História As Filhas da Noite - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias David Henrie, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Laurinah Camally
Exibições 29
Palavras 1.526
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


mais uma cap procês
se vocês ignorarem os erros vai dar tudo certo
peguem leve comigo... minha primeira historia da vida

Capítulo 6 - Normani Kordei Lauren Jauregui


P.O.V Dinah 

 

Confesso que não acreditava em uma palavra de Ally mas, depois daquele episodio eu comecei a repensar minha vida. Quando meu pai contou sobre minha mãe não acreditei muito, ache que fosse delírio dele, mas agora vejo uma fada na minha frente, minha irmã!!! Será que eu também sou diferente?  

Porra, minha irmã era uma fada.... e essa Camila? O que ela tem? Minha pequena fairy parece desconfiar de algo, tá certo que ela pode ver além dos olhos normais... to começando a me sentir inutil... 

Depois dessa eu quero mais do que nunca voltar pra África... mas que porra é aquela na sala?? 

-Carai, não na minha frente né? Bem atrevidinha você Camila... 

 Minha irmã acaba de se transformar e aquela piranha já se joga querendo se aproveitar da inocência da Ally? 

-Dinah!! - ouxi, a Ally ta com raiva?  

-Eu estou fazendo meu papel de irmã - falo e me coloco entre as duas. 

-Argh – acho que estou me arrependendo de ter interrompido '-' Ally está brilhando de raiva chegaria a ser fofo se não fosse assustador. 

Nesse momento Camila chega por traz da Ally e apoia sua cabeça sobre a dela, sussurra alguma coisa e ela  se acalma. Acho que estou perdendo minha irmã... 

-Precisamos ir Ally já está anoitecendo...  

-Espera gente... - Camila chama nossa atenção - minha amiga está pra chegar. 

-Que amiga? - Ally 

-Vocês lembram que eu disse que conhecia uma pessoa que poderia nos ajudar quando fossemos pra África?  

-Sim, o que tem ela? - eu perguntei. 

-Já era pra ela ter chegado. Ela veio de Atlanta, Geórgia. Mas não se enganem ela e natural da África e é meio 'selvagem'... 

  ..... 

Depois de um tempo a campainha toca e Camila corre pra atender a porta. 

-Mani!!! 

-Sirena!!! - essa Normani... eu não sei o que dizer. Que mulher era aquela? 

-Mas que porra é essa??? - Normani grita apontando a Ally – festa a fantasia que não é!!! Isso é real demais... 

-Ops – Ally rapidamente esconde as asas. 

 

P.O.V Normani 

 

Quando eu recebi a ligação de Camila me contando sobre as duas amigas dela e o que elas planejavam, eu não pensei duas vezes arrumei minhas coisas, sai do meu emprego, tranquei meu apartamento e pé na estrada. Bem louca, eu sei. 

A propósito, eu me chamo Normani Kordei Hamilton, tenho 18 anos, já terminei o ensino médio e não pretendo fazer faculdade tão cedo. Me mudei pros States quando tinha 6 anos com meu pai. No começo foi difícil e ainda é, nunca me acostumei com esse país. Selva de pedra e animais de verdade em zoológicos. Eu estava juntando uma grana pra fugir de volta pra África e viver lá o resto dos meus dias. 

Meu pai? Não sei dele, ele nunca parava em casa por causa do seu emprego, por esse motivo sai de casa aos 16 e sempre que nos víamos era uma briga, e eu sei o porque: eu era idêntica a minha mãe e sempre queria saber dela, mas ele nunca me contava. A única lembrança dela: o colar de ametista que meu pai lhe deu de presente de casamento. Ele dizia que era a única coisa que ele tinha do seu povo e deu a ela como sinal de amor. 

Agora tenho a chance de voltar e vou agarra-la com unhas e dentes. Quando chego na casa de Camila vejo uma fada??? Isso é impossível não é? 

-Mas que porra é essa??? Festa a fantasia que não é!!! Isso é real demais... - aponto para aquele ser tão pequeno e magico. 

-Ops - ouço ela dizer 

-Deixa eu respirar – entro e sento no sofá. 

-Então meninas essa é a Normani Kordei a amazona que vai nos levar até o coração da África... - Camila fez cara de suspense. 

-Oi eu sou a Ally. 

-E eu sou Dinah. 

-Prazer em conhece-las – eu disse - então você é a princesa?  

-Sou eu mesma – Dinah sorri pra mim. 

-Não se preocupem gente eu já contei tudo a ela. Vamos subir pro meu quarto meus pais e Sofia estão pra chegar. - Camila disse me ajudando com as malas. 

Entramos no quarto da Camila e começamos a discutir sobre como iriamos e como entraríamos na África já que, a Dinah era menor de idade ainda. Noto um colar de ametista no pescoço de Dinah. 

-Seu colar... é de ametista?  - pergunto a ela. 

-Sim, meu pai adotivo disse que minha mãe me deu enquanto eles fugiam. 

-Olha - eu disse mostrando o meu a ela - são idênticos. De que lugar da África você veio? 

-Do coração - Dinah me respondeu e um arrepio percorreu minha espinha. 

-Minha nossa... meu pai também veio de lá. Ele me disse que seu povo havia desaparecido. Então foi pra Namíbia onde se casou com minha mãe. 

-Oi?? Seu pai veio de Dakaria? 

-Não sei, ele nunca me conta as coisas direito. 

-Pera ai Mani – Camila olha pra mim e depois pra Ally – de que lugar seu pai veio?  

-Ruanda – eu respondi. 

-DJ... - Ally parecia atônita - é o mesmo país em que se localiza Dakaria...  

-Coincidência? - Camila pergunta. 

-Não - Ally responde – isso se chama destino. E vem muito mais por ai. 

-Nossa Ally... tão mítica...  

-Deixa eu ver se entendi – Dinah levanta e voz – seu pai nasceu em Ruanda? 

-Sim, ele nunca conta por que seu povo desapareceu, nem como foi ou como ele escapou. Ele ta cercado de mistérios nem seu emprego eu sei qual é. 

-Depois dessa eu não quero ficar nem mais um dia aqui – Dinah se levanta – vamos fairy precisamos arrumar nossas malas. 

-Mas e a escola Dinah? - ally pergunta. 

-Simples: foda-se a escola. 

-Eu vou falar com meu pai – Camila as acompanha até a porta – vou dizer que preciso de um dos barcos pro meu aniversario. Vocês precisam estar prontas amanha. Arrumem tudo hoje. Partiremos a qualquer momento. 

-Ok, se cuida Camz – Ally disse. E elas vão embora. 

-Camz? - perguntei  

-Qual o problema? É só um apelido – Camila sorri sem jeito. 

-Shiiiii a fadinha conquistou uma sereia??? É isso mesmo? 

-Para Mani... - Camila corada?  

-Nossa... por essa eu não esperava. E você já contou pra ela?  

-Eu ia contar amanhã... 

-Bem no dia da sua total transformação? Você é louca mesmo. 

    ..... 

P.O.V Dinah 

 

Vamos combinar que esse ano está bem louco. Primeiro essa Camila depois meu pai lança uma bomba depois Ally e sua magia e agora essa Normani Kordei. 

Eu não sei o que pensar.... mas sou interrompida por um quase grito da Ally 

-Dinah olha aquilo – Ally aponta para nossa casa em chamas desesperada. 

-Meu Deus... - eu estava tonta. Meu pai, será que ele está bem?  

Eu e Ally vamos correndo em direção a casa mas somos empurrada para um beco e jogadas numa van preta. 

-Caralho!! - alguém cobre minha boca com a mão. 

-Shhh!!! Fica quieta eles estão procurando vocês – uma voz feminina no meu ouvido. 

-Ally cadê você? - pergunto e ela segura minha mão. 

-Estou bem. 

-Olha aqui sua louca retardada – a voz de novo sussurra no meu ouvido – você sabia que não pode sair por ai contando seus planos a ninguém?? 

-O que? - eu pergunto confusa. 

-Sabia que esta sendo muito difícil pra mim tomar conta de você? São tantas brechas que eu as vezes perco o controle. 

-Não estou entendendo... 

Não tive tempo de ouvir suas explicações, de repente vários homens de preto cercam a vã. 

-E lá vamos nós - aquela voz suspira. 

-Saiam daí agora mesmo!!! - uma voz grita para nós  

-OK, Allyson você já pode abrir suas asas. Você sabe voar não é? 

-Sei sim. E pra onde nós vamos? - Ally não parecia preocupada com aquela estranha. 

-Espera ai Ally. Voce vai dar ouvidos a essa louca?  

-Essa louca aqui está tentando salvar sua pele. Se segura em mim Dinah. Ally me segue ok? 

-Ok 

-Porra, alguém pode me explicar alguma coisa? 

Ninguém respondeu nada. De repente aquela estranha empurrou a porta da vã e saiu correndo em direção aos homens e começou a lutar contra eles. Ela desviava dos golpes como se estivesse dançando e ao mesmo tempo desferia golpes nas partes vitais daqueles homens fazendo eles caírem desacordados. 

-Pronto vamos – ela vem em nossa direção. 

Ally se prepara pra levantar voo. 

-Seria pedir muito uma explicação? Minha casa pegou fogo!! Meu pai pode estar morto... - senti lagrimas em meus olhos 

-Eu explico tudo o que você quiser mas agora temos que ir. - eu não conseguia ver o rosto dela. - me de sua mão - eu peguei sua mão e em um movimento rápido ela me pega no colo. - Vamos Ally. - ela tinha asas!!! Eita porra, era moda ter asas agora? 

-Você também voa... - eu disse a ela. 

-Claro, como eu poderia chegar tão rápido perto de você?  

-Quem e você afinal? - perguntei enquanto voávamos. 

-Meu nome é Lauren Jauregui, da terceira ordem de anjos guardiões. Sua mãe mandou eu ficar de olho em você, e ela estava certa.... 

-Minha mãe? 

-Sim ora pois. 

Como eu me sinto?? Morta feat. Enterrada.


Notas Finais


então é isso...
flww ja vou..
^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...