História As oito meninas da minha vida. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens Gumi Megpoid, IA, Len Kagamine, Luka Megurine, Miku Hatsune, Rin Kagamine
Tags Len Harem
Exibições 28
Palavras 1.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


olá jovens nesses dois próximos caps vou contar sobre o passado dos gêmeos

Capítulo 4 - Almas gêmeas (parte 1)


Fanfic / Fanfiction As oito meninas da minha vida. - Capítulo 4 - Almas gêmeas (parte 1)

-interessante –seu pai disse sorrindo.

Rin estava prestes a voar no homem quando neru a puxou para trás de si nunca viu sua prima tão seria quanto naquele momento seu pai encarou o grupo e depois olhou para rin que mesmo sem querer se encolheu diante do olhar do pai que suspirou.

-vocês arrumaram uns amigos bem protetores –seu pai disse e sorriu para ela um sorriso que a perturbou bem mais que qualquer coisa que ele já fez com ela.

-só vim para anunciar que vocês agora tem irmãos eles são gêmeos também –o homem disse e jogou uma foto para kaito que estava mais próximo dele kaito agarrou a foto e deu a mesma para gumi que estava ao lado de rin a esverdeada viu a foto antes de passar para rin.

Eram duas crianças gêmeas quase idênticas de cabelos negros e olhos dourados o casal olhava para a câmera sorrindo e surpresos rin sentiu ânsia de vomito ao ver a foto os gêmeos do pai eram idênticos a ela é len quase como se ele os tivesse substituído.

-agora que já disse o que queria pode ir –IA disse encarando o homem que sorriu.

-as crianças de hoje tão nervosas –ele disse e então olhou serio para o grupo –e se eu quiser levar minha filha para casa ?-ele perguntou e kaito tomou a frente.

-vai ter que passar por nós –o azulado disse.

Seu pai não respondeu em vez disso deu um passo a frente ficando a frente de kaito seu pai era maior que o azulado e o olhava por cima ,porém o azulado não recuava do olhar do homem pelo contrario o encarava igualmente agressivo.

Seu pai fez o primeiro movimento e socou o azulado no queixo com tanta força que kaito caiu foi tudo muito rápido IA e gakupo chutaram seu pai que se esquivou dos dois e os derrubou no chão depois encarou neru.

-saia da minha frente –ele disse a sobrinha –seu pai não vai gostar se eu encostar em você.

- e nem o meu se você não sair da casa da minha família –a voz de teto veio do lado de fora e a ruiva encarava o homem que praticamente era seu tio com desprezo ao ver os amigos no chão.

-princesa –o homem disse serio –até você.

-saia da minha casa kagamine –teto disse e o homem suspirou.

-muito bem perdi meus filhos mais velhos –o homem disse caminhando até a porta ,mas antes mandou um olhar penetrante para rin –adeus filha até mais.

Quando o homem saiu todos respiraram aliviados e rin desabou paralisada pelo medo que sentia de seu pai a loira foi abraçada por gumi e luka enquanto neru ajudava gakupo e IA a se levantarem gumo chegou logo em seguida e ajudou a deitar kaito no outro sofá.

-eu demorei porque não achei vocês na escola –teto disse antes de ser abraçada por neru e miku coisa que surpreendeu a ruiva e a fez corar.

-você nós salvou irmã !-miku a apertou tanto que teto ficou sem ar ,mas depois sorriu docemente para as duas.

-tudo bem –ela olhou para len caído no sofá e miku que era abraçada por gumi.

-rin e hora de contar sobre aquela época –gumo disse olhando para o grupo-eu vou ligar para um medico enquanto isso.

Rin se acalmou com ajuda de suas irmãs e começou a contar uma historia que escondeu durante toda a sua vida na verdade por mais que quisesse falar a verdade para alguém tinha medo das consequências ,mas sabia que ali não seria julgada não por sua família então ela começou a contar sua historia a historia de rin kagamine a alma gêmea de len kagamine.

Os dois tinham 14 anos quando tudo começou len tinha começado a ganhar uma voz mais grossa e alguns músculos graças aos treinos e surras de seu pai rin começou a ganhar um pouco mais de corpo e os hormônios dos dois ajudaram de certa forma rin não olhava len do mesmo modo quando os dois se deitavam na mesma cama para dormir a loira queria sentir seu irmão perto de si e o abraçava com frequência.

A loira não sabia o que se passava com ela pessoalmente rin nunca deixou de admirar o irmão que sempre dava duro em tudo que fazia sua mãe hikari dizia que seu pai forçava len a perfeição quando rin perguntou a ele len apenas lhe deu seu melhor sorriso infantil.

-ele diz que se eu não fazer perfeito vai forçar você a fazer –o loiro respondeu simplesmente.

Naquele dia rin começou a perceber que tudo que len fazia perfeitamente  não era por ele e sim por ela talvez tivesse sido isso que a fez o convidar para o baile em sua escola só para meninas o loiro tinha acabado de terminado com a antiga namorada teto e sofria para se livrar da ex mesmo com a ajuda de neru e suas amigas ´´safadinhas ´´.

-irmão-ela chamou enquanto ele estava estudando um grosso livro de paginas amarelas.

-sim princesa –ele respondeu virando a pagina.

-quer ser meu par no baile de sexta ?-ela convidou e o loiro parou de ler e olhou diretamente para a irmã.

-eu adoraria-ele disse.

A loira sorriu docemente deixando seu irmão voltar para seu livro ,rin abraçou o coelho de pelúcia que tinha rin sorriu boba uma felicidade estranha borbulhava em seu estomago.

Len odiava seu dia a dia sua rotina se resumia a ser surrado nas aulas de karate ir para a escola onde era o melhor aluno ,mas só tinha amigos por interesses assim como sua primeira namorada teto o loiro terminará com a ruiva não tinha nem uma semana e ainda estava furioso.

-como ele ousa –o loiro disse baixo para evitar acordar a irmã-decidir meu futuro assim.

Len apertou tão forte a cama de seu livro que por pouco não a rasgou o loiro se controlou não queria assustar a irmã que dormia atrás de si na cama que dividiam o loiro sorriu ao pensar que pelo menos se distrairia indo no baile da irmã.

Len acordou com alguém lhe balançando sabia que era sua irmã seu pai o acordava com socos e sua mãe chamava seu nome o loiro abriu os olhos encarando o grande adesivo de estrela cadente que reinava no quarto o loiro sorriu antes de se virar para a irmã que também sorria para ele.

-vamos príncipe hoje  e dia de baile –a loira disse se levantando animada rin usava um pijama amarelo que deixava suas pernas desnudas o loiro se pegou olhando muito para as pernas da irmã e corou se levantando assim como ela.

Len deixou que agua gelado o despertasse e o lembrasse dos machucados que tinha pelo corpo graças ao treinamento com seu pai que viajou á negócios o dando uma aula bem dolorida antes ,o loiro suspirou e se viu no espelho seu cabelo estava ficando realmente grande como o da irmã o loiro decidiu o cortar para ficar na altura de seu ombro e o prender atrás da cabeça para parecer mais cavalheiro.

Sua irmã o pegou saindo do banheiro com a toalha enrolada na cintura e os dois coraram até a loira reparar nos cabelos do irmão e rir apontando para ele.

-agora parece mais homenzinho –ela disse quase rolando de rir.

Len suspirou passando pela irmã indo para seu quarto onde ele se preparou para mais um dia na sua escola o loiro trocou para sua roupa escolar e colocou a mochila nas costas com pesar queria estudar com a irmã len não sabia o porque ,mas estar com rin completava seu dia.

Len saiu para mais um dia na escola dos herdeiros.


Notas Finais


até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...