História As novas Rainhas do crime. ( Interativa ) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arlequina (Harley Quinn), Esquadrão Suicida
Personagens Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina)
Tags Anime, Arlequina, Batman, Bruce Wayne, Bts, Catwoman, Comedia, Coringa, Harley Quinn, Hera Venenosa, Mulher Gato, Pamela Ivy, Poison Ivy, Policial, Romance, Selina Kilye
Visualizações 46
Palavras 962
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - ( Prólogo Bônus)- O começo do Fim.


Fanfic / Fanfiction As novas Rainhas do crime. ( Interativa ) - Capítulo 1 - ( Prólogo Bônus)- O começo do Fim.

 Às vezes você precisa juntar duas pessoas insanas para ter uma relação normal"
-Harley Quinn

-------------------------------------------------------------
                Arsenal de arkham : 00:10 pm

     Ate hoje a duvida que tortura a minha cabeça é: Como apenas um simples minuto pode mudar todo o rumo da história? 

    Opçoes , liberdades e escolhas...
Poder escolher é uma das melhores coisas da vida, é a definição de ser livre como um pássaro que aprende a voar.
Mas também é muito assustador .
Sim , pois ao escolher uma coisa...
Voce abre mão de todas as outras coisas que poderia ter escolhido no lugar.

P.V: -  ♧♤▪Harley Quinn ▪♤♧ - 

    Em apenas três segundos a minha vida mudaria para sempre.
    Em apenas Dois segundos eu faria algo que por algum motivo que ainda não sei me arrependeria muito.
Em apenas um simples segundo ...

-Tudo pronto harley? -  Uma figura curiosa e um tanto assustadora de cabelos esverdeados, roupas roxas como a de um palhaço de circo de sorriso macabro que causava um frio na espinha de quem o visse , fazia um sinal a sua companheira enquanto a mesma segurava um botão vermelho e azul em suas mãos. Algo que muitos veriam como infantil , porém o que eles fariam com aquilo não seria algo apropriado para crianças.

-Yeah , Mr.J !!!-Sorrio animadamente em confirmação. Não que hoje eu esteja muito a fim de ter que limpar as manchas de sangue e pólvora de tiros dos meus vestidos como sempre fazíamos quando voltávamos de nosso "Passeios" . Mas  para deixa-lo com aquele encantador sorriso que só ele possui eu faria qualquer coisa nesse mundo.

- Parece que é hora do show querida! - Não sei dizer ao certo como fiz para segurar meus pulos de alegria no momento em que ele segurou o meu braço.

 Foi uma sensação tão forte que naquela hora pude ter a total certeza que havíamos sido feitos um para o outro. Naquele momento era só eu e meu pundinzinho... Foi realmente especia: Estávamos lado a lado, ele segurava minha mão, eu segurava a mão dele,  eu sorria para ele e ele sorria para o botão que eu segurava na outra mão desocupada.

   Em exatamente três  segundos o arsenal de armas bionicas de Arkham havia se transformado em um verdadeiro show de fogos de artifício.
Foi tão  romantico !
Quer dizer... seria romantico se nao fosse pelo sangue , o cheiro de quimica ,o calor dos infernos ,e o tanque quimico que estava prestes a explodir... Bem poderiamos dizer que estava  rolando uma verdadeira "quimica" aqui ...
É eu sei , tenho que melhorar nas minhas piadas se eu quiser ficar perto dele , essa foi pessima Harley .

-AGORA HARLEY !!!

Eu nao me lembro de muita coisa daquele dia , só de umas vozes na minha cabeça dizendo para eu nao fazer o que estava prestes a fazer...

-ANDA LOGO HARLEY !!

Bom voces devem estar se perguntando o que uma garota como eu estava fazendo em um arsenal químico de armas.
Eu estava prestes a apertar um botão que liberaria uma enorme quantidade de gâs do riso sobre gotham,  depois roubariamos uma bomba nuclear e dominariamos gotham , e quem sabe depois meu namorado e eu iriamos tomar  um sorvete de creme.
Simples  não é ?
Nao...
Eu estava cara a cara com o botão enquanto meu docinho e seus capangas estavam segurando a entrada.

-O QUE VOCÊ ESTÁ ESPERANDO SUA IMPRESTAVEL ? - Ele gritava para min , não faço ideia do porquê eu havia congelado assim derrepente  no calor do momento.

Acho que imprestavel é a coisa mais fofa do que ele ja me chamou , mas fazer o que ?  Eu encarava o botão com  hesitação,  como se algo me impedisse de realizar o ato,  foi ai que eu ouvi uma voz que parecia não ser de ninguém na sala de armas:

-Nao faça isso harleyzinha *voz na cabeça*- 

-Quem é você ? *harley

-Sou sua consciencia *voz na cabeça

-Prazer sou Harley quinn! 

-Harley foco ! Nao  aperte esse botão!

Hmm... Apertar ou não apertar... eis a questão!Eu nao sei o que fazer ! Seguir uma voz estranha assustadora e bizarra mas gentil da sua cabeça ou obedecer meu pudinzinho explodir gotham e depois tomar um sorvete de  creme?
Logico que sei ... Eu amo sorvete de creme !
Contagem regressiva...

-1
-2
-3

BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOMMMMM!!!!

Se ouvia uma explosão...
Na verdade não se ouvia nada porque meu timpanos provavelmente também haviam explodidos e agora eu so ouvia um barulho agudo como o de uma irritante abelhinha zunindo na mira orelha .De qualquer forna eu acho que devo ter voado ums cinco metros ate bater na com tudo em uma parede de ferro puro. Minha vista escureceu e antes que eu pudesse respirar uma rajada de produtos quimicos , ferros , poeira e pedaços de maquina voaram pelo ar , só me dando chance de proteger meu rosto empoeirado  com as mão , lá se foi uma hora de maquiagem, mas essa não éra a pior parte da história.
Ai merda....
O barulho da explosão não  vinha do gás  do riso do coringuinha , mas sim da porta de entrada que tinha acabado de ser arrombada.

 Haviam chamado o exercito a marinha a força aérea e até o panaca do Batman que foram mais rapidos do que eu ...
Mesmo com os olhos inchados pela quimica, eu consegui ver o pudin voando ums dez metros e um bando de caras verdes invadirem a porta armados e com cara de poucos amigos .
Meu corpo latejava como se alguem tivesse passado por cima dele com um trem
Eu resisti as dores e desmaiei .

 Pudinzinho nao vai gostar disso...

Acho que eu vou dormir no sofá hoje .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...