História As músicas que me guiaram - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Lydia Martin, Scott McCall, Stiles Stilinski
Tags Martinski, Sciles, Stydia, Sydia
Exibições 233
Palavras 2.225
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Como estão?? Sim, eu sei que demorei um pouco para postar... Desculpe por isso!
Estou tentando acabar "Aniquila-me" para conseguir focar em outras fics, inclusive essa, então se eu acabar demorando de novo, vocês sabem o motivo!
Estão preparados para conhecer um pouquinho da nova fase Stydia?? Nessa fase vocês vão ver mais outros personagens e também outros ambientes (com eles mais novos, praticamente só ficavam dentro de casa hahaha)
Espero que gostem!
Boa leitura

Capítulo 11 - Escravo sexual


Um ano depois.

Stiles batia os pés contra o piso e lambia os lábios a cada segundo. O suor de formava e escorria pelo rosto. A pele estava fria, as mãos tremulas. Ele odiava ficar nervoso daquela forma e isso era muito raro de acontecer. Poucas situações abalavam sua autoconfiança.

— Stiles, vai dar tudo certo! Não precisa ficar assim. — Era a quarta vez que Lydia dizia uma frase semelhante para tentar reconfortar o amigo.

— Eu preciso conseguir. — Ele respondeu sem nem a olhar. O nervosismo o dominava.

— Você sabe o quanto é talentoso com a música! É impossível eles não...

— Mas eles podem não me achar bom o suficiente!

Lydia revirou os olhos, perdendo aos poucos a paciência com o melhor amigo. Tentando arrumar uma forma de acalmá-lo, segurou suas mãos e fixou o olhar no rosto bonito. Com relutância, Stiles a encarou de volta.

— Eu vou estar na primeira fileira ao lado de seus pais torcendo para você! — Um sorriso meigo se formou nos lábios dela. Mas então, Lydia bufou antes de completar a frase com certo desgosto: — Seu novo melhor amigo também vai estar lá.

— Você e Scott têm que parar com essa briga boba. — Ele murmurou se esquecendo por alguns segundos do motivo para estar ansioso. — Eu posso muito bem ter dois melhores amigos.

— Não era o suficiente quando era só eu?

Foi a vez de Stiles revirar os olhos. Lydia continuava odiando Scott e para piorar, o McCall não parava de provocá-la. Eles passaram a conviver juntos com muita frequência por causa de Stiles e sempre que estavam os três no mesmo lugar, o McCall e a Martin começavam a discutir feito crianças.

— Aposto que está assim porque essa semana eu não masturbei você. — A afirmação repentina de Stiles fez Lydia corar e arregalar os olhos.

— Por que você sempre acha que esse é o meu problema? — A voz dela se tornou um sussurro. Tinha medo de alguém ouvisse a conversa pelos corredores da escola.

— Porque eu sei que você gosta de ser masturbada no mínimo três vezes na semana. — Ele falou seguro e a olhando com firmeza. Conhecia muito bem os desejos da garota e o seu corpo. — Toda vez que você pede menos do que isso, fica com um mau humor terrível!

— Isso é.…mentira. — A voz de Lydia quase sumiu. Ela ainda ficava constrangida com aquele tipo de assunto.

— Eu não sei porque você fica com vergonha de pedir! Não foi gostoso quando eu masturbei você todos os dias durante uma semana? — Ela precisou desviar os olhos para o chão. Ele abriu um meio sorriso. — Era semana de provas e mesmo assim você ficou relaxada.

— Podemos voltar a falar sobre o quanto você está nervoso com a apresentação?

— Eu fiz alguma coisa errada? Está chateada comigo? — Stiles aproveitou aquele assunto para falar do que o incomodava e esquecer seu nervosismo. — Você está pedindo bem menos para eu tocar em você e agora está até negando quando eu ofereço! Você nunca negava.

Lydia ficava desnorteada com a calma de Stiles para falar sobre sexualidade. Qualquer assunto íntimo ou constrangedor, ele dizia com tranquilidade, olhando bem nos olhos dela.

— Claro que não! Você é... — Lydia levantou o rosto para encará-lo e perdeu a fala. Os olhos castanhos eram desconcertantes de tão lindos. O estômago dela deu giros ao encarar tanta beleza. — Você é lindo. — Ela não percebeu o que dizia.

— Eu sei que sou lindo, Martin. — Ele provocou sem nenhum tipo de constrangimento. — Mas sou tão lindo que você não quer mais a minha mão na sua calcinha?

— O Scott disse...

A coragem de Lydia se extinguiu. A voz dela morreu aos poucos e no fim, ela apenas abaixou a cabeça sem completar o que dizia. O rosto de Stiles foi preenchido de incredulidade.

— Você não está querendo ser masturbada por causa de alguma coisa que o Scott falou? — Stiles nem percebeu o quanto o tom de sua voz aumentou com aquela frase. Por impulso, Lydia deu um tapa forte em seu braço.

— Fale baixo! Ninguém precisa saber que...

— O que o Scott falou?!

— Eu ouvi vocês conversando. — Ela murmurou com os olhos inquietos. Olhava para tudo, menos para o melhor amigo.

— Você sabe que eu falo para ele sobre tudo que a gente faz. — Stiles falou rápido, com medo de que esse fosse o incômodo de Lydia.

— Eu sei! O problema não foi esse.

Quando Scott e Stiles começaram a se aproximar muito, se tornando inseparáveis, o Stilinski perguntou para Lydia se ele podia falar para o McCall detalhes sobre a amizade colorida. Scott já sabia desde sempre que eles tinham alguma intimidade sexual, mas Stiles nunca tinha falado nada a mais com medo de constranger a melhor amiga.

Mesmo sem gostar de Scott, Lydia não viu como negar aquele pedido. Até porque, sabia como era difícil para Stiles ser tão tagarela, gostar tanto de gabar e não poder dizer para ninguém sobre o que fazia com ela. E também, mesmo que ela quisesse negar, sabia que no fundo o Scott era um bom garoto. Tarado, mas bom. Exatamente como Stiles.

Assim, Lydia tinha perfeita consciência de que os garotos conversavam muito sobre o que ela fazia com Stiles. Na verdade, na maioria das vezes que falavam sobre isso, o Stilinski fazia questão de que fosse na frente de Lydia. Isso só a deixava mais envergonhada, porém ele tinha a sensação de que assim, ela ficaria mais segura em relação ao que ele falava, mostrando que não tinha nada a esconder.

A verdade era que Lydia confiava cegamente em Stiles. Ela sabia que ele jamais a envergonharia e que se ele gostava de conversar com Scott sobre aquilo, era porque Scott também jamais a constrangeria. A não ser é claro, fazendo piadas maldosas e sugestivas para a própria Lydia. Mas isso, Stiles sempre fez.

— O que foi então? Não quero ficar mais ansioso! Já estou preocupado com essa apresentação, não...

— Ele disse que você me... alivia com mais frequência do que a quantidade de vezes que vocês dois se masturbam.

— O quê? — Stiles lembrava daquela conversa com Scott. Mas ainda assim, perguntou por não entender como uma piada de seu melhor amigo podia ter influenciado Lydia.

— E-eu não quero que você faça mais isso em mim do que em você mesmo.

Ainda confuso, Stiles segurou as mãos de Lydia. Inclinou o corpo para ficar na altura da amiga e a olhou fixamente. De alguma forma, aos quinze anos Stiles estava ainda mais bonito.

Lydia não sabia como respirar ao ficar perto dele. Ele estava ainda mais alto, os ombros mais largos, o rosto mais maduro. Os traços infantis estavam abandonando suas feições.

Ela via, aos poucos, a transformação de Stiles para um verdadeiro homem. Era inacreditável que quando crianças, Lydia era bem mais alta que o amigo. Depois do Stilinski se desenvolver tanto, se tornou quase impossível dizer que ele era mais novo.

— Você está com vergonha de gostar muito de ser masturbada?

— Garotos fazem mais isso do que garotas.

— Que pensamento ridículo, Lydia! — Mais uma vez, Stiles quase gritou de tão alta que sua voz ficou. — Quer saber da verdade? Eu realmente faço muito mais em você do que em mim e eu amo isso.

— N-não quero mais falar disso. — O constrangimento estava aumentando cada vez mais. Lydia tinha vontade de cavar um buraco no chão e se esconder ali para sempre.

— Pequena, não tem motivo para ter vergonha dos seus desejos! — As mãos grandes de Stiles alcançaram o rosto da menina. — Você tem noção do quanto me enlouquece saber que você gosta tanto de ser estimulada por mim? Eu fico imaginando que quando nós perdemos a virgindade, é capaz de você querer repetir mais do que eu!

Lydia arregalou os olhos e desejou poder negar aquela afirmação. Mas a verdade é que ela já se sentia completamente viciada no toque do garoto. Ela só permitia que ele a tocasse por cima da calcinha, pois tinha medo dele tentar penetrá-la com os dedos e de que isso causasse algum desconforto. Ainda assim, o que ele conseguia fazer por cima do tecido já era...extraordinário.

Então, era impossível deixar de pensar que quando Stiles tivesse mais liberdade com seu corpo, ia fazer coisas ainda melhores, mais prazerosas. Se era capaz de existir algo mais gostoso que sentir a mão dele entre suas pernas, era óbvio que ela ficaria ainda mais viciada.

— Você tem o direito de ter muito tesão por mim. — Ela abriu a boca, porém nenhum som saiu. Stiles sorriu. — Eu sei que você não fica simplesmente querendo ser aliviada. Você fica excitada por minha causa e gosta que eu toque em você daquele jeito íntimo.

A cabeça de Stiles se apoiou no ombro de Lydia. Os lábios finos estavam estrategicamente posicionados bem perto do pescoço sensível da melhor amiga. Ela já estava toda arrepiada.

— Já percebeu a sorte que tem por ter um melhor amigo gostoso para realizar seus desejos? — O deboche dele era irritante, mas Lydia achava extremamente sexy. — Eu sempre vou te servir sexualmente. Então em vez de ficar com vergonha, pode aproveitar bastante porque tem por toda a vida alguém que vai mimar muito você dando quantos orgasmos você pedir.

— Stiles... — Ela queria ter força para reclamar das coisas obscenas que ele dizia. No entanto, era impossível negar que ela estava gostando do rumo da conversa.

— Surpresa em saber que um garoto tão sexy, popular e bem-dotado acaba de falar que é seu escravo sexual? — Ele tinha vontade de rir, mas controlou à vontade mordendo os lábios. Não queria que Lydia saísse do clima. — Estou ansioso para você finalmente decidir se aproveitar do meu corpinho.

— Não sei como posso ser apaixonada por alguém tão idiota. — A escolha das palavras de Lydia fez Stiles abrir um sorriso imenso.

O garoto depositou diversos beijos no pescoço da melhor amiga. Era raro os momentos em que ela dizia em voz alta que era apaixonada por ele e isso fazia com que o coração de Stiles se contorcesse no corpo.

— Se eu não fosse idiota, você não seria tão apaixonada por mim.

Lydia só conseguiu suspirar. Sua pele estava arrepiada e muito sensível graças aos beijos que recebia. Não importava o tempo que ela convivia com Stiles, ela nunca conseguiria se acostumar com as reações que ele provocava em seu corpo.

— Eu aposto a minha vida que vocês estavam falando sobre sexo! — O grito desinibido e bem-humorado fez Lydia bufar e Stiles sorrir. — Mas se vocês conseguirem controlar os hormônios, Stiles tem uma apresentação para fazer!

Scott foi o dono dos gritos. Ao terminar de falar, ele já estava ao lado dos amigos e passou os braços nos ombros de cada um. Stiles soltou uma risadinha gostosa e Lydia apenas cruzou os braços na frente do peito.

— Eu prefiro continuar falando sobre sexo do que ir para essa apresentação!

— Assim que você impressionar todos os jurados, vai ter todo o tempo do mundo para conversar sobre seu assunto predileto! — Stiles continuou sorrindo e Lydia continuou emburrada. McCall virou de frente para ela. — Vamos, Lydia. Pensa que quando esse garoto fica feliz, ele fica doido para masturbar você o dia todo!

— Só não vou bater em você agora, porque não quero desconcentrar Stiles. — A resposta de Lydia fez o Stilinski sorrir mais, cheio de orgulho do temperamento da menina.

— Por isso que eu amo você, Martin! — Scott debochou com a frase verdadeira. Os olhos escuros brilhavam com diversão e provocação.

— Ela também ama você, só é muito marrenta para dizer. — Stiles fez questão de responder por Lydia e antes que ela se estressasse, depositou em sua testa um beijo para acalmá-la.

— Eu sei que ama. — Scott murmurou com um sorriso que desconcertou Lydia ao ponto de encarar o chão.

Os dois garotos riram ao perceber que Lydia ficou constrangida e que também, em nenhum momento tentou negar aquelas afirmações. Ela nunca dizia algo contra quando um dos dois dizia que no fundo, ela também considerava Scott como seu amigo.

— Qualquer dia desses já vamos conseguir fazer um ménage! — Scott comentou logo em seguida, olhando travesso para Stiles. — Acho que sua garota já está cedendo aos meus dons de sedução.

— Não brinque com isso, Scott. — O aviso do Stilinski mostrou a mudança de humor.

Scott sabia muito bem que o ponto fraco de Stiles era Lydia. Por isso, ele provocava sem nenhum pudor o melhor amigo, somente pelo prazer de deixá-lo verdadeiramente irritado.

— Fala sério, Stiles! Seria divertido nós três fazendo sacanagem juntos. — O sorriso de McCall aumentava a cada segundo. Lydia só conseguia arregalar os olhos. — Vocês dois virgens, mas safados e eu com experiência... ia dar ótimas aulas!

— Eu não preciso que você me ensine a dar prazer para Lydia! — Stiles quase rosnou a frase e sem nem perceber, agarrou a cintura da melhor amiga com posse.

— Tem certeza? Você me perguntou como fazia um sexo oral bom, já que está doido para convencer a Lydia...

O barulho estridente do sinal da escola fez Scott se calar. Stiles estremeceu e olhou a hora no celular. Arfou e a contragosto, se desfez do abraço com Lydia e deu alguns passos para frente.

— Meu Deus! Vai ser agora! — Stiles exclamou assustado.

Lydia, percebendo a paralisia do melhor amigo, agarrou sua mão e o puxou com força. Com os dedos entrelaçados, correram em direção ao auditório já lotado. Scott correu logo atrás deles.


Notas Finais


Então o que acharam??
Eu não expliquei propositalmente sobre o que é essa apresentação do Stiles, mas no próximo capítulo vocês saber sobre o que se trata! E sim...vão "ver" Stiles divando em cima de um palco hahaha
Agora a presença do Scott vai ser constante, vão conhecê-lo melhor.. mas já deu para perceber que ele é muito parecido com o Stiles, não é mesmo? Ele vai ser um ótimo amigo, porém vai saber irritar nosso casal hahahah
Espero que se divirtam com a relação dos três, como eu estou me divertindo planejando como vai ser.
E sobre a Claudia..eu também vou explicar melhor depois.
Esse capítulo foi mesmo só uma introdução dessa nova idade. Vocês vão ver muitos ciumes, muitos avanços nas amizades coloridas e muitas situações engraçadas!
Como sempre, estou mega animada, então espero que vocês também estejam!
Beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...