História As oito meninas da minha vida. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens Gumi Megpoid, IA, Len Kagamine, Luka Megurine, Miku Hatsune, Rin Kagamine
Tags Len Harem
Exibições 28
Palavras 1.840
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


olá jovens

Capítulo 6 - Inferno escolar


Fanfic / Fanfiction As oito meninas da minha vida. - Capítulo 6 - Inferno escolar

Len acordou com muita dor seu braço doía como o inferno quando ele abriu os olhos e encontrou sua família e amigos á sua volta o loiro sorriu enquanto a irmã contava sobre o passado dos dois len quase podia ver a imagem em sua cabeça sua declaração para sua irmã seu beijo calmo e apaixonado.

O loiro tossiu deixando todos perceberem que estava acordado e foi esmagado no maior abraço grupal que já deu em sua vida,o loiro sorriu para sua família antes deles se separarem dele.

-então acho que a rin já contou né –o loiro disse coçando seus cabelos loiros –não nós odeiem por favor –o loiro disse inundado pelas lembranças daquele tempo.

Luka sorriu para o loiro e o abraçando mais forte que pode coisa que fez as outras meninas sentirem ciúmes.

-esta tudo bem len –a rosada disse –é estranho ,mas que amor não é-a rosada disse e len sorriu para ela antes de receber um beijo de neru que puxou sua cabeça.

-além do mais você é meu –a loira maior disse e gakupo e kaito levaram uma mão a cabeça desconfortáveis em ficar de vela para len e as meninas.

O loiro sorriu para a prima e depois para as meninas que o encaravam feio o loiro abriu os braços e as meninas se jogaram nele mais uma vez dessa vez foi miku que o apertou tanto que len pensou que a princesa quebraria suas costelas igual a teto.

-temos que ir no hospital ver isso –rin disse e o loiro concordou se levantando com a ajuda de gumi e IA.

Len agradeceu gakupo e kaito enquanto eles o ajudavam a entrar no carro de teto dirigido por gumo que o levaria para o hospital ,rin e miku foram com ele deixando as outras meninas em casa enquanto gakupo e kaito foram para casa.

Len sentia dor enquanto olhava para a vista da cidade o loiro pensava em como iria se livrar do pai agora que ele já estava atrás deles como um cachorro atrás de um osso o loiro suspirou enfrentar seu pai com os punhos não foi uma boa ideia e nem imaginava ser capaz de enfrentar seu pai financeiramente ou com influencia.

-chegamos raio de sol –gumo brincou do volante e len sorriu.

-obrigado mordomo –ele revidou enquanto miku saia do carro e o ajudou com rin a sair o hospital ficava em outra cidade e era enorme.

O quarteto seguiu com dificuldade para a recepção onde len deu seu nome ,idade e mentiu sobre ser atacado por um punk com um taco,a enfermeira o olhou de cima á baixo e lhe deu um sorriso e pediu para o loiro aguardar sentado nos brancos azuis da recepção que significavam pacientes jovens.

Len se sentou entre rin e miku cada uma segurava uma de suas mãos enquanto gumo sorria para eles apoiado na parede ao lado dos bancos um homem alto de cabelos dourados chamou len que mancou na direção de seu consultório o loiro se sentou e o medico o olhou de cima a baixo.

-parece que foi atropelado por um caminhão-ele disse e leu a ficha de len –um taco serio?.

-não tinha desculpa melhor –o loiro admitou –meu pai e um homem muito forte.

-é rígido pelo visto –o homem disse olhando os machucados de len – o que fez ? chegou tarde de alguma festa ?.-o loiro riu para o medico embora seu sorriso tenha morrido quando o medico mexeu em seu braço.

-levei minha irmã pro mal caminho-ele disse e o medico riu.

-imagino.- ele disse e pegou alguns remédios de uma grande estante depois começou a escrever uma receita para len.

O medico sorriu e pediu que len tomasse três comprimidos por dia e que ficasse de repouso só podendo ir a escola seu braço estava fraturado em três partes e o loiro teve que colocar um gesso para parar a dor sufocante que subia de seu antebraço até seu ombro.

Quando ele saiu sorria e se despediu do medico encontrando uma cena rara miku e rin conversavam normalmente enquanto gumo mexia no celular despreocupadamente o loiro sorriu para eles com seu braço engessado.

-vamos pessoal –ele disse sorrindo.

-vamos surrado –rin disse e se apoiou em seu braço bom quando miku se levantou e viu que não tinha como se apoiar no outro rin lhe deu a língua.

Gumo os deixou em casa onde len foi abraçado por seeu que quase derrubou o loiro no chão a presidente virou o rosto do loiro para si e lhe deu um molhado beijo na testa.

-nunca mais faça isso –ela disse e olhou no fundo dos olhos azuis de len.

-nunca mais chefe –ele disse e ela o abraçou novamente.

Luka e neru fizeram o jantar e len agradeceu as meninas enquanto ouvia piadas das outras e uma pequena briga entre miku e gumi que fizeram o loiro rir ,mas logo ele se arrependeu suas costelas doeram ,o loiro se deitou dolorido encarando a luz de seu quarto ainda sem saber o que podia fazer para afastar o pai da irmã.

Um barulho o fez se virar para sua porta da onde teto surgiu a ruiva usava apenas uma camisola baby doll azulada e seu sorriso de princesa len sem querer lhe devolveu o sorriso quando a mesma se deitou em sua cama sobre seu peito e sem uma palavra o beijou.

Len devolveu o beijo embora nunca soube quando ,mas havia perdoado teto só achava que não podia mais amar a ruiva da maneira que amou no começo de seu relacionamento embora os dois não estivessem em um.

-rin me lembrou uma época muito boa-a ruiva disse passando a mão pelo peito do loiro que lhe deu um sorriso triste.

-boa para quem ?-len perguntou irônico sem nunca olhar para a ruiva.

-ainda me odeia –ela perguntou –pelo que fiz?.

O loiro olhou para a ruiva pela primeira vez e viu tristeza em seus olhos vermelhos len lhe deu um sorriso e a abraçou com seu único braço livre.

-quem sou para odiar –ele disse –você mudou princesa ,pouco mais mudou.

Teto lhe deu um sorriso doce e abraçou o loiro feliz eles dormiram assim aquela noite.

Len acordou com dor para variar o loiro não encontrou teto em seu quarto imaginou que a ruiva acordou primeiro e foi tomar seu banho de princesa ,para prefinir surpresas len trancou a porta de seu quarto e entrou no banheiro vazio tirou todos os seus curativos e encarou a agua gelada escorrendo por seu corpo o fazendo arder seu olho roxo estava bem visível em seu rosto o loiro suspirou e cuspiu sangue no ralo coisa que o fez arregalar os olhos por um momento e depois rir uma risada meramente divertida.

-ele acabou comigo –o loiro disse desanimado.

Len se vestiu com uma leve dificuldade ,mas conseguiu se arrumar para a escola desceu e encontrou as meninas reunidas tomando café na mesa gumi lhe sorriu e tirou uma tigela de cereais coisa que fez len sorrir para a pequena enquanto era abraçado por luka e neru.

No caminho da escola len viu uma coisa bem estranha dois jovens passaram de moto por eles tão rápido que por pouco não bateu no carro de teto que os levava ,quando chegaram len foi direto a sala da diretoria ignorando os olhares curiosos e cochichos por todo corredor o loiro pediu para gumi avisar as meninas do conselho disciplinar.

Quando saiu da sala do diretor o loiro suspirou foi uma conversa longa e cheia de mentiras por sua parte demorou á conversar o velho diretor que foi atropelado por um grande carro azul len desceu para sua turma ainda curioso com o fato de não ter ninguém no corredor quando ele entrou len levou um susto.

A frente de sua turma tinha um casal de gêmeos idênticos um menino e uma menina e o mais perturbador os dois pareciam com len e rin só que com cabelos negros e olhos dourados.

-oh senhor kagamine venha conhecer seus irmãos –o professor disse e len levantou uma sobrancelha e olhou na direção de rin que parecia tão chocado quanto ele.

-irmão adotivos sensei –a menina disse sorrindo seu cabelo parecia o de rin ela parecia ser mais alta na altura de len ,mas seu tom de voz era idêntico ao da loira.

-essa e a primeira vez que nós vemos –o menino explicou e olhou para len com um sorriso que len desconfiou ser sarcástico –prazer conhece-lo oni-san –ele disse e levantou a mão para len que a apertou ainda confuso.

-eu sou rui kagamine esse e o rei –a menina os apresentou –seu pai nos adotou a dois anos.

Filho da puta –len pensou.

-eu não sabia –o loiro disse –me chamo len acho que já conhecem a rin.

A menina sorriu um sorriso feio beirando o sínico.

-claro rin one-san nós trouxe para a sala –ela disse e o loiro sorriu igual falso e foi se sentar.

Seus irmãos novos se sentaram a frente dele para seu alivio ao lado de um outro aluno novo de cabelos rosados que len percebeu que olhava muito para rin o loiro sorriu devia estar com ciúmes da irmã, gumi o provocou durante as aulas e o loiro riu bastante com a pequena até enfim o sinal libertador tocar.

Len se adiantou ainda tinha que levar um papel para a diretoria se despediu das meninas prometendo almoçar com eles no terraço enquanto passava pela biblioteca len se sentiu puxado o loiro levantou seu único punho bom pronto para uma briga ,mas ficou surpreso em encontrar rui sorrindo para ele de modo maníaco.

-olá oni-chan –ela disse presando len na parede.

-oi imouto o que você quer ?-ele disse incapaz de ler as intenções da morena que sorriu.

-pra começar –ela disse e ligou seu celular – me explique isso ?-ela amostrou uma foto de len e rin se beijando o loiro ficou pálido aquilo não devia estar ali ele não a beijava fora de casa.

-como diabos você?-ele começou ,mas ela mudou a foto dessa vez len beijava gumi e mudou para outra com neru e uma com IA e por ultimo uma com miku o loiro arregalou os olhos e sua imouto sorriu cruel.

-senhor kagamine o dito novo príncipe estudante exemplar e incestuoso e pior trai sua própria irmã com suas melhores amigas –ela disse colocando a mão na cabeça –pode imaginar o inferno que isso vai transformar sua vida escola?.

-o que você quer ?-len perguntou serio a morena sorriu.

-primeiro você –ela disse –depois quero que se afaste dessas meninas ou vou transformar a vida de cada em um inferno começando pela da rin entendeu ?-o loiro fintou os olhos dourados de rui com ódio antes de concordar com a cabeça.

-ótimo oni-chan você tem até amanha para cortar seus laços com elas –ela disse e sorriu –não se esqueça de sentar conosco depois.

A morena saiu com um sorriso sínico.


Notas Finais


eai oq acharam da chantagem?
e qual é a do yuma alguém chuta ?
trilha sonora dos novos gêmeos kagamine.
https://www.youtube.com/watch?v=BkH6axc69Po


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...