa que eu ia dá, mas que acabei não dano.

"Sasuke?" falei o olhando. "O que pensa que está fazendo?"

"Eeh... bem, eu..." dizia ele um pouco nervoso. "É que bem, depois da noite que tivemos ontem, eu achei... sei lá, que a gente podia... ficar, sabe?"

Opa, calma aí.

"Mas, você diz ficar... em que sentido? Tipo, sem compromisso?" perguntei tentando entender.

"Ah, tipo isso, não sei." ele se levantou. "Mas antes vamos voltar a..." dizia ele se aproximando de mim, mas eu dei dois passos para trás, colocando a mão sobre seu peito para ele não se aproximar mais.

"Não, calma ai, como assim 'tipo isso'? Olha Sasuke já vou logo avisando que se não for ter nada sério e isso ser só passatempo eu já vou logo avisando que já vamos acabar tudo por aqui."  falei o olhando séria, mas no fundo, eu estava muito desapontada. Poxa, logo agora que eu achei que enfim eu tinha achado alguém, eu descubro que na verdade ele só me queria como sua "ficante"! Droga. Pronto, será que alguém pode me dizer onde eu posso pegar o meu prêmio de maior azarada no amor do ano?

"O que? Não, olha Sakura, não é que eu não queira nada sério com você, mas acontece que eu não sei bem o que eu estou sentindo por você. Não sei se isso é só atração física ou algo do tipo, até porque a gente só se conhece a alguns dias. Mas eu só sei que eu não consegui tirar o nosso beijo da minha cabeça a noite toda!" dizia ele me olhando no olhos, e para ser sincera, eu senti sinceridade sim nas suas palavras.

Não estou pedindo para que ele diga que me ama ou que já senta algo forte por mim agora porque é como ele mesmo disse: Nós só nos conhecemos a alguns dias. Mas se for só para ficar ou algo do tipo de pegação física ai também não, pois vai saber se eu não estou me enganando e ele tá falando essas coisas só para me convencer a querer "ficar" com ele?

Ai, droga, a minha mente está uma confusão agora!

Sasuke estava mais uma vez se aproximando, ele tentou me beijar, mas eu o impedir colocando novamente a minha mão firme ao seu peito. E como eu acabei dando passos para trás, acabei batendo as costas na árvore, e ele acabou me presando contra a mesma.

"Sakura por favor..." ele estava insistindo.

"Não Sasuke, se for para a gente tentar ter alguma coisa séria, vamos com calma!" falei ainda o segurando contra o peito, o impedindo de se aproximar mais, mas acontece que ele é mais forte que eu poxa!

"Sakura só um beijo não vai matar ninguém, por favor!" Sasuke ainda insistia, e agora estava querendo me beijar a força, mas foi um beijo de imediato, feroz, bom, mas mesmo assim eu ainda tentava o empurrar, mas ele me segurava com força e eu não conseguia me soltar. Fiquei ainda mais trêmula e assustada quando senti a sua mão apertando a minha bunda. E ah, agora sim essa situação estava imperdoável!

Mas esse beijo não durou nem quinze segundos, pois Deus acabou mandando um anjo para me salvar! (Oh milagre senhor!)

"Ei, será que você não ouviu que ela está pedindo para você parar?"

Do nada apareceu um garoto, colocou a mão no ombro do Sasuke e o puxou com força para trás, o fazendo me soltar e cair ferozmente no chão (de costas). Eu não vi quem era que tinha feito isso de inicio, só sabia que era homem pela voz grossa. E pelo jeito que ele puxou o Sasuke com força, parecia até que estava irritado. E quando eu olhei para ver quem era, os meus olhos se arregalaram na mesma hora em que eu os pus sobre ele!

Era o Sasori!

Espera, como assim ele está me salvando? É sério isso? Porque o Sasori que sempre se mostrava ser para mim, nem se importaria com o que acontece ou não comigo.

Será que apesar de tudo ele tem coração?

Bem, disso eu sempre soube, mas ele nunca deixou isso transparecer nem para mim e nem ninguém. E agora, o vê ali me defendendo, me bateu um sentimento de alegria tão forte, que sem querer acabei soltando num sorriso bobo dos lábios.

Até que acabei voltando a triste realidade.

"Ei, porquê fez isso idiota?" perguntou Sasuke furioso.

"Pelo mesmo motivo que eu vou acertar um soco na sua cara se fizer isso de novo." falou Sasori, e pelo seu tom de voz, ele estava bem furioso. E autoritário, mas isso não é novidade!

"Oras seu..."

Sasuke ia continuar, mas foi interrompido por um grito.

"Sasuke, venha aqui por favor, preciso de uma ajuda sua urgente aqui!" Era o Itachi, seu irmão, ele o gritou de longe.

Sasuke se levantou e o respondeu. "Já vou." gritou o emo. Antes de ele seguir caminho, ele e Sasori tiveram uma troca de olhares nada boas. E quando Sasuke direcionou seu olhar em mim, que também o olhava, ele se aproximou de mim e disse "Desculpa". Sasori ao ter ouvido o seu pedido de desculpas para mim, fez uma cara, de como se tivesse acabado de ouvi algo ridículo ou patético. E após dizer isso, seguiu caminho, sem olhar para trás, mas de cabeça baixa.

"Ah, desculpa? Sério?" falou Sasori após vê Sasuke e Itachi se distanciando. Eu o olhei confusa.

Sabe, eu acho que ainda não consegui cair na real de que Akasuna no Sasori, tinha me defendido pela primeira vez desde que eu tinha posto meus pés naquele colégio. Era simplesmente surpreendente!

Mas, surpreendente mesmo foi o que eu tinha o respondido. Eu sinceramente não tinha acreditado como que aquelas palavras tinham conseguido sair pela minha boca...

"Bom, pelo menos ele se desculpou pelo que fez, diferente de gente que faz o que faz com os outros mas nem pedir desculpas essas pessoas pedem." sim, eu falei isso mesmo! Não sei de onde eu arrumei coragem mas eu o falei isso.

"É, verdade." falou o ruivo como fosse alguma coisa simples, como se nem tivesse percebido que eu estava me referindo a ele e o seu grupinho. "Olha Sakura, eu sabia que você era certinha, mas não que você era mau educada. A gente agradece as pessoas pelo favor ou ajuda que elas fazem, lesada." disse Sasori com uma cara emburrada, como se realmente tivesse esperado o meu "agradecimento".

Sasori estava estava já se retirando, até que eu chamei.

"Espera Sasori." gritei, o fazendo parar de caminhar, virando seu rosto para minha direção e me encarando com a maior cara de tacho, esperando eu prosseguir... "Afinal, por que você fez isso? Por que me defendeu?"

Eu não podia deixá-lo ir sem antes eu saber disso...

"Como assim? Você acha que eu nunca faria isso por uma garota?"

"Não, é que, bem, sei lá, você fazer isso por mim, é até estranho..." sem querer acabei dando um sorriso de canto ao falar isso. Sei lá, de uma certa forma eu estava até feliz por isso...

Sasori ficou me encarando por uns curtos e mínimos segundo, até que do nada surge um sorriso em seu rosto. Mas, para o meu azar, era maldoso.

Em um movimento rápido, o ruivo colocou uma de suas mãos no meu cabelo e a outra na minha cintura, e me presou brutalmente sobre a árvore, fazendo minhas costas baterem com força na mesma. Sasori ainda com sua mão no meu cabelo, ele o puxou para trás, me forçando a encará-lo (já que ele era mais alto). Se aproximou do meu ouvido e sussurrou, com a voz rouca:

"Não pense que só porque eu te safei dessa quer dizer que eu serei legal com você, porque o que eu fiz por você eu poderia fazer por qualquer outra garota. E além do mais..." Sasori passou seu nariz no meu pescoço, o cheirando suavemente. "Se bobear, eu posso acabar até querendo algo em troca pelo favor que eu te fiz." ele depositou um beijo no meu pescoço, me fazendo me sentir... suja, usada, ainda não sei bem qual é a palavra que especifica bem como eu me sinto quando Sasori faz isso comigo, só sei que é mais ou menos assim que eu me sinto.

No mesmo momento que ele beijou meu pescoço, indignada, o empurrei com força, só não caiu porque o desgraçado conseguiu se equilibrar, e eu já podia sentir as lágrimas escorrendo sobre meus olhos, de tanta tristeza e decepção...

"Por que..." comecei a falar, atraindo a sua atenção para mim, mas com a voz fraca, pelo choro. "Por que você está fazendo isso comigo? Afinal o que foi que te fiz para você me tratar assim? Aliais, não só você, mas também os seus amigos, o que foi que eu fiz para vocês?!" na parte do o que foi que eu fiz para vocês eu tinha gritado, gritado o que estava entelado na minha garganta durante todos esses ano, na esperança de agora enfim eu ter uma resposta...

Sasori me encarou com uma olhar, que simplesmente não transmitia o que ele estava sentindo ou para ter uma ideia do que estava pensando, ele estava sem expressão, me fazendo odiar ainda mais ele e toda aquela merda situação. E antes que eu pudesse pensar em qualquer outra coisa, fui distraída ao ouvir sua voz.

"Então você quer saber o que você me fez?" Sasori então começou a se aproximar, caminhando até mim e parando na minha frente, e ele ainda mantinha aquela face sem expressão, me deixando ainda mais irritada e com puro ódio dele. O ruivo se aproximou do ouvido, e nesse momento que eu podia sentir o meu coração a mil, disparado, ansiando pela aquela resposta, a que eu estava querendo saber durante todos esses anos, até... "Você nasceu. Sua existência é simplesmente desprezível na minha vida."

E foi a partir daquele momento, após ouvir aquela fala, que eu podia dizer que eu estava destruída, acabada, era como se ele tivesse enfiado uma faca no meu coração e o mundo tivesse acabado para mim. Como se tivesse evaporado do nada todas as razões sobre o por que de ser feliz.

Aquilo com certeza tinha me destruído.

Fraca, acabei caindo, deslizando sobre o tronco da árvore e caindo de bunda no chão. E era notável que mais lágrimas escorriam dos meus olhos. Sasori tinha se assustado com a minha queda, e quando se agachou para me ajuda, mostrando enfim está preocupado, eu com toda raiva do mundo dei um tapa na sua cara, deixando a marca de minha mão em seu rosto, fazendo o ruivo me olhar espantado.

"Sai daqui." falei com a voz fraca, amargurada. Ele me olhou confuso, como se não tivesse entendido o meu pedido. "Você não ouviu não? Sai daqui!" na segunda frase eu gritei, me levantei e continuei a gritar. "Sai! Sai daqui agora seu merda, eu te odeio!" gritava enquanto eu o empurrava, ele dizia 'calma Sakura, calma' tentando ficar ali, até que eu já perdendo a pouca paciência que eu tinha naquela, peguei uma pedra do chão e o ameacei de acertá-lo.

Assustado, o ruivo saiu correndo, me deixando agora sozinha.

Sozinha...

Era assim que eu me sentia agora. Sozinha, menosprezada, acabada... e com raiva! Acima de tudo, com raiva!

Raiva de mim, raiva do Sasori, raiva do Sasuke, que se não tivesse feito aquela merda, a gente não estaria passando por isso. E raiva do mundo, por ter me colocado em si!

Afinal, para que viver se for para sofrer? Antes morrer!

Eu, já percebendo que ficar ali chorando e xingando a vida e ao mundo por ter nascido, não ia adiantar de nada, decidi ir para meu quarto, toma um banho, vê se conseguia esfriar a cabeça!

***

Estava tomando, sentindo a água morna cair sobre meu corpo, me trazendo uma sensação boa de paz e tranquilidade. Aaaah, se só o chuveiro me deixa assim, imagina uma banheira? Séria o paraíso!

"Mas é Sakura, você só anda se iludindo. Primeiro o Sasori, depois o Sasuke, e agora uma banheira? Você é ridícula mesmo! Só sonha com o que nunca vai ter!" falava o meu subconsciente. Esse era um infeliz que adorava jogar as coisas na minha cara sem nem um pingo de pena!

Mas, parando para pensar aqui agora, que culpa o Sasori tem? Como eu pude julgá-lo de uma coisa que ele nem tem noção do que fez?

Ele podia sim ter noção que aquelas palavras que ele me disse poderiam sim me machucar.

"Então você quer saber o que você me fez? Você nasceu. Sua existência é simplesmente desprezível na minha vida." lembrei-me das palavras que ele me disse. As que mais me machucaram.

Mas ele com certeza não tinha a noção da força do impacto que elas poderiam ter em mim.

Eu criei essa ilusão, eu criei essa fantasia. O Sasori nunca demonstrou gostar de mim, e muito menos me amar, então não faz sentido eu gostar dele.

Mas de uma coisa eu tenho certeza, que eu o amo. Aaah, mas eu o amo! Amo tanto que até dói.

Mas ao mesmo tempo, o odeio. O odeio por me odiar, o odeio por me menosprezar. O odeio por não me amar...

Aaaah Sasori, eu te odeio, eu te amo. Eu odeio que eu te ame, não queria, mas eu te amo.

E isso só o tempo pode mudar... 


Notas Finais


Olaaaaa
Iai, gostaram? Mereço comentários? Bem eu espero que sim né :)

- Explicação do atraso:
Se o meu motivo do atraso foi a recuperação? GRAÇA A DEUS, NÃO! O motivo do atras que eu andei viajando esses dias e eu acabei ficando sem tempo para escrever os capítulos das fanfics eeeeeh! E as vezes eu até ficava sem internet, mas a net n é desculpa! Mas enfim galera, eu voltei para minha casa e eu prometo que todo tempo livre que eu tiver vai ser usado para escrever os capítulos DAS FANFICS (isso mesmo, DAS, pq não tem só essa para atualizar não gente espera aê! Vcs tiveram o momento de vcs q a fanfic de vcs atualizada, agora deixa os leitores das minhas ouras fanfics tb ter né galera? :D )

Bom gente, obg por toda a paciência e compreensão que vcs andaram tendo comigo, muito obg, agradeço vcs de coração, e eu fiz esse capitulo para vcs com muito carinho e espero que vcs gostem!

~Bjss e até a próxima atualização galera!
(A AUTORA VOLTOU PÓ :D )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...