História As Garotas Humilhadas - Capítulo 16


Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Colegial, Drama, Gaaino, Naruhina, Naruto, Revelaçao, Romance, Sasusaku
Exibições 280
Palavras 1.842
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


(Não é capítulo extra!)

Oi Oi, genteeeeee!
To aqui para mais um capítulo delicioso e quentinho para vocês!😎😂

Eu sei, eu Sei. Demorei bastanteeeeeeeeeeeee para postar. Me desculpem mesmo! Eu estou tendo muito trabalhos para fazer!😥😣

Hoje vai ter personagens novooooos! Agradecimentos [email protected] Sama, aquela diva divosa. No grupo ela deu essa ideia de as garotas sugeriram ou criassem, seus personagens. E bom, aqui está alguns personagens!

Créditos [email protected] Cat, pela capa. Eu tava muito enroladex , e ela me ajudou muuuuuuuuuito! Obrigada Nyah, a capa ficou maravilhosa!😍😊

Espero que gostem, e boa leituraaaaaaaaaaaaaaaaa!!😐😇

Capítulo 16 - O Riso de Arlequina


Fanfic / Fanfiction As Garotas Humilhadas - Capítulo 16 - O Riso de Arlequina

Relembrando:

- Não a nada que eu saiba sobre elas. Só dá existência delas! — Virei-me, olhando em seus olhos.

[...]

- Não acredito em sua palavra... — Disse, vendo ele abrindo a boca para falar alguma coisa. Mas, o interrompi. — Mas, eu falarei tudo o que eu aprendi, sobre as jóias, em Atillan...

[...]

- Se você tem a Mente você tem a Realidade. — Arlequina Murmurou.

- O Tempo é uma forma de Poder. — Viúva disse, olhando para nós duas.

- O Espaço forma a Alma. — Complementei com a frase que ele havia falado para mim.

[...]

“Vamos fugir hoje mesmo daqui!” — Telepátizei.

[...]

Atualmente,  narrado por Arlequina:

Por pensamento, Ino foi montando o plano. Ela separou cada parte para cada uma. E adivinha eu vou ter que distrair esses “Heróis”.

“E melhor você se sair bem!” — Ino mesmo de longe, me olhou com aquele olhar...

“Querida, você está falando com Arlequina Diva de Maravilhosa!” — Telepazei, vendo a mesma revirar os olhos.

“Queria o que? Eu sou a Arlequina. Hellooooooo!”

“Tá mais começa logo!” — Sakura apareceu entrou na conversa mentalizada, me advertindo.

Respire fundo. Tio Rápido estava a vigiar a gente, Batrevoso estava vidrado no computador pesquisando alguma coisa, mas não tô afim de gastar meu precioso tempo para descobrir. E Referência estava falando com alguém em uma espécie de bip.

Certo, Arlequina em ação: Comecei a olhar fixamente para o teto.

- Tá olhando o que? — Perguntou o Tio, olhando na mesma reta que eu.

- O nada... — Dei uma pequena pausa. — O nada que te interessa! — Sorri ao ver a expressão dele.

- Um dia você vai me levar a essa sua loucura! — Encarou-me.

Eu comecei a tirar as amarras com a telecinese. Ele olhou. Comecei a me soltar. E quando me soltei, levantei e caminhei em um passo, até as grades. Fixei minhas mãos nas mesma e comecei a lamber a grade.

-  Você sabe que eu vou sair, não sabe? — Perguntei.

- Rum... América, chamar ela! — Pronociou, vendo Referência acentir.

- Vamos ver quem vai escapar agora! Ela vai vigiar muito bem vocês! — Ainda vidrado no computador, Trevoso falou.

Não demorou muito até eu ouvir um barulho irritante de salto. Algo surgiu da escuridão. Primeiro surgiu a bota com o salto, depois uma capa vermelha, uma saia também vermelha. E já completo, uma loira com uma roupa colada com símbolo de S.

- Pensei que o Super Man era homem! — Ela me olhou totalmente séria. — Fica com essa cara não. Prazer Arlequina! — Estendi a mão entre as grades.

As garotas nem estavam ligando para a presença da garota do S. Elas até tinham visto, mas segundo  a Rosa era para mim enrolar tudo e todos, até elas executarem o plano.

- É dessas fracas que eu vou ter que cuidar? — Perguntou em tom mais sério que antes.

- Sim! — Tio Rápido saiu da cadeira. — A cadeira é toda sua, Mileyde! — Fez uma reverência de cavalheiro, concerteza de deboche.

- Há Há, que engraçadinho! — Ironizou, sentando-se na cadeira. — Cadê a Water nessas horas! — Queixo-se.

- Mulheres. — Tio Rápido falou simplesmente. Eles parecem de uma relação bem íntima.

- Homens. — Disse ela.

- Tô interrompendo o casal, sim eu sei. Mas, eu quero suco de laranja! — Falei a vendo me olhar incrédula. — Também quero uma cafeteira e um livro!

- Como se você estivesse em condição de pedir alguma coisa Arlequina! — Referência disse.

Ah, fala sério. Eu só quero um suquinho e um cafezinho. E o livro é só para me distrair.

- Vocês são chatos, eim? — Pergunto retoricamente, ou seja, não esperando uma resposta.

Eles me olharam por um tempo. Sério, eles só estavam me observando por eu ter usado poderes nessa cela?

Enquanto isso, Ino tá usando a magia de Attilan para se comunicar com uma tal “amiga”, que ela conheceu.

- Tá, cansei. Quero sair daqui e é para já! — Ordenei, vendo a risada deles.

- Até parece que vamos deixar vocês a solta! — Nem preciso falar que quem falou isso foi o Trevoso, né?

Parei um pouco. Vi os mesmo concentrados em me observar. Eu só estava com um sorrisinho no rosto e me pendurando nas grades da sala, me balançando de um lado para o outro.

- Hahaha! Eu sou Arlequina. Eu sou Arlequina! — Ri psicopatamente.

- Fica quieta! — Supa Ninja falou já estressada.

- Uh, os insanos serão os sãs no dia do amanhã! — Fiz uma careta.

Olhei logo para o lado. Vi minhas lindas irmãs, que estavam concentradas na cadeira. Sakura parecia observar cada canto, e Ino fingia que estava desacordada. Que nada, ela estava fazendo uns barulhos...

- Oizinho, alguém querendo ser meu amiguinho? — Pergunto com cara de sonsa.

- Ela é assim mesmo? — A garota questionou.

- Não sabemos. Ela é um segredo puro! — Respondeu o Tiozinho.

Em um lugar distante, narrado pela a linda e diva Autora-Chan:

- Ah, fala a sério? Só agora que ela lembra de mim! — Indignada mais feliz. A garota de cabelos azuis claros, com olhos também azul-cobalto. Com pele branca e baixinha, de apenas 1,60 de altura, juntamente de uma aparência fofa e angelical. Trajava um top azul escuro, de gola. Short escuro, com alguns rasgos. Rabo de cavalo alto, com uma franja que lhe cobre o rosto, e olhos um poucos mais escuros. — Magoei! — Balançava os pés em cima de um prédio de 634 m. O prédio era mais conhecido Tokyo Sky Tree, em Tóquio.

A mesma olhou para baixo, vendo os carros passarem e todas aquelas luzes piscando. Mesmo longe do chão, a mesma tinha copiado visão super alterada de uma feiticeira que havia lutado semanas atrás.

- Há! Ela quer que eu atravesse o mundo em só poucos minutos? — Sorriu debochada, pausando um pouco. — Sem problema, querida! — Completou, pulando do prédio.

Enquanto ela estava sentindo o ar gelado bater em sua face, ela tirava discretamente um chicote do lado seu short escuro. Ela fechou os olhos rapidamente. E logo, em uma ação rápida, lançou o chicote em um prédio mais baixo, porém o suficiente para ela poder se locomover entre casas e prédios.

- UHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!  — Gritou de excitação com o momento. Atraindo a atenção de pessoas que passavam pela a rua no momento desprovido. — Já tô indo, Feiticeirinha!

Do outro lado do mundo, narrado por Arlequina:

Caminhei pela a cela inteira. Já estava cansada daquele local monótono. Só que, não posso fugir assim! Eu vi que a Batcaverninha, era a mais segura prisão do mundo, mesmo não sendo uma prisão.

Sentei-me na cadeira. Inclinei a minha cabeça para o lado, levando junto meu corpo. Fiquei de cabeça para baixo, contando os pequenos grãos de terra que avia pelo chão.

- 4, 5, 6, 7. — Sussurrava, mas mesmo assim não passava despercebido pela a SulAmérica. A mesma apertava os olhos, mais nem tanto.

[...]

Tédio, tédio, esse é o tédio. Mas que tédio!

Pelo o que eu sei, o resgate chegaria rápido. Mas parece que terei que nos auto-resgatar, só pode!

Continuava de cabeça para abaixo. Mesmo se passando... Sei lá quantas horas!

Me levantei e sentei-me adequadamente na cadeira. Tá, nem tanto. Só estava com uma perninha para fora.

- Buf, eu quero diversão! — Bufei almejando um bom café e um livro de romance para ler.

- Diversão na sua língua, significa o caos! — Comprovou o América, mas conhecido por “Referência”.

- Alguém me busca um cafezinho? — Perguntei, vendo os olhares dos “Heróis” sobre mim. — Tá, tá. Vo ficar de bo calada! — Fiz um sinal com as mãos, como se fosse um zíper.

Não muito distante, novamente narrado pela a diva, maravilinda da Autora-Chan:

Nenhum pingo de suor, e sem nenhum esforço. A garota de cabelos azuis, pulava de prédio em prédio.

- Tô chegando! — Disse entre um pulo e o outro.

Realmente, ela estava chegando. Não foi muito rápido atravessar o mundo inteiro. Mas, graças a sua velocidade sobre humana, a bela garota havia conseguido.

Com o reconhecimento do local, sabia-se que ela estava perto de chegar ao lugar desejado!

Batcaverninha, narrado por Viúva Negra:

Nossa, ela é maluquinha agora. Mas que ela é boa em enrolar, ela é!

Ino está fingindo estar desacordada, e eu só vigiando o local.

Eu cansei de ficar aqui. O Batman só fica nos computadores, e quando sai é para “salvar a noite junto com os outros”. A garota da capa só fica vigiando a Arlequina. Não se dar nem o prazer de nós vigias. Talvez, seja porque ela tem uma ficha criminal maior que a minha, ou tinha. Porque eu apaguei tudinho!

- Maravilha, maravilha, maravilha, por favor! — Arlequina cantava entediada.

- Fica quieta! — Ordenou a Supergirl.

Ela se calou, mas como eu conheço ela, logo logo ela volta a falar!

Mesmo local, narrado por Arlequina:

Eu já estou cansada. Não aguento mais ficar aqui. FICAR PRESA É CHATO!

Agarrei novamente as grades, me balançando para lá e para cá. Por mais que eu possa sair, infelizmente eu não posso mostrar meus poderes. Foi o que elas disseram.

[...]

Tic tac, o tempo tá passando.
Tic tac, o tempo tá acabando.
Tic tac, já tá se esgotando.
Tic tac, se esgotando.

Boooooooooooooooooooooom! (Nathy: E isso é meu barulhinho de explosão!)

O teto começou  a cair. O chão tremeu. Estava tudo desmoronando.

Olhei para o lada. Vi Escarlate sorrindo, Rosinha se soltando das amarras sem esforço. Logo Ino se soltou.

- Até que enfim, ela chegou! — Escarlate disse confiante.

Atravessei a cela. Fui em cada cela e as tirei da mesma.

Nessa fumaceira toda, não dava para ver nada.

- O Rosinha, guia nós aí, cof cof! — Segurei a mão dela é de Escarlate. Não dava para ver completamente nada.

A fumaça estava tão densa. Estava tossindo, e estava com uma dificuldade imensa de respirar.

- SAKURA, PARA A PORTA. ARLEQUINA, LIMPA O CAMINHO! — Avisou Escarlate. — Vamos encontrar alguém!

Eu toquei pisei forte, afastando toda a fumaça que havia em nossos caminhos. Caminhamos até a porta, em uma parte límpida, graças a esse poder.

Estávamos quase na porta, até que vimos uma garota de cabelos azuis segurando uma granada!

- Oizinho, Mona. Prazer, Arlequina! — Comprimento estendendo a mão. Ela me olha, e em seguida para Ino.

- Ino, essa é a Hinata? — Perguntou, vendo Escarlate acentir. — Miga, sua linda. Amei a transformação!

- Você é das minhas! — Falei, envolvendo os nossos braços.

Ela ia tacar a granada. Mas, eu botei minha mão em impedimento. Tenho que fazer alguma coisa antes. Uma coisa não importante. Mas, importante ao mesmo tempo!






























Na verdade, coisas pequenas tem mais valor que as coisas grandes. Mesmo que seja a mais humilde das ações, ou emoções! — Soi uma poeta de primeira! Sqn ;-;

   


Notas Finais


Créditos a Atemis pela Supergirl, e a Nyah pela linda azulada com nome desconhecido! Hshshshjaa 😎😋

Water, quem é Water? Sarinha, querida! ←

Ah, eu criei um grupinho. Quem quiser entrar, pode botar o nome e o número nos comentários, ou por mensagem!

Mereço comentários?

Me desculpem os erros, não revisei ainda. E piorou agora, tô realmente cheia de erros ortográficos. Até o próximo capítulooooooooooooo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...